You are on page 1of 5

12º M+N

CIÊNCIA POLÍTICA

“BRAVE HEART – O DESAFIO DO GUERREIRO”

Ficha técnica:
Realizador: Mel Gibson
Género: Épico
Ano de realização: 2005
País de origem: EUA
Braveheart é baseado na vida lendária de Sir William Wallace, um rebelde escocês, que encorajou e
liderou o seu clã na luta contra a tirania do Rei Eduardo I, no século XIII. Wallace, começando por liderar
poucos patriotas famintos, acabou por organizar um exército de guerreiros, sedentos de liberdade. Com ele,
os escoceses recuperaram a esperança, que levaria a Escócia a ser livre para sempre
O filme retrata a figura histórica de William Wallace, guerreiro, patriota
escocês e herói medieval. O realizador tenta conferir ao protagonista uma
faceta mais romântica e idealista e menos sanguinária.
A acção situa-se em finais do século XIII, tempo em que os rebeldes
escoceses lutavam contra o domínio do rei inglês Eduardo I.
Depois de anos de instabilidade política na Escócia, a terra estava aberta a uma
invasão do sul. O Rei Eduardo I da Inglaterra (Patrick McGoohan) decidiu conquistar a
Escócia. Depois de invadir a Escócia e ganhar a guerra, Edward (conhecido como
"Pernas Longas") concedeu terras escocesas à nobreza, juntamente com alguns
privilégios tradicionais. Um desses privilégios era o “Prima Nocte”, o direito de o senhor
ter uma mulher recém-casada escocesa na sua cama e passar a noite de núpcias com a
noiva. William Wallace (Mel Gibson) cresce neste ambiente de repressão e medo e
sobrevive à morte do seu pai e irmão. Seu tio chega e leva-o embora para viver com
ele. Viajam pela Europa e Wallace aprende a ler, escrever e falar latim e francês.
Quando ele volta para casa, apaixona-se por uma amiga de infância, Murron
MacClannough (Catherine McCormack), e casam-se em segredo, para que ela não
tenha que passar uma noite na cama do senhor Inglês. No entanto, o casamento é
descoberto e depois de uma briga no mercado, Murron é capturada. Wallace não chega
lá a tempo de salvá-la e ela é morta pelo Sherriff. Wallace, em conjunto com os outros
escoceses, mata todos os soldados ingleses aí presentes, assim como o próprio Sherriff.
Wallace inicia então uma guerra contra os ingleses, que invadiram a sua terra e
escravizaram todos os seus compatriotas e mulheres. O exército de Wallace cresce e
outros escoceses se lhe juntam para combater os Ingleses. Eles travam uma série de
batalhas bem sucedidas e o Rei fica tão preocupado com a ameaça que ele representa
que envia a princesa Isabelle (Sophie Marceau) para tentar negociar a paz com ele. A
Princesa Isabelle é a esposa do Príncipe Edward (Peter Hanly), o príncipe de Gales e o
rei mandou-a porque o seu filho é um homem fraco e não conseguiria impor as suas
condições, e a princesa é uma mulher forte. Para além disso, sendo a princesa
francesa, o rei também sabe que se Wallace a matasse, o rei francês iria declarar
guerra contra o Wallace. Wallace rejeita as ofertas do rei de um título, terras e um baú
de ouro que Isabelle tentou oferecer e continua com a sua luta. No entanto, durante a
conversa, Isabelle diz a Wallace que entende o seu sofrimento e que já tinha ouvido
falar sobre a morte de sua mulher. Eles compartilham um momento de entendimento e
ela apaixona-se por ele. Mas, para Wallace continuar a lutar, ele precisa da nobreza
escocesa do seu lado, para poder contar com tropas e alimentos. Wallace enfrenta
problemas para convencer a nobreza a combater os ingleses e assim conseguir a
independência escocesa. Os nobres defendiam que não tinham grandes hipóteses de
vencer os ingleses, o que atrairia a ira do rei contra eles, piorando a forma como iriam
ser tratados. Além disso, os nobres recebiam dinheiro da Inglaterra e viviam muito
bem. Alguns deles estavam mais preocupados em manter o seu padrão de vida do que
em cuidar de seu povo. Robert Bruce (Angus Macfadyen) fica particulamente
incomodado e dividido entre aquilo que o que ele vê como o seu dever para com o seu
povo e o que seu pai (Ian Bannen) defende que é manter boas relações com o rei.
Posteriormente, dois dos nobres traiem Wallace, na Batalha de Falkirk. Wallace fica
ferido gravemente e é forçado a esconder-se. Ele começa uma guerrilha, que inclui o
assassinato dos dois homens que o traíram em Falkirk. Durante essa guerrilha, ele se
encontra novamente com a princesa Isabelle, que lhe conta sobre uma armadilha que o
rei tinha urdido. Wallace escapa da armadilha e mata os soldados que foram enviados
para capturá-lo. Ele e Isabelle passam uma noite juntos. Sem o conhecimento de
Wallace, ela concebe o seu filho. Robert Bruce marca um encontro com Wallace para
lhe comunicar a sua intenção de aderir à sua causa e enviar tropas para a guerra. No
entanto, o pai de Robert tinha conspirado com os outros nobres para montar uma
armadilha onde Wallace é capturado. Ele é espancado até ficar inconsciente e em
seguida entregue aos ingleses. Wallace é levado para Londres e acusado de alta
traição. Ele nega a acusação, mas é considerado culpado. É-lhe dada oportunidade de
confessar, em troca de uma morte rápida; caso contrário, terá de ser purificado pela
dor antes de ser morto. Isabelle visita-o na sua cela e pede-lhe que confesse, dizendo
que não pode suportar a ideia de o ver a ser torturado. Ele recusa-se a confessar, e ela
pede-lhe para tomar uma droga que trouxe, o que irá aliviar a dor. Ele volta a recusar,
mas ela implora que ele permite que ela lho coloque na boca. Eles beijam-se, ela sai e
Wallace deita fora a droga. Ele é condenado à morte e por não confessar o crime, ele
será pendurado na praça pública, arrastado e esquartejado. Ele é levado a uma praça
pública e desmaia por alguns momentos. O seu estômago é aberto e seus intestinos
são retirados. O magistrado novamente lhe oferece uma morte rápida, neste momento,
se ele implorar por clemência. A multidão ouve e pede clemência em seu nome. Mesmo
assim, Wallace não cede, e em vez de implorar por misericórdia, ele grita Liberdade!
pela última vez. Quando está prestes a ser decapitado, ele vê Murron no meio da
multidão, sorrindo para ele. Robert Bruce toma então o controle do que resta do
exército escocês e enfrenta os ingleses em Bannockburn. Em homenagem a Wallace,
derrotam os ingleses e conquistam a sua liberdade.
12º M+N
CIÊNCIA POLÍTICA

Ficha técnica:
Realizador: Mel Gibson
Género: Épico
Ano de realização: 2005
País de origem: EUA

ANÁLISE DO “BRAVE HEART – O DESAFIO DO


GUERREIRO”
William Wallace:

Rei Edward I:

Caracterização das
personagens
Princesa Isabelle:

Robert Bruce:

Onde se passa:

O que descreve:

Enredo da acção

Principais acontecimentos:

Mensagem do
filme

Problemas políticos
subjacentes ao
12º M+N
CIÊNCIA POLÍTICA

A professora: Ana Margarida Carvalho

Related Interests