You are on page 1of 6

1

Licenciatura em Matemática Transmissão: 21/08/07 (terça-feira)


Cálculo I

Aula 9.3 P3/ Lourenço Tempo: 20:45 / 21:20 (35’)

1.

Unidade 04: Integrais.


Tema 15: Integrais definidas, teorema fundamental do cálculo.
Objetivo: Definir e aplicar integrais definidas através do teorema fundamental do cálculo.

2. VT

Georg Friedrich Bernhard Riemann (Breselenz, Reino de Hanôver, 17 de Setembro de


1826 - Selasca, Itália, 20 de Junho de 1866) foi um matemático alemão que fez
contribuições importantes para a análise e a geometria diferencial, algumas das quais
abriram caminho para o desenvolvimento da relatividade geral, mais tarde.
O seu nome está ligado à função zeta, à integral de Riemann, ao lema de Riemann, à
dobra de Riemann e às superfícies de Riemann.

3. Aplicação
[ ]
Calcular a área A da região sob o gráfico da função f : a, b → IR , em que f ( x) ≥ 0

4. Solução

1. f ( x) = k em [a, b]

A = k ⋅ (b − a )

Cálculo I Aula 9.3 Lourenço


2

5. Solução
.

A = soma das áreas dos retângulos

6. Solução
.

7. Processo de Integração

Divisão de [a, b] em subintervalos


a = x0 < x1 < x2 < ... < xi −1 < xi < ... < xn = b
Comprimento dos n subintervalos
∆ i x = xi − xi −1 , i = 1,2,..., n
x i ∈ [xi −1 , xi ]
( )
f ( x) constante = f x i em [xi −1 , xi ]

A ≅ Soma das áreas dos retângulos

( ) ( ) ( ) ( )
A ≅ f x1 ∆1 x + f x 2 ∆ 2 x + ... + f x i ∆ i x + ... + f x n ∆ n x

n
( )
A = ∑i =1 f x i ∆ i x Soma de riemann

( )
n
f ( x)dx ≅ ∑ f x i ∆ i x
b
∫a
i =1

8. Processo de Integração
Conclusão

Cálculo I Aula 9.3 Lourenço


3

b
A = ∫ f ( x)dx Integral definida
a

9. Aplicação
x2
Faça uma estimativa da área A sob o gráfico de f ( x ) = 250 − , 0 ≤ x ≤ 50 , dividindo o
10
intervalo [0, 50] em subintervalos de comprimento 10.

10. Solução
x2
f ( x) = 250 − , 0 ≤ x ≤ 50
10

11. Solução
x0 = 0, x1 = 10 , x2 = 20 , x3 = 30 , x4 = 40 e x5 = 50
x1 = 5 , x 2 = 15 , x 3 = 25 , x 4 = 35 e x 5 = 45

( ) ( ) ( ) ( ) ( )
A ≅ f x1 ∆1 x + f x 2 ∆ 2 x + f x 3 ∆ 3 x + f x 4 ∆ 4 x + f x 5 ∆ 5 x
x2
f ( x) = 250 −
10
f (5) = 250 −
25
10
( )
= 247,5 ⇒ f x1 ⋅ ∆1 x = 247,5 ⋅10 = 2475

( )
f (15) = 227,5 ⇒ f x 2 ∆ 2 x = 227,5 ⋅10 = 2275
f (25) = 187,5 ⇒ f (x )∆ x = 187,5 ⋅10 = 1875
3 3

Cálculo I Aula 9.3 Lourenço


4

( )
f (35) = 127,5 ⇒ f x 4 ∆ 4 x = 127,5 ⋅10 = 1275
f (45) = 47,5 ⇒ f (x )∆ x = 47,5 ⋅10 = 475
5 5

A ≅ 2475 + 2275 + 1875 + 1275 + 475


A ≅ 8375
12. Integral definida
Definição

• y = f (x) contínua em [a, b]


• f ( x) ≥ 0 , ∀x em [a, b]
• R limitada por: y = f (x) ; eixo x e retas x = a e x = b.

x →∞
n
( )
A = lim ∑i =1 f x i ∆ i x = ∫ f ( x)dx
b

a b a
∫ a
f ( x)dx = 0 e ∫ a
f ( x)dx = − ∫ f ( x)dx
b
( a < b)

13. Integral
Propriedades
Teorema: f, g integráveis em [a, b] e k uma constante:

∫ [ f ( x) + g ( x)]dx = ∫ f ( x)dx + ∫ g ( x)dx


b b b
f + g integrável em [a, b] e
a a a
b b
k . f integrável em [a, b] e ∫ k f ( x ) dx = k ∫ f ( x ) dx
a a
b
f ( x) ≥ 0 em [a, b] ⇒ ∫ f ( x)dx ≥ 0
a
b c b
c ∈]a, b[ e f é integrável em [a, c] e em [c, b] ⇒ ∫ f ( x)dx = ∫ f ( x)dx + ∫ f ( x)dx
a a c

14. Cálculo
Teorema Fundamental
1.º Teorema
Seja f uma função contínua em [a, b] e x ∈ [a, b]
x
Se F for definida por F (x) = ∫
a
f (t )dt ⇒ F ´(x) = f ( x)

Cálculo I Aula 9.3 Lourenço


5

15. Cálculo
Teorema Fundamental
2.º Teorema
Seja f uma função contínua em [a, b] e seja g uma função tal que g´(x)=f (x), ∀x em
b
[a, b] , então ∫a
f (t )dt = g (b) − g (a )
Prova:
b
∫a
f (t ) dt = g (b ) − g ( a )

f é contínua em [a, b]
x
1º teorema: F (x) = ∫ a
f (t )dt ⇒ F´(x) = f ( x)
Hipótese: g´(x) = f (x)
x
g ( x) = ∫ f (t )dt + k
a
b
x = b ⇒ g (b) = ∫ f (t )dt + k
a
a
x = a ⇒ g (a ) = ∫ f (t )dt + k
a
b a
g (b) − g (a ) = ∫ f (t )dt − ∫ f (t )dt
a a

a b
∫ a
f (t )dt = 0 ⇒ g (b) − g (a ) = ∫ f (t )dt
a

16. Aplicação

∫ (x )
4
Calcular 1
3
− 6 x 2 + 9 x + 1 dx .
2

17. Solução

∫ (x )
4
1
3
− 6 x 2 + 9 x + 1 dx
2
4 4 4 4
= ∫1 x 3dx − 6∫1 x 2 dx + 9 ∫1 xdx + ∫1 dx
2 2 2 2
4
x 4 6 x3 9 x 2 ⎤
= − + + x⎥
4 3 2 ⎦1
2
4
x4
9x ⎤ 2
= − 2 x3 + + x⎥
4 2 ⎦1
2

⎛ 1 1 9 1⎞
= (64 − 128 + 72 + 4 ) − ⎜ − + + ⎟ =
679
⎝ 64 4 8 2 ⎠ 64

18. Aplicação

1 ⎛ 43 1

Calcule ∫−1
⎜ x + 4 x 3 ⎟dx .



Cálculo I Aula 9.3 Lourenço


6

19. Solução

1 ⎛ 43 1


−1
⎜ x + 4 x 3 ⎟dx =




1
3 3⎤
4 1 7 4
1 1 3 3
= ∫
−1
x dx + 4 ∫
3
−1
x dx = x + 4 ⋅ ⋅ x ⎥
3
7 4 ⎦⎥ −1
⎛3 ⎞ ⎛ 3 ⎞ 6
= ⎜ + 3⎟ − ⎜ − + 3⎟ =
⎝7 ⎠ ⎝ 7 ⎠ 7

20. Aplicação
Calcular:
a) ∫ (2 x + 3)dx
3

1
1
3
b) ∫ 4 x dx 3
1

21. Solução
a) ∫ (2 x + 3)dx =
3

1
3 3
= 2∫ x dx + 3∫ dx
1 1
3
x ⎤2
3
=2 + 3x ⎥ = x 2 + 3x ⎦⎤ = (9 + 27) − (1 + 3) = 36 − 4 = 32
2 ⎦1
1

1
8
b) ∫ 4 x 3 dx
1

]
8 8
3 3⎤ ⎤
1 4 4 8
8
= 4∫ x dx = 4 ⋅ x ⎥ = 3x 3 ⎥ = 33 x 4 1 = 3 ⋅ 2 4 − 3 ⋅1 = 48 − 3 = 45
3
1 4 ⎦1 ⎦1

Dinâmica Local / P3/ Lourenço Tempo: 21:20 / 21:45 (25’)

22. Dinâmica Local


Livro-texto, página 84, exercício 1 ( letras “c” e “e”).

Retorno da Dinâmica Local Tempo: 21:45 /21:50 (5’)


Tira Dúvidas Tempo: 21:50 /22:00 (10’)

Cálculo I Aula 9.3 Lourenço