You are on page 1of 1

ACÓRDÃO N 074/2007 (II-TED)

JULGADO EM 21-09-2007
PROCESSO DISCIPLINAR: 1246/2005
REPRESENTANTE: A.J.
REPRESENTADO: J.R.S.
RELATOR: CÉSAR NARCISO DESCHAMPS
PRESIDENTE: CELSO PEREIRA DOS SANTOS
EMENTA: FALTA DE CONTRATO DE HONORÁRIOS. ADVOGADO QUE ACEITA
PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DEVE ACAUTELAR-SE, POR MEDIDA DE ORDEM
LEGAL, E DE CONDUTA PROFISSIONAL, FIRMANDO CONTRATO DE PRESTAÇÃO
DE SERVIÇOS, ONDE CONTENHA AS OBRIGAÇÕES RECÍPROCAS,
ESTABELECENDO COM O CLIENTE, A RELAÇÃO DE CONFIANÇA QUE SE
ENCONTRA INSERIDA NESTE TIPO DE RELAÇÃO PROFISSIONAL, SOB PENA DE
INFRINGÊNCIA DOS PRECEITOS DO CÓDIGO DE ÉTICA E DISCIPLINA, EM
ESPECIAL OS ARTIGOS 9, 12, 35 E 37, CARACTERIZANDO, POR
CONSEQÜÊNCIA, PRÁTICA ATITUDE REPROVÁVEL SOB O PONTO DE VISTA
ÉTICO, SENDO-LHE APLICÁVEL A PUNIÇÃO DO ART. 36 DO ESTATUTO. DECISÃO
POR MAIORIA.

ACÓRDÃO N 031/2007 (IV-TED)


JULGADO EM 28-09-2007
PROCESSO DISCIPLINAR: 811/2006
REPRESENTANTE: C.S.
REPRESENTADO: S.Z.P.
RELATOR: CECÍLIA RAMOS MACEDO DE FREITAS
PRESIDENTE: PAULO MÁRCIO MOREIRA MOURA FERRO
EMENTA: COBRANÇA DE HONORÁRIOS. CONTRATO VERBAL. COMETE A
INFRAÇÃO PREVISTA NO INCISO XIX, DO ART. 34, DO EAOAB, O ADVOGADO
QUE RECEBER VALORES, DA PARTE CONTRÁRIA OU DE TERCEIROS,
RELACIONADOS COM O OBJETO DO MANDATO, SEM EXPRESSA AUTORIZAÇÃO
DO CONSTITUINTE. A LISURA DO PROCEDIMENTO DO ADVOGADO, PERANTE O
CLIENTE, AS PARTES, O JUDICIÁRIO, A CLASSE DOS ADVOGADOS E A
SOCIEDADE, MAIS DO QUE UMA RECOMENDAÇÃO É UMA IMPOSIÇÃO.
PRIMARIEDADE E OUTRAS CIRCUNSTÂNCIAS QUE ENSEJAM A MINORAÇÃO DA
PENA. CONVERSÃO DA PENA DE SUSPENSÃO EM CENSURA. DECISÃO
UNÂNIME.