You are on page 1of 1

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AGUIAR DA BEIRA

MOÇÃO

(Aprovada em reunião de professores realizada no dia 15 de Janeiro de 2009)

Os professores do Agrupamento de Escolas de Aguiar da Beira em conformidade com


posições anteriormente assumidas no sentido de suspender o processo de Avaliação
do Desempenho, legitimadas na moção aprovada em plenário de 13 de Dezembro de
2008, reiteraram a sua decisão de não participar num processo que continuam a
considerar inexequível, discriminatório e improdutivo.

Ampla e publicamente contestado por uma inegável maioria de professores, o


referido modelo foi objecto de sucessivas remodelações regulamentadas pelo
Governo, em diversa e recente legislação, que mais não visam que provar a sua
aparente aplicabilidade.

Contudo, a última regulamentação, em nada alterando a substância do modelo, antes


torna mais clara a sua ineficácia enquanto promotor da melhoria dos desempenhos
profissionais, minimizando a importância da componente científica e pedagógica na
aferição do mérito docente, ignorando o cariz formativo inerente a qualquer modelo
de avaliação de professores.

Assim, os professores presentes reafirmaram a sua vontade e direito de serem


avaliados por um modelo justo, exequível e consensual.

Consequentemente, deliberaram manter o pedido de suspensão do processo de


avaliação tal como agora lhes é apresentado pela tutela.

Reiteram, ainda, a sua intenção de ser avaliados, mas nunca por este modelo, mesmo
numa versão que se limita a simplificar o acessório, mantendo os aspectos
essenciais mais gravosos. Manifestam ainda o seu direito a ser avaliados através
de um modelo que seja justo, testado, simples, formativo e que, efectivamente,
promova o mérito pela competência científica e pedagógica, mas sem diferenciação
de natureza administrativa.