You are on page 1of 16

Não são poucos os que esperam, de fora, a salvação de sua pátria, tal como

em si mesmo esperam a redenção espiritual que, no entanto,


só lhes advirá por esforços próprios!
Professor Henrique José de Souza

C
hegamos a março, mês em que nos despedimos do exclusivamente reservado a
calor do verão. As férias, o carnaval, o recesso difundir livros dos mais
maçônico ficaram para trás. Neste mês, dá-se diversos assuntos, sejam temas
início a mais um calendário astrológico, marcado pelo maçônicos ou não, a exemplo
equinócio de outono, no hemisfério Sul. do livro “Da Perícia ao Perito”,
Tal calendário, expresso sob a forma de símbolos de autoria do nosso Irmão
nos Templos Maçônicos, está à espera de ser decifrado. Reinaldo Pinto Alberto Filho,
Simboliza toda a trajetória iniciática do maçom, através que abrilhanta esta edição.
dos Graus do Simbolismo. O estudo da astrologia, da Façam contato, que teremos o
numerologia, da caballah e de tantos outros arcanos, hoje, prazer de compor uma
é ignorado pela maioria dos maçons, fazendo com que se parceria, a fim de divulgar
afastem, ainda mais, da real compreensão do simbolismo seus escritos.
que ornamenta nossos Templos.
Ornamentar, não no sentido da Ao enxergar os defeitos de
palavra “enfeitar”, mas no de meus Irmãos, percebo que estou A coluna Matéria da Capa
torná-lo instigante, convidando a contemplando, tão somente, os traz um convite à reflexão, através do
entendê-lo, a penetrá-lo, a fim de texto “Façamos Maçonaria de
reflexos de tudo o quanto,
que seu arquétipo possa ser Verdade”. Chamamos atenção para a
descoberto, e, por consequência, ainda, tenho que melhorar em coluna Trabalhos, com as matérias
desperte e amplie o estado de minha personalidade, nessa “Lugares Sagrados” e “Herança
consciência do iniciado. eterna caminhada evolucional! Educacional Iluminista”,
Neste mês, não podemos respectivamente, de autoria de
deixar de prestar uma merecida Revista Arte Real Ricardo Paschoal e do Irmão Charles
homenagem à figura da mulher, Evaldo Boller.
como mãe, amiga, esposa, filha, Na coluna Os Grandes
irmã. Companheiras de todas as horas, nossas Cunhadas Iniciados, a matéria de autoria de Giselda Sbragia, apresenta
são verdadeiras guerreiras, dando-nos o suporte mais do uma abordagem sobre a Vida e a Obra do Mestre Jesus, o
que necessário para que possamos ter êxito nos diversos Cristo. Já a Coluna Informe Cultural traz uma matéria sobre
desafios que ousamos empreender. Impossível fazer bem o XV Encontro Nacional da Cultura Maçônica, que ocorrerá
Maçonaria sem o apoio de retaguarda delas. em Brasília, comemorando o Jubileu de Ouro da Capital
A essas nobres “Valquírias”, sejam elas Federal. A Revista Arte Real, comprometida em exaltar todos
Cunhadas, Sobrinhas, Irmãs ou Boas Primas, nosso os movimentos maçônico-culturais, apoia e convida seus
reconhecimento, nosso carinho e o mais sincero muito leitores a prestigiarem esse singular evento, que reúne os
obrigado! Recebam nossa homenagem através das mais conceituados escritores e acadêmicos da Maçonaria
matérias “8 de Março: Dia Internacional da Mulher”, de Brasileira.
autoria do meu querido Irmão João Camanho, e “Uma Que venha março e traga os ventos amenos de
Homenagem a Todas as Mulheres”, lamentavelmente, outono, embalando e sublimando nossos pensamentos e
de autoria ignorada. emoções, enchendo nossos corações do mais puro amor e
Gostaríamos de comunicar aos Irmãos escritores, nossas mentes da Luz Divina do Grande Arquiteto do
que desejem ter suas Obras divulgadas, que, em nossa Universo!
Revista, existe a coluna “Lançamentos”, espaço Encontrar-nos-emos na próxima edição! ?
a b
Capa – Façamos Maçonaria de Verdade........................Capa Os Grandes Iniciados - Jesus, O Cristo....................................8
Editorial.....................................................................................2 Ritos Maçônicos – O Escocismo – Parte I...............................10
Matéria da Capa – Façamos Maçonaria de Verdade...........3 Trabalhos
Destaques - Lugares Sagrados.......................................................................11
- 8 de Março: O Dia Internacional da Mulher......................5 - Herança Educacional Iluminista..............................................13
- O Futuro no Presente............................................................6 Reflexões - Uma Homenagem a Todas as Mulheres...........15
- A Exemplar Maçonaria.........................................................7 Lançamentos – Da Perícia ao Perito.........................................16
Informe Cultural – XV Encontro da Cultura Maçônica......7 Boas Dicas - Eventos Culturais /Blogs/ Edições Anteriores...16

Façamos Maçonaria de Verdade


Francisco Feitosa

M
arie Joseph Gabriel Antoine Jogand Pagès, REAA, nos EUA, Jurisdição Sul, do ano de 1859 até sua morte, em
também, nomeado Léo Taxil, nasceu em Marselha, 1891.
em 21 março de 1854, e morreu em Sceaux, em 31 Taxil foi um escritor francês, instigador, que, ao longo da
março de 1907, utilizou-se de vários outros pseudônimos, como última década do século, escreveu uma série de livros e panfletos,
Paul de Régis, Adolphe Ricoux, Samuel Paul Rosen e Dr. condenando a Maçonaria, o que ficou conhecido como o "Jogo de
Bataille. Os nomes Léo Taxil e Doutor Charles Hacks, foram, na Taxil", do qual participava o Papa e os bispos da França. Nesse
verdade, pseudônimos coletivos. Taxil foi um escritor e episódio, acusou a Maçonaria de satanismo e adoração a um ídolo
jornalista francês, conhecido por ter enganado parte das com cabeça de bode, definido como Baphomet.
hierarquias eclesiásticas com uma falsa confissão sobre a Seu objetivo, então, era revelar à sociedade tal misteriosa e
Maçonaria. maléfica Ordem. Ficou famoso com isso e ganhou uma audiência
Taxil, inicialmente, publicou livros anticatólicos, que com o Papa Leão VIII, em 1887. Assim, a Igreja Católica patrocinou
pintaram a hierarquia eclesiástica como hedonista e sádica. Em e financiou a campanha de Taxil, inclusive a edição de seus livros.
1885, confessou ter-se convertido ao catolicismo e foi No panfleto de lançamento do livro de Taxil, podia ver-se
solenemente recebido na Igreja Católica. Baphomet, com algumas modificações e um avental maçônico
Taxil havia sido iniciado na Maçonaria, mas fora cobrindo o falo.
expulso, ainda, como aprendiz. Talvez, por vingança ou, O livro "Os Mistérios da Franco-Maçonaria", por ele
simplesmente, por brincadeira de mau gosto, acabou por escrito, descreve um grupo de maçons endiabrados, que
inventar uma suposta ordem maçônica, altamente secreta, dançavam ao redor de Baphomet, puxado por um ex-padre, nada
chamada Palladium, só existinte na imaginação altamente fértil mais nada menos, que o famoso e falecido "Pai de Baphomet",
de Taxil, que, segundo ele, seria comandada pelo inocente Eliphas Lévi (falecido em 1875). Leo Taxil ganhou muito
Albert Pike (1809-1891), Brigadeiro General da Confederação na dinheiro, inclusive do Vaticano, enganando todo tipo de
Guerra Civil Americana e Soberano Grande Comendador do crédulos.
Finalmente, em 19 de abril de 1897, em um salão du Chardonnet e, mais tarde, para Saint Sulpice, estudando
de leitura, Taxil iria apresentar uma tal senhorita Vaughan, o catolicismo romano com vistas ao sacerdócio. Mas deixou
que, na verdade, nunca existiu, renunciando a Satã e o caminho do catolicismo para se tornar um ocultista.
convertendo-se ao catolicismo. A Igreja, ansiosamente, Enquanto viveu, seguiu o caminho esotérico e adotou o
aguardou tal apresentação. Na data, o salão lotou de pseudônimo judeu de Eliphas Levi, que dizia ser uma versão
pessoas do clero católico, maçons e jornalistas. Depois de judaica de seu próprio nome.
um palavreado enorme, cheio de volteios, Taxil, então, O trabalho de sua vida foi escrever volumes enormes
finalmente, revelou que nada tinha a revelar, porque sobre Magia que incluíam comentários extensos sobre os
nunca havia existido tal "Ordem Palladium". Foi um Cavaleiros Templários e o Baphomet. De todos seus
tumulto imenso. De fato, Gabriel Jogand tinha fabricado a trabalhos o mais conhecido é "A Doutrina da Alta Magia",
história inteira como um gracejo monumental à custa da publicado em 1855. Levi, também, afirmava que
Igreja. Até hoje, os maçons divertem-se com tal episódio. reorganizando-se as letras de Baphomet, em inversão,
No final, foi chamada a polícia para que os ânimos fossem adquirir-se-ia uma frase latina "TEM OHP AB", abreviação
controlados e tudo não acabasse em uma imensa briga e de "Templi Omnium Hominum Pacis Abbas", cuja tradução é
quebra-quebra (para ler a A Conferência de Leo Taxil, clique "O Pai do Templo da Paz de Todos os Homens". Uma
aqui). Taxil morreu dez anos depois, em 1907, com 53 referência ao Templo do Rei Salomão, capaz de levar a
anos. paz a todos. Levi chamava-o de "The Sabbatic Goat" ou
Falando dos Templários, entre as "Baphomet of Mendes".
diversas acusações contra essa Ordem, Em suma, a figura de Baphomet,
existia uma em que constava a produção surgiu do sinistro processo inquisitorial dos
de um tipo de "cabeça barbuda", o Templários, ganhou forma nas mãos de
Baphomet. Na verdade, tal figura está Eliphas Levi e foi associado à
associada à lâmina XV dos Arcanos Maçonaria, lamentavelmente, por Leo
do Tarô, cujo estudo iniciático Taxil. É importante citar que Levi
tem a interpretação de “A Grande nunca mencionou que Baphomet
Luz”; no tarô adivinhatório e tinha alguma ligação com a
profano, de “O Diabo”. Maçonaria. Eliphas Levi faleceu em
Os Arcanos do Tarô são 1875, deixando um grande legado ao
originários do Livro do Mural, dos ocultismo.
atlantes, reunindo estudo dos A brincadeira de péssimo gosto,
mistérios da Cosmogênese e da apesar de ser revelada por seu
Antrogênese (origem do Universo e criador, continua e é aceita como
do homem), que, a fim de sua "gospel" por novas gerações de
interpretação não ser distorcida ao longo dos tempos, foi religiosos intolerantes. A Maçonaria é difamada por uma
codificado em símbolos por Hermés, o Trismegisto, em 78 acusação absurda e, também, por aqueles que pensam ser
lâminas, dividindo-o em 22 Arcanos Maiores e 56 religiosos corretos e acabam por perpetuar uma mentira. O
Menores. desenho da cabeça hircina, grotescamente mudada, reúne
Baphomet foi associado aos Templários, na em um ponto aqueles que, em ódio ou ignorância, difamam
investida do rei Filipe, o Belo, em conchavo com o Papa a Maçonaria.
Clemente V, a fim de destruir a Ordem e se apoderar de O objetivo desta matéria é servir de alerta aos nossos
toda a sua riqueza. Irmãos, a fim de que não se deixem levar por estórias
Mais de 500 anos depois dos Templários, em 1810, fantasiosas, insistidamente ditas, que, diante de uma
na França, nasce Alphonse Louis Constant, filho de um Maçonaria desinteressada pelo estudo e pela pesquisa séria,
sapateiro. Bem cedo, ainda criança, ganhou as atenções de acabam até se tornando “verdades” e sendo difundidas
um padre da paróquia local, providenciando que (desculpem-nos a franqueza) pelos “papagaios de avental”.
Alphonse fosse enviado para o seminário de Saint Nichols Façamos Maçonaria de Verdade! ?
a b
8 de Março: O Dia Internacional da Mulher
João Camanho

N
o dia 8 de março do corrente, estarei capitalistas selvagens.
comemorando setenta e um anos de existência. No livro “Cem Discursos Históricos”, de Carlos
Como diria o poeta maior Carlos Drummond de Figueiredo, encontrei, nos discursos de Catão, enciclopedista
Andrade: “Hoje não faço anos, duro”. Contudo, não sou e general romano, conhecido como “o Censor”, e de Lúcio
um maçom velho, mas um velho maçom – vejam, Irmãos, Valério, orador romano e tribuno da plebe, o episódio
as sutilezas da língua portuguesa – e me sinto bastante memorável da Lei Ópia. Essa Lei determinava uma série de
privilegiado por ter nascido nesse dia tão contraditório: imposições ao comportamento das mulheres.
um marco de lutas e glórias e, também, de lutos e Catão, fiel aos seus rígidos princípios, defendia a
lágrimas. continuidade da Lei; Lúcio Valério, contestando-o, queria
Para muitos, tal data passa totalmente a revogação da mesma. Depois desses inflamados
despercebida, o que é profundamente lamentável, pois discursos no Senado, as mulheres se mobilizaram,
traduz a história da luta de destemidas mulheres dirigiram-se ao Fórum, pressionaram os Senadores a
trabalhadoras, que, sempre, ansiaram por justa revogarem tal Lei e, somente, retornaram aos lares com a
remuneração, melhores condições vitória, em uma das primeiras manifestações feministas de
de trabalho e igualdade de direitos. que se tem notícia. Um
Vamos aos fatos. No dia 8 acontecimento marcante,
de março de 1857, há cento e traduzindo a audácia daquelas
cinqüenta e três anos, portanto, mulheres, que, no século II a.C.,
cento e vinte e nove mulheres, que enfrentaram o patriarcalismo da
trabalhavam na Tecelagem Cotton, velha Roma.
em Nova Iorque, entraram em E a luta continua nos dias de
greve, pleiteando dez horas diárias hoje contra essas sujeições, que as
de trabalho. Vergonhosamente, os vem estigmatizando ao longo de
contramestres não aderiram. milênios, o que fica implícito no final
Chamada pelos patrões, a polícia do discurso de Betty Friedan,
reprimiu duramente as grevistas, americana, ativista dos direitos da
que se refugiaram na fábrica. O arbítrio não se fez esperar. mulher, pronunciado nos Estados Unidos, em 1969: “Nessa
Os empresários, extravasando sua sanha, ordenaram à confrontação, estamos construindo um marco nessa
policia que incendiasse a fábrica. E todas elas foram revolução maravilhosa, que teve início antes de qualquer
carbonizadas. Mais um crime hediondo fora perpetrado uma de nós ter nascido e que, ainda, tem um longo caminho
pelos “donos do poder”. a percorrer; das pioneiras dessa luta, recebemos a
O sacrifício dessas heroínas, contudo, não foi em consciência que nos trouxe até aqui, vindo das diferentes
vão. Reconhecendo-lhes o mérito, na 2ª Conferência posições, para afirmarmos os direitos da mulher em fazer
Internacional das Mulheres, realizada na Dinamarca, em suas escolhas, definir as novas maneiras de viver, por nós
1910, o dia 8 de março foi declarado Dia Internacional da mesmas, levando a mulher adiante, até a conquista da
Mulher. dignidade humana”.
Em 1911, na Europa inteira, mais de um milhão de Nessa magnânima data, 8 de março de 2010, só me
mulheres fizeram grandes manifestações, visando à resta aplaudi-las, por entender que a luta delas é, na
mudança dessa situação inaceitável: opressão da verdade, a dessa imensa legião de oprimidos, espalhada por
sociedade machista e patriarcal; exploração dos todos os recantos da Terra. ?
a b
O Futuro no Presente
Eliseu Mocitaíba

E
stamos passando por um período de deles, caso contrário mostram
transformação muito difícil em toda a sua verdadeira máscara de
humanidade. Uma época de transição, onde hipocrisia.
colhemos os frutos de tudo o que foi plantado nos últimos A mídia, como algumas
tempos pela sabedoria ou pela loucura de todos os povos, instituições, vai à frente
e já devendo reavaliar as novas perspectivas para os alimentando e conduzindo,
próximos milênios. pela ansiedade, curiosidade e
Em plena Era da Tecnologia, vivemos medo, os incautos, tentando
defrontando-nos com inúmeras situações desagradáveis, conservar e conquistar novos
fatos e coisas de toda ordem, entre muitas inusitadas, que clientes.
levam muita gente a ficar atônita quanto ao futuro Haja vista os que exaltam as festas do povo, Natal,
imediato de tudo e de todos. Carnaval, Páscoa, entre outras, pela expectativa de
O agente principal de todas as atenções é a divertimento, novidades e distração, impondo a lei do
economia, gerando conquistas e desditas em todos os consumo, para que as pessoas fiquem alienadas e
quadrantes. Justamente, a ela, prendem-se as nações do conduzidas a gastar além daquilo que possuem.
mundo, exigindo-lhes a retomada de posição em todos os Alguns, desvairados, mergulham em crenças com
níveis sócio-econômicos. promessas, que incluem resgates em naves espaciais, e, sob a
A ciranda financeira dos cassinos da impunidade influência de comandantes e anjos, permanecem
confundida com o poder no mundo, mais uma vez, atiçou entorpecidos e cegos à realidade da vida.
os seus corcéis no circo das grandes especulações, e a Certamente, tempo ainda há para aliviar o peso de
economia, baseada na moeda podre, vem sofrendo abalos tudo que foi plantado no seio da evolução. Uma retomada de
por sua ganância no jogo das desvairadas especulações consciência, exaltando tudo que for justo, digno e perfeito é
virtuais. um bom e grande caminho.
Verdadeiros impérios de cartas marcadas A conscientização, em todos os sentidos, deve
começaram a ruir, e seus ditadores foram apontados como começar de dentro para fora. A preservação da natureza, do
bobos da corte, justificando, com verdadeiras piadas, o meio ambiente, deve começar pelo próprio ser humano, que
insucesso das transações econômicas, enquanto, no vem, religiosamente, preservando seus preconceitos,
mundo inteiro, seus comparsas em potencial, dogmas, desditas e medo de toda ordem. Estocar grandes
especuladores das bolsas alheias, correm às tontas quantidades de víveres deveria ser trocado por preservar
tentando recuperar as migalhas que lhes sobraram. amizades sinceras e honestas. Procurar terras, sítios, chácaras
Nações, antes ditas poderosas, perturbadas estão ou cavernas como abrigo parece devaneio, ao se descobrir
pelo insucesso de suas barbaridades econômicas. O que que o maior patrimônio deve ser o amor-sabedoria, de
inclui, pelo desespero, imprimir milhões sem lastro, na dentro para fora, nascendo para um novo estilo de vida,
tentativa de calar a Voz do Destino diante da realidade da propagando a união e fraternidade entre todos. Assim,
evolução dos tempos. também, viver a vida dos famosos, quando muitos valores
Agora, muitos, sem referencial, estão procurando são estigmatizados dentro de cada um, principalmente nas
culpados por toda parte e, até mesmo, criando vilões entre crianças, é alimentar o mundo da ilusão.
os gêneros alimentícios para encobrir a ganância de certos A Roda da Evolução chegou ao seu final e já se
negociantes e atravessadores. prepara para uma nova etapa, sendo que, dessa vez, novas
Muitos se assumem como defensores da natureza, formas pelo bem-viver são exigidas pela consciência de si e
do povo, etc., atacando, criticando a tudo e a todos, e aí se do todo, pelo papel que se irá protagonizar nesse novo palco
postando como pavões, desde que não mexam no mundo cênico das Grandes Necessidades. ?
a b
A Exemplar Maçonaria
Valmir Fonseca Azevedo Pereira

A
Maçonaria Brasileira prima pelo anonimato; por salutar exemplo.
vezes, esquecemos que ela existe. Se age sem alarde, O exemplo cala fundo numa quadra em que o bom
é por deplorar os refletores fáceis e fugazes. “mocismo” prolifera, em que, tendenciosamente, uma sociedade
Pretende-se mais permanente, respeitada, incólume. permissiva aceita, sob qualquer pretexto, “pequenos desvios” de
Seus membros, convidados ou voluntários, são conduta.
selecionados, e muito. Contudo, nada impede que um deles Aos responsáveis, cabe, como guardiões da Instituição, o
não preencha, em dado momento ou circunstância, as dever de levar ao debate tais questões. É difícil, numa quadra em
condições de continuidade nos seus quadros. Ou seja, ele que a responsabilidade se tornou uma peça decorativa, a
maculou as exigentes condições de ingresso que lhe ornaram o honestidade é parcial, e tudo depende de “quem ou do como”,
caráter no passado, e sua permanência tornou-se incompatível manter a serenidade, pautar atitudes e agir com imparcialidade e
com a retidão do Órgão. parcimônia. Os “conformes” não podem predominar. A lei e a
O que fazer? O lógico é que, cessadas as qualificações justiça, lamentavelmente, não são iguais para todos.
que tornaram o membro merecedor da honraria, sejam cortados Assistimos, através dos últimos anos, a entidades de
seus laços com a Instituição. Comprovada a vilania, não há reconhecido respeito conceder honrarias, premiações, e mesmo
retorno. Expurgue-se o mandrião. Seus atos conspurcaram-na e renomados galardões, que apontam os homenageados como
aos demais membros, logo cessaram, entre o incorreto membro, luminares da moral, ícones da respeitabilidade. E o fizeram com
os demais e a entidade, os graus mínimos de respeito que os pompa e circunstância, inclusive, em momentos em que somente
tornaram possíveis. Na omissão e na incúria, balançam os as nebulosas razões, permeadas por interesses políticos ou
pilares, arduamente, conquistados em décadas. econômicos poderiam justificar o estranho destaque.
Ao emitir claros sinais de alerta de que não irá tolerar Ao tecermos loas à simples preocupação em depurar a
qualquer quebra nos seus princípios e parâmetros, a entidade, o debate, a análise sobre o desligamento ou a expulsão
Maçonaria sinaliza que está atenta, reprova, age, disposta a de membros incursos em atividades escusas, com procedimentos
impedir a permanência de maus indivíduos em seus quadros. eivados de incúria, que poderá concretizar-se ou não, merece o
Nem eles, seus corretos membros, nem ela merece a infeliz nosso aplauso e o incentivo para que as demais instituições,
distinção. inclusive as Forças Armadas, mirem o salutar exemplo e tenham
Na possibilidade de desligar um membro de a desprendida coragem de adotar idêntico procedimento. ?
comprovada inaptidão, a Maçonaria nos repassa uma bela * O autor é General de Brigada Rfm do EB, e, apesar de reunir valores para
iniciativa; para as demais instituições, que se pretendem tanto, ainda, não pertence às fileiras de nossa augusta Ordem. O texto nos
sólidas, permanentes, verdadeiros pilares da sociedade, um foi enviado pelo querido Irmão Ivaldo Figueiredo Mendes, Or∴ de Brasília.
a b

Brasília – Capital Nacional da Cultura Maçônica de 2010


Francisco Feitosa

B
rasília recebeu esse título, em face do Ato assinado pelo desses Encontros, além dos Maçons de todas as Potências, as seguintes
Eminente Grão-Mestre do GOB-DF, Jafé Torres, que organizações: ABIM - Associação Brasileira da Imprensa Maçônica
enviou ofício ao Governador do Distrito Federal (Presidente Antônio do Carmo Ferreira); INBRAPEM- Instituto
solicitando, de parte do governo, idêntica providência. Ao mesmo Brasileiro de Pesquisa e Estudos Maçônicos (Presidente Edenir
tempo, foi criado um grupo de trabalho para cuidar do evento, sob Gualtieri); UBRAEM - União Brasileira dos Escritores Maçons
a presidência do Grão-Mestre Adjunto Lucas Galdeano. (Presidente Élio Figueiredo); AAML - Associação da Academia
O tão esperado evento se realizará de 8 a 10 de abril, no Maçônica de Letras (Presidente Absaí Gomes Brito).
ano em que comemoramos o 50º aniversário de Brasília. Participam Programação no blog http://www.domcarmo.blogspot.com/ ?
a b
Jesus, O Cristo
Giselda Sbragia

P
ara os cristãos espalhados pelo mundo inteiro foi de templo, e foi aí que Ele
Jesus, o Cristo, o Salvador, o filho de Deus feito recebeu seus primeiros
homem, com a missão de sofrer e morrer como os ensinamentos e aprendeu a
homens e resgatar, com seu sacrifício, os pecados da conhecer as Escrituras. Ante
humanidade. as perguntas ardentes,
Para os historiadores, mesmo os que lhe incisivas do menino, o pai
recusavam a divindade, foi um dos mais extraordinários calava-se, mas a mãe dizia-
vultos de todos os tempos. O nome Jesus Cristo vem do lhe: "A palavra de Deus vive
hebreu Jeoshua, "Deus é o seu auxílio", e do grego só em seus profetas; um dia,
Khristos, “messias”, “ungido". os sábios essênios, os
Segundo pesquisa da ciência, Jeoshua nasceu solitários do Monte Carmelo
provavelmente em Nazaré, no ano VII a.C. Sobre esse e do Mar Morto te darão a
evento, citamos o seguinte trecho saído no jornal resposta".
campinense “Diário do Povo”, de 23 de dezembro de 1984, A primeira grande revelação de Jesus foi, sem dúvida, o
de autoria de Nelson Travnik, astrônomo do Observatório sentimento originário de unidade com Deus na luz do amor. Essa
Capricórnio (observatório municipal): vida mística, profundamente oculta, unia-se, no adolescente, a
“(...) A conjunção registrada em 1603, segundo cálculos uma completa lucidez para as coisas da vida real.
originais, foi uma segunda edição do ano VI, corrigida por Lucas no-lo apresenta com a idade de doze anos
computador e com o auxílio dos modernos planetários para ano "crescendo em força, em graça e em sabedoria". A consciência
VII. Herodes, segundo a história, morreu no ano IV. Jesus, que religiosa em Jesus foi inata, absolutamente independente do
escapou à matança infantil, nasceu antes. Assim, de acordo com mundo exterior. Sua consciência profética e messiânica só pôde
essa hipótese, o nascimento de Jesus teria ocorrido na tarde de despertar ao choque do exterior, ao espetáculo de seu tempo,
terça feira, 15 de setembro do ano VII, antes da nova Era. O dia enfim, por uma iniciação especial e uma longa elaboração
25 de dezembro foi instituído por Justiniano em 354 d.C. E o interior. Encontram-se traços disso nos Evangelhos. Estes
seu calculador errou duas vezes: uma, por confusões de mantiveram um silêncio absoluto sobre os fatos e sobre as ações
calendário, e outra, por coincidir com as saturnais (Saturno, na de Jesus, antes de seu encontro com João Batista. Logo depois
astrologia, era um planeta da realeza) e com o “Dies natalis in- desse encontro, Ele aparece na Galileia com uma doutrina
victo”. Estando correta essa dedução astronômica, estamos, definida, com a segurança de um profeta. É evidente que esse
realmente, no ano 2018, e não em 2010". início ousado e premeditado foi precedido de um longo
Jesus era filho de Myriam, que chamamos Maria, desenvolvimento e de uma verdadeira iniciação. Essa iniciação
mulher do carpinteiro José, um galileu de estirpe nobre, deve ter-se processado na única associação que conservava, em
filiado aos essênios. A lenda envolveu o nascimento de Israel, as verdadeiras tradições e o gênio de vida dos profetas.
Jesus em uma teia de maravilhas, mas, se ela abriga Essa dedução ressalta não só das relações íntimas entre a
muitas superstições, também, envolve verdades psíquicas doutrina de Jesus e a dos essênios, mas também, do próprio
pouco conhecidas, porque estão acima da percepção silêncio mantido por Cristo sobre essa seita.
comum. Um fato parece ressaltar da história legendária de Por que Ele, que ataca, com uma liberdade sem igual,
Maria: que Jesus foi uma criança consagrada a uma todas as seitas religiosas de seu tempo, jamais se refere aos
missão profética pelo desejo da mãe, antes do nascimento. essênios? Por que os apóstolos e os evangelistas, também,
Fala-se a mesma coisa com referência a vários heróis e não falam sobre eles? Evidentemente, porque consideram os
profetas do Antigo Testamento. Esses filhos consagrados a essênios como irmãos, ligados a eles pelo juramento dos
Deus por suas mães chamavam-se nazarenos. mistérios. Como pontos comuns entre a doutrina dos
Jesus cresceu na Galileia dentro de uma família essênios e a de Jesus, citamos: o amor ao próximo colocado
piedosa e patriarcal, onde a educação se baseava na unidade como primeiro dever; a proibição de jurar para atestar a
da lei e da fé. A casa paterna era, para o menino, uma espécie verdade; o ódio à mentira; a humildade; a instituição da ceia.
Podemos afirmar, então, que Jesus passou vários como princípio de fraternidade entre os seus. Jesus
anos com os essênios. Submeteu-se à sua disciplina, começava, assim, a realizar, em seu pequeno grupo, o Reino
estudou com eles os segredos da natureza e exercitou-se do Céu, que queria fundar na Terra. Resumindo sua
na terapêutica oculta. Dominou inteiramente os sentidos doutrina, Ele diz: "Amai vosso próximo como a vós mesmos
para desenvolver o espírito. E quando estava preparado, e sede perfeito como vosso Pai Celeste é perfeito". Ele
recebeu, no mais profundo segredo, a iniciação superior deixava entrever, assim, sob uma forma popular, toda a
do quarto grau, que só se concedia no caso especial de profundeza da moral e da ciência, pois o supremo
uma missão profética, desejada pelo irmão e confirmada mandamento da iniciação é reproduzir a perfeição divina na
pelos anciãos. A partir daí, o iniciado estava livre, senhor perfeição da alma, e o segredo da ciência reside na cadeia
de suas ações, liberado pela Ordem, hierofante; ele das semelhanças e correspondências, que une em círculos
próprio, entregue ao vento do espírito, que podia lançá-lo crescentes o particular ao universal, o finito ao infinito.
ao abismo ou transportá-lo para o Numerosos discípulos
cume. participaram de seu ensinamento
Nesse tempo, João Batista íntimo, mas, para fazer perdurar a
pregava às margens do Jordão, e nova religião, era necessário um gru-
Jesus quis ouvi-lo e submeter-se, po de escolhidos ativos, que se
também, ao batismo público. "Serás tornassem os pilares do templo
tu o Messias?" foram as palavras de espiritual, que Ele queria edificar
João Batista. diante do outro. Daí a instituição dos
Seria Ele o Messias? Jesus só apóstolos. Ele não os escolhe entre os
podia responder a essa pergunta essênios, porque necessitava de
recolhendo-se no mais profundo de naturezas vigorosas e virgens e
seu ser. Daí o retiro, o jejum de porque queria implantar sua religião
quarenta dias, que Mateus resume no coração do povo.
sob a forma de uma lenda Pelas suas pregações, Jesus foi
simbólica. A tentação representa, na acusado de subverter a lei religiosa e a
realidade, na vida de Jesus, a ordem política da Judéia. E, assim, o
grande crise e a visão soberana da movimento inspirado e liderado por
verdade, pela qual devem passar, Jeoshua Ben Pandira, a divina
infalivelmente, todos os profetas, expressão avatárica humanizada, teve
todos os iniciadores religiosos antes sua missão interrompida, sendo, com
de encetarem a sua Obra. ela, sacrificado. Mais uma vez, falhou
Terminado o seu retiro, a periódica tentativa de reconstruir, na
Jesus anunciou aos essênios que ia pregar, na Galileia, o face da Terra, o Paraíso Perdido, firmando a esperada Idade
"Evangelho do Reino dos Céus". Isso queria dizer: levar os de Ouro.
grandes mistérios ao alcance dos simples, traduzir-lhes a "Ó filhas de Jerusalém, não choreis a minha morte...
doutrina dos iniciados. A vida pública de Jesus foi narrada Se os vossos peitos comovo, chorai a sorte de um povo, que
pelos Evangelhos. Jesus não dizia que era o Messias, mas morre com a minha morte ... "
discutia sobre a Lei e os profetas nas sinagogas. Pregava Restaram, apenas, de todo esse ciclópico
nas margens do lago de Genesaré, nos barcos dos movimento, aspectos iniciáticos e místicos da Verdade,
pescadores, junto das fontes, nos oásis entre Cafanaum, que deveriam dar o caráter do ciclo e da civilização.
Betsaída e Korasim. Curava os doentes pela imposição das Assim, ocultou-se a Doutrina Secreta do Cristo, e, como
mãos, por um olhar, por uma ordem. Multidões o Instituição, prosseguiu como religião-crença, sem a
seguiam, e numerosos discípulos já se ligavam a Ele. De Sabedoria Iniciática das Idades.
seus adeptos, não exigia juramentos nem profissão de fé, *A autora pertence às fileiras da Sociedade Brasileira de Eubiose, SBE.
mas, somente, que acreditassem nEle. Pôs em prática a Esta matéria foi publicada na Revista Dhâranâ, edição 242, fevereiro de
comunhão de bens, não como uma regra absoluta, mas 2003, órgão oficial de divulgação da SBE. ?
a b
O Escocismo – Parte I
Cristiano José Rehder

N
ome dado ao conjunto dos graus, ritos e sistemas, defenderem de suas temíveis incursões, sendo obrigados a
que são ou pretendem ser originários da Escócia. solicitar a ajuda dos bretões, que obtiveram todas as
Ainda que seu número passe de 200, está, franquias e privilégios de que desfrutaram as sociedades dos
plenamente, provado que nenhum, exceto os três construtores.
chamados de primitivos, base de todos os sistemas ou A cooperação no trabalho, o exercício da mesma arte,
inovações, acha-se, direta ou indiretamente, relacionado a unidade de plano e a combinação de forças estabeleceram,
com aquele país, escolhido como "palanque" lendário de naturalmente, uma grande intimidade e tolerância nas
todas as utopias e de todas as inovações, que o opiniões e nas crenças religiosas, nascendo uma verdadeira
charlatanismo e os amante do maravilhoso têm inventado fraternidade.
como objeto de satisfazer suas intencionadas aspirações. No conjunto dos obreiros, empregados em uma
A confusão, que se tem introduzido no campo do mesma obra, reunidos em cavernas ou tendas, nas
escocismo, a imensa variedade de graus e imediações da mesma, onde o primeiro
sistemas, que pretendem ser escoceses, e mestre até o último aprendiz se reuniam
a falta de informação, que muitos irmãos para comer e para se pôr em acordo com a
têm a respeito da história do mesmo, pela marcha dos trabalhos, chamou-se de "Loja".
escassez de livros, tratando desses Quando Calázio se declarou
assuntos, obrigam-nos a falar um pouco independente de Roma, receando um ataque
sobre sua história. surpresa de Diocleciano, tratou de se
Desde o princípio de nossa era, relacionar com a sociedade mais importante e
existiam, nas ilhas britânicas, as célebres influente do país, as corporações maçônicas,
confrarias de obreiros construtores, que o compostas de romanos e de gregos, porém,
imperador Cláudio enviou junto com as em sua imensa maioria, nativos. Para eles,
legiões romanas, para que suas obras de confirmaram-se todos os antigos privilégios,
fortificações defendessem aqueles lugares estabelecidos por Numa Pompílio, contudo,
das invasões dos escoceses. muito restringidos pelos últimos imperadores,
Terminadas as obras, aqueles dando-lhes o direito de "jurisdição".
construtores se dedicaram a embelezar o interior das colônias Essa independência de qualquer tribunal lhes valeu o
militares, edificando notáveis monumentos, vastos edifícios, nome de Franc-Maçons (Free-Masons), com que se
suntuosos templos, termas e pontes importantes, em uma distinguiram dos outros maçons não-privilegiados e estranhos
palavra, criando, com sua arte e com seu gênio, grandes à Associação.
povoados, que, logo, adquiriram o título de cidades romanas. A invasão dos anglo-saxões abriu um funesto
A primeira, que obteve esse favor, foi a antiga "El parêntese na marcha do progresso e bem-estar daquele país.
Boranum" (York), que tanta celebridade veio a adquirir nos Destruídas as cidades e os grandes monumentos e obrigados
anais da Franco-Maçonaria. Logo, os nascidos no país se a escaparem da selvageria dos invasores, refugiaram-se nas
associaram a esses trabalhos, e, assim, os obreiros pediam montanhas de Gales e da Escócia e nas ilhas, onde
para serem agregados às corporações dos arquitetos conservaram, com religioso zelo, o segredo de sua ciência e o
romanos, atendendo a ricos e a proprietários, que faziam depósito de suas antigas instituições.
construir suntuosas habitações à imitação dos romanos. Mas, pouco a pouco, foram perdendo os privilégios,
O estado perene de guerra, em que se mantinham e, ainda que, sempre, desfrutassem de grande consideração e
os montanheses da Escócia, obrigou os romanos a franquias, chegou o momento em que lhes foi necessário
construir uma série de imensas muralhas, para se aceitar o protetorado de algumas famílias poderosas.
Ricardo Agustin Hay, escocês de origem e estabelecidas para o exercício do mesmo. E, ainda, entre
beneditino de Santa Genoveva de Paris, descobriu em essas mesmas agremiações, a decadência chegou a tal
antiquíssimas Cartas, que o protetorado das corporações extremo, que, em 1695, todas as antigas Lojas da Escócia
maçônicas pertencia, hereditariamente, desde tempos haviam parado de trabalhar. Não podiam, portanto, nem
imemoriais, a família dos lordes Rosilin de Saint-Clair. nessa nem em épocas anteriores, haver conhecido, nem
A Primeira dElas é uma Ata de reconhecimento mesmo praticado, a franco-maçonaria filantrópica e
dos direitos dessa família, que havia caído em desuso por filosófica, como alguns pretendem.
falta de exercício, causando grande prejuízo às Em 1736, dezenove anos depois do renascimento ou
corporações por discussões e usurpações e dando origem à da transformação, realizada no seio da Grande Loja de
falta de um protetorado definitivo; está firmada por Londres, os maçons escoceses trataram de construir uma
Tomás Wair, Mestre de obras (Master of work), Maçon de Grande Loja na Escócia. Em 30 de novembro daquele ano,
Edimburgo, Tomás Robertson, Vigilante (Wardine), da reunidos todos os maçons escoceses em assembléia,
Loja Dumfermline e San Andrés, e Robert Bailic, pela Loja constituíram, na Capela de Santa Maria de Edimburgo,
de Haddington, etc. tendo-se em conta a renúncia que fazia o chefe da família
A Segunda, datada de 1630, é, igualmente, uma Rosilin, William de Saint-Clair, patrono, vinculado à mesma.
Ata de reconhecimento de direitos da mencionada família, Assim, aceita essa renúncia, seguidamente, foi
destinada a reintegrar um título antigo, queimado no aclamado por unanimidade Grão-Mestre da nova Grande Loja,
incêndio do castelo de Rosilin. NEla figuram muitos e, em 24 de junho de 1837, esta decidiu que se revisassem e
maçons de Dresde, Edimburgo, Glasgow, Stirling, Ayre, renovassem os títulos de todas as Lojas escocesas. Até aqui, só
Dumferline e muitos representantes das corporações de se observa uma perfeita identidade entre a Maçonaria,
ferreiros, "canteiros", etc., tratando-se, em ambos os propriamente chamada, e a Maçonaria Escocesa.
documentos, dos títulos do patrono, dos privilégios e Não se vê interferência ou figuração de Cruzados,
jurisdições das corporações obreiras. Templários e Rosa-Cruzes, ao contrário, em várias ocasiões, a
Vê-se, claramente, por esses manuscritos, que a Grande Loja da Escócia não tem cessado de proclamar,
Maçonaria havia perdido já seu primitivo caráter de sempre, em todos os seus Boletins, que considerava
associação livre e colegiada, sendo mais uma espécie de altamente prejudiciais os Altos Graus e, unicamente,
cooperativismo, destinado a manter, entre os obreiros de reconhecia como legítimos os Três Graus do Simbolismo:
uma mesma agremiação, o ofício das tradicionais práticas Aprendiz, Companheiro e Mestre. ?
a b

Lugares Sagrados
Ricardo Paschoal

A
ciência já descobriu que o universo é composto de pertence à Terra e está,
aglomerados de galáxias, compostas de estrelas de obviamente, no seu interior.
vários tipos, algumas tendo, em torno de si, Chegamos, assim, à
sistemas solares, compostos de planetas, cometas, conclusão de que esses
asteróides, etc. Em cada uma dessas estruturas, existe, pelo pontos são tão especiais
menos, um local de suma importância: num sistema solar, é para nós, habitantes da
o sol (uma estrela), em torno do qual orbitam seus Terra, quanto o Sol o é para
constituintes; numa galáxia, é o centro galáctico (que pode todo o Sistema Solar; o
ser um buraco negro), em torno do qual gravitam suas centro de uma galáxia o é
estrelas. E assim por diante. Que local da Terra desempenha para a galáxia, etc. De
semelhante papel? Por analogia, é só verificar em torno de quebra, acabamos por estabelecer uma relação de
que a Terra gira! Ora, sabe-se que gira em torno de seu semelhança entre o Sol e o interior da Terra, o que nos
próprio eixo, linha reta imaginária, que contém os Polos permite compreender melhor o fato de muitos Adeptos
Norte e Sul. Uma parte dos pontos, que compõe essa reta, referirem-se ao centro da Terra como “Sol Central”.
Contudo, não é para ser tomado ao pé da letra, como se lá O insigne Prof. Henrique José de Souza (HJS, 1883-1963),
existisse uma estrela! Isso, também, permite-nos entender por fundador da Sociedade Brasileira de Eubiose, SBE, denominou tais
que certos Iniciados da Antiguidade adotavam o sistema lugares de Postos Representativos, que se situam, hoje, nas
geocêntrico: não era mera adequação ao que a humanidade imediações dos seguintes locais (aqui apresentados fora de
acreditava na época, mas, de fato, uma realidade no plano qualquer ordem particular): Cairo (Egito), Yucatan (México), Sintra
simbólico, que tais Seres sempre enfatizaram. (Portugal), Srinagar (Índia), Machu Picchu (Peru), Sidney
Pontos no interior da Terra... Ora, o interior de algo é, (Austrália) e Novo México (EUA). Quando se fala de sete entes
simbolicamente, a sua essência. Dizemos: aquela pessoa tem um sagrados — sejam lugares, consciências, planetas, etc., sempre
belo interior, ou seja, uma bela alma, um belo espírito. O interior existe uma Oitava Coisa, síntese e origem das sete e representação
da Terra é, portanto, simbolicamente, sua alma, seu espírito. do próprio Eterno. No sistema de chacras do ser humano, o oitavo
Analogamente, nossas vestes etérica, astral, mental, etc., é conhecido pelo nome sânscrito Vibuthi e fica “por trás” do chacra
localizam-se, principalmente, no interior do corpo físico. cardíaco. No Planeta Terra, atualmente, esse lugar fica, segundo
Apenas, a parte mais tênue delas é que “transborda” deste, HJS, em São Lourenço-MG, Brasil. Por ser a representante, na Face
formando os respectivos auras. Os Mestres de Sabedoria da Terra, do Sagrado Coração da Terra, essa estância hidromineral
referem-se aos Mundos Interiores da Terra pelo nome de é conhecida como a capital espiritual do mundo. Não por acaso, foi lá
Agartha (ou Agharta). Podemos desmembrá-lo: Ag + hartha, ou que ocorreu, em 1921, a fundação esotérica da SBE. Tudo isso se
Agni (= fogo, em sânscrito) + heart (= coração, em inglês), o que, relaciona com o fato, já bastante difundido (sobretudo pela SBE),
usando a conhecida inter-relação entre o sânscrito e as línguas de haver um papel importantíssimo a ser desempenhado pelo
indo-europeias, nos permite interpretar Agartha como sendo Brasil, na era que se inicia no atual milênio, incluindo-se o evento
“coração de fogo” (= Sol Central). Esta expressão, também, avatárico, conhecido como Maitreia, e, para o qual devemos
remete-nos a certas imagens do preparar nossas consciências, a fim de
Cristo, em que o Meigo Nazareno auxiliarmos na Iluminação da Terra.
se apresenta com o coração em Note-se que isso é o mesmo que dizer
chamas. Trata-se de uma alusão ao “quando os povos de Agartha
chacra cardíaco, que, além de ser o subirem à Face da Terra”, como
quarto — e, portanto, o central — consta na Profecia do Rei do Mundo,
dos sete chacras principais, é de 1890, trazida ao Ocidente no livro
conhecido como a “câmara “Bestas (ou Animais), Homens e
definitiva de kundalini”, onde esta Deuses”, de Ferdinand Ossendowski.
última palavra, também, de origem No Tibete, como em vários outros
sânscrita, designa a energia ígnea lugares do Oriente, falar em mundos
transmutadora, que desperta no subterrâneos é coisa comum, não
estado de iluminação espiritual. suscitando tanta surpresa como aqui
Também, temos: “interno” no Ocidente.
= “inferno”. Na realidade, inferno é A maioria de nós não
“in-fera”, em oposição à “ex-fera”, precisa se preocupar com o fato de
ou esfera. Ou seja, o interior e o não morar num local desses, pois,
exterior desse sólido geométrico. da mesma forma que no ser
Tratemos, portanto, de desassociar humano não existem só os sete
inferno de algo ruim, maléfico, lugar de castigo. Essa falsa ideia chacras principais, também, na Terra, existem muitos outros
foi reforçada na Idade Média, numa deformação do sentido lugares sagrados, em volta de cada um dos postos
esotérico das lendas gregas sobre aquela região. Quem quiser representativos, e assim por diante. Um conjunto de sete locais
saber como os sábios gregos compreendiam os Mundos em torno de um oitavo central denomina-se Sistema Geográfico,
Interiores pode consultar o que, para nós, restou, no registro de que são fundados pelos Dirigentes Espirituais do mundo com
Platão: no livro “Fédon”, Sócrates, pouco antes de sua morte, objetivos evolucionais específicos. Alguns exemplos históricos:
descreve tais mundos com relevância de detalhes. Roma e suas sete colinas; as sete Igrejas do Oriente (Laudiceia,
Usando a chave hermética de que o microcosmo (nesse Smirna, etc. — ver a Bíblia, em Apocalipse), em relação a
caso, o ser humano) reflete o macrocosmo (no caso, a Terra), Jerusalém; as sete cidades atlantes em torno da oitava,
concluímos que as sete regiões especiais, existentes entre os principal. Tais lugares, sempre, guardam relação com os
Polos Norte e Sul, correspondem, no ser humano, aos locais da mundos interiores, e é daí que surgem as inúmeras lendas
coluna vertebral em que nascem os sete chacras principais. sobre Montanhas Sagradas, por exemplo. Em especial, o Brasil
Além disso, da mesma forma que os chacras, no ser humano, possui muitos de tais lugares. Só de sistemas geográficos, temos
afloram à superfície de seu corpo, também, na Terra, os sete informações sobre quatro: um, em torno de Teresópolis,
pontos principais de seu eixo interno (entre os Polos) se refletem fundado pelos Iniciados tupis; três mais recentes, em torno de
em sua face, onde vivemos. Tais locais da superfície terrestre são São Lourenço, MG, em torno da Ilha de Itaparica, BA, e em
aqueles que, portanto, mais apropriadamente, devemos chamar torno da cidade de Nova Xavantina, MT. Nessas três cidades, a
de lugares sagrados. Notemos que são sagrados no sentido SBE mantém seus três templos, além de Departamentos e
cósmico do termo, e não meramente por causa de alguma representações nas cidades em torno, assim como em várias
tradição religiosa, desprovida de tal fundamento. outras cidades do Brasil e do exterior. ?
a b
Herança Educacional Iluminista
Charles Evaldo Boller

F
oram significativas as mudanças que se (1694-1774) e Adam Smith (1723-1790) representam as
manifestaram na Europa durante o século XVIII, e, aspirações do cidadão em gerenciar seus próprios negócios
entre essas, surgiu a Maçonaria Especulativa sem a interferência do Estado. Defendia-se a economia
(1717), como parte ativa do processo de gradativa perseguindo caminhos ditados por leis naturais, onde a
migração do poder para a burguesia, concentrado, até figura de um Estado intervencionista não existe. Na política,
então, na nobreza e no clero. O Teocentrismo Medieval, os mesmos ideais liberais lutavam de todas as formas contra
Deus como centro de tudo, há muito, instigava o o Absolutismo. Na moral, buscavam-se formas laicas de
lançamento de ideias que fortaleciam o poder do cidadão. tornar naturais as ações do comportamento humano.
Aos poucos, o poder absoluto sobre o cidadão foi Por conta de abusos clericais e da inquisição, que
desaparecendo, e definiram-se os contornos da durou mais de seiscentos anos, de 1183 até 1821, o
Democracia. Na época, por herança de práticas e costumes Iluminismo rejeitava a adesão à religião. Principalmente, às
medievais, os nobres viviam à custa dos esforços de outros filosofias religiosas povoadas de fantasias e alegorias ilógicas
cidadãos da sociedade, o que prejudicou o nascimento da e impostas como verdades, que, pelo aspecto verossímil, são
indústria e dificultava o livre comércio. colocadas como fatos verdadeiros, ao invés de declaradas de
Com a invenção e desenvolvimento da máquina a origem ficcional, apenas, para fins de ilustração de verdades
vapor, entre 1765 e 1790, por James Watt (1736-1819), e filosofias.
estabelece-se o início da Os iluministas
Revolução Industrial, marca combatiam os dogmas que, em
do fim do poder de religião, estabelecem invenções
imperadores e papas, e forçadas, inverossímeis,
nascimento do poder do determinadas por decreto pela
povo. Os burgueses, na autoridade religiosa como
Revolução Francesa (1789- verdade divina revelada e que o
1799), usaram de palavras adepto tem por obrigação acatar;
cunhadas por Rousseau são imutáveis, verdades
(1712-1778), que absolutas, que, sequer, permitem
estabeleceram princípios de discussão, nem mesmo pensar
liberdade, igualdade e em contestação; imposição que
fraternidade através das determina como o adepto deve
luzes, divisa usada até hoje pela Maçonaria, onde a Luz pensar e até sentir. Contra as religiões, que impõem dogmas e
dos iluministas significava o poder da razão humana de fantasias, os iluministas se rebelaram. Não eram ateus, muito ao
interpretar e reorganizar o Universo. O Movimento contrário! Isso, mesmo hoje, não passa de acusação leviana,
Iluminista visava, inicialmente, à liberdade de pesquisa falsa e insidiosa de parte dos detratores do Iluminismo.
científica, ação, que, através de Rousseau, estendeu-se Defendiam o aporte de uma religião natural, com orientação
depois para a educação natural com ênfase no mais racional de fé, ou crença naquilo que não é visto e ser,
condicionamento moral e cívico. apenas, sentido ou intuído. Bastava-lhes a fé num princípio
O Século das Luzes teve inúmeros mentores, cuja criador, semelhante ao que era percebido pelo pensamento
ampla maioria concordava que, em resumo, apenas, a lógico do homem da natureza, aceitando a impossibilidade de
educação poderia proporcionar os meios para livrar os sua existência ser obra do acaso, e acreditando na existência de
homens das garras do poder absoluto, que embotava o uma mente criadora, lógica e orientadora da exuberante e
desenvolvimento. Qualquer poder estabelecido sabe, e a diversificada natureza que o cercava e lhe servia, e com a qual
Maçonaria promove, que um povo instruído e educado é vivia em dependência. Hoje, reconhece-se a simbiose evolutiva
mais difícil de conduzir com dogmas e crendices, mas é como obra criativa, onde a criação é resultado da cooperação e
mais feliz porque assume o controle da sua convivência coevolução das células em processos evolutivos cada vez mais
pacífica na sociedade. intrincados e complexos, orientados por leis definidas por uma
O Liberalismo foi outra forte movimentação da mente orientadora, conceito, ao qual o maçom denomina
burguesia. Atuando na economia, François Quesnay Grande Arquiteto do Universo.
O Iluminismo influenciou o Deísmo, doutrina que utilizada na construção de parábolas e alegorias, na
considera a razão como a única maneira de assegurar a representação de pensamentos e ideias de forma figurada, os
existência de Deus. Principalmente, por isso, os detratores do textos são utilizados, apenas, como referência para a criação de
Iluminismo acusaram o movimento de introdutor do ateísmo estórias. As alegorias copiadas e depois adaptadas são pura
na sociedade moderna. Entretanto, aquele movimento ficção! Verossimilhança que serve, apenas, de suporte para a
defendia a religião natural, sem dogmas e fanatismo. Para o criação de parábolas que auxiliam na educação natural. Essa
iluminista, Deus é o Primeiro Motor, o Supremo Criador. utilização é deixada bem clara para todos. É a educação da
Dessa magnífica ideia, a Maçonaria, que não é religião, herdou Maçonaria voltada para a liberdade, educação natural criada
o conceito Grande Arquiteto do Universo, o que possibilita a por Rousseau (1712-1778) e complementada por Kant (1724-
reunião de diversas linhas filosóficas e religiosas num mesmo 1804). Por outro lado, a mesma Bíblia é utilizada nas atividades
foro de debate, que, de forma proativa, discute os problemas litúrgicas das Lojas cristãs como Livro da Lei, a mais alta e
da sociedade e do homem, ato impossível para outras sagrada representação do grupo, sobre a qual se fazem
instituições, mormente religiões, que nunca se entendem e, juramentos e promessas, e da qual se extraem pensamentos e
provavelmente, nunca chegarão a acordos fraternos na solução sabedoria. O maçom cristão é, constantemente, instigado a usá-
de qualquer problema, devido ao ódio que nutrem entre si e la como fonte de inspiração no trabalho na pedra. Na absoluta
aos que não concordam com seus dogmas. maioria dos ritos, nenhuma sessão maçônica inicia sem que um
Na prática maçônica, as proibições de discussões trecho da mesma seja lido no momento mais solene de abertura
religiosas nada têm de incentivo ao ateísmo, mas têm por ritualística dos trabalhos.
finalidade afastar o maçom de discussões vazias dentro do A liturgia e instrução maçônica constam de alegorias
pântano do fundamentalismo religioso e o conduzir para definidas em todos os aspectos como invenções, historinhas,
uma espiritualidade natural, respeitando crenças e a religião fantasias, de uso puramente pedagógico e com o único objetivo
de seus irmãos, independente de qual seja. O ateu não é de construir novas ideias pelos eternos ciclos de construção do
recebido pela Ordem Maçônica. Para entrar, é exigida crença pensamento. Esses ciclos, que Hegel (1770-1893) definiu como
num Princípio Criador e numa vida futura. Para o maçom, a Contradição Dialética, constituída de Tese, Antítese e Síntese, é
espiritualidade é parte do corpo; é sentida como a plenitude base do desenvolvimento de todo o conhecimento humano:
da mente e do corpo, mente e corpo vivos, formando uma Tese é a afirmação; Antítese, a negação ou complementação da
unidade. Os momentos de consciência espiritual são Tese; Síntese, a superação da contradição. É quando surge uma
observados como unidade, uma percepção de pertencer ao nova e inusitada ideia, diferente da primeira e da segunda.
Universo como um todo. A Loja estabelecida é representação Então, inicia-se um novo ciclo de Tese, Antítese e Síntese. E o
desse Universo, o útero da criação, de onde o homem é parte processo não tem fim. É o que ocorre nos debates da Maçonaria,
integrante do todo. Quando o maçom contempla a Loja como onde, através da educação natural, constroem-se templos,
representação do Universo, percebe que não está lançado em templos vivos e livres.
meio ao caos. "Ordo ab Caos", ordem no caos, é sua divisa e Esses são alguns dos aspectos do movimento Iluminista,
inspiração de que é parte de um projeto maior, de uma que influenciaram a Maçonaria, quando de sua fundação como
ordem mais elevada, parte integrante de uma imensa Instituição Especulativa. Mesmo bebendo de inúmeras outras
sinfonia da vida, conduzida pelo Grande Geômetra, o fontes de inspiração simbólica e alegórica, foi essa a origem de
Maestro da Criação e Grande Arquiteto do Universo. A sua que a Ordem Maçônica se utilizou para promover a volta do
projeção de vida futura é construída no fato de que o seu homem natural, perdido desde Atenas, Grécia antiga, reportado
corpo, nunca, morrerá. Mesmo depois que seu corpo se por Platão, em "A República". Na Maçonaria, o homem moderno
desfizer em seus elementos moleculares, a vida continua. E tem a oportunidade de recuperar o que perdeu em virtude do
não, apenas, o sopro da vida, comum a todos os seres desmonte da escola hodierna, colocar os pés no chão, trabalhar
viventes, continua vivo, mas, também, os princípios da um templo vivo, dentro de um templo material, edificado pela
organização vital dos seres viventes da biosfera. É essa Maçonaria, praticamente, só para a sublime finalidade de o
consciência de ser parte do Universo, de ser essa a sua casa, é homem se autoconstruir. Mas, dentro do grande templo da
dessa sensação de pertencer, de ser parte do todo que sociedade, um templo vivo, feito por homens naturais, cada
desperta, no maçom, o mais respeitoso e profundo sentido artífice trabalha na pedra e, com a sabedoria da razão, a força da
para a vida. vontade, constrói sua beleza interior para honra e glória do
Quando, na Maçonaria, a Bíblia Judaico-cristã é Grande Arquiteto do Universo! ?
a b
Uma Homenagem a Todas as Mulheres
Autor ignorado

U
ma mulher chamada Ana foi renovar a sua carteira de voz, ouvi-me responder:
motorista. Pediram-lhe que informasse sua profissão. - "Desenvolvo um programa a longo prazo (qualquer mãe
Ela hesitou, sem saber bem como se classificar. faz isso), em laboratório e no campo experimental
- "O que eu pergunto é se tem um trabalho", insistiu o (normalmente eu teria dito dentro e fora de casa). Sou
funcionário. responsável por uma equipe (minha família), e já recebi
- "Claro que tenho um trabalho", exclamou Ana, "sou mãe". quatro projetos (todas meninas). Trabalho em regime de
- "Nós não dedicação exclusiva
consideramos 'mãe' um (alguma mulher
trabalho; vou colocar discorda???), o grau de
'dona de casa'", disse o exigência é em nível de 14
funcionário friamente. horas por dia (para não
Não voltei a dizer 24 horas)".
lembrar-me dessa Houve um
história até o dia em que crescente tom de respeito
me encontrei em na voz da funcionária, que
situação idêntica. A acabou de preencher o
pessoa, que me atendeu, formulário, se levantou e
era obviamente uma pessoalmente me abriu a
funcionária de carreira, porta. Quando cheguei a
segura, eficiente, dona casa, com o título da
de um título sonante. minha carreira erguido, fui
- "Qual é a sua recebida pela minha
ocupação?" perguntou. equipe: uma com 13 anos,
Não sei o que outra com 7 e outra com 3.
me fez dizer isto; as Do andar de cima, pude
palavras, simplesmente, ouvir o meu novo
saltaram-me da boca experimento (um bebê de
para fora: seis meses), testando uma
- "Sou Doutora em nova tonalidade de voz.
Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas". Senti-me triunfante! Maternidade... que carreira gloriosa!
A funcionária fez uma pausa, a caneta de tinta a Assim, as avós deviam ser chamadas "Doutoras-
apontar para o ar, e olhou-me como quem não ouviu bem. Séniores em Desenvolvimento Infantil e em Relações
Eu repeti pausadamente enfatizando as palavras mais Humanas". As bisavós, "Doutoras Executiva Séniores". E as tias,
significativas. Então, reparei, maravilhada, como ela ia "Doutoras-Assistentes". Eu acho!
escrevendo, com tinta preta, no questionário oficial. Mande isto às mães, avós, bisavós e tias que conheça.
- "Posso perguntar", disse-me ela com novo interesse, "o Uma homenagem carinhosa a todas as mulheres,
que faz exatamente?" mães, esposas, amigas, companheiras. Doutoras na Arte de
Calmamente, sem qualquer traço de agitação na fazer a vida melhor! ?

a b
O autor é Desembargador Titular da Quarta Câmara Cível do TJRJ,
Professor de Direito e Conferencista em cursos especializados em Perícias
Judiciais, Presidente da Banca de Monografia na Escola de Magistratura – RJ e
Membro da Academia de Letras, Ciências e Artes Ana Amélia – ALCAN-RJ.
“A Obra, como esclarece o próprio autor, está dividida em quatro partes, de
forma a permitir abordagem abrangente, sistêmica, prática e detalhada sobre o tema. Por
sua praticidade, clareza e objetividade, conjugadas ao seu ilustre valor didático e jurídico, a
obra não poderia ser mais oportuna. Com ela o seu ilustre autor preenche uma lacuna que
existia no tema enfrentado, coloca nas mãos dos operadores do Direito um valioso
instrumento profissional e presta mais um relevante serviço à Justiça”. ?
Sérgio Cavalieri Filho
Desembargador do TJ/RJ
a b

a Eventos Culturais b
Vem aí o XV Encontro Nacional da Cultura Maçônica. De 8 a 10 de abril, em Brasília. Esse evento tem o apoio cultural da
Revista Arte Real.
a Blogs b
Visitem o Blog do nosso Irmão Antônio do Carmo Ferreira, Presidente da ABIM – Associação Brasileira de Imprensa
Maçônica e Grão-Mestre do GOIPE e saiba o que está acontecendo na cultura maçônica. www.domcarmo.blogspot.com
Assim como, o Blog “O Escritor Maçom”, do nosso Irmão Moacir Outeiro, dedicado à leitura e a cultura maçônica.
Clique no link http://mjouteiropinto.blogspot.com/2010/02/revista-arte-real-todos-as-edicoes-em.html

a Arte Real – Edições Anteriores b


As edições anteriores se encontram disponíveis para download em vários sites maçônicos e, também, no site www.entreirmaos.net
a b

A
rte Real é uma Revista maçônica virtual, de publicação mensal, fundada
em 24 de fevereiro de 2007, com registro na ABIM – Associação
Brasileira de Imprensa Maçônica – 005-JV, que se apresenta como mais
um canal de informação, integração e incentivo à cultura maçônica, sendo
distribuída, diretamente, via Internet, para 14.890 e-mails de Irmãos de todo o
Brasil e, também, do exterior, além de uma vasta redistribuição em listas de
discussões, sites maçônicos e listas particulares de nossos leitores. Sentimo-nos
muitíssimo honrados em poder contribuir, de forma muito positiva, com a
cultura maçônica, incentivando o estudo e a pesquisa no seio das Lojas e fazendo
muitos Irmãos repensarem quanto à importância do momento a que chamamos
de “¼ de Hora de Estudos”. Obrigado por prestigiar esse altruístico trabalho.
Editor Responsável, Diagramação, Editoração Gráfica e Distribuição: Francisco Feitosa da Fonseca - M∴I∴ - 33º
Revisão Ortográfica: João Geraldo de Freitas Camanho - M∴I∴ − 33º
Colaboradores nesta edição:
Charles Evaldo Boller – Cristiano José Rehder - Eliseu Mocitaíba da Costa – Giselda Sbragia – João Geraldo Camanho Ricardo Paschoal
– Valmir Fonseca Azevedo Pereira.
Empresas dos Irmãos Patrocinadores:
Adalberto Domingues Advocacia - Arte Real Software – Bisotto Imóveis - CH Dedetizadora – CONCIV - CFC Objetiva Auto Escola – Decisão Gestão
Empresarial - Dirija Rent a Car – Empório Bacellar - Formadores de Opinião – Gerson Muneron Advocacia - Gráfica Everesty – Ideal Despachos
Aduaneiros Ltda – Kit Market - López y López Advogados – Olheiros.com – Rerícias & Avaliações - Pousada Mantega - Qualizan –
Reinaldo Carbonieri Eventos – Reinaldo Pinto (livro) Saneartec - Santana Pneus – Studio
Allegro - Sysprodata.
Contatos: MSN - entre-irmaos@hotmail.com E-mail – revistaartereal@entreirmaos.net
Skype – francisco.feitosa.da.fonseca ( (35) 3331-1288 / 8806-7175
Temos um encontro marcado na próxima edição. Tenham todos uma boa leitura! ?
a b