You are on page 1of 6

ATIVIDADES PRÁTICAS

ATIVIDADES FÍSICAS EM ACADEMIAS E EMPRESA

UNIASSELVI

2018
APRESENTAÇÃO

O bacharel em Educação Física pode atuar profissionalmente em diversas áreas.


Dentre as possibilidades, a área fitness e as academias de ginástica destacam-se como
uma das áreas com maior possibilidade de atuação.
O treinamento de força, também conhecido como musculação ou treinamento de
resistência, é uma das atividades mais procuradas em academias de ginástica. Os
motivos pelos quais as pessoas procuram essa atividade são diversos. No entanto, o que
é indiscutível é que a prática regular dessa atividade induz inúmeros benefícios ao
organismo. No entanto, o professor de Educação Física deve ter responsabilidade e
conhecimento para prescrever de forma adequada os exercícios aos seus alunos.
Nesse sentido, o objetivo dessa atividade prática é abordar e realizar os
principais exercícios de musculação e vivenciar alguns dos modelos de treinos
realizados em academias de ginástica. A execução correta e prescrição adequada dos
exercícios são fundamentais para que o professor seja capaz de prescrever os exercícios
com segurança e, respeitando os limites dos alunos.
Por essas razões, é extremamente importante que você se dedique ao longo dessa
jornada. Você deve lembrar, sempre, que nós somos responsáveis pelos alunos e pelos
exercícios que prescrevemos. Por isso, temos que realizar a prescrição desses exercícios
da forma mais eficiente e segura possível.
Desejamos a você boas práticas, e que você perceba a cada atividade realizada, a
satisfação de consolidar a formação do seu conhecimento, tanto profissional como
pessoal.
DINÂMICA DOS ENCONTROS DA DISCIPLINA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE
ATIVIDADES AQUÁTICAS.

DINÂMICA DOS ENCONTROS PRESENCIAIS PARA AS DISCIPLINAS COM PRÁTICA


1º ENCONTRO PRESENCIAL – ATIVIDADE PRÁTICA I
 Apresentação dos objetivos da disciplina e sua importância no contexto teórico-prático, do vídeo de
introdução da disciplina e do Plano de Ensino.
 Apresentação do vídeo da Unidade 1 e orientações para realização das autoatividades.
 Indicação e orientação dos materiais e dos recursos disponíveis na Trilha de Aprendizagem da
disciplina.
 INTERVALO
 Atividade Prática 01
 Explicação do Relatório de atividades (entrega no 2º encontro)

2º ENCONTRO PRESENCIAL – ATIVIDADE PRÁTICA II


 Discussão e correção das autoatividades referentes à Unidade 1 e esclarecimento de eventuais dúvidas.
 Explicações gerais referentes aos conteúdos da Unidade 2 e à realização das autoatividades.
 Apresentação do vídeo da Unidade 2 e orientação dos materiais e dos recursos disponíveis na Trilha de
Aprendizagem.
 Entrega do Relatório de Atividade Prática 01 para o Tutor (corresponde a redação - PESO 1.
 INTERVALO
Atividade Prática 02

3º ENCONTRO PRESENCIAL
 Discussão e correção das autoatividades referentes à Unidade 2 e esclarecimento de eventuais dúvidas.
 Explicações gerais referentes aos conteúdos da Unidade 3 e à realização das autoatividades.
 Apresentação do vídeo da Unidade 3.
 Indicação e orientação dos materiais e dos recursos disponíveis na Trilha de Aprendizagem.
 Incentivo ao uso e acesso ao AVA.
INTERVALO
 Realização da 2ª avaliação referente ao estudo da Unidade 2 (PESO 1).

4º ENCONTRO PRESENCIAL
 Discussão e correção das autoatividades referentes à Unidade 3 e esclarecimento de eventuais dúvidas.
 Revisão geral dos conteúdos da disciplina.
 Apresentação dos objetivos da disciplina Pe sua importância no contexto teórico-prático, do vídeo de
introdução da disciplina e do Plano de Ensino.
 Explicações gerais referentes à disciplina.
INTERVALO
 Realização da 3ª e última avaliação referente a todas as unidades do Caderno de Estudos (PESO 8).

FONTE: Dados Institucionais


PRÁTICA DE ATIVIDADES EM ACADEMIAS E EMPRESAS

ATIVIDADE 1

Objetivo: O objetivo dessa atividade é permitir que o aluno experimente os exercícios


mais realizados em salas de musculação.

Local: Academia de musculação.

Organização: Os alunos deverão se separar em equipes/duplas/trios (de acordo com o


número de alunos) e em forma de circuito realizarem 1 série de 10 repetições dos
exercícios mais comuns realizados nas academias de ginástica. É importante que cada
aluno realize ao menos um exercício de cada grupo muscular. Enquanto um aluno
realiza o exercício os demais devem observar a postura e a execução do mesmo e
realizar as devidas correções. Além disso, devem identificar os principais músculos
envolvidos na realização do movimento.

ATIVIDADE 2

Objetivo: O objetivo dessa atividade é permitir que o aluno vivencie e experimente


diferentes modelos de treino que podem ser utilizados. Isso é de extrema importância
para que ele perceba a diferença entre os modelos propostos e tenha mais conhecimento
e segurança na hora de realizar a prescrição do exercício.

Local: Academia de musculação.

Organização: Para o desenvolvimento dessa atividade é importante que os alunos se


organizem da seguinte forma:

1. Cada aluno, ou grupo de alunos, deverá elencar um dos seguintes grupos


musculares para realizar a atividade prática:
Peitoral, Costas, Ombros, Quadríceps, Panturrilha, Bíceps, tríceps.
É importante que todos os grupos musculares sejam escolhidos.

2. Cada aluno ou grupo de alunos deverá escolher 3 exercícios para o mesmo grupo
muscular.

Aquecimento: Realizar 2 séries de 20 repetições (1 min de intervalo), de algum dos


exercícios previamente escolhidos, com uma carga leve para aquecer de forma
específica a musculatura.

Desenvolvimento: A atividade será realizada da seguinte forma:

1. Realizar de 1 a 3 séries de 12 repetições (2 min de intervalo).


2. Realizar de 1 a 3 séries de 12 repetições com drop set no mesmo exercício.
3. Realizar de 1 a 3 séries de 12 repetiçoes seguida de 12 repetições de outro
exercício que trabalhe o mesmo grupo muscular.

Obs: deverá ser respeitado um intervalo de, pelo menos, 2 min entre os exercícios.

EXEMPLO 1:

1. Realizar 1 série de 12 repetições do exercício Puxador Frente (costas) com peso


referente 30 kilos.
2. Realizar 1 série de 12 repetições do exercício Puxador Frente com 30 kilos e
imediatamente após reduzir a carga em ~20-30% e continuar o exercício até a
falha (exaustão). Essa reduçao de peso para continuar o exercício caracteriza o
modelo Drop-Set.
3. Realizar 1 série de 12 repetições do exercício Puxador Frente com 30 kilos e
logo na sequência realizar mais 12 repetições do exercício remada curvada.

EXEMPLO 2:

1. Realizar 1 série de 12 repetições do exercício Leg press (quadríceps) com peso


referente a 100 kilos.
2. Realizar 1 série de 12 repetições do exercício Leg Press com 100 kilos e
imediatamente após reduzir a carga em ~20-30% e continuar o exercício até a
falha (exaustão). Essa reduçao de peso para continuar o exercício caracteriza o
modelo Drop-Set.
3. Realizar 1 série de 12 repetições do exercício Leg Press com 100 kilos e logo na
sequência realizar mais 12 repetições do exercício agachamento com halteres.

SUGESTÃO

De acordo com a disponibilidade e material disponível, sugere-se a utilização de


frequencímetros e/ou o uso da tabela de percepção subjetiva de esforço (PSE) durante
e/ou após os diferentes exercícios realizados. Isso será importante para que os alunos
percebam que exercícios considerados multi-articulares ou com maior massa muscular
envolvida elevarão de forma mais significativa a FC e tendem a aumentar a percepção
do esforço.