You are on page 1of 6

Escola E B 2, 3/S de Vila Flor

Nota Introdutória
O Conselho de Directores de Turma elaborou o seu Regimento Interno do
qual constam as respectivas regras de organização interna e de
funcionamento.

Capítulo I
Conselho de Directores de Turma

Artigo 1º
Definição
1-O Conselho de Directores de Turma é uma Estrutura de Orientação
Educativa que tem por finalidade a articulação e harmonização das
actividades desenvolvidas pelas diferentes turmas que o constituem.

Artigo 2º
Composição
1-É constituído por todos os directores de turma que coordenam os
conselhos de turma existentes no 2ºciclo, do Agrupamento Vertical de
Escolas de Vila Flor.
Artigo 3º
Designação dos Representantes
1-É o Conselho Executivo que designa os professores que irão ocupar os
cargos de directores de turma.
Artigo 4º
Mandato
1.O mandato dos membros deste Conselho tem a duração de 1 ano lectivo.

Artigo 5º
Competências
1- Ao Conselho de Directores de Turma compete:

a) definir o seu Regimento Interno;

b) planificar actividades e projectos a desenvolver, anualmente, de acordo


com as orientações do Conselho Pedagógico;

c) articular com as diferentes turmas o desenvolvimento de conteúdos


programáticos e objectivos de aprendizagem;

d) dinamizar e coordenar a realização de projectos interdisciplinares das


turmas;

Regimento de Coordenação de 2º Ciclo 1


Escola E B 2, 3/S de Vila Flor
e) cooperar com outras estruturas de orientação educativa, nomeadamente
os serviços de apoio educativo;

f) identificar alunos com dificuldades de aprendizagens/NEE e apresentá-


las ao Conselho Pedagógico;

g) assegurar a organização e acompanhamento do processo de avaliação


dos alunos.
Artigo 6º
Direitos
1-Além dos direitos previstos na lei, os membros têm o direito de:

a) participar nos debates e nas votações;

b) apresentar propostas, individualmente;

c) solicitar apoio e colaboração no desempenho das suas funções.

Artigo 7º
Deveres dos membros
1-Os elementos que integram o Conselho de Directores de Turma têm o
dever de:

a) comparecer e participar nas reuniões nos dias e horas marcados;

b) implementar as orientações do Conselho Executivo e do Coordenador


dos Directores de Turma, bem como as decisões do Conselho de Directores
de Turma;

c) respeitar a legislação e o presente Regimento.

Capítulo II

Coordenador de Directores de Turma

Artigo 1º
Condições gerais
1-O Conselho de Directores de Turma deve ser coordenado por um
professor titular nomeado pelo Presidente do Conselho Executivo, este ano,
excepcionalmente, por um ano.

Regimento de Coordenação de 2º Ciclo 2


Escola E B 2, 3/S de Vila Flor
2-O Coordenador de Ciclo é o representante dos Directores de Turma no
Conselho Pedagógico.

Artigo 2º
Competências do Coordenador de Ciclo
1-Ao Coordenador de Ciclo compete:

a) promover a troca de experiências e a cooperação entre todos os


professores que integram o Conselho de Directores de Turma;

b) assegurar a articulação entre as actividades desenvolvidas pelos docentes


que coordena;

c) coordenar o respectivo conselho de forma a articular estratégias e


procedimentos;

d) colaborar, com os Directores de Turma e com os serviços de apoio


existentes na escola na elaboração de estratégias pedagógicas destinadas ao
ciclo;

e) assegurar a articulação entre as actividades desenvolvidas pelos


Directores de Turma que coordena e as realizadas por cada departamento
curricular, nomeadamente no que se refere à elaboração e aplicação de
programas específicos integrados nas medidas de apoio educativo;

f) divulgar, junto dos referidos Directores de Turma, toda a informação


necessária ao adequado desenvolvimento das suas competências;

g) apreciar e submeter ao Conselho Pedagógico as propostas dos Conselhos


de Turma.
Capítulo III

Reuniões
Artigo 1º
Convocatórias
1- O Conselho de Directores de Turma reúne, ordinariamente, duas vezes
por período e extraordinariamente, sempre que seja necessário

2- As reuniões serão convocadas pelo coordenador, ou por quem as suas


vezes fizer, através de convocatória escrita afixada na sala de professores,
com uma antecedência mínima de quarenta e oito horas.

Regimento de Coordenação de 2º Ciclo 3


Escola E B 2, 3/S de Vila Flor
3- O Conselho de Directores de Turma reúne extraordinariamente, sempre
que seja convocado pelo Coordenador, pelo Presidente do Conselho
Executivo ou a pedido de um terço dos seus membros.

Artigo 2º
Funcionamento
1- As reuniões realizam-se com pelo menos 50% mais um do total dos
docentes do Conselho de Directores de Turma.

2- Em caso de falta de quórum, as reuniões são automaticamente adiadas


quarenta e oito horas úteis, mantendo-se a ordem de trabalhos e sendo dado
conhecimento do facto a todos os seus membros.

3- Nas reuniões em que se verifique falta de quórum, haverá lugar a


elaboração de acta e registo de faltas e presenças.

Artigo 3º
Duração
1- As reuniões do Conselho de Directores de Turma terão uma duração
máxima de duas horas, havendo lugar a marcação de nova reunião,
extraordinária, caso a ordem de trabalhos não tenha sido cumprida na
totalidade.

2- Caso o plenário assim o delibere, por maioria, poderá a reunião ser


prolongada para além da duração regulamentar.

Artigo 4º
Presenças e verificação
As presenças dos membros do Conselho de Directores de Turma são
verificadas pela assinatura de folha de presenças, no início da reunião.

Artigo 5º
Acta
1-De cada reunião será lavrada uma acta, que conterá um resumo de tudo o
que nela tiver ocorrido, indicando, designadamente a data e o local da
reunião, os membros presentes, os assuntos apreciados, as deliberações
tomadas, a forma e o resultado das respectivas votações.

2- A elaboração das actas compete a todos os seus membros, realizada em


regime rotativo pela ordem da convocatória.

Regimento de Coordenação de 2º Ciclo 4


Escola E B 2, 3/S de Vila Flor
3- A acta será lida em voz alta, discutida e aprovada no período de antes da
ordem do dia da reunião ordinária, que imediatamente se seguir.

4- Depois de aprovada, a acta será arquivada em dossier próprio situado no


Conselho Executivo.

Capítulo IV

Ausência do coordenador
Artigo 1º
Ausência pontual/ prolongada
1- Em caso de ausência pontual do coordenador, as reuniões de
departamento serão adiados dois dias úteis.

2-Em caso de ausência prolongada do coordenador, será o mesmo


substituído por um dos elementos do Departamento, nomeado pelo
presidente do Conselho Executivo.

Capítulo V
Outros
Artigo 1º
Casos omissos
1-Os casos omissos são resolvidos de harmonia com a lei.

Artigo 2º
Entrada em vigor
1-O presente Regimento entra em vigor após a aprovação pelo Conselho de
Directores de Turma.

A Coordenadora

_______________________________
Maria Isabel Fernandes Videira Gomes

Regimento de Coordenação de 2º Ciclo 5


Escola E B 2, 3/S de Vila Flor

Regimento de Coordenação de 2º Ciclo 6