You are on page 1of 2

Ficha de Avaliação Formativa

Curso: Emergências e primeiros socorros na cozinha industrial


Módulo 1: Primeiros socorros nas hemorragias por corto-perfurantes
1 de Outubro de 2014

Nome: __________________________________________________________________________________
Classificação: __________________________ Formador: _____________________________

1. Leia atentamente o enunciado que se segue, relativo a um estudo de caso sobre


as hemorragias por objetos corto-perfurantes.

António Vilar, é um colaborador da cozinha industrial do Hotel Vila Galé –


Porto. Na sequência de um pedido do chefe, iniciou o seu turno na cozinha a cortar
as frutas e a arquitetar, de forma criativa, imagens sugestivas ao tema do jantar.
António optou por, tecnicamente, usar uma forma de corte enviesado, pois ajudá-
lo-ia a ganhar tempo para a preparação final das frutas.
Num dos momentos em que fatiava um ananás, deixou
escapar a faca afiada das mãos, que atingiu a face externa do seu
pulso (como sugere a imagem), iniciando uma hemorragia com
derrame contínuo, de sangue vermelho-escuro, algo difícil de
controlar. António já tivera outros cortes no seguimento do
manuseio de objetos cortantes, mas esses, apesar da mesma
coloração de sangue, estancavam em apenas dois minutos.

Imagem 1:
Local anatómico do corte no pulso

Classifique como Verdadeira (V) ou Falsa (F) cada uma das seguintes afirmações
(40%):

a) Quanto à localização da hemorragia, podemos considerar que o António


provocou, com o objeto cortante, uma hemorragia interna.
b) Quanto ao tipo de hemorragia, podemos considerar que o vaso sanguíneo
atingido foi uma veia.
c) Caso a hemorragia fosse em jato, síncrona com as pulsações cardíacas, classificá-
-la-íamos em hemorragia arterial.
d) Do ponto de vista da estase sanguínea vascular, seria mais fácil controlar uma
hemorragia arterial do que uma de origem venosa.

Primeiros socorros nas hemorragias por corto-perfurantes 1


2. Assinale a resposta correta com um X, sendo que apenas uma opção se
encontra totalmente correta (45%).
2.1. Se por algum motivo, colaborador escorrega num piso molhado e embate
no chão, numa queda da própria altura, mas não apresenta cortes ou
arranhões, há maior probabilidade de ter uma:
a) Hemorragia Externa
b) Hemorragia Interna
c) Hemorragia capilar

2.2 Se o António se tivesse cortado, numa situação climatérica de baixas


temperaturas, haveria:
a) menor perda de sangue pela ocorrência de vasoconstrição
b) menor perda de sangue pela ocorrência de vasodilatação
c) maior perda de sangue pela ocorrência de estase sanguínea

2.3 O António tem a agravante de sofrer de uma cardiopatia (doença


cardíaca) e faz terapêutica anticoagulante diária. Consideramos que, para
esta situação, o António é desfavorecido pela existência de um
fator/condicionante:
a) Interno
b) Externo
c) Interno e Externo

3. António explicara que, anteriormente a esta situação hemorrágica atual,


tivera contacto com outro tipo de hemorragias. (15%)

3.1. Classifica o tipo de hemorragia a que o António se quer referir, indicando


as características do enunciado que te levam a fazer essa conclusão.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________

Primeiros socorros nas hemorragias por corto-perfurantes 2