You are on page 1of 7

† MISSA DE BENÇÃO DAS TÚNICAS †

07 DE DEZEMBRO DE 2016
Santo Ambrósio, bispo e doutor da Igreja

† Ritos iniciais

Refrão Orante

Comentário inicial: Queridos irmãos aqui reunidos, é uma alegria


estarmos mais uma vez em torno da Mesa da Palavra e da Mesa
Eucarística para celebrarmos este momento. Um momento de
agradecimento, por tudo aquilo que o Senhor realizou por nós, pelo ano
que tivemos, pelas experiências que passamos juntos, pelos momentos de formação, enfim
por toda nossa caminhada neste ano. Nesta celebração queremos acolher especialmente
nossos nosso Bispo, que como nosso pai na fé, nos instrui, orienta e rezara por nós. Deste
modo com grande alegria celebremos.

Procissão de entrada

Dom Vilson: Em nome do Pai e do Filho e do Espirito Santo (+).


AS: Amém.

Dom Vilson: A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do
Espirito Santo estejam convosco.
AS: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

Dom Vilson: Irmãos caríssimos, o Senhor Jesus que nos convida á mesa da Palavra e da
Eucaristia nos chama á conversão. Reconheçamos ser pecadores e invoquemos com
confiança a misericórdia do Pai.

Canto

Dom Vilson: Deus todo poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos
conduza a vida eterna.
AS: Amém.

Oração da Coleta

Ó Deus, que fizestes o bispo Santo Ambrósio doutor da fé católica e exemplo de intrépido
pastor, despertai na vossa Igreja homens segundo o vosso coração. Por nosso Senhor Jesus
Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
AS: Amém.
† Liturgia da Palavra

Isaías 40, 25-31

Salmo 102(103), 1-2.3-4.8.10 (R/.1a)

†Evangelho

Mateus 11, 28-30

Homilia

Rito de benção das túnicas

Dom Vilson: Queridos irmãos, vamos acompanhar com a nossa oração a benção dessas
túnicas que serão utilizadas para o serviço litúrgico da Igreja, elas trazem em si o significado
profundo do serviço simples e confiante que todos os batizados são chamados a prestar junto
á mesa do Senhor.

Oremos: Deus de amor e poder, louvado sois em Jesus Cristo, vosso Filho e senhor nosso,
Vós sois o doador dos dons e carismas na vossa Igreja e nunca deixais de chamar pessoas
para servir nos diversos trabalhos e ministérios, assim, aqui reunidos, nós vos pedimos de
coração que derrameis a vossa benção e a vossa graça sobre estes nossos irmãos que servirão
ao altar da palavra e da eucaristia com alegria e disposição, e assim alimentarão a sua
vocação para que se assemelhem à imagem de Jesus Cristo, o servo fiel, e procedam de tal
modo em sua vida a fim de que ela sirva para honra e glória do vosso nome e o bem de todo
o povo. E agora nós vos pedimos que, por vossa graça e bondade, abençoeis † estas túnicas
que serão utilizadas pelos nossos irmãos, que elas sejam sempre sinais da presença de Cristo,
servo de todos, e que não sejam sinais externos apenas, mas esteja gravado no coração de
cada um que o Senhor o chamou a este serviço santo e alegre para toda a Igreja.
AS: Amém.

Canto

Oração dos fiéis

Dom Vilson: Irmãos caríssimos, esperando ardentemente a vinda de Jesus Cristo,


imploremos com mais fervor a sua misericórdia. Ele que veio ao mundo para evangelizar os
pobres e curar as pessoas de coração contrito, conceda hoje a graça e a salvação a todos os
que dela necessitam:

Senhor escutai a nossa prece.


1. Ó senhor visite e guarde sempre a vossa Igreja para que ela vos sirva e espere vigilante,
rezemos ao Senhor.

2. Ó Senhor derramai a vossa benção sobre o Papa, sobre os nossos Bispos, padres, diáconos,
religiosos e religiosas, para que iluminados pelo Vosso Filho, sejam sinais visíveis do vosso
amor e da vossa palavra do mundo, rezemos ao Senhor.

3. Ó Senhor que nós possamos viver dias tranquilos, e possamos cada dia sermos
testemunhas do vosso amor, promovendo a paz e a concórdia entre todos, rezemos ao
Senhor.

4. Ó Senhor nós pedimos por cada um de nós aqui reunidos, para que sejamos abençoados e
aceitos como ofertas agradáveis, através do nosso serviço e vocação, rezemos ao Senhor.

Dom Vilson: Deus eterno e todo poderoso que salvais todos os homens e não quereis a perda
de nenhum, ouvi as preces do vosso povo e fazei que os acontecimentos do mundo decorram
em paz segundo a vossa vontade, e vossa Igreja tenha a alegria de vos servir tranquilamente.
Por Cristo nosso Senhor.

† Liturgia Eucarística

Apresentação das oferendas


(quando não se canta o ofertório a comunidade responde como abaixo).

O Celebrante elevando à patena com á hostia e diz:


C: Bendito sejais, senhor, Deus do Universo, pelo pão que recebemos da Vossa bondade,
fruto da terra e do trabalho humano: que agora Vos apresentamos e que para nós se vai tornar
Pão da vida.
AS: Bendito seja Deus para sempre.

O Celebrante elevando o cálice com vinho diz:

C: Bendito sejais, Senhor, Deus do universo, pelo vinho que recebemos da Vossa bondade,
fruto da videira e do trabalho humano: que agora Vos apresentamos e que para nós se vai
tornar Vinho da Salvação.
AS: Bendito seja Deus para sempre.
O Celebrante purifica as mãos reza:
Lavai-me, Senhor, das minhas faltas e purificai-me dos meus pecados.

Enxugando as mãos com o manusterio e voltando-se para o povo continua:

C: Orai, Irmãos, para que o sacrifício da Igreja nesta pausa restauradora na caminhada rumo
ao céu seja aceito por Deus Pai todo podereso.
AS: Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, para glória do Seu Nome, para
nosso bem e de toda a santa Igreja.

Oração sobre as oferendas

PR: Ó Deus, ao celebrarmos esta Eucaristia, fazei que o Espírito Santo acenda em nós a
mesma fé que iluminava Santo Ambrósio ao proclamar a vossa glória. Por Cristo, nosso
Senhor.
AS: Amém.

Prefácio – A presença dos santos Pastores na Igreja.


(Missal, pág.: 454)

PR: O Senhor esteja convosco.


AS: Ele está no meio de nós.

PR: Corações ao alto.


AS: O nosso coração está em Deus.

PR: Demos graças ao Senhor, nosso Deus.


AS: É nosso dever e nossa salvação.

PR: Na verdade é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre e em
todo lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso, por Cristo, Senhor nosso.

Vós nos concedeis a alegria de celebrar a festa de Santo Ambrósio, e fortaleceis a vossa
Igreja com o exemplo de sua vida, o ensinamento de sua pregação e o auxílio de suas preces.

Enquanto a multidão dos anjos e dos santos se alegra eternamente na vossa presença, nós nos
associamos a seus louvores (dizendo) a uma só voz:

AS: Santo, Santo, Santo, Senhor Deus do universo, o céu e a terra proclamam a vossa
glória. Hosana nas alturas. Bendito o que vem em nome do Senhor. Hosana nas alturas.
Oração Eucarística II – Missal página 478

PR: Na verdade, ó Pai, vós sois santo e fonte de toda santidade. Santificai, pois, estas
oferendas, derramando sobre elas o vosso Espírito, a fim de que se tornem para nós o Corpo
e (+) o Sangue de Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso.
AS: Santificai nossa oferenda, ó Senhor!

PR: Estando para ser entregue e abraçando livremente a paixão, ele tomou o pão, deu graças,
e o partiu e deu a seus discípulos, dizendo:

TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É O MEU CORPO, QUE SERÁ ENTREGUE POR
VÓS.

Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele tomou o cálice em suas mãos, deu graças novamente, e
o deu a seus discípulos, dizendo:

TOMAI, TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE, O SANGUE DA


NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E POR TODOS
PARA A REMISSÃO DOS PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM.
Eis o mistério da fé!

AS: Todas as vezes que comemos deste pão e bebemos deste cálice, anunciamos,
Senhor, a vossa morte, enquanto esperamos a vossa vinda!

PR: Celebrando, pois, a memória da morte e ressurreição do vosso Filho, nós vos
oferecemos, ó Pai, o pão da vida e o cálice da salvação; e vos agradecemos porque nos
tornastes dignos de estar aqui na vossa presença e vos servir.
AS: Recebei, ó Senhor, a nossa oferta.

PR: E nós vos suplicamos que, participando do Corpo e Sangue de Cristo, sejamos reunidos
pelo Espírito Santo num só corpo.
AS: Fazei de nós um só corpo e um só espírito.

PR: Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja que se faz presente pelo mundo inteiro: que ela
cresça na caridade, com o Papa (N.), com o nosso Bispo (N.), e todos os ministros do vosso
povo.
AS: Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja.

PR: Lembrai-vos também dos (outros) nossos irmãos e irmãs que morreram na esperança da
ressurreição e de todos os que partiram desta vida: acolhei-os junto a vós na luz da vossa
face.
AS: Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos.

PR: Enfim, nós vos pedimos, tende piedade de todos nós e dai-nos participar da vida eterna,
com a Virgem Maria, Mãe de Deus, São José, seu esposo e os santos Apóstolos e todos os
que neste mundo vos serviram, a fim de vos louvarmos e glorificarmos, por Jesus Cristo,
vosso Filho.
AS: Concedei-nos o convívio dos eleitos.

PR: Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do
Espírito Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para sempre.
AS: Amém.

Rito de comunhão – missal página 500

PR: Antes de participarmos do banquete da eucaristia, sinal de reconciliação e vinculo de


união fraterna, rezemos, juntos, como o Senhor nos ensinou:
AS: Pai nosso, que estais nos céus, Santificado seja o vosso nome; Venha a nós o vosso
reino; Seja feita a vossa vontade Assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia
nos daí hoje; Perdoai-nos as nossas ofensas, Assim como nós perdoamos A quem nos
tem ofendido; E não nos deixeis cair em tentação; Mas livrai-nos do mal.

PR: Livrai-nos de todos os males, e dai-nos hoje a vossa paz. Ajudados pela vossa
misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e protegidos de todos os perigos, enquanto,
vivendo a esperança, aguardamos a vinda do Cristo Salvador.
AS: Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre.

PR: Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos Apóstolos: eu vos deixo a paz, eu vos dou a
minha paz. Não olheis os nossos pecados, mas a fé que anima vossa Igreja; dai-lhe, segundo
o vosso desejo, a paz e a unidade. Vós, que sois Deus com o Pai e o Espírito Santo.
AS: Amém.

PR: A paz do Senhor esteja sempre convosco.


AS: O amor de Cristo nos uniu.

Em seguida, se for oportuno, convida a assembleia ao abraço da paz com essas ou outras palavras
semelhantes:

PR: Como filhos do Deus da paz, saudai-vos com o gesto de comunhão fraterna.

Após a saudação segue a oração do cordeiro (cantada ou rezada):

AS: Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. Cordeiro de
Deus que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. Cordeiro de Deus que tirais o
pecado do mundo, dai-nos a paz.

O sacerdote genuflecte, toma a hóstia, levanta-a um pouco sobre a patena e, voltando para o povo, diz em
voz alta:

PR: Provai e vede como o Senhor é bom, feliz de quem nele encontra o seu refugio. Eis o
cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.
AS: Senhor, eu não sou digno de que entreis em minha morada, mas dizei uma palavra
e serei salvo.
Distribuição da comunhão

Oração depois da comunhão

PR: Ó Deus, que nos reconfortastes com este sacramento, fazei-nos progredir pelos
ensinamentos de Santo Ambrósio, para que, percorrendo corajosamente vossos caminhos,
nos preparemos para o eterno convívio. Por Cristo Nosso Senhor.
AS: Amém.

† Ritos Finais

Agradecimentos

Benção Final

PR: Que Deus onipotente e misericordioso vos ilumine com o advento do seu Filho, em cuja
vinda credes e cuja volta esperais, e derrame sobre vós as suas bênçãos.
AS: Amém.

PR: Que durante esta vida ele vos torne firmes na fé, alegres na esperança, solícitos na
caridade.
AS: Amém.

PR: Alegrando-vos agora pela vinda do Salvador feito homem, sejais recompensados com a
vida eterna, quando vier de novo em sua glória.
AS: Amém.

PR: Abençoe-vos Deus todo poderoso, Pai e Filho † e Espirito Santo.


AS: Amém.

PR: Ide em Paz e o Senhor vos acompanhe.


AS: Graças a Deus.