You are on page 1of 3

INCRÍVEL DIFICULDADE EM COMUNICAR

IDEIAS SIMPLES

Objectivos
 Demonstrar a dificuldade em proceder a descrições verbais de
forma precisa e correcta
 Mostrar que a precisão é muito importante quando se dá
instruções ou se transmite informação
 Aprender como compreender as hipóteses de trabalho de outros
em situações de tradução de ideias de uma pessoa para outra

Usos
A actividade é útil quando emergem problemas de transmissão pouco
precisa da informação, quando é necessária a cooperação, ou sempre
que ocorrem erros de comunicação.

Audiência
Qualquer.

Duração
Trinta minutos.

Materiais didácticos, utensílios e equipamento


 Duas folhas de papel e um lápis para cada participante

Procedimento
1. Informe os participantes que esta actividade diz respeito a erros
de comunicação e solicite que formem pares.
2. Distribua duas folhas de papel e um lápis a cada participante;
depois peça que façam um desenho com três formas
geométricas de qualquer tipo, tamanho ou configuração, tais
como um círculo, um quadrado, um triângulo, uma linha ou um
ponto. Realce que os participantes não deverão ver os desenhos
uns dos outros.
3. Depois de todos terem acabado, indique que um membro de
cada par deverá descrever verbalmente o seu desenho ao outro
membro, sendo que este deverá depois tentar duplicar a imagem
em causa na sua follha em branco socorrendo-se para tal tão só
e apenas da descrição verbal.
4. Quando todos tiverem acabado, indique ao outro membro de
cada par que descreva o seu desenho e que o membro restante
o reproduza.
5. Tendo em vista a discussão que se seguirá no passo seguinte da
sessão, solicite aos pares que comparem os seus resultados,
observem o nível de proximidade e detectem diferenças entre as
reproduções e os originais.

Discussão
Conduza uma discussão desta actividade, assumindo-a como
demonstração gráfica das dificuldades envolvidas na comunicação
mesmo de imagens ou informações simples e directas. Saliente que é
frequente que a responsabilidade de compreender as experiências
passadas, a maneira de pensar e as aptidões do receptor recaia
sobre o emissor, limitando-se o primeiro a ficar atento. Oriente uma
discussão utilizando as seguintes questões:

Que técnicas usou durante a actividade que facilitaram ou


prejudicaram a compreensão do receptor?
A transmissão continha erros?
Alguma da informação foi distorcida ou mal compreendida pelo
receptor?

Que outras pistas poderiam ter ajudado o receptor a reproduzir


o desenho?
Encontra semelhanças entre a descrição de um desenho e a
comunicação de uma ideia? Se sim, quais?
O que precisa o emissor saber acerca do receptor por forma a
garantir uma boa comunicação?
O que acontece na codificação inicial da informação, no
processo de transmissão e no processo de descodificação que
produza uma má reprodução de um desenho ou uma total
incompreensão de uma ideia inicial?
O que contribui para uma emissão bem sucedida da
informação?

Fonte
Margaret J. King