You are on page 1of 9

“É melhor lançar-se à luta em busca do triunfo, mesmo expondo-se ao insucesso, do que ficar na fila dos pobres de espírito, que

nem gozam muito nem


sofrem muito, por viverem nessa penumbra cinzenta de não conhecer vitória e nem derrota.”
Franklin D. Roosevelt

Movimentos circulares

Questões EEAR (c) 10π


(d) 50π
MCU
(EEAR-2011) Questão 6.
(EEAR-2007) Questão 1. Dois objetos A e B se deslocam em trajetórias circulares durante um mesmo
No movimento circular uniforme a velocidade angular ω NÃO depende intervalo de tempo. Sabendo que A possui uma velocidade linear maior que B,
então a alternativa que representa uma possibilidade para esse deslocamento
(a) do raio da circunferência logo após o início do movimento, a partir da horizontal, é
(b) da sua frequência
(c) do seu período
(d) do tempo gasto para completar uma volta

(EEAR-2008) Questão 2.
Um veículo percorre uma pista de trajetória circular, horizontal, com velo-
cidade constante em módulo. O raio da circunferência é de 160 m e o móvel
completa uma volta a cada π segundos, calcule em m/s2 , o módulo da acele-
ração centrípeta que o veículo está submetido.

(a) 160
(b) 320 (EEAR-2013) Questão 7.
(c) 640 Uma partícula executa movimento circular uniforme com velocidade angu-
lar de 4π rad/s durante 20 s. Quantas voltas completas essa partícula executa?
(d) 960
(a) 10
(EEAR-2009) Questão 3.
Uma mosca pousa sobre um disco que gira num plano horizontal, em movi- (b) 20
mento circular uniforme, executando 60 rotações por minuto. Se a distância (c) 40
entre a mosca e o centro do disco é de 10 cm, a aceleração centrípeta, em
π2 cm/s2 , a qual a mosca está sujeita sobre o disco, é de: (d) 80

(a) 20. Dinâmica


(b) 40.
(EEAR-2006) Questão 8.
(c) 60.
Um pesquisador testou 4 molas A, B, C e D a partir da força de módulo F
(d) 120. usada para distender a mola a uma determinada distância x. O resultado foi
descrito em quatro gráficos:
(EEAR-2010) Questão 4.
Para explicar como os aviões voam, costuma-se representar o ar por peque-
nos cubos que deslizam sobre a superfície da asa. Considerando que um desses
cubos tenha a direção do seu movimento alterada sob as mesmas condições de
um movimento circular uniforme(MCU), pode-se afirmar corretamente que a
aceleração do “cubo” é quanto maior for o módulo da velocidade
tangencial do “cubo”. O gráfico que representa a relação entre força de módulo F e distensão x,
segundo a lei de Hooke, é
(a) tangencial; maior.
(a) A
(b) tangencial; menor.
(b) B
(c) centrípeta; menor.
(c) C
(d) centrípeta; maior.
(d) D
(EEAR-2011) Questão 5.
Devido ao mau tempo sobre o aeroporto, uma aeronave começa a execu- (EEAR-2006) Questão 9.
tar um movimento circular uniforme sobre a pista, mantendo uma altitude Um homem está empurrando uma caixa sobre um plano inclinado,
constante de 1000 m. Sabendo que a aeronave possui uma velocidade linear deslocando-se de baixo para cima neste plano. Sabe-se que não existe atrito
de 500 km/h e que executará o movimento sob um raio de 5 km, qual será o entre o plano e a caixa. Dentre os diagramas abaixo, o que MELHOR repre-
tempo gasto, em h, para que essa aeronave complete uma volta? senta as forças que atuam na caixa é

π
(a)
50
π
(b)
10

1
(a) aceleração.
(b) velocidade.
(c) deformação.
(d) temperatura.

(EEAR-2008) Questão 15.


A figura abaixo representa um corpo de massa 80 kg, em repouso, sobre um
plano inclinado 30◦ em relação à horizontal. Considere g = 10 m/s2 , ausência
de atritos e a corda inextensível e de massa desprezível. O módulo da tração
sobre a corda, para que o corpo continue em equilíbrio é N.
(EEAR-2007) Questão 10.
Ao abastecer em pleno vôo, um avião “emparelha” com outro que contém o
combustível, durante todo o tempo de abastecimento. Nessa situação, pode-
mos afirmar, corretamente, que os aviões

(a) estão em MHS.


(b) estão em MRUV.
(c) estão em repouso em relação ao solo. (a) 200
(d) podem ser considerados em repouso um com relação ao outro. (b) 400
(c) 600
(EEAR-2007) Questão 11.
Um carro desloca-se ao lado de um caminhão, na mesma direção, no mesmo (d) 800
sentido e com mesma velocidade em relação ao solo, por alguns instantes.
Neste intervalo de tempo, a velocidade relativa entre carro e caminhão é (EEAR-2008) Questão 16.
. Em um instante posterior, a inclinação de um pêndulo dependurado na Uma pequena aeronave, de massa igual a 1500 kg, movimenta-se, em uma
cabine do caminhão, quando este é freado repentinamente, é explicada pelo pista retilínea, com uma velocidade constante de 20 m/s, em relação a torre
motorista do carro a partir da de Newton. de controle (referencial inercial). Quando o piloto decide parar a aeronave
faz acionar o sistema de freio que aplica uma força constante de 1000 N, na
(a) nula; 1a lei mesma direção e em sentido contrário ao do movimento. Quanto tempo, em
(b) nula; 3a lei segundos, a aeronave levará para parar completamente?

(c) positiva; 1a lei (a) 5


(d) positiva; 3a lei (b) 15

(EEAR-2007) Questão 12. (c) 30


Das afirmações abaixo: (d) 60

I- A massa é a medida de inércia de um corpo. (EEAR-2009) Questão 17.


II- Massa é grandeza fundamental no sistema internacional de unidades. Considere as seguintes afirmações:

III- A massa varia com a força e a aceleração. I- O equilíbrio de um corpo rígido ocorre se a resultante das forças sobre
o corpo for nula;
Estão corretas:
II- O equilíbrio de um corpo rígido ocorre se a soma dos momentos que
(a) I e II. atuam sobre o corpo, em relação a qualquer ponto do mesmo, for nula.
(b) I e III. Assinale a alternativa que relaciona incorretamente as afirmações com as
(c) II e III. definições físicas de alguns movimentos.
(d) I, II e III. (a) no MRU ocorre a afirmação I.
(EEAR-2008) Questão 13. (b) no MRUV ocorre afirmação I.
No gráfico que relaciona, a força aplicada em um corpo e a força de atrito (c) no MCU sempre ocorre a afirmação II.
entre este e uma superfície perfeitamente horizontal, a região que descreve a
força de atrito pode ser explicada pela Lei de Newton enquanto a (d) as afirmações I e II não ocorrem em qualquer movimento.
que mostra a força de atrito pela Lei de Newton.
(EEAR-2009) Questão 18.
O gráfico a seguir representa a deformação de duas molas, A e B, de mesmo
comprimento, quando submetidas a esforços dentro de seus limites elásticos.
Assim sendo, pode-se concluir, corretamente que, se as molas forem compri-
midas igualmente,

Assinale a alternativa que completa corretamente a afirmação acima.

(a) dinâmico; 1a ; estático; 1a .


(b) estático; 2a ; dinâmico; 1a .
(c) estático; 1a ; dinâmico; 2a . (a) B lança um corpo de massa m com força maior do que A.
(d) dinâmico; 2a ; estático; 2a . (b) A lança um corpo de massa m com força maior do que B.

(EEAR-2008) Questão 14. (c) A e B lançam um corpo de massa m com a mesma força.
Dinamômetro é o instrumento que mede a intensidade da força que atua (d) A e B, não conseguem lançar um corpo de massa m dentro de seus limites
em um objeto, a partir de uma medida de elásticos.

2
(EEAR-2011) Questão 19. (EEAR-2013) Questão 23.
Considerando o conceito de constante elástica de uma mola (K), exposto na Considere um corpo preso na sua parte superior por um elástico, e apoiado
Lei de Hooke, podemos afirmar, corretamente, que num plano inclinado (como mostrado na figura abaixo).

(a) Quanto maior for o valor de K de uma mola, mais fácil será deformá-la.
(b) Quanto maior for o valor de K de uma mola, mais difícil será deformá-la.
(c) O valor de K de uma mola nada tem a ver com a facilidade ou dificuldade
em deformá-la.
(d) O valor de K de uma mola varia com a deformação que esta sofre ao ser
submetida a uma força.
À medida que aumentarmos o ângulo de inclinação α do plano, a força que
(EEAR-2011) Questão 20. age no elástico aumenta devido
No gráfico a seguir representa-se a maneira pela qual varia o módulo da
(a) ao crescimento do peso do corpo.
aceleração a dos corpos A, B e C, de massas respectivamente iguais a MA ,
MB e MC a partir da aplicação de uma força resultante F. Dessa forma, (b) ao aumento da quantidade de massa do corpo.
podemos afirmar, corretamente, que
(c) à componente do peso do corpo paralela ao plano inclinado tornar-se
maior.
(d) à componente do peso do corpo, perpendicular ao plano inclinado, au-
mentar.

(EEAR-2013) Questão 24.


Observe o gráfico abaixo que relaciona a velocidade (v) em função do tempo
(t), de um ponto material. Sobre as afirmativas abaixo, as que estão corretas
são

(a) MA = MB = MC
(b) MA > MB > MC
(c) MA < MB < MC
(d) MA < MB = MC

(EEAR-2012) Questão 21.


Um bloco de massa m desloca-se sobre uma superfície plana, horizontal e I- No trecho AB, a força resultante que atua sobre o ponto material é no
lisa. O gráfico a seguir representa a variação da velocidade V em função do sentido do movimento.
tempo t durante todo o trajeto ABCD.
II- No trecho BC, não há forças atuando sobre o ponto material.

III- O trecho CD pode ser explicado pela 2a lei de Newton.

IV- De acordo com a 1a lei de Newton, no trecho BC o corpo está em repouso.

(a) I e III
(b) II e III
Considerando que as letras no gráfico indicam quatro posições desse trajeto
(c) I, II e III
e que o ângulo β é maior que o ângulo α, afirma-se, com certeza, que
(d) II, III e IV
(a) a força resultante sobre o bloco é maior entre C e D.
(EEAR-2013) Questão 25.
(b) entre A e B a força resultante sobre o bloco é nula.
Um bloco de massa M está inicialmente em repouso sobre um plano hori-
(c) entre B e C não há forças atuando sobre o bloco. zontal fixo. Logo após, uma força, horizontal de intensidade constante e igual
(d) entre C e D a velocidade é constante. a 25 N, interage com o bloco, durante 2 segundos, ao final do qual o bloco
atinge uma velocidade de 4 m/s. Sabendo que a força de atrito, entre o bloco
(EEAR-2012) Questão 22. e o plano, é constante e de módulo igual a 5 N, calcule o valor de M, em kg.
No gráfico e figura a seguir estão representados a força resultante F em
(a) 5, 0
função do alongamento x, de duas molas A e B de constantes elásticas KA
e KB , respectivamente. Essas molas obedecem a Lei de Hooke e possuem (b) 10, 0
alongamentos respectivamente iguais a xA e xB e se encontram fixas a um
(c) 15, 0
bloco.
(d) 20, 0

(EEAR-2013) Questão 26.


Dois corpos, A e B, deslocam-se em uma trajetória retilínea, da posição 0 até
20 metros, submetidos cada um a uma única força, FA e FB , respectivamente.
As duas forças estão relacionadas à posição conforme o mesmo gráfico a seguir.
A massa do corpo A é igual a 2 vezes a massa do corpo B. Pode-se afirmar,
corretamente, que da posição 0 até 20 metros (Obs.: considere o referencial
inercial).
Considerando que somente as molas atuam sobre o bloco, assinale a alterna-
tiva abaixo que melhor representa a condição para que o conjunto bloco-molas
permaneça na horizontal, no plano, alinhado e em repouso.

(a) xA > xB , pois KA < KB .


(b) xA < xB , pois KA > KB .
(c) xA = xB , pois KA = KB .
(d) xA < xB , pois KA < KB .

3
(a) a aceleração do corpo A é maior que a do corpo B. (AFA-2002) Questão 32.
(b) a aceleração do corpo B é maior que a do corpo A. A figura representa uma curva plana de um circuito de fórmula 1.

(c) o trabalho realizado pela força sobre o corpo A é maior que o realizado
sobre o corpo B.
(d) o trabalho realizado pela força sobre o corpo B é maior que o realizado
sobre o corpo A.

Questões AFA
Movimentos circulares Se, durante uma corrida, um piloto necessitar fazer tal curva com velocidade
elevada, evitando o risco de derrapar, deverá optar pela trajetória represen-
tada em qual alternativa?
(AFA-1998) Questão 27.
No aviao de treinamento T-25 utilizado na AFA, a hélice gira 2700 rpm
durante a corrida no solo e, após a decolagem, a rotação e reduzida para
2450 rpm em apenas 5 segundos. Supondo-se que a helice sofre uma desa-
celeracao uniforme, a aceleração angular da hélice, em valor absoluto, vale
aproximadamente, em rad/s2 ,

(a) 1, 67
(b) 3, 14
(c) 5, 23
(d) 8, 72

(AFA-1999) Questão 28. (AFA-2003) Questão 33.


Duas partículas partem da mesma posição, no mesmo instante, e descrevem Um corpo desenvolve movimento circular em um plano horizontal. Se no
a mesma trajetória circular de raio R. Supondo que elas girem no mesmo ponto A a velocidade escalar tem intensidade menor que no ponto B, então a
sentido a 0, 25 rps e 0, 2 rps, após quantos segundos estarão juntas novamente opção em que o vetor aceleração em C está MELHOR representado é
na posição de partida?

(a) 5
(b) 10
(c) 15
(d) 20

(AFA-1999) Questão 29.


Um automóvel entra em uma curva de 30◦ de inclinação, com velocidade
30 m/s. O raio da curva, em metros, para que não haja escorregamento,
é:(considerar g = 10 m/s2 )

(a) 9 3

(b) 90( 3)−1
√ (AFA-2004) Questão 34.
(c) 90 3
O odômetro de um automóvel é um aparelho que mede a distância per-

(d) 900 3 corrida. Na realidade, esse aparelho é ajustado para fornecer a distância
percorrida através do número de voltas e do diâmetro do pneu. Considere
(AFA-2001) Questão 30. um automóvel cujos pneus, quando novos, têm diâmetro D. Suponha que os
Considere um corpo em movimento uniforme numa trajetória circular de pneus tenham se desgastado e apresentem 98% do diâmetro original. Quando
raio 8 m. Sabe-se que, entre os instantes 5 s e 8 s, ele descreveu um arco de o velocímetro assim alar 100 km/h, a velocidade real do automóvel será
comprimento 6 m. O período do movimento do corpo, em segundos, é:
(a) 104 km/h
(a) 2π (b) 102 km/h
(b) 3π (c) 98 km/h
(c) 6π (d) 96 km/h
(d) 8π
(AFA-2005) Questão 35.
(AFA-2002) Questão 31. Observe os pontos A e B marcados nas pás de um ventilador que gira com
Dois corpos A e B giram em movimento circular uniforme presos aos extre- freqüência constante, conforme a figura abaixo.
mos de cordas de comprimentos, respectivamente, r e 2r. Sabendo que eles
giram com a mesma velocidade tangencial, pode-se dizer que:

(a) ambos desenvolverão mesma velocidade angular. É INCORRETO afirmar que em A


(b) ambos estarão submetidos à mesma força centrípeta. (a) a velocidade escalar é maior que em B.
(c) num mesmo intervalo de tempo o corpo A dará maior número de voltas (b) a velocidade angular é a mesma que em B.
que o B.
(c) o período é o mesmo que em B.
(d) o corpo A desenvolve menor aceleração centrípeta que o B.
(d) a aceleração é menor que em B.

4
(AFA-2006) Questão 36. dessas polias com o motor deve acionar uma serra circular S para que ela
O movimento da coroa dentada (A) de uma bicicleta é transmitido a uma 5
tenha uma freqüência de rotação igual a da freqüência do motor. Sendo
catraca (B) localizada no eixo da roda traseira (C) por meio de uma cor- 3
rente. A opção que representa a bicicleta mais veloz para o mesmo número assim, marque a alternativa que representa essa combinação de polias.
de pedaladas do ciclista é:

(AFA-2007) Questão 37.


Uma partícula descreve movimento circular passando pelos pontos A e B
→ →

com velocidades A e −vB , conforme a figura abaixo. A opção que representa o (AFA-2013) Questão 40.
vetor aceleração média entre A e B é A figura 1 abaixo apresenta um sistema formado por dois pares de polias
coaxiais, AB e CD, acoplados por meio de uma correia ideal e inextensível e
que não desliza sobre as polias C e B, tendo respectivamente raios RA = 1 m,
RB = 2 m , RC = 10 m e RD = 0, 5 m.

A polia A tem a forma de um cilindro no qual está enrolado um fio ideal e


inextensível de comprimento L = 10π m em uma única camada, como mostra
a figura 2.

(AFA-2009) Questão 38.


Uma pessoa, brincando em uma roda-gigante, ao passar pelo ponto mais
alto, arremessa uma pequena bola (Figura 1), de forma que esta descreve, em
relação ao solo, a trajetória de um lançamento vertical para cima.

Num dado momento, a partir do repouso, o fio é puxado pela ponta P,


por uma força ~F constante que imprime uma aceleração linear a, também
constante, na periferia da polia A, até que o fio se solte por completo desta
polia. A partir desse momento, a polia C gira até parar após n voltas, sob
a ação de uma aceleração angular constante de tal forma que o gráfico da
velocidade angular da polia D em função do tempo é apresentado na figura 3.

A velocidade de lançamento da bola na direção vertical tem o mesmo mó-


dulo da velocidade escalar v da roda-gigante, que executa um movimento
circular uniforme. Despreze a resistência do ar, considere a aceleração da gra-
vidade igual a g e π = 3. Se a pessoa consegue pegar a bola no ponto mais
próximo do solo (Figura 2), o período de rotação da roda-gigante pode ser
igual a
v Nessas condições, o número total de voltas dadas pela polia A até parar e
(a) o modulo da aceleração a, em m/s2 , são, respectivamente,
g
10 v (a) 5n, π
(b)
7 g (b) 5n, 5π
20 v (c) 2(n − 1), 3π
(c)
3 g
(d) 5(n + 1), 5π
v
(d) 12
g Dinâmica (aplicações das Leis de Newton)
(AFA-2009) Questão 39.
R (AFA-1998) Questão 41.
Dispõe-se de quatro polias ideais de raios RA = R, RB = 3R, RC = e
2
R I- Um objeto é acelerado não somente quando sua velocidade escalar varia,
RD = que podem ser combinadas e acopladas a um motor cuja freqüência
10 mas também quando seu vetor velocidade muda de direção.
de funcionamento tem valor f.
As polias podem ser ligadas por correias ideais ou unidas por eixos rígidos e, II- Para descrever completamente o movimento de um objeto basta conhecer
nos acoplamentos, não ocorre escorregamento. Considere que a combinação como varia sua velocidade escalar com o tempo.

5
III- Um corpo pode ter velocidade escalar nula e estar submetido a uma (AFA-2000) Questão 45.
aceleração tangencial nula. Um bloco de 20 kg é empurrado sobre um assoalho horizontal por uma


força F que faz um ângulo de 30◦ com a horizontal, conforme mostra a figura
IV- Na expressão da 2a Lei de Newton, ~F = m~
a, a massa m é chamada massa
gravitacional. → O coeficiente de atrito entre o bloco e o assoalho é 0, 25. O módulo da
abaixo.

força F , em newtons, necessária para colocar o bloco na iminência de deslizar
é, aproximadamente,
Das afirmações acima, são verdadeiras

(a) I e II.
(b) I e III.
(c) I, II e IV.
(d) I, III e IV.

(AFA-1998) Questão 42.


M2
Na figura abaixo , o ângulo θ vale 30◦ , e a relação entre as massas tem (a) 35, 1
M1
3 (b) 46, 2
valor .
2 (c) 54, 0
(d) 68, 0

(AFA-2001) Questão 46.


Um automóvel com o motorista e um passageiro move-se em movimento
retilíneo uniforme. Repentinamente, o motorista faz uma curva para a es-
querda, e o passageiro é deslocado para a direita. O fato relatado pode ser
explicado pelo princípio da

Para que o sistema permaneça em equilíbrio, qual deve ser o valor do coe- (a) inércia.
ficiente de atrito entre o bloco 2 e o plano?
(b) ação e reação.

3 (c) conservação da energia.
(a)
3 (d) conservação do momento angular.

3
(b) (AFA-2002) Questão 47.
2
√ Um avião reboca dois planadores idênticos de massa m, com velocidade
(c) 3 constante. A tensão no cabo (II) é T . De repente o avião desenvolve uma
1 aceleração a. Considerando a força de resistência do ar invariável, a tensão
(d) no cabo (I) passa a ser
2

(AFA-1999) Questão 43.


Um bloco de massa m repousa sobre o piso de um elevador. Quando o
elevador sobe com aceleração a = 2, 0 m/s2 , a reação do piso sobre o bloco é
N. Quando desce com a mesma aceleração, a reação é N1 . Considerando-se
g = 10, 0m/s2, a razão NN1 é
(a) T + ma.
1 (b) T + 2ma.
(a) .
5 (c) 2T + 2ma.
2
(b) . (d) 2T + ma.
3
3 (AFA-2002) Questão 48.
(c) .
2 Dois corpos de massas iguais, unidos por um fio inextensível, descem ao
(d) 5. longo de um plano inclinado. NÃO há atrito entre o corpo I e o plano.

(AFA-2000) Questão 44.


A figura abaixo representa um vagão se movendo sobre trilhos, retilíneos e
horizontais, com aceleração constante igual a 3, 0 m/s2 . No interior do vagão,
existe uma mesa de tampo horizontal e sobre ela está colocado um corpo
preso à parede dianteira do vagão por meio de uma mola de constante elástica
desconhecida. Sabe-se que a massa do corpo é 2, 0 kg e que está em repouso,
em relação ao vagão, e que a mola está distendida 4, 0 cm, em relação ao seu
comprimento normal. Pode-se afirmar que a constante elástica da mola, em
N/cm, é De acordo com o enunciado, analise as afirmativas abaixo.

I- Se não houver atrito entre o corpo II e o plano, a tensão no fio é nula.

II- Se houver atrito entre o corpo II e o plano, a aceleração do corpo II é


menor que a do corpo I.

III- Se houver atrito entre o corpo II e o plano, o movimento do corpo I será


retardado.

Assinale a alternativa que contém apenas afirmativa(s) INCORRETA(S)

(a) 1, 5 (a) II.

(b) 3, 0 (b) I e III.

(c) 4, 5 (c) II e III.

(d) 6, 0 (d) I, II, e III.

6
(AFA-2002) Questão 49.
Para levantar um pequeno motor até determinada altura, um mecânico
dispõe de três associações de polias:

(a) 5 m/s2
(b) 4 m/s2
(c) 5 m/s2
(d) 7, 5 m/s2

(AFA-2004) Questão 54.


Um homem de massa 70 kg está subindo por um fio ideal com aceleração
Aquela(s) que exigirá(ão) MENOR esforço do mecânico é (são) somente igual a 0, 50 m/s2 . Nessas condições, a intensidade da tração, em newtons, no
fio, vale:
(a) I.
(b) II.
(c) I e III.
(d) II e III.

(AFA-2002) Questão 50.




Sobre uma partícula situada num plano horizontal aplica-se uma força F
variável, somente em módulo, cujo valor cresce desde zero. Assinale, dentre
os gráficos abaixo, aquele que MELHOR representa a intensidade da força de (a) 350


atrito fat em função da força F aplicada. (b) 665
(c) 700
(d) 735

(AFA-2004) Questão 55.


Um bloco de massa m é arrastado, à velocidade constante, sobre uma su-
perfície horizontal por uma força aplicada a uma corda, conforme o esquema
da figura abaixo. Sendo µ o coeficiente de atrito entre as superfícies, o módulo
da força de atrito é:

(a) µ(T − mg)


(b) µ(mg + T sen θ)
(c) T cos θ
(AFA-2002) Questão 51.
(d) T sen θ
Uma partícula de massa 1 kg se move ao longo do eixo Ox. O módulo da
força, em newtons, que atua sobre a partícula é dado por F(x) = 2x?2. Se a (AFA-2005) Questão 56.
partícula estava em repouso na posição x = 0, a sua velocidade na posição Um bloco encontra-se em repouso sobre um plano inclinado que se move
x = 4 m é: com aceleração horizontal de intensidade a, como indica a figura.
(a) 3, 5 m/s
(b) 4, 0 m/s
(c) 4, 5 m/s
(d) 5, 0 m/s

(AFA-2003) Questão 52.


Um automóvel desloca-se numa estrada horizontal com velocidade constante
de 30 m/s. Num dado instante o carro é freado e, até parar, desliza sobre a
estrada numa distância de 75 m. O coeficiente de atrito entre os pneus e a Desprezando-se o atrito entre quaisquer superfícies, o valor de a é propor-
estrada vale cional a:

(a) 0, 4. (a) cos θ

(b) 0, 6. (b) cossec θ

(c) 0, 5. (c) cotg θ

(d) 0, 3. (d) tg θ

(AFA-2004) Questão 53. (AFA-2005) Questão 57.


A figura apresenta um plano inclinado no qual está fixa uma polia ideal. O conjunto abaixo, constituído de fio e polia ideais, é abandonado do re-
O fio também é ideal e não há atrito. Sabendo-se que os blocos A e B têm pouso no instante t = 0 e a velocidade do corpo A varia em função do tempo
massas iguais, o módulo da aceleração de B é: segundo o gráfico dado.

7
Desprezando o atrito, a razão entre a massa de A e a massa de B é:

1
(a)
2
2
(b)
3
3
(c)
2
(d) 2

(AFA-2006) Questão 58.


Os blocos A e B, de massas iguais a 2 kg e 3 kg,respectivamente, ligados por
um fio ideal, formam um sistema que submetido a ação de uma força constante
~F de intensidade 15 N, desloca-se com aceleração de 1 m/s, conforme a figura
abaixo.

Estão corretas as afirmações:

(a) 1 e 2 apenas.
(b) 2 e 3 apenas.

Se a tração no fio que liga os blocos durante o deslocamento é de 9 N, pode- (c) 1, 2 e 3.


se afirmar que a razão entre os coeficientes de atrito dos blocos A e B com a (d) 1 e 3 apenas.
superfície vale:
(AFA-2009) Questão 61.
3
(a) Na situação de equilíbrio abaixo, os fios e as polias são ideais e a aceleração
2 da gravidade é g. Considere µe o coeficiente de atrito estático entre o bloco
(b) 1 A, de massa mA , e o plano horizontal em que se apóia.
2
(c)
3
1
(d)
3
(AFA-2007) Questão 59.
Três blocos, cujas massas mA = mB = m e mC = 2m, são ligados através
de fios e polias ideais, conforme a figura. Sabendo-se que C desce com uma
aceleração de 1 m/s2 e que 0, 2 é o coeficiente de atrito entre B e a superfície
S, pode-se afirmar que o coeficiente de atrito entre A e S vale A maior massa que o bloco B pode ter, de modo que o equilíbrio se mante-
nha, é

(a) µe mA
(b) 3µe mA
(c) 2µe mA
(d) 4µe mA

(AFA-2009) Questão 62.


A figura abaixo representa um vagão em repouso, no interior do qual se
encontram um pêndulo simples e um recipiente fixo no piso, cheio de água.
O pêndulo simples é composto de uma bolinha de ferro presa ao teto do
(a) 0, 10 vagão por um fio ideal e, dentro do recipiente, existe uma bolinha de isopor,
totalmente imersa na água e presa no seu fundo também por um fio ideal.
(b) 0, 20
(c) 0, 40
(d) 0, 30

(AFA-2007) Questão 60.


Com relação à força de atrito, apresentam-se três situações e uma afirmação
relativa a cada uma.

Assinale a alternativa que melhor representa a situação física no interior do


vagão, se este começar a se mover com aceleração constante para a direita.

8
Considere a existência de atrito entre o bloco e o plano inclinado e despreze
quaisquer outras formas de resistência ao movimento. Sabendo que o bloco
retorna ao ponto A, a velocidade com que ele passa por esse ponto, na descida,
em m/s, vale

(a) 4
(AFA-2010) Questão 63. √
Um vagão movimenta-se sobre trilhos retos e horizontais obedecendo à equa- (b) 2 2
ção horária S = 20t?5t2 (SI). Um fio ideal tem uma de suas extremidades presa (c) 2
ao teto do vagão e, na outra, existe uma esfera formando um pêndulo. As √
figuras que melhor representam as configurações do sistema vagão-pêndulo de (d) 3
velocidade ~v e aceleração ~
a, nos instantes 1 s, 2 s e 3 s, são respectivamente

(AFA-2010) Questão 64.


O bloco da Figura 1 entra em movimento sob ação de uma força resultante
de módulo F que pode atuar de três formas diferentes, conforme os diagramas
da Figura 2.

Com relação aos módulos das velocidades v1 , v2 e v3 atingidas pelo bloco


no instante t = 2 s, nas três situações descritas, pode-se afirmar que

(a) v1 > v2 > v3


(b) v2 > v3 > v1
(c) v3 < v1 < v2
(d) v2 < v3 < v1

(AFA-2014) Questão 65.


Um bloco, de massa 2 kg, desliza sobre um plano inclinado, conforme a
figura seguinte.

O gráfico v × t abaixo representa a velocidade desse bloco em função do


tempo, durante sua subida, desde o ponto A até o ponto B.