You are on page 1of 2

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

Procuradoria da República em Pernambuco

1. Notícia-crime

• Autuação pelo IBAMA/CPRH/SPU/DNPM/IPHAN


• Recebimento do auto de infração no MPF
• Análise ministerial
• Arquivamento
• Envio à Polícia Federal do procedimento administrativo para ser lavrado TCO
• Envio de cópia do procedimento administrativo à Polícia Civil para ser lavrado o TCO
• Envio do procedimento administrativo diretamente ao JEF
• Requisição ao IBAMA/CPRH e outros órgãos de laudos/relatórios periciais, que serão encaminhados
ao JEF
2. TCO (art. 69)

• Lavratura do TCO pela autoridade policial, com o compromisso do autor de comparecer ao JEF,
quando intimado;
• Polícia Federal: encaminhamento dos autos do procedimento administrativo do TCO
• Polícia Civil: envio do TCO ao MPF
3. Intimação para audiência da fase preliminar
• Do MPF
• Do autor
• Do representante do órgão autuante: IBAMA/CPRH/SPU/DNPM/IPHAN
• Da vítima
• Do responsável civil
4. Fase preliminar de composição dos danos civis
• Abertura, com a presença do Ministério Público, do autor, da vítima, do responsável civil,
acompanhados por seus advogados e do representante do órgão autuante, com poderes para
acordar, desistir ou transigir (Lei 10.259/2001, art. 11, p. único, c/c art. 10).
• Esclarecimento, pelo juiz, sobre a possibilidade da composição dos danos e da aceitação da
transação penal (aplicação imediata de pena não privativa de liberdade) e que, a não aceitação da
composição dos danos, impede a transação penal, salvo se a reparação for impossível;
• Proposta de composição dos danos ambientais pelo Ministério Público
• Aceitação da proposta de composição dos danos ambientais pelo autor do fato (lei 9.605/1998, art.
27)
• Redução a escrito da composição dos danos civis (art. 74);
• Homologação, mediante sentença irrecorrível, com eficácia de título a ser executado no
juízo civil competente (art. 74, p. único);
• Proposta de composição dos danos civis não aceita: vedação à proposta de transação penal (lei
9.605, art. 24)
• Proposta de composição incabível, por impossibilidade material da reparação do dano: transação
penal admitida (lei 9.605, art. 24).
5. Transação penal – fase preliminar

• Arquivamento pelo Ministério Público (art. 76)


• Proposta pelo Ministério Público da transação penal (art. 76);
• Transação penal vedada, nas seguintes hipóteses (art. 76, § 2º):
• autor beneficiado anteriormente, no prazo de cinco anos, pela aplicação de pena
restritiva ou multa, no âmbito do juizados especiais;
• autor condenado à pena privativa de liberdade, por sentença definitiva;
• os antecedentes, a conduta social e a personalidade do agente, bem como os motivos
e as circunstâncias, não indicarem ser necessária e suficiente a transação penal.
• Autor aceita a proposta (art. 76, § 3º)
• O juiz, acolhendo a proposta do Ministério Público aceita pelo autor, aplica a pena restritiva de
direitos (art. 76, § 4º);
• Apelação da sentença homologatória (art. 76, § 5º)
6. Denúncia oral
• Denúncia oral, quando não houver aplicação de pena, pela ausência do autor do fato, ou pela não
ocorrência da transação penal (art. 77)
• Denúncia oral

38791054.doc
MPF - PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM PERNAMBUCO
Gabinete Procurador da República MARCOS ANTÔNIO DA SILVA COSTA

• baseada no TCO, com dispensa de inquérito policial, prescindindo de exame de corpo


de delito, quando a materialidade estiver aferida por prova equivalente ao boletim médico (auto
de infração do Ibama ou da CPRH);
• Após a realização de diligências imprescindíveis (art. 77);
• Redução a termo da denúncia oral (art. 78)
• Remessa ao juízo comum, se a complexidade ou circunstâncias do caso não permitirem a
formulação da denúncia oral (art. 77, § 2º c/c art. 66, p. único);
7. Citação e Intimação
• Citação do acusado
• Se presente, com entrega de cópia do termo da denúncia oral (art. 78), que com ela
ficará citado e imediatamente cientificado da designação de dia e hora para a audiência de
instrução e julgamento;
• Se ausente, na forma geral aplicável aos juizados especiais (art. 67), sendo cientificado
da data da audiência de instrução e julgamento, devendo a ela trazer suas testemunhas ou
apresentar requerimento para intimação, no mínimo cinco dias antes de sua realização (art. 77,
§ 1º).
• Intimação do Ministério Público: com o termo da denúncia oral.
• Intimação do ofendido, do responsável civil e seus advogados, do representante da entidade
autuante:
• Se presentes, com o termo da denúncia oral;
• Se ausentes, na forma geral aplicável aos juizados especiais (art. 67).
• Se o acusado não estiver presente, será citado e cientificado
• Não estando presentes o ofendido e o responsável civil, serão intimados (art. 78, § 2º), para
comparecerem à audiência de instrução e julgamento.
• Intimação das testemunhas arroladas (art. 78, § 3º).
8. Prova pericial prévia
• Determinação pelo juízo da realização de exame técnico (lei 10.259/2001, art. 12), cujo laudo será
apresentado até cinco dias antes da audiência.
9. Audiência de instrução e julgamento (art. 81)

• Nova tentativa de composição e/ou de transação penal


• Composição ou transação penal não realizada
• Sursis processual (pena mínima igual ou inferior a um ano)
• Proposta pelo Ministério Público, necessariamente com a condição de reparação do
dano, salvo impossibilidade material
• Aceitação da proposta pelo acusado e seu defensor
• Recebimento da denúncia
• Suspensão do processo
• Início do período de prova
• Não aceitação da proposta pelo acusado e seu defensor
• Manifestação da defesa sobre a acusação
• Decisão sobre o recebimento da denúncia
• Recebida a denúncia
• Oitiva da vítima, das testemunhas arroladas pela acusação e pela defesa
• Interrogatório do acusado, se presente;
• Produção de provas em audiência (art. 81, § 1º).
• Debates orais
• Prolação da sentença.
• Termo de audiência e de julgamento, com breve resumo dos fatos relevantes ocorridos em
audiência e a sentença (art. 81, § 2º).

38791054.doc 2/2