You are on page 1of 3

A MORADIA DOS COLONOS

Segundo o primeiro Relatório da administração, a 31 de dezembro de 1909

a Colônia Agrícola da Constança contava com

“17 casas definitivas para colonos, 11 provisórias, 3 engenhos para


fubá, 1 dito de serra, 1 dito de beneficiar café, com motor, 2 predios
das antigas fazendas Constança e Onça, 1 roda de ferro movida a
agua e 1 carroça velha”.

Quando houve necessidade de construir casas, já que nem todas as terras

adquiridas compreendiam imóveis próprios para moradia, foi utilizado o modelo

(planta) da Colônia Vargem Grande, instalada nos subúrbios de Belo Horizonte em

1907 no mesmo local onde antes existia a colônia do Barreiro.

Mas o administrador da Constança ressaltou, no relatório referente ao ano

de 1909, que somente quatro casas antigas poderiam ser adaptadas, e que estavam

localizadas nos lotes números 1, 5, 18 e 47.

Acervo do Arquivo Público Mineiro

Luja Machado e Nilza Cantoni


A MORADIA DOS COLONOS

A Colônia em 1915

A Colônia em 2010

Luja Machado e Nilza Cantoni


A MORADIA DOS COLONOS

Uma casa da Colônia em 2008

Outra casa, provável lote 12, em 2010

Luja Machado e Nilza Cantoni