You are on page 1of 4

Avaliação – Módulo XI

História da Igreja III


1) Qual foi a causa direta da Guerra dos Trinta Anos?
R= A Contrarreforma foi a causa direta.

2) O que era o movimento conhecido como “galicanismo”?


R= Um fortalecimento geral tanto na vida religiosa como no acentuado patriotismo francês no início do
século XVII, deu origem ao movimento conhecido como galicanismo, que representava uma tentativa
de conciliar a qualidade de bom católico com a de bom francês.

3) Como a Igreja Romana contribuiu para o grande desenvolvimento que


houve na França no século XVII?
R= No século XVII, a França passou por um momento de grande desenvolvimento e prosperidade. A
igreja romana na França participou desse fortalecimento da vida nacional, demostrando sua energia
religiosa na pregação, nas obras de filantropia e no trabalho missionário.

4) Descreva como era a vida dos jesuítas na França no século XVII e o que
houve após a expulsão deles de Portugal?
R= Durante a última parte do século XVII e durante o século XVIII, os jesuítas experimentaram forte
oposição por parte dos mais hábeis e melhores homens da Igreja Romana na França. Esses homens
energicamente protestavam contra as ideias falsas, dolosas e oportunistas a respeito da moral e de certos
princípios, ideias realmente perigosas que os jesuítas espalhavam por meio do confessionário. Ainda se
opunham aos jesuítas por causa da escravidão destes ao papa, e reputavam tal atitude prejudicial, tanto
a religião como ao sentimento patriótico. Os jesuítas combateram essa oposição com tenacidade e
ferocidade incríveis, eles haviam submetido tanto o Papa como o Rei Luís XIV a sua influência de
conseguir auxílio poderoso e ativo por parte dessas grandes autoridades. Não obstante os j jesuítas foram
perdendo mais e mais a sua popularidade, e foi se desenvolvendo um sentimento de que essa poderosa
organização secreta, embora vivendo na França, prestava sua obediência última e definitiva a um
governo estrangeiro, sendo, portanto perigosa e traiçoeira. Quando Portugal em 1759 expulsou os
jesuítas, a opinião pública francesa exigiu que se fizesse o mesmo na França, o que foi conseguido em
1764. Esse foi o começo do fim dos jesuítas.

5) Quem eram os huguenotes?


R= Eram os protestantes franceses.

6) Qual era a situação do protestantismo na Alemanha após a reforma?


R= É assim que encontramos a vida religiosa do protestantismo alemão depois de 1648: terrivelmente
enfraquecida. A situação era a mesma, tanto entre os luteranos como entre os reformados. O ministério
era pobre quanto a religião pessoal. A ortodoxia era considerada a característica mais importante de um
ministro. Não se pensava que fosse necessária uma profunda experiência cristã que produzisse cristãos
zelosos, consagrados. A pregação consistia, naturalmente, em grande parte de discussões teológicas; e
pouca ênfase era dada a necessidade de se procurar viver um cristianismo vitalizado e rico de
experiências e de frutos. As igrejas eram frias, cheias de formalidades e inativas. Não havia a ideia de
missões cristãs na sua pátria; o protestantismo estava longe de ser uma força agressiva e entusiástica,
como ver a ser depois.
7) O que era a Fórmula de Concórdia?
R= A Fórmula da Concórdia foi um longo credo, que julgava-se ser a expressão final do credo
luterano, que definia como deveria permanecer toda a questão das discussões teológicas entre os
luteranos e os teólogos reformados. Ela era considerada por eles uma expressão completa da verdade
cristã, um credo tão perfeito que não podia ser melhorado.

8) Qual a importância de Phillip Jacob Spener para o protestantismo alemão?


Quais os resultados de sua obra?
R= Ele foi o precursor do pietismo, se esforçando para que o povo alcançasse um cristianismo ardente,
sincero, e purificasse a sua vida em todos os aspectos. Ele pregava sermões de caráter prático, fervoroso
e simples, evitando aquele estilo rígido de oratória, tão em moda na época. Insistia no fato de que ser
nascido de Deus e levar uma vida de santidade e serviço, era infinitamente mais importante do que ter
ponto de vista ortodoxo quanto à doutrina. O resultado do seu ministério foi um autêntico reavivamento
em muitas pessoas de Frankfurt, e em outros locais principalmente por causa de seu livro pia desideria.

9) Comente sobre a irmandade moraviana?


R= O fundador da irmandade moraviana foi o conde Nicolau Von Zinzendorf (1700-1760), um nobre
austríaco que foi profundamente influenciado pelo petismo. Criou uma comunidade que recebeu um
grande número de pessoas verdadeiramente religiosas na Saxônia, e entre eles, membros da irmandade
boêmia, que foram expulsos de seus lares na Morávia, de onde veio o nome do grupo. Tornaram-se
conhecidos por causa de suas obras missionárias, onde enviavam de dois em dois irmãos a regiões onde
o evangelho era pouco conhecido, e em todos eles havia a mesma coragem, consagração e amor a todos
os homens.

10) Quais as consequências positivas e negativas que trouxe a Era da Razão?


R= A Era da Razão teve como pontos positivos: a liberdade de pensamento e as novas descobertas
científicas; mas em contrapartida, foi também caracterizada negativamente pela rejeição de Deus, pela
negação dos milagres e por ataques as básicas crenças cristãs.

11) O que foi e como surgiu o puritanismo?


R= O puritanismo foi um movi mento que surgiu dentro do protestantismo britânico no final do século
XVI, sendo resultado das profundas reformas na Igreja Anglicana, iniciada por teólogos fortemente
influenciados pelo calvinismo e que eram jocosamente chamados de puritanos.

12) Quem foi John Wesley?


R= Foi o líder do grande reavivamento na Inglaterra no século XVIII e fundador da Igreja Metodista.

13) Como surgiu o nome metodista?


R= Logo no início do século XVIII em Oxford na Inglaterra se reuniu ao redor de John e Charles
Wesley um grupo de homens jovens que veio a ser conhecido como o “Clube Santo”. Eram
extraordinariamente escrupulosos e metódicos em suas observâncias religiosas e deveres escolares. Por
esse motivo ficaram conhecidos como “metodistas”.

14) Como surgiu o movimento evangélico?


R= Surgiu através de impacto que o reavivamento produziu na Inglaterra; um partido poderoso
denominado de “Evangélicos”, composto de clérigos e leigos que foram influenciados pelo movimento
reavivador.

15) Qual foi o resultado do avivamento produzido por John Wesley?


R= Entre eles podemos destacar a formação da Igreja Metodista, o soerguimento espiritual da
Inglaterra, o que afetou o país tanto em extensão como profundidade e o mais importante deles que foi o
moderno movimento Missionário.

16) O que foi a Batalha da Ponte Bothwell?


R= Foi uma rebelião armada entre a oposição formada por um poderoso grupo de pessoas que insistia
em permanecer fiel à antiga forma presbiteriana, sendo contrária às interferências do governo nos
negócios eclesiásticos; e o governo escocês que os perseguiu ferozmente.

17) O que houve com o papado no século XIX?


R= O século XIX encontrou o papado em grande humilhação. Em 1801, Napoleão, o imperador da
França, realizou com Papa Pio VII a Concordata, tratado que definia as relações da Igreja Romana na
França com o governo. Por esse tratado a igreja ficava sujeita ao estado ou pelo menos a ele atrelada e
dele dependente. Os termos da Concordata envolviam uma séria perda de autoridade da parte do papa, e
de fato esse ficou impotente diante do poderoso Napoleão. Quando o papa, como soberano dos estados
papais, desobedeceu às suas ordens quanto à política europeia, Napoleão entrou em Roma com um
exército, anexou os estados papais ao seu império (1809) e aprisionou o papa.

18) Como a Igreja Católica enfrentou o progresso científico no século XIX?


R= Enfrentou de forma hostil e encontrou sua máxima expressão no Silabus, de Pio IX, publicado em
1864. Nesse documento um grande número de elementos preciosos da liberdade moderna e da
civilização, foram denunciados como “erros”, tais como a liberdade de consciência e de culto, a ideia de
que a Igreja não deve usar de força para impor sua vontade, a separação entre Igreja e o Estado, a ideia
de o Estado ter maior autoridade do que a Igreja, etc.

19) O que foi o Concílio do Vaticano e o que ocorreu nele?


R= Foi um Concílio Geral, o primeiro a ser realizado depois do de Trento. A sua convocação e suas
decisões foram resultado da campanha de exaltação do papado e, também o clímax de toda a política de
Pio IX. Ele tinha manipulado tudo cuidadosamente, antes e durante o Concílio de modo que este decide
todas as coisas como ele próprio planejara. O Concílio era composto de mais ou menos 700 bispos. A
quarta parte deste se opunha ao bem conhecido proposito do papa e dos jesuítas de assegurarem a
infalibilidade papal. Tanto no caráter como na educação, esses homens constituíam a parte mais
poderosa do Concílio. A oposição, todavia foi inútil, e os decretos do Concílio foram, afinal,
sancionados quase por unanimidade, em Julho de 1870.

20) Em geral como se encontrava o protestantismo no século XIX?


R= De modo geral foi um período de grandes obras evangelísticas e reavivamentos por toda a Europa.

21) Quais as consequências da Primeira Guerra Mundial para toda a Europa?


R= A derrubada da monarquia na Rússia, a derrubada do regime Imperial na Alemanha, o surgimento
do partido fascista na Itália e o surgimento de novos estados como a Polônia, Finlândia, letónia, Estónia,
Lituânia, Áustria, Hungria, Tchecoslováquia e a Iugoslávia.

22) O que era o culto ao Estado?


R= Era uma espécie de nova religião onde um único partido totalitário visava a glorificação do país,
tendo como objetivo a guerra, a fim de consolidar o poder nacional.

23) Como era a relação da Igreja Católica com os países europeus?


R= Em sua maioria estavam em estado de separação entre as relações Igreja-Estado, e em alguns países
até o confisco de propriedades, principalmente onde havia regimes totalitários.
24) Qual a relação entre o fascismo e Igreja Católica?
R= O fascismo e a igreja tinham certa afinidade por representarem a autoridade e se oporem ao
liberalismo, embora fossem autoridades que se realizavam. Além disso, Mussolini apoiava tudo que
trouxesse prestígio para Roma e à Itália. Por essa razão foi assinado em 1929, um tratado entre a Santa
Sé e o reino da Itália, pelo qual se reconhecia o novo Estado, a Cidade do Vaticano, compreendendo o
Palácio do Vaticano, a Catedral de São Pedro e uma pequena área adjacente, sobre a qual o papel desse
governo absoluto. Pode assim o papado reassumir a sua posição de soberania sobre um território. O
papado também reconheceu o reino da Itália, tendo Roma como capital. Foram feitos outros arranjos
mutuamente vantajosos. Bispos deveriam jurar fidelidade ao governo, o casamento ficaria sujeito à lei
da Igreja, o ensino religioso católico seria compulsório nas escolas. De 1929 em diante, houve certas
dificuldades, porque o Fascismo com seu culto do Estado e seu domínio absoluto sobre todos os
aspectos da vida era realmente incompatível com a igreja. Mas externamente havia relações
harmoniosas entre a Igreja Romana o Estado.

25) Em geral, qual era a situação das igrejas protestantes no século XX?
R= Apesar de encontrarem dificuldades em muitos Estados e de sofrerem grandes perdas na Primeira
Guerra e Segunda Guerra Mundiais, a maioria das Igrejas Protestantes se mantiverem de pé e
alcançaram certa estabilidade, inclusive criando organizações eclesiásticas como as Uniões de Igrejas.