You are on page 1of 63

EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
1
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

Índice

O QUE É JUDÔ?...........................................................................................4.
MESTRE JIGOROKANO..............................................................................05.
ESPÍRITO DO JUDÔ. ..................................................................................08.
SOJI NO JIKAN – A hora dalimpeza...........................................................09.
PARA PRATICAR O JUDÔ DEVEMOS OBEDECER AS SEGUINTES REGRAS..10.
CÓDIGO MORAL DO JUDÔ........................................................................11.
SOBRE O JUDOGIAZUL..............................................................................12.
A CRIAÇÃO DOJUDÔ.................................................................................12.
SENSEI.......................................................................................................13.
O SIGNIFICADO DO OBI (FAIXA)................................................................13.
EXISTEM TRÊS TIPOS DE FAIXASPRETAS...................................................14.
O JUDÔ NOBRASIL....................................................................................15.
FATOS IMPORTANTES...............................................................................16.
FUNDAMENTOS PARA A VIDA E O TREINAMENTO, ESTABELECIMENTO
POR JIGORO KANO...................................................................................18.
ORAÇÃO DO JUDOCA................................................................................18.
A CRONOLOGIA DE JIGORO KANO............................................................19.
O JUDOÍSTA DEVE SABER..........................................................................21.
REI-HO (SAUDAÇÃO).................................................................................22.
Praxia devestimenta.................................................................................25.
DAN-I – GRADUAÇÕES..............................................................................26.
KIAI (OGrito).............................................................................................27.

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
2
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

CLASSIFICAÇÃO DOJUDÔ..........................................................................29.
FORMAS DE SE PRATICAR O JUDÔMODERNO..........................................30.

OS FUNDAMENTOS TÉCNICOS DOJUDÔ...................................................31.

POSTURAS(SHISSEI)..................................................................................31.

DESLOCAMENTO(SHINTAI).......................................................................32.

ESQUIVAS (TAISABAKI).............................................................................34.

FORMAS DE PEGADAS (KUMIKATA).........................................................34.

QUEDAS(UKEMIS).....................................................................................35.

REN RAKU HENKAWAZA...........................................................................37.

KAESHIWAZA............................................................................................39.

TÉCNICAS EXTRAS GÔKIO.........................................................................41.

GÔ-KIO NOKAZEITSU................................................................................42.

Ossae-Komi-Waza.....................................................................................48.

Shimewaza...............................................................................................49.

Kansetsuwaza...........................................................................................53.

Wazas.......................................................................................................55.
Vocabulário...............................................................................................57.

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
3
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

O QUE É JUDÔ?

O judô é um esporte e doutrina criada pelo prof.


Jigoro Kano. Com a revolução de costumes que
abalou o Japão a partir de 1868. O prof. Jigoro Kano
dedicou-se a viver o ju-jutsu, partindo de escolas e
antigos mestres. Lançou então, um método próprio, a
que chamou de judô, eliminando os golpes mais lesivos (socos e
pontapés) porque a finalidade não era de formar guerreiros e sim de
cidadãos pacíficos, ao contrario do ju-jutsu.
A partir dos princípios citados por Jigoro Kano, para o aprendizado
do judô. O uso da energia para o bem – SEI RYOKU NO ZEM YÔ,
prosperidade e benefício mútuos – JI TA KYO EI, e da suavidade – JU
podemos sentir algo mais profundo que a simples arte do ataque e
defesa, envolve o treinamento do judô.

JU – SUAVIDADE

JI TA KYO EI – PROSPERIDADE E BENEFÍCIO


MÚTUOS

SEI RYOKU NO ZEM YÔ – O USO DA ENERGIA


PARA O BEM

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
4
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

MESTRE JIGORO KANO

O judô é o caminho para o uso da força


espiritual e física. Esse treino, através dá prática da
defesa e do ataque, aperfeiçoa o corpo e o espírito,
entrando na moral. Assim, pelo próprio
aperfeiçoamento torna-se útil à humanidade que é o
objetivo capital do Judô.

Doutor Jigoro Kano

Dr. JIGORO KANO

Antes de entrarmos propriamente na História do judô, cabe aqui uma


rápida biografia do Dr. Jigoro Kano, possibilitando uma avaliação, não
muito profunda de sua vida, mas o suficiente para atingir os objetivos a
que se propõe este trabalho.

Assim, no mundo em que vivemos, alguns homens pelo seu espírito


empreendedor, pela abnegação, pela fidelidade aos ideais e, ainda
perseverança, liderança e inteligência, marcaram de forma indelével o
seu caminhar, e pela estrada percorrida ficaram os frutos de suas obras a
beneficiar a humanidade: arte, invenções, conquistas, trabalhos e tantos
outros motivos pelos quais ficaram conhecidos e são lembrados.

O Dr. Jigoro Kano, a quem devemos a criação do judô, está com


certeza entre esses beneméritos. Portanto, nada mais justo e de
fundamental importância, que neste modesto trabalho, que tem como
escopo a divulgação e progresso desse nosso esporte.

Nascido em 28 de outubro de 1860, em Mikage, distrito de Hyogo,


filho de Jirosaku Maresiba Kano, Jigoro Kano com apenas onze anos de
idade transferiu-se para Kioto para estudar o idioma inglês, então

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
5
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

indispensável para o progresso em qualquer sentido e que, possibilitou


mais tarde tornar-se professor e tradutor dessa língua e ainda, montar
sua própria escola em Tóquio, o Kobunkan.

Galgou um a um os degraus da Escola Imperial Japonesa, chegando


ao segundo grau após a sua morte, ocorrida em 4 de maio de 1938,
portanto com 77 anos de idade, quando voltava do Cairo onde participou
da Assembleia Geral do Comitê Internacional dos jogos Olímpicos.

Era de baixa estatura, medindo escasso 1m 50 cm e seu peso,


proporcional á altura, não ia além de 50 quilos. Entretanto, compensava
seu pequeno porte físico com uma tenacidade ímpar, coragem invulgar e,
sobretudo, vontade férrea e inteligência brilhante.
Ao longo da sua vida registrou-se uma corrente contínua de grandes
realizações pessoais, graças aos valores invulgares de sua personalidade.

Sem condições físicas para a prática dos esportes, não buscou


desculpas ou lamentações para justificar um acomodamento a que um
espírito mais fraco iria se entregar, pelo contrário, tocado em seus brios,
buscou no Ju-Jitsu a compensação e para isso dedicou-se
incansavelmente com a tenacidade e a inteligência que lhe eram
peculiares.

Aos dezessete anos, teve o seu primeiro professor, mestre Fukuda,


da Escola Coração de Salgueiro, depois mestre Isso, e ainda Likugo.
Buscou conhecimentos também em outras escolas, para tanto estudando
com rara persistência, o que lhe permitiu um pouco mais tarde formar
um conjunto de técnicas, regras e princípios que viriam a se constituir o
Judô que hoje conhecemos.

Formado pela Universidade Imperial de Tóquio, em Letras e Ciências


Estéticas e Morais, no ano de formatura 1882, funda sua escola, o
Kodokan, na qual pretendeu impulsionar um novo método de luta, mais

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
6
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

esportiva, mais segura, mais intuitiva e sem os segredos que impediam


uma divulgação generalizada, para que todos pudessem usufruir, desde
crianças até adultos de idade avançada.

Sua vida não ficou conhecida, nem marcada e não atingiu as


culminâncias só através do Ju-Jitsu e do Judô, mas sua cultura lhe
possibilitou galgar altos postos do ensino, no esporte e no governo de seu
país. Foi professor, Vice-Presidente, Reitor do Colégio dos Nobres, adido
do Ministro da Casa Imperial, Conselheiro do Ministro da Educação
Nacional, Diretor da Escola Normal Superior e ainda Secretário da
Educação Nacional.

Fundou sociedades e Instituto para jovens e também o primeiro


clube de beisebol do Japão. Editou revistas, viajou para a Europa e
América do norte em missão cultural. Foi ainda Diretor de Educação
primária, Presidente do Centro de Estudos das Artes Marciais (Botukukai)
e o primeiro japonês a pertencer ao Comitê Olímpico Internacional e,
ainda, Presidente da Federação Desportiva do Japão.

Em 1922 passou a dedicar-se exclusivamente ao Judô, ainda como


Membro da Câmara Alta, Professor Honorário da Escola Normal Superior
de Tóquio e Conselheiro do Gabinete Japonês de Educação Física.

Essas são algumas de suas muitas atividades, outras não foram aqui
mencionadas, sabendo-se que sua busca por realizações fora muito além
do normal, notadamente para quem como Kano introduziu o Desporto e
a Educação Física no plano educacional do Japão, fato esse que já seria
suficiente para perpetuar seu nome como educador e como esportista.
Leva Jigoro Kano o galardão de Pai da Educação Física do Japão. Hoje,
nosso mestre cultuado em sua pátria e também em todos os países do
mundo. Dos mais modestos aos requintados dojôs, centenas de milhares
de esportistas usufruem de sua obra: O JUDÔ.

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
7
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

Assim, em síntese mostramos um pouco da vida desse extraordinário


pioneiro, que em seu caminhar por esse nosso mundo deixou pegadas de
gigante marcando sua passagem, pegadas que perdurarão em quanto
perdurar sua obra. Esperamos que seja para sempre.

ESPÍRITO DO JUDÔ

Iniciaremos este trabalho, trazendo aos prezados leitores e aos


judocas em particular, os dois ensinamentos máximos deixados pelo
mestre SEIRYOKU ZENYO (o melhor uso da energia) e JITA KYOEI
(prosperidade e benefícios mútuos).

Acredita-se que todo ideal e os ensinamentos que nos deixou o Dr.


Jigoro Kano resumem-se nessas duas máximas, às quais encontramos
uma analogia no Evangelho de Cristo: “Amar ao próximo como a nós
mesmos, utilizando nossos dons para servir”.

Essa pequena introdução mostra-nos perfeitamente toda a grandeza


da obra, que voltada para o espírito, almeja um mundo melhor, mais
humano e justo para todos.

1. Conhecer-se é dominar-se, dominar-se é triunfar.

2. Quem teme perder já está vencido.

3. Somente se aproxima da perfeição quem a procura com constância,


sabedoria e, sobretudo, humildade.

4. Quando verificares, com tristeza, que nada sabes, terás feito teu
primeiro progresso no aprendizado.

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
8
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

5. Nunca te orgulhes de haver vencido um adversário. O que venceste


hoje poderá derrotar-te amanhã. A única vitória que perdura é a
que se conquista sobre a própria ignorância.

6. O judoca não se aperfeiçoa para lutar. Luta para se aperfeiçoar.

7. O judoca é o que possui inteligência para compreender aquilo que


lhe ensinam e paciência para ensinar o que aprendeu a seus
companheiros.

8. Saber cada dia um pouco mais, utilizando o saber para o bem, é o


caminho do verdadeiro judoca.

9. Praticar o judô é educar mente a pensar com velocidade e exatidão,


bem como ensinar o corpo a obedecer corretamente. O corpo é a
arma cuja eficiência depende da precisão com que se usa a
inteligência.

Soji no Jikan – A hora da limpeza

No Japão, uma das tradições nas escolas e também nos dojôs de


artes marciais é que é chamado de “Soji“, que significa “limpar”.
Nas escolas japonesas, o “soji no jikan” é a hora da limpeza, ou seja,
a hora em que as crianças pegam o kit de limpeza e lavam a escola.
Em geral, são 15 minutos por dia nas escolas, e cada criança possui
um grupo de limpeza, com um líder.
Após os 15 minutos, um sinal toca novamente e os membros do
grupo se alinham em fila, para que o líder faça perguntas e peça
feedbacks sobre a limpeza do dia. O feedback (opinião) é sempre
sobre o trabalho em equipe, sobre o resultado, e o líder busca
sempre motivar após o feedback.

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
9
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

A prática do Soji nos dojôs brasileiros não é comum, pois temos


outra cultura. No Brasil, acreditamos que quem faz a limpeza é uma
pessoa inferior, pois é um trabalho inferior e não louvável. Algumas
pessoas chegam ao cúmulo de pensar que devemos deixar os
lugares sujos para que essas pessoas mais pobres tenham trabalho
para fazer e possam manter o emprego. Mas essa crença é falsa,
essa cultura brasileira é equivocada.

Crianças japonesas limpando a escola


Por isso, no Japão se pratica o Soji nas escolas e também nos dojôs,
sempre ao final das aulas. É considerado imaturidade usar o dojô e
deixá-lo sujo para que outros limpem. E não existe diferença entre
os mais graduados e menos graduados: todos devem fazer o mesmo
trabalho de limpeza, seja no banheiro do dojô, seja limpando o chão
ou o tatame.
No ato do Soji, no ato da limpeza, aprendemos a limpar nosso ego,
aprendemos a ser mais humilde, aprendemos a jogar fora com a
sujeira as nossas imperfeições. No ato do Soji podemos meditar
sobre o treino, até mesmo realizar o mokuso durante o soji,
refletindo sobre os erros e acertos, para buscar a evolução. O Soji é
mais do que uma limpeza física, mas um ato educacional de limpeza
espiritual. É uma forma de trabalhar o respeito ao próximo e de
colocar em prática os dois princípios fundamentais do
Judô: Seiryoku Zenyo e Jita Kyoei.

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
10
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

PARA PRATICAR O JUDÔ DEVEMOS OBEDECER AS SEGUINTES


REGRAS:

1. Respeitar os superiores e os colegas;


2. Cumprimentar corretamente ao entrar e ao sair do DOJÔ;
3. Manter o silêncio no DOJÔ;
4. Ajoelhar corretamente ao comando ou chegada do SENSEI;
5. Estar atento às instruções do SENSEI;
6. Sentar-se corretamente no TATAME (SEIZA ou AGURÁ);
7. Manter o JUDOGUI sempre em ordem, com a faixa amarrada
corretamente;
8. Sair durante as aulas, somente com autorização do SENSEI, e em
casos de extrema necessidade;
9. Conservar o DOJÔ sempre limpo e em ordem;
10. Não treinar em outros Dojôs sem autorização do SENSEI;
11. Manter as unhas sempre limpas e cortadas;
12. Não é permitido beber água durante os treinos.

CÓDIGO MORAL DO JUDÔ

1. Gentileza é respeitar os outros;


2. Coragem é fazer o que é justo;

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
11
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

3. Sinceridade é se expressar sem ocultar seus pensamentos;


4. Honra é manter a palavra;
5. Modéstia é falar de si sem vaidade;
6. Respeito. Sem respeito, não há confiança;
7. Autocontrole é ficar quieto quando a raiva aflora;
8. Amizade é o mais puro dos sentimentos humanos;
9. O Judô é um buquê de todas essas flores.
SOBRE O JUDOGI AZUL

O judô que nasceu em templo budista como forma superior de


meditação, autoconhecimento e desenvolvimento interior, hoje cede
lugar ao judô de ralar os dedos, de não deixar fazer a pegada no quimono,
o judô de mais força e combatividade.

Hoje em dia o judoca se aperfeiçoa para ganhar ou ganhar. Será um


sinal dos tempos modernos ou uma desorientação de alguns atletas ou
professores?

O judogi representa nossa mente, por isso deve ser branco, puro e
imaculado; a faixa corresponde ao nosso caráter, nossa formação
judoística, ela nos envolve de muita responsabilidade em nossos atos
dentro e fora do tatame; o nó e a nossa fé, nosso respeito, nosso
compromisso, por isso nunca devemos desamarrar nossa faixa em frente
aos nossos superiores.

O judogi azul foi aprovado pela federação internacional de judô para


facilitar as transmissões pela televisão, para facilitar ao público leigo no
esporte em diferenciar os lutadores e para deixar a luta mais atraente
para quem assiste. O judogi colorido já foi usado para demonstrações

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
12
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

antigamente, para melhor visualizar as técnicas praticadas.

A CRIAÇÃO DO JUDÔ

O judô moderno foi criado na fase da restauração econômica, social e


cultural japonesa, conhecida com Era Meiji. É muito importante o estudo
dessa fase, visto que as características dessa estarão presentes no Judô.

A Era Meiji foi a fase de transição do arcaico sistema feudal dos


Shogunatos para o capitalismo. Com isso, houve uma maior integração
econômica entre Japão e os demais países do mundo, o que resultou num
grande intercâmbio cultural.

Jigoro Kano, fazendo parte dessa fase, percebeu que o Ju-Jitsu, não
estava de acordo com as novas tendências culturais e por isso caíra em
desuso. Jigoro Kano percebeu que os homens não queriam mais uma arte
guerreira sanguinária e desleal, mas sim um esporte que lhes
proporcionasse uma nova filosofia de vida que lhes conferisse uma
melhor harmonia entre corpo e espírito, e que através deste esporte
pudesse ampliar suas amizades e integrar os povos em torno de um
objeto maior.

Dessa maneira e com base nessas premissas surgiu o Judô. E, pelo


fato do Judô ter sido criado com base em pensamentos filosóficos é que
devemos conhecer a fundo sua filosofia, pois só assim conheceremos o
Judô em toda a sua plenitude.

SENSEI

Literalmente, SENSEI significa vida prévia. Isto significa em contexto


oriental, que se está ante uma pessoa com conhecimento avançado da
arte e um nível de conhecimento humano elevado. Portanto, Sensei não

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
13
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

significa somente professor de arte marcial, mas também pessoa culta,


educada e de conduta irreparável.

O SIGNIFICADO DO OBI (FAIXA)

O obi é um cinturão ou faixa que serve para manter o Kimono


fechado. A faixa tem um significado simbólico.

Esse aspecto simbólico são as cores. Tradicionalmente, quando


alguém começa a praticar Judô, recebe a faixa branca. Após anos de
treinamento, a faixa tende a ficar cada vez mais escura, assumindo uma
coloração marrom. Se continuar praticando, ela vai se tornando preta. A
faixa preta significa que a pessoa esteve treinando Judô por muitos anos.

Quando o judoca realmente se dedica ao Judô, sua faixa, após a


preta, começa a ficar branca novamente, depois de muitos outros anos.
Assim se completa o ciclo.

BRANCO, é a cor da inocência: indica quem tem a mente e o espírito


“vazios”, alguém que é leigo nos aspectos espirituais do Judô. Também
indica que esse praticante ainda não conhece bem as técnicas do Judô.

MARROM, é a cor da terra: é a cor da solidificação. A faixa marrom indica


que praticante já se tornou competente, mas sua mente ainda é fértil...
Nesta faixa muitos desistem e param o treinamento, julgando-se aptos o
suficiente e caem na mediocridade, demonstrando a franqueza que ainda
possuem.

PRETO, é a fusão de todas as cores: ela indica quem passou por


dificuldades e desafios necessários para superar os obstáculos
encontrados nos primeiros anos de Judô. Após tornar-se um Yudansha
(faixa preta), é que realmente começa a jornada de um judoca. Cada
judoca deveria saber que a faixa preta não é um sinônimo de um prêmio,

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
14
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

mas um objetivo e um símbolo da realização de um grande esforço


dentro de um sistema de graduação.

“O homem faz a técnica, e não ao contrário. È o nível técnico do


praticante que valoriza sua faixa”

EXISTEM TRÊS TIPOS DE FAIXAS PRETAS:

1. Existe a pessoa que por colaborar na divulgação do Judô tem o


reconhecimento de seu serviço com um certificado de Faixa Preta
Honorária (chamado em japonês de Mey-dan).

2. Existe a pessoa que é judoca e treina regularmente, mas não possui


índice técnico para ser aprovado em exame de faixa preta oficial,
por ser muito antigo, e para evitar constrangimentos, pode receber
uma faixa preta em reconhecimento ao demonstrado. É o Suisen-
dan (grau por antiguidade).

3. E, por último, existe o Jitsu-Kyoku-Dan (que é o meu caso), que foi


aquele praticante que se submeteu a banca examinadora e foi
aprovado, possuindo nível técnico e treinamento que justifica a sua
graduação.

● Faixa preta de Judô não é sinônimo de professor de Judô, mas sim,


de pessoa que se sacrificou o suficiente para conseguir um relativo
controle de seu corpo e de sua mente.

Oss: Expressão fonética, formada por dois caracteres. O primeiro “osu”


significa literalmente “empurrar” ou “controlar”. O segundo caractere

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
15
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

“shinobu” tem o significado literal de “paciência”, “aguentar”, “sofrer”.

“Como uma flor de cerejeira caindo levemente sob uma tarde de


outono, o judoca busca o Caminho Mais Suave para a vida sublimando
sua mente, corpo, alma e espírito”.

O JUDÔ NO BRASIL

O Judô foi implantado no Brasil por volta do ano


de 1908, com o advento da imigração japonesa.
Nesses primórdios destaca-se a figura de MITSUYO
MAEDA, cognominado CONDE KOMA que esteve nos
Estados Unidos desde 1906, acompanhado de dois
judocas: TSUNEJIRO TOMITA e SHINSHIRO SATAKE.
Eram todos ases do KODOKAN.

MITSUYO MAEDA portava então o 4º grau, o


que era considerado na época fato de grande
prestígio, na excursão pelas Américas enfrentou mais de mil desafiantes
sem nenhuma derrota, todos renomados lutadores de boxe e luta livre.

No Brasil, ofereceu seus serviços à academia militar, passando a


ensinar Judô aos integrantes do exército brasileiro. Com o tempo, foram
chegando como imigrantes centenas de professores que, para poderem
treinar e lecionar os confeccionava rudimentares tatames mais parecidos
com colchões de palha de arroz. Desta maneira o Judô foi se
desenvolvendo no país.

A meta final do Judô é o aperfeiçoamento do indivíduo por si mesmo,


desenvolvendo um espírito que deve buscar a verdade através de esforço
constante e da sua total abnegação, para contribuir na prosperidade e no

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
16
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

bem estar da raça humana. Fundamentos para a vida e o treinamento,


estabelecimento por JIGORO KANO.

FATOS IMPORTANTES

● Conclusão da nova sede do KODOKAM em BUNKYOKU, Tóquio em


1958.

● Filho de Jigoro Kano foi durante muitos anos presidente da


Federação Internacional de Judô e do INSTITUTO KODOKAN.

● Os mestres de 10º grau do KODOKAN até 1964 foram (entre


outros):
Yamashita, Yoshiaki
sogai, Hajime
Nagaoka, Shuichi
Mifune, Kyuzo
Lizuka, Kunizaburo
Sato, Kaichino
Tabata, Shotaro
Samura, Kaichiro (1880 – 1964)
Nagaoka, Hidekazu (1876 – 1952)
Tomita, Tsunejiro
Nango, jiro

● Yamashita, Yoshikazu: Primeiro a alcançar o 10 º grau (DAM) no


kODOKAN: nasceu em 1865 e faleceu em 26/02/1935. Tinha 1,62 m
de altura e pesava 68 Kg. Era filho de um mestre japonês de
esgrima. Tornou-se amigo nos estudos de Jigoro Kano. Suas técnicas
especiais eram IPPON SEOI NAGUE, SASSAE TSURIKOMI ASHI E TANI
OTOSHI. Com as suas vitórias, usando essas técnicas, ele contribui
de maneira decisiva para a superioridade do JUDÔ sobre o antigo
JIU-JITSU por ocasião das eliminatórias da época.

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
17
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

Ele desejava participar em 10.000 RANDORI (lutas de treinamento)


por ano, mas não havia o número necessário de parceiros para isso. Um
ano ele conseguiu fazer 9.620 RANDORI.

Sua citação: “A perseverança vale mais que o talento”. Com este


princípio ele alcançou, com arremessos pelo lado esquerdo e pelo lado
direito, a “divina técnica: KAMIWAZA”.

Em 1908, Yamashita teve um encontro com o então presidente dos


Estados Unidos da América, Roosevelt; nesta ocasião ele demonstrou sua
habilidade no JUDÔ.

Pensando de Jigoro Kano: “Os homens são rivais na competição,


porém unidos e amigos através do seu ideal na prática do seu esporte e
mais ainda no dia-a-dia”.

Alunos prediletos de Jigoro Kano: SATO, ISOGAI, NAGAOKA,


YAMASHITA, e YOKOYAMA.

FUNDAMENTOS PARA A VIDA E O TREINAMENTO,


ESTABELECIMENTO POR JIGORO KANO.

Chikara-hittatsu - “Os esforços sempre levam ao objetivo”.

Jita-kyoei - “Felicidade (fama) alternante, mutua”.

Jundo-seisho - “O 'caminho' certo leva ao objetivo”.

Seiki-ekisei - “A educação própria deve favorecer também aos


outros”.

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
18
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

Seiryoko-saizn-katsuyo - “O melhor uso da energia mental e física”.

Shin-shi-jizai - “Agilidade mental e física”.

Sojo-soei - “Ajudar-se mutuamente e ceder um ao outro”.

ORAÇÃO DO JUDOCA

DEUS,
Fazei com que eu tenha um bom treinamento;
Que seja leal i sincero com meus companheiros;
Que meus UKEMIS e UCHI-KOMIS sirvam para o crescimento interior;
Fazei com que no MOKUSSO eu consiga encontrar equilíbrio para o
meu corpo,minha mente e meu espírito;
Fazei com que meu O-SOTO-GARI, UCHI-MATA, TANI-OTOSHI e
outros golpes funcionem com suavidade;
Fazei com que meu TAI-SABAKI, KAESHI-WAZA, RENRAKU-WAZA
sejam eficientes;
Fazei com que nos meus RANDORIS e SHIAIS eu consiga colocar toda
minha energia, sinceridade, não me machuque, não lese meus amigos e
meus adversários;
Fazei com que exista harmonia, alegria e concentração no Dojô e no
universo;
E que nós consigamos crescer fisicamente, mentalmente e
espiritualmente;
Para levarmos PAZ aos semelhantes;
Amizade, Fraternidade, Compreensão aos necessitados e AMOR a
todos;
OBRIGADO, SENHOR.
Prof. T. MIURA, 9º dan

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
19
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

A CRONOLOGIA DE JIGORO KANO

➔ 1860 JIGORO KANO: nasceu no dia 28 de outubro, terceiro filho de


JIROSAKU MARESHIBA KANO, em MIKAGE (município de HYOGO).

➔ 1877: Começo dos estudos de jiu-jitsu na escola TENJIN-SHINYO,


com o professor FUKUDA HACHINOSUKE.

➔ 1881: Conclusão dos estudos na Universidade de Tóquio. Começo


dos estudos de Jiu-Jitsu na escola de KITO, prof. LIUKUBO
TSUNETOSHI.

➔ 1882: Criação do JUDÔ-KODOKAN e instalação do primeiro DOJÔ


nos terrenos do templo EISHOJI, em Tóquio, onde passou a ser
instrutor.

➔ 1889: Kano viaja pela Europa, onde examina as possibilidades de


ensinar Judô.

➔ 1890: Renuncia ao cargo de professor da GAKUSHUIN e passa a


Conselheiro do ministério da Educação. Diretor da “Quinta Escola
Secundária Nacional” em KUMAMOTO.

➔ 1893: Passa seguidamente aos cargos de chefe do Departamento


Bibliotecário do Ministério da Educação, Diretor da “primeira escola
Secundário Nacional” e Diretor da Universidade Pedagógica de
Tóquio (PH).

Mudança do KODOKAN para SHIMOTOMISAKASHO.

➔ 1897: Demite-se da direção da PH, reconvocado novamente em

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
20
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

outubro.

➔ 1898: Renuncia novamente e assume a chefia do Departamento


Geral de Assuntos Escolares do Ministério da Educação.

➔ 1901: Kano tem 42 anos. Novamente convocado para a direção da


PH.

➔ 1902: Instala uma escola para intercâmbio de estudantes da China.

➔ 1909: Reconhecido oficial do KODOKAN. Kano torna-se membro do


Comitê Olímpico Internacional.

➔ 1910: Instalação de um Departamento de Instrução para


professores de JUDÔ NO KODOKAN. Kano funda a Associação
Atlética do Japão, sendo seu primeiro presidente.

➔ 1911: Visita aos V jogos Olímpicos em Estocolmo, os primeiros com


participação do Japão.

➔ 1920: Renuncia ao cargo na PH. Visita os VII Jogos Olímpicos em


Antuérpia.

➔ 1922: Renuncia ao cargo de Presidente da Associação Atlética, cujo


presidente de honra ele passa a ser.
Funda a Associação dos Portadores de DAN.

➔ 1923: É nomeado Professor Aposentado da PH.

➔ 1928: Visita aos IX Jogos Olímpicos em Amsterdã.

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
21
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

➔ 1929: São realizados os primeiros Campeonatos Japoneses de JUDÔ.

➔ 1932: Visita aos X Jogos Olímpico em Los Angeles. Fundação de um


Instituto de Medicina no KODOKAN.

➔ 1933: Visita à Europa, para oferecer Tóquio como local para os XII
Jogos Olímpicos.

➔ 1934: Mudança do KODOKAN para o bairro de Tóquio, SUIDOBASHI.

Visita à Assembléia do Comitê Olímpico Internacional.

➔ 1935: Visita aos XI Jogos Olímpicos em Berlim.

➔ 1938: Falece em 4 de maio, a bordo do SS “HIKAQA-MARU”, de uma


pneumonia. Ele estava naquela ocasião no caminho de volta do
Cairo, onde o COI (Comitê Olímpico Internacional) tinha aprovado a
realização dos XII Jogos Olímpicos em Tóquio.

O JUDOÍSTA DEVE SABER

A disciplina é fundamental, pois se relaciona com as normas de


qualquer academia e também em outros setores da vida.

O respeito é indispensável, uma vez que, para treinar e competir


depende dos seus colegas, dos superiores hierárquicos ou até como
filosofia da vida.

A educação é fator importante de disciplina pessoal, uma vez que


deve conduzir o atleta à lealdade dentro do JUDÔ.

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
22
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

A dedicação é essencial em qualquer modalidade esportiva. Além de


depender o treinamento extra ou especial, depende também de algumas
regras de alimentação.

Existem outros fatores importantes como a força de vontade,


desenvolvimento físico e técnico, onde podemos resumir dizendo que
sem este ninguém chega à perfeição.

REI-HO (SAUDAÇÃO)

A saudação no Judô é o que o diferencia de outros esportes, ela é um


sinal de respeito e humildade, deve ser feita sempre corretamente, em
todos os seus detalhes.

Existem dois tipos de saudação, simples


e cerimonioso.

● TACHI-REI: saudação em pé
● KEI-REI: simples, inclina-se o tronco
aproximadamente 30º.
● HAI-REI: elevado, inclina-se o tronco
quase a altura do joelho.
● ZA-REI: saudação ajoelhada
● KEI-REI: saudação olhando para o adversário
● HAI-REI: elevado, inclina-se o tronco quase encostado a testa no
chão.

Nos treinos diários são utilizadas as seguintes saudações:

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
23
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

● OTOGAI NO REI: saudação mútua


● SHOMEN NI REI: saudação para o lado principal (JOSEKI)
● SENSEI NI REI: saudação para o sensei
● NYUJÔ NO REI: cumprimento ao entrar no dojô
● TAIJÔ NO REI: cumprimento ao sair do dojô
● GOMEN KUDASSAI: com licença
● SUMI MASSEN OU SHIKKEI: perdão desculpe-me

OTAGAI NO REI: ONEGAI SHIMASSU


Saudação mútua Saudação para início do treino

JÔ-SEKI NO REI: NYUJÔ NO REI:


Saudação ao altar Saudação ao entrar no dojô

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
24
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

ZÁ-I NO SHISEI / SEIZA: TAIJÔ NO REI:


Posição sentada Saudação ao sair do Dojô

SENSEI NO REI:
Saudação ao professor SUMIMASSEM ou SHIKKEI:
Perdão - Desculpe-me

RITSUREI: Saudação em pé

ZAREI: Saudação ajoelhada

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
25
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

PRAXIA DE VESTIMENTA
(Vestir o judogui e Amarrar a Faixa)

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
26
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

DAN-I - GRADUAÇÕES

Dangai - faixa branca até a marrom

Yudansha - faixa preta até 5º dan

Kôdansha – faixas pretas alto grau

Mu kyu Faixa branca Shiro-obi


Roku kyu Faixa azul Ao-obi
Go kyu Faixa amarela Kiiro-obi
Yon kyu Faixa laranja Dadaiiro-obi
San kyu Faixa verde Midori-obi
Ni kyu Faixa roxa Murassakiiro-obi
Ik kyu Faixa marrom Chairo-obi
Sho dan Faixa preta 1º grau Kuro-obi
Ni dan Faixa preta 2º grau Kuro-obi
San dan Faixa preta 3º grau Kuro-obi
Yon dan Faixa preta 4º grau Kuro-obi
Go dan Faixa preta 5º grau Kuro-obi
Roku dan Faixa coral 6º grau Shima-obi
Shichi dan Faixa coral 7º grau Shima-obi
Hachi dan Faixa coral 8º grau Shima-obi
Kyu dan Faixa vermelha 9º grau Aka-obi
Ju dan Faixa vermelha 10º grau Aka-obi

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
27
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

KIAI (O Grito)

Fisiologicamente poderíamos defini-lo como uma contração do


diafragma com a qual acompanhamos um ataque ou defesa
particularmente intensa. Em virtude da mesma expulsamos
violentamente o ar retido nos pulmões, produzindo nesse instante um
grito breve e profundo.

Na realidade este sistema de energia


extra um fato comum em várias atividades
que requerem um esforço final, pois com ele
se consegue juntar todos os mecanismos
musculares e articulares que atuam ao
uníssono a partir de um sinal, ao mesmo
tempo em que se consegue eliminar uma
câmara de ar que formaria um colchão
absorvente do nosso esforço ao ser
provocada a reação do objeto pelo choque da nossa ação.

Além de aproximar-nos ao objetivo, conseguimos provocar no


adversário um "choque emotivo" que se traduz num fechar momentâneo
dos seus olhos, numa taquicardia e descida da pressão arterial,
dificultando-lhe assim o seu desempenho.

No entanto, esta mera análise externa não nos oferece nem a


essência nem o significado real do grito nas artes marciais.
Etimologicamente kiai (ki =espírito, ai = união) e ki-hap (ki = energia e hap
= concentração) nos indicam a conjunção que se pretende conseguir e
que não se limita a um mero mecanismo físico ou a um gesto
surpreendente para ofuscar o contrário.

O grito pretende libertar a energia inerente do nosso organismo e


que como força vital pertencente ao universo acumulou no tandem, para

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
28
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

desta forma conhecida e controlada, ser projetada junto às nossas ações.


Mas mesmo tendo em consideração estas premissas doutrinais não
devemos pretender alcançar o significado do grito só através de uma
manifestação externa e vigorosa, como a de um grito, ou mediante a
conjunção de forças implacáveis.

A atitude do grito deve oferecer uma profundidade psíquica íntima e


pessoal ao mesmo tempo em que intransmissível, a qual se inicia ao
vencermos a nós mesmos, pois somos ao mesmo tempo o mais fiel aliado
e o pior inimigo, para depois projetar-nos vencendo o contrário antes
mesmo do grito, através do poder silencioso do próprio domínio.

Conseguir este silêncio interno e poderoso será a causa de uma


liberação (grito) intensa e oportuna, sendo o desenvolvimento e cultivo
de ambos a base de início do caminho.

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
29
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

CLASSIFICAÇÃO DO JUDÔ

Te waza
Tati waza koshi waza
Ashi waza

Nage waza
Ma sutemi waza
Sutemi waza
Yoko sutemi waza

Kessa gatame

Ossae waza Shiho gatame

Tate gatame

Mae jime

Shime waza Yoko jime


Ne waza
Ushiro jime

Judô no waza
Juji gatame
Ude gatame
Kansetsu waza Ashi gatame
Sankaku gatame

Uti waza kobushi ate – te gatana


Ate waza Tsuki waza yubisaki ate – hiji ate
Ke waza hiza ate – sekito ate

Sassoi kustsu
Eri kustsu
Kawppo (kuatsu) So kustsu
Ko-gan kustsu
Suishi kustsu

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
30
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

FORMAS DE SE PRATICAR O JUDÔ MODERNO

GO-KYO NO WAZA

O go-kyo foi elaborado pelo professor Jigoro Kano, com o propósito


de estruturar uma progressão pedagógica para os golpes de projeção. É
constituído por cinco grupos de técnicas e cada grupo contém oito golpes
selecionados.

GO = CINCO GRUPOS
GO-KYO
KYO = SÉRIE = SÉRIE DE OITO GOLPES

Uchi-Komi – É um dos principais fundamentos a ser praticados nas


aulas de Judô. Consiste de entradas repetitivas de uma determinada
técnica, sem, contudo projetar. Pode ser treinado parado ou em
deslocamento para frente, para os lados ou para trás. Em se tratando de
alto nível, poderá completar com treinamento com meia resistência total
do oponente, sem, contudo projeta-lo.

Tendoku-Renshiu – Sombra ou treinamento solitário com ou sem


espelho ou aparelho, em que se procura lapidar os golpes e melhorar a
rapidez.

Nage-Ai – Tem como objetivo aprimorar as técnicas de projeção e de


ukemi. Consiste em um judoca projetar o outro, alternadamente, em
deslocamentos, com séries de 10, 20 e 30 projeções simultâneas.

Kakari-Geiko – Trata-se de um treinamento, onde o Tori e Uke têm


função pré-estabelecida, sendo que um ataca e outro defende, sem
utilizar contra golpes.

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
31
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

Yaku-Soku-Geiko – Treinamento livre e descontraído, onde ambos os


judocas em movimentação constante, procuram aplicar suas técnicas
favoritas, sem, contudo haverá defesa alguma.

Renraku-Henka-Waza – Este treinamento permite o estudo e o


aperfeiçoamento das técnicas que se completam como, por exemplo:
seoi nage/seoi otoshi, seoi nage/ o soto gari.
Kaeshi-Waza – São as técnicas usadas nos contragolpes e quando o
adversário da um ataque infrutífero abre a guarda e oferece a
oportunidade esperada: kata guruma/tawara gaeshi

Randori – Treinamento livre, onde o judoca procura desenvolver suas


técnicas em pé e no chão. Nesse treinamento o importante é não dar
valor a vitória, e sim, procurar se esforçar ao máximo para melhorar sua
técnica tática e sua postura.

Shiai – É a forma de competição no Judô. O judoca para entrar em


uma competição, deve estar preparado, fisicamente, tecnicamente,
taticamente e psicologicamente. Até 14 anos, os judocas em competição
só poderão aplicar técnicas de projeção e imobilização, também
estrangulamentos e chaves de braço.

OS FUNDAMENTOS TÉCNICOS DO JUDÔ

O Judô moderno que se prática hoje, tem como base os fundamentos


antigos, estudados e praticados pelo professor Jigoro Kano. As diferenças
estão reservadas para as táticas de lutas e melhor preparação física.

POSTURAS (SHISSEI)

Posições onde o judoca procura ficar quando esta atacando ou


defendendo.

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
32
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

Shizen-tai – postura natural


Shizei-hontai – postura natural básica
Migi-shizentai – postura natural direita
Hidari-shizentai – postura natural esquerda
Jigo-tai – postura de defesa
Jigo-hontai – postura de defesa básica
Migi-jigotai – postura de defesa direita
Hidari-jigotai – postura de defesa esquerda

DESLOCAMENTO (SHINTAI)

Os deslocamentos são formas de passos, para maior equilíbrio


quando o judoca ataca ou defende.

1. Passos normal (ayuni-ashi)


2. Passos arrastados (suri-ashi)
3. Passos emendada (tsugui-ashi)
4. Passos emendada lateral (yoko-tsugui-ashi)
5. Distância longa, dois passos de joelho (tooma)
6. Distância curta (tikama)
7. Joelho esquerdo no solo, perna direita em pé (kiochi no kamae)

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
33
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

ESQUIVAS (TAI-SABAKI)

O tai sabaki é importante para a prática de entradas de golpes, bem


como para se esquivar de um golpe recebido.

1. Mae-sabaki – esquiva para frente


2. Ushiro-sabaki – esquiva para trás
3. Yoko-sabaki – esquiva lateral
4. Mawari-sabaki – esquiva em volta
FORMAS DE PEGADAS (KUMI-KATA)
São as formas de pegadas no judogi fundamentais para prática do
Judô.
1. Mae-sode – pegada na ponta da manga;
2. Naka-sode – pegada no meio da manga;
3. Oku-sode – pegada na parte alta da manga;
4. Mae-eri – pegada na parte inferior da gola;
5. Naka-eri – pegada no meio inferior da gola;
6. Uwa-eri – pegada na parte alta da gola;
7. Ushiro-eri – pegada atrás da gola;
8. Ushiro-obi – pegada na faixa atrás do corpo;
9. Migi-kumi – pegada direita;
10. Hidari-kumi – pegada na posição natural esquerda;
11. Fusegi – pegada na posição de defesa;
12. Migi-fusigi – pegada na posição de defesa direita;
13. Hidari-fusegi – pegada na posição de defesa esquerda.

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
34
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

QUEDAS (UKEMIS)

Os ukemis são importantes no Judô, pois foram criados para a


proteção do judoca, quando ele é projetado de costas para o chão.

1. Mae-ukemi – Técnicas de amortecimento de queda para frente;

2. Yoko-ukemi – Técnicas de amortecimento de queda para o lado;

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
35
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

3. Ushiro-ukemi – Técnica de amortecimento de queda para trás;

4. Zempo-kaiten-ukemi – Técnicas de amortecimento com rolamento


por cima do ombro.

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
36
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

REN RAKU HENKA WAZA (Demonstração de ataques combinados


De-ashi-harai--------------------------- O-soto-gari
De-ashi-harai--------------------------- Tai-otoshi
De-ashi-harai--------------------------- Harai-goshi
De-ashi-harai--------------------------- Seio-nague
De-ashi-harai--------------------------- Harai-tsuri-komi-ashi
Hiza-guruma---------------------------- Ko-soto-gari
Sasae-tsuri-komi-ashi---------------- Ko-soto-gari
Sasae-tsuri-komi-ashi---------------- O-soto-gari-
Uki-goshi--------------------------------- Hane-goshi
Uki-goshi--------------------------------- Harai-goshi
Uki-goshi--------------------------------- Tomoe-nage
O-soto-gari------------------------------ O-soto-otoshi
O-soto-gari------------------------------ O-soto-guruma
O-soto-gari------------------------------ Nidan-ko-soto-gari
O-soto-gari------------------------------ Harai-goshi
O-uchi-gari------------------------------- Ko-uchi-gari
O-uchi-gari------------------------------- Tai-otoshi
Seio-nage-------------------------------- O-uchi-gari
Ippon-seoi-nage------------------------ Ko-uchi-gari
Ko-soto-gari----------------------------- Sukui-nage
Ko-soto-gari----------------------------- Nidan-ko-soto-gari
Ko-uchi-gari----------------------------- Uchi-gari
Koshi-guruma--------------------------- Ko-uchi-gari
Koshi-guruma--------------------------- Soto-makikomi
Koshi-guruma--------------------------- Harai-goshi
Tsuri-komi-goshi----------------------- Ko-soto-gari
Tsuri-komi-goshi----------------------- Ko-uchi-gari
Tsuri-komi-goshi----------------------- Tani-otoshi
Tai-otoshi-------------------------------- O-uchi-gari (uke pula a perna)
Tai-otoshi-------------------------------- O-soto-gari
Harai-goshi------------------------------ Harai-makikomi
Harai-goshi------------------------------ O-soto-gari

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
37
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

Uchi-mata-------------------------------- O-uchi-gari
Uchi-mata-------------------------------- Ko-uchi-gari
Uchi-mata-------------------------------- Tai-otoshi
Tsuri-goshi------------------------------- Harai-goshi
Tsuri-goshi------------------------------- Hane-goshi
Yoko-otoshi------------------------------ Katame-waza
Hane-goshi------------------------------ O-uchi-gari
Hane-goshi------------------------------ Harai-goshi
Hane-goshi------------------------------ Hane-makikom
Kata-guruma---------------------------- Kibissu-gaeshi

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
38
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

KAESHI WAZA (demonstração de contra ataque)


De-ashi-harai---------------------------- De-ashi-harai
Hiza-guruma---------------------------- Kuchiki-taoshi
Sasae-tsuri-komi-ashi----------------- O-uchi-gari
Sasae-tsuri-komi-ashi----------------- Ko-soto-gari
Sasae-tsuri-komi-ashi----------------- Kuchiki-taoshi
Uki-goshi--------------------------------- Koshi-guruma
Uki-goshi--------------------------------- Harai-goshi
O-soto-gari------------------------------- O-soto-gari-gaeshi
O-soto-gari------------------------------- O-soto-gari-sukashi
O-soto-gari------------------------------- Ko-soto-gari
O-soto-gari------------------------------- Te-guruma (trocar de pegada)
O-uchi-gari------------------------------- Uki-waza
O-uchi-gari------------------------------- Tomoe-nage
Seio-nague------------------------------ De-ashi-harai
Seio-nague------------------------------ Okuri-eri-jime
Seio-nague------------------------------ Yoko-guruma
Ippon-seoi-nage------------------------ Hadaka-jime
Ko-uchi-gari----------------------------- Sasae-tsuri-komi-ashi
Koshi-guruma--------------------------- Ushiro-goshi
Koshi-guruma--------------------------- Uki-goshi
Koshi-guruma--------------------------- Yoko-guruma
Tsuri-komi-goshi----------------------- Ko-soto-gari
Tai-otoshi-------------------------------- Ko-soto-gake
Tai-otoshi-------------------------------- Harai-goshi
Tai-otoshi-------------------------------- O-soto-gari
Harai-goshi------------------------------ Ko-soto-gari (nidan)
Harai-goshi------------------------------ Ushiro-goshi
Harai-goshi------------------------------ Te-guruma (trocar de pegada)
Harai-goshi------------------------------ Tani-otoshi
Uchi-mata-------------------------------- Uchi-mata-sukashi
Uchi-mata-------------------------------- Te-guruma (trocar de pegada)
Uchi-mata-------------------------------- Tai-otoshi

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
39
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

Ko-soto-gake---------------------------- Uchi-mata
Ko-soto-gake---------------------------- O-uchi-gari
Hane-goshi------------------------------ Ushiro-goshi
Hane-goshi------------------------------ Tani-otoshi
Hane-goshi------------------------------ Utsuri-goshi
Tomoe-nage----------------------------- Ko-soto-gari
Tomoe-nage----------------------------- Katame-waza
Kata-guruma---------------------------- Tawara-gaeshi
Uki-otoshi-------------------------------- Tai-otoshi
Marote-gari----------------------------- Tawara-gaeshi

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
40
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

TÉCNICAS EXTRAS GÔ-KIO


Yama-arashi
Marote-seoi-nage
Eri-seoi-nage
Tawara-gaeshi
Obi-tori-gaeshi
Ganseki-otoshi
Ippon-seoi-nage
Hiki-komi-gaeshi
Uchi-maki-komi
Uchi-mata-maki-komi
Kibissu-gaeshi
Kuchiki-taoshi
Morote-gari
Nidan-gake Morote gari
Obi-otoshi
Obi-seoi-nage
Obi-tori-gaeshi
O-soto-otoshi
Seoi-otoshi
Sukuri-nage
Sode-tsuri-komi-gosh
Judô - Golpes Extra Gokiô 2ª Edição, Autor Stanlei Virgilio, Ano:2010

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
41
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

http://www.livrosbrasil.com.br/_loja_exibir_produto.asp?art_no=857670
1472
GÔ-KIO NO KAZEITSU

1-KYO 4-KYO
1. De-ashi-barai 1. Sumi-gaeshi
2. Hiza-guruma 2. Tani-otoshi
3. Sassae-tsuri-komi-ashi 3. Hane-makikomi
4. Uki-goshi 4. Sukui-nage
5. O-soto-gari 5. Utisuri-goshi
6.O-goshi 6.O-guruma
7. O-uchi-gari 7. Soto-makikomi
8. Seoi-nage 8. Uki-otoshi

2-KYO 5-KYO
1. Ko-soto-gari 1. O-soto-guruma
2. Ko-uchi-gari 2. Uki-waza
3. Koshi-guruma 3. Yoko-wakare
4. Ksuri-komi-goshi 4. Yoko-guruma
5. Kkuri-ashi-barai 5. Ushiro-goshi
6. Tai-otoshi 6. Ura-nage
7. Harai-goshi 7. Sumi-otoshi
8. Uchi-mata 8. Yoko-gake

3-KYO
1. Ko-soto-gake
2. Tsuri-goshi
3. Yoko-otoshi
4. Ashi-guruma
5. Hane-goshi
6. Harai-tsuri-komi-ashi
7. Tomoe-nage
8. Kata-guruma

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
42
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

GÔ-KYO
1º kyo

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
43
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

GÔ-KYO
2º kyo

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
44
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

GÔ-KYO
3º kyo

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
45
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

GÔ-KYO
4º kyo

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
46
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

GÔ-KYO
5º kyo

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
47
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

Katame Waza (Técnicas aplicadas no chão)


Osae Komi Waza (Técnicas de imobilização)

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
48
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

SHIME WAZA - TÉCNICAS DE ESTRANGULAMENTO


A prática de técnicas de estrangulamento é uma arte que requer maior
atenção aos detalhes do que qualquer outra técnica do Judo. A maioria
dos textos sobre Judo, não dá a merecida importância para a
conscientização do atleta para a utilização correta destas técnicas. Alguns
pensam que qualquer pressão aplicada no pescoço que faça o oponente
desistir é um bom estrangulamento.
Na prática do Judo existem duas formas básicas de estrangular um
oponente, assim como a combinação das duas:
1. Compressão das artérias carótidas, em um ou ambos os lados do
pescoço, reduzindo o fluxo de sangue e oxigênio para o cérebro.
2. Compressão da traquéia impedindo ou diminuindo o fluxo de ar para os
pulmões.

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
49
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

3. Compressão do abdômen e/ou pulmões impedindo o oponente de


respirar.
Todos os métodos devem ser bem praticados e são bastante úteis em
várias situações. No entanto o 1º método recebe uma atenção especial,
sendo o mais ensinado em todo o mundo. A compressão da artéria
carótida é o mais aconselhável porque requer menos força, e é o meio
mais rápido de estrangulamento, eficiente contra todos os oponentes. O
que mais respeita o ensinamento "O máximo de eficiência com o mínimo
de esforço". Exames médicos estabeleceram que a quantidade de pressão
necessária para obstruir as artérias é seis vezes menos que para bloquear
a passagem do ar pela traquéia. Impedindo diretamente o fornecimento
de sangue para o cérebro também resulta na perda de consciência seis
vezes mais rápida do que reduzindo a quantidade de oxigênio, através da
interrupção do fluxo de ar aos pulmões pela traquéia.
Esse método também é mais seguro e causa menos dor do que as
outras técnicas, fazendo-se fácil para praticar e adquirir a precisão
necessária do seu uso. Uma técnica bem dominada dará ao
estudante de Judo a habilidade de causar a perda de consciência ou
submissão com pouca dor para a pessoa que recebe a técnica.

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
50
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
51
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
52
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

KANSETSU WAZA
As chaves de articulações do judo aqui apresentadas podem ser
executadas em diversas situações: em pé, sentado, deitado sobre o uke
ou debaixo dele ou mesmo ao lado dele. Além das chaves nas
articulações do cotovelo, também existem outras inclusive na articulação
da perna, porém não permitida em competições.
As chaves são divididas aqui em duas versões, as que mantem o braço
esticado – GATAME (detenção) onde o tori apenas força o braço do uke
na direção contraria a da articulação e as que mantem o braço
flexionado-GARAMI (entrelaçar) onde o TORI entrelaça o braço no braço
do oponente aplicando a chave.

 Ude-hishigi-jude-gatame = Chave sobre o braço esticado pelo braço

 Ude-hishigi-hiza-gatame = Chave de braço pelo joelho


 Hiza = Joelho

 Waki-gatame = Chave de controle pelo lado


 Waki = Axila

 Hara-gatame = Chave de controle pelo abdomem


 Hara = Abdomem
 Ude-hishigi-sankaku-gatame

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
53
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
54
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

01.Técnicas de Mão

1.1 - TAI-OTOSHI (Derrubada de corpo)


1.2 - SEIO-NAGE (Arremesso por sobre os ombros)
1.3 - IPPON-SEIO-NAGE (arremesso por sobre o ombro com um braço)
1.4 - KATA-GURUMA (Golpe flutuante)
1.5 - UKI-OTOSSHI (Golpe de canto)
1.6 - SUKUI-NAGE (Golpe catado)
1.7 - SOTO-MAKIKOME (Golpe centrípeto externo)

02.Técnicas de Quadris

2.1 - HARAI-GOSHI (varrida de quadris)


2.2 - UKI-GOSHI (Golpe de quadril flutuante)
2.3 - TSURI-KOMI-GOSHI (Golpe de quadril suspenso)
2.4 - HANE-GOSHI (Impulso de quadris)
2.5 - UCHIMATA (Golpes nas virilhas)
2.6 - OGOSHI (Grande golpe de quadris)
2.7 - KOSHI-GURUMA (Roda de quadris)
2.8 - USHIRO-GOSHI (Golpe de quadris pela retaguarda)
2.9 - UTSURI-GOSHI (Troca de quadris)
2.10 - TSURI-GOSHI (Golpe pinçado de quadris)

03.Técnicas de Pernas

3.1 - OUCHI-GARI (Grande aparada interna)


3.2 - OSOTO-GARI (Grande aparada externa)
3.3 - SASAE-TSURI-KOMI-ASHI (Golpe de suspensão com pé de apoio)
3.4 - HARAI-TSURI-KOMI-ASHI (Rasteira com puxada ascendente)
3.5 - OKURI-ASHI-BARAI (Rasteira acompanhante)
3.6 - DEASHI-BARAI (Rasteira com o pé dianteiro)
3.7 - KOUCHI-GARI (Pequena pernada interna)
3.8 - KOSOTO-GARI (Pequena pernada externa)

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
55
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

3.8 - KOSOTO-GAKI (Pequena enganchada externa)


3.9 - HIZA-GURUMA (roda de joelho)
3.10 - ASHI-GURUMA (roda de perna)
3.11 - OSOTO-GURUMA (Grande roda externa)

04.Arremessos Laterais e pela Retaguarda (Balões)

4.1 - TOMOE-NAGUE (Bicicleta)


4.2 - URA-NAGUE (Arremesso inverso)
4.3 - SUMI-GAESHI (Invertida de Canto)
4.4 - UKI-WAZA (Arremesso flutuante)
4.5 - YOKO-GAKE (Enganchada lateral)
4.6 - YOKO-GURUMA (Enganchada lateral)
4.7 - YOKO-OTOSHI (Queda lateral)
4.8- TANI-OTOSHI (queda do vale)

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
56
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

Vocabulário do judô

A
Ashi – Perna, pé
Ashi waza – Técnicas de desequilíbrio onde se usa o pé para ajudar a
derrubar
Atemi – Golpe, batido em região vulnerável do inimigo
Awasete – Juntar

B
Barai – Ato de varrer, varredura
Budô – Artes maciais usadas como filosafia; caminhode vida marcial;
onjunto de atitudes e comportamento a serem seguidos por um
praticante de arte marcial
Budokan – Edifício destinado aos exercícios
Bushi – Guerreiro; militar nobre
Bushidô – Um conjunto de normas de conduta dos samurais, não escrito,
mas obedecido

C
Chui – Atenção

D
Dan – Grau ou escala entre os faixas pretas
De – Avançar
Do jime – estrangular o tronco do adversário com as pernas
Dojo – Local onde se pratica o do

E
Eri – Gola; Colarinho

F
Fukushin – Juiz substituto

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
57
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

Fusen-gachi – Vitória por não comparecimento do adversário

G
Gaeshi – Contra atacar, virar na direção oposta
Garami – Entrelaçado, pregado
Go Kyo – Cinco princípios
Guruma – Roda
Gyaku – Inverso

H
Hadaka – Nu, sem roupas
Hajime – Voz de comando o início de uma luta em competições
Hane – Projeção, pluma
Hansoku – Infração
Hantei – Julgamento
Happo no kusushi – Quebrar a postura de uke nas oito direções
Hara – Abdômen
Hasami – Pegar alguma coisa contornando-se com uma tesoura ou pinça
Hidari – Esquerdo em japonês
Hiji – Cotovelo
Hiki – Puxão, puxar
Hiki-te – Recuo do punho até à anca
Hiki wake – Empate
Hiza – Joelho
Hon – Fundamental

I
Ippon – Um ponto

J
Jigotai – Posição defensiva do corpo
Jikan – Tempo
Jime – Técnicas de estrangulamento

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
58
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

Joseki – O lado esquerdo do tatami de quem olha do lado “kamiza”


Joseki no rei – Cumprimentar ao altar
Ju – Dezena; também suave, não resistente, o princípio básico do judô
Ju no ri – Princípio do ju
Judô – Caminho suave
Judogi – Uniforme do judô
Juji – Cruzado, atravessado
Jutsu – Arte

K
Kakato – Calcanhar
Kaiten – Rolar, virar
Kami – Em cima, cabelo
Kamiza – Parede principal do dojo, do lado este, onde se encontra o
Tokonoma
Kansetsu – Articulação
Kao – rosto, face, semblante
Karada – Corpo
Kata – Movimento padronizado envolvendo alguma idéia, um princípio;
formas da ryu
Katame – Concentra-se, ficar em guarda
Katame waza – Técnica de imobilização no chão, ou no tatami
Katana – O sabre mais usado pelos samurais
Katsu – Vencer
Kawazu gake – Enrolar a perna e projetar
Keiko – O treinamento das artes marciais
Keikoku – Falta grave
Kiai – Grito em que se expõem o máximo de energia para executar um
golpe
Kiken - Abandono
Kiritsu – Ordem de comando para os alunos levantarem-se após o “rei”
Ko – Pequeno, também antigo
Kohai – Júnior, aprendiz. (é importante no budo, a relação kohai-sempai)

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
59
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

Kokorô – O coração, o sentimento, as coisas da sensibilidade, a


personalidade
Koshi – Os quadris
Koshi waza – Técnicas com os quadris
Kote – O pulso
Kuatsu – Técnicas de reanimação
Kubi – Pescoço
Kusushi – Desequilibrar, tirar a pessoa do equilibrio corporal, quebrar a
postura
Kuzure – Desmoronar, tombar
Kyu – Grau, classe
Kyusho – Os pontos vitais do corpo humano, onde se aplica atemi e
shiatsu

M
Mae ukemi – A queda para frente, a defesa do corpo
Maitta – Expressão: “estou derrotado”, em japonês
Maki – Enrolar, virar
Makoto – A sinceridade, a integridade de propósito, a firmeza
Mate – Aguarde
Mate – Expressão: “espere”, “um momento”, usado em competições
Mawashi – Semicírculo
Me - Olho
Mi - Corpo
Mokuso – Sentar em seiza concentrando-se e procurando a unidade
físico-mental
Morote – Segurar com as duas mãos

N
Nage – Aquele que executa as técnicas do aikidô, projeção
Nage waza – Técnicas de projeção
Ne waza – Técnica de luta no chão

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
60
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

O
O – Grande
Obi – Faixa
Ohten – Virar para o lado
Okii – Grande
Okuri – Ir ao encontro de, enfrentar
Ossae – Aprisionar no chão, exercer pressão sobre
Otoshi – Jogar corpo no chão

R
Randori – Combate livre não competitivo
Rei – Saudação, cumprimento
Renraku waza – Ações, técnicas encadeadas, seguidas
Renshu – Praticar, treinar, o treinamento
Ryu – Escola de artes maciais

S
Sabaki – Desviar, movimentação para desviar
Sakura – Aflor de cerejeira
Samurai – Guerreiro antigo, palavra oriunda do verbo “samura” (servir e
proteger)
San – Senhor, 3 em japonês
Sankaku – Triângulo, triangular
Sasae – Sustentáculo
Seito – Aluno
Seiza – Posição de sentar, ajoelhado sentando sobre a sola dos pés
Sempai-kohai – A importante relação, aluno mestre
Sensei – Professor, mestre
Senshu – Competidor, campeão
Seio – Carregar nas costas ou ombro
Seppuku – O nome correto pra hara kiri, cortar o abdome em suicídio
voluntário
Shi – Guerreiro, 4 em japonês

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
61
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

Shiatsu – Massagem tonificadora dos pontos energéticos do organismo


Shiban – Arbitro
Shidô – Aviso, guia, direção
Shihan – Instrutor, mestre
Shime waza – Técnicas de estrangulamento
Shinai – Sabre de tiras de bambu usado no kendo
Shisei – Postura
Shita – Para baixo
Shizen – Natureza
Shizentai – Posição triangular semelhate a uma pirâmide de base
triangular
Soto – Exterior
Sumi – Canto, ângulo
Sumimassem – Perdão desculpe-me
Sumo – Luta japonesa onde o peso e a força muscular é importante
Sutemi waza – Técnicas de sacrifício onde tori lança-se ao chão para
projetar o uke

T
Tachi – Espada
Tai-sabaki – Movimentação do corpo
Tanto – Faca
Tatami – Esteiras feitas com palhas de arroz trançadas, revestimento de
piso
Tatchi – Posição do corpo em pé
Tate – Expressão: “levante-se
Te waza – Técnicas onde se usa a mão
Tomoe – Arco, círculo
Tomoe mage – Jogar pelo estômago
Tsuba – Protetor do punho da espada,normalmente uma coroa de círculo
Tsukuri – Construir uma postura para ficar mais poderoso
Tsuri – Puxar, levantar

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
62
EXAME DE FAIXA PRETA E GRAUS SUPERIORES 2014

U
Uchi – Por dentro
Uchi-komi – Entrar empurrando
Ude – Braço
Uke – Aquele que ataca
Ukemi – Cair, defender com o corpo
Uki – Aquele que flutua, sobe ou desce
Undo – Prática
Urá – Atrás
Ura - dorso
Ushiro – Detrás, costas

Y
Yoko – De lado
Yusei gachi – Vitória por superioridade

Referências:

http://www.judoctj.com.br/soji-no-jikan-a-hora-da-limpeza/
http://www.cbj.com.br/institucional_historia
http://www.intjudo.eu/History2?PHPSESSID=79ud7nifjcd1i8b8sv1uqf53s
0
http://www.kodokan.org/e_basic/history.html
http://www.kodokan.org/e_basic/waza.html
http://www.kodokan.org/e_waza/index.html
http://www.kodokan.org/e_basic/kokoro.html
Judô - Golpes Extra Gokiô 2ª Edição, Editora: Rígel, Ano: 2010.
JUDO NO KENKYU Rafhael Sampaio – 2011.
Arte e o Ensino do Judô, Stanlei Virgilio, Editora: Rígel, Ano: 2000

Considerado de Utilidade Pública Lei n.º 5461-14 de 14 de Outubro de 198- C.G.C. 07.993.041/0001- 75 – Rua Dr. Atualpa, 552
Fortaleza – Ceará - Telefones: 85-32232949 (85) 8894-9599 Site: www.fecju.com.br E-mail: fecju@fecju.com.br
63