You are on page 1of 64

Clayton Ferreira

Cartas e e-mails
A respeito do assunto é que tam-
Estúdio Aszmann

bém versa a mais recente obra lite-


rária do pastor e sociólogo Jonas
Rezende: Barcarola — a morte sem
charme nem disfarces.
Durante a noite de autógrafos, em
21 de março, no Rio de Janeiro/RJ, Fernanda Young e Dores
o escritor, cercado pelo carinho de
amigos, recebeu também os cum-
do Amor Romântico
primentos fraternos do Diretor-Pre- Quem folhear essa nova obra da
sidente da LBV, na pessoa de seus extrovertida Fernanda Young vai
Pastor e sociólogo Jonas Rezende representantes, e relembrou os laços deparar-se com um novo estilo da
antigos que os unem. “Que saudade autora, bem diferente do observado
Barcarola — A morte sem do meu mestre Paiva Netto, eu sou nos seis romances já publicados por
seu discípulo! Muito aprendi com ele,
charme nem disfarces prezo a nossa amizade. Mande um
ela. Dores do Amor Romântico é o
primeiro livro de poesia da escritora e
grande abraço para ele”, afirmou. O apresenta textos cujos assuntos giram
Pelo dicionário, a idéia de morte
pastor enviou um exemplar autogra-
remete-nos à “cessação da vida de um em torno de suas próprias paixões,
fado para o dirigente da LBV: “Para o
organismo vivo”. Desde os tempos descobertas e desilusões.
mestre Paiva Netto, com minha reve-
mais remotos, ela continua sendo Fernanda Young promoveu uma
rência e toda a admiração. Discípulo
um tema que desperta o interesse de sessão de autógrafos aos leitores
Jonas Rezende”.
muitos estudiosos. paulistas, durante a Bienal Interna-
cional do Livro. Na oportunidade,
enviou um exemplar da obra ao Lí-
Revista bem- Tenho acompanhado a BOA der da LBV com as palavras: “Para
editada! VONTADE e é sempre um prazer Paiva Netto, obrigada pelo apoio
Olá! Li a Revista a leitura desta nobre revista que, por fiel. Beijo”, assinou a escritora.
BOA VONTADE e ser muito instrutiva, renova-nos as
agradeço a referência idéias. Relativamente à edição nº Entrevista com
a meu livro. A pu- 209, de janeiro de 2006, destaco as Sidney Rezende
blicação é excelente, excelentes matérias sobre educação Fiquei feliz de ler
muito bem-editada “Material Escolar para crianças po- mais um exemplar
e variada. Parabéns! bres”, “Supercreche Jesus, da LBV” da publicação BOA
Estou à disposição e “Alfabetizando a Terceira Idade”. VONTADE. A LBV
para colaborar no que for possível. (...) Parabenizo toda a equipe desta é uma Instituição
Um abraço. (Guilherme Fiuza, revista maravilhosa, pela excelente muito séria. Li toda a
jornalista) qualidade. (Paulo César Silva, vice- revista e adorei! Des-
Prefeito de Poços de Caldas/MG) taco a matéria com o

“Com grande satisfação li um exemplar da Revista BOA VONTADE,


contendo a matéria “Uma causa que honra o Brasil”(edição no 209).
Na oportunidade, apresento os cumprimentos deste Executivo
Municipal pelo significante trabalho realizado pela LBV em Ribeirão
Preto, que contribui para a melhoria da qualidade de vida de nossa
população.” (Welson Gasparini, Prefeito de Ribeirão Preto/SP)
João Miguel

 BOA VONTADE
Clayton Ferreira
jornalista Sidney Rezende, é muito
boa (...). Parabéns pela revista! (Mar-
quinhos Maracanã, apresentador do
programa policial Chumbo Grosso,
da TV Vitoriosa, repetidora do SBT

Divulgação
na região de Uberlândia/MG)

Parabéns! Içami Tiba relança Disciplina,


Arquivo pessoal

Paiva Netto, Para não dizer limite na medida certa:


mais um ano que Adeus, por Lya Luft Novos Paradigmas
se passa e muitas A respeitada romancista e cronista
coisas boas aconte- O mundo de dez anos não é
Lya Luft apresentou aos leitores
ceram: conquistas, o mesmo de hoje; todos concor-
mais uma obra de sua lavra. É nas
vitórias, alegrias damos com isso. E é partindo
páginas de Para não dizer Adeus que
e, como faz parte desta premissa que o Dr. Içami
a escritora marca seu retorno à poesia,
também, algumas Tiba, psiquiatra há 38 anos,
tristezas. Desejo- publicando textos antigos e outros
mais recentes, mas quase todos bem publica uma versão atualizada
lhe muitas felici-
atuais e inéditos. e revisada da obra Disciplina,
dades. Hoje em dia, ser e estar feliz
Na obra, Lya convoca-nos a refle- limite na medida certa: Novos
é qualidade de vida e saúde, o que
tir sobre questões do cotidiano, tais Paradigmas. Nela, o escritor
é essencial. Sem isso, como vamos
viver? Também desejo-lhe muito como a relação entre pais e filhos, o analisa o que há de novo no uni-
Amor porque é algo fundamental, medo da morte, as dificuldades em verso educacional e, com isso,
rega todas as nossas artérias física aceitar as perdas que, muitas vezes, pretende ajudar pais e profes-
e espiritualmente; alegria para dar o nos impedem de ousar e amadu- sores a exercer sua autoridade
tom a mais e fazer com que os traços recer. sem culpas, com segurança e
de nossa face possam sempre sorrir, Representantes da Legião da bom senso.
pois como já se diz: rir faz bem ao Boa Vontade prestigiaram a sessão Durante o relançamento da
coração e rejuvenesce; e o primordial: de autógrafos que a escritora pro- obra, o autor enviou um autó-
DEUS no coração. Sem ELE, como moveu na Bienal Internacional do grafo ao dirigente da Legião da
viver?! ELE É TUDO! Essas são Livro em São Paulo, ocasião em Boa Vontade, escrevendo: “Ao
palavras ditas na mais simples ex- que dedicou um exemplar do livro Mestre e Guru Paiva Netto, o
pressão, entretanto, contêm extrema ao Líder da LBV, com a mensagem: meu maior carinho no abraço
sinceridade, carinho e gratidão pelo “Para José de Paiva Netto, com de amizade e admiração. Içami
que Você foi e o que é: UM AMIGO! afetuosa admiração”. Tiba”.
FELIZ ANIVERSÁRIO! Beijos em
seu coração! Com carinho e amizade, Paiva Netto, como grande profissio- 50 anos de Legião da Boa
sua amiga. (Lucí Andréa, graduada nal que é, tem seguido à risca esse Vontade.
em Comércio Exterior, de Jundiaí/ mandamento. A BOA VONTADE Na impossibilidade de publicar
SP, via e-mail) é referência de qualidade. (Roberto todos os e-mails e cartões, rela-
Gomes, apresentador da TV Imi- cionamos, nesta edição, nomes
Dinâmica e grantes e graduando em Jornalismo daqueles que encaminharam seus
diversificada no Instituto de Educação Superior votos ao nosso Presidente. Os
A Revista BOA São Francisco de Assis, de Teófilo demais serão contemplados nos
VONTADE é tudo Otoni/MG) próximos números da Revista
de bom. Objetivida- BOA VONTADE.
de, clareza e infor- Paiva Netto agradece Paraguai — Assunção: Alisson
mação de qualidade. milhares de manifestações Bello e família; Luis Carlos Marquiza
No jornalismo fala- que chegam do Brasil e do de Paula. Argentina — Buenos Aires:
se muito em respon- Exterior, pela passagem de Andres Pablo Carvalho Gaspar; Ange-
sabilidade social, e o lina, Daniel e Agustina Franchi; Cecilia
seu aniversário e por seus

BOA VONTADE 
Simone Barreto
“Paiva Netto é
A Magia
uma figura da Educação, de
realmente
lendária
Arnaldo Niskier
______________
nesse Simone Barreto
País pelo O pedagogo, jornalista, acadê-
Reprodução RMTV

trabalho mico e escritor, Arnaldo Niskier, O ilustre acadêmico Arnaldo Niskier na noite
apresenta o seu mais novo trabalho de autógrafos na Sede da ABL
que tem feito.
literário A Magia da Educação,
Esse trabalho de lançado no último 23 de março,

Simone Barreto
divulgação que vocês na Sede da ABL, na capital flumi-
estão fazendo se encaixa nense. O livro reúne uma série de
perfeitamente no propósito crônicas que foram dispostas em
ordem cronológica e por assunto:
de melhorar o conhecimento Educação, Cultura, Língua Portu-
e a vida das pessoas em guesa, meio ambiente, personali-
geral.” dades e outros.
Na noite de autógrafos, o pro-
Moacyr Scliar, consagrado fessor Niskier contou com a
médico e escritor gaúcho, presença de amigos, colegas Na foto, a simpática esposa do escritor, dona
membro da Academia acadêmicos e representantes da
Ruth Niskier (D), ao lado da filha Andréia.
Brasileira de Letras e colunista Legião da Boa Vontade. A famí- O autor agradeceu a presença
dos jornais Folha de S. Paulo lia igualmente se fez presente, da equipe da BOA VONTADE e
e Zero Hora, durante a Bienal representada pela esposa, dona destacou que sempre lê a revista,
do Livro na capital paulista. Ruth, e a filha Andréia, a qual encaminhando ao Líder da Obra
relembrou, com carinho, a época um exemplar do seu título, com a
Cava; Florencia Maria Carvalho Gaspar; em que ajudou, como psicóloga, seguinte dedicatória: “Ao amigo
Graciela Gavilan; Elizabeth Myriam crianças atendidas pela LBV no José de Paiva Netto, com o grande
Buhanna; Fabio Paz; Laura Leone; Luci,
Edson e Juliana Teixeira; Moises Franchi Rio de Janeiro. abraço do Arnaldo Niskier”.
e Roseli Garcia; Renato Antonio Franchi;
Shirley Gaspar de Alvarenga. Estados ria Raquel Ferreira Pereira Simões; Luís Herculano Cruzeiro Rueda; Amarildo
Unidos da América — Hyannis/Mas- Manuel da Silveira Vieira dos Mártires; Clariano Silva; Andreia Aparecida
sachusetts: Jacqueline Barbosa Pereira; Marco Antonio Carvalho Amaral Sem- Carvalho Rossi; Euripidina, Leonardo,
Nova Jersey: Amanda Vieira; Bruna blano; Orlanda Perestrelo; Paulo Daniel Rafael e Fhanoel; Hideraldo, Irene, Josué
de Jesus; Claudius Emanuel Malaman; Teixeira de Souza; Paulo Jorge Lopes e Rafaela Custódio Fernandes; Jaqueline
Deborah de Jesus; Helena Vieira; Joana Oliveira; Sofia Maria Gomes Organista; Dutra de Carvalho Rodrigues; Kárita
Felisbina; Maria da Conceição, Mariana e Toni Ricardo Ribeiro. e Enaildo Viana; Lindelma Moreira
Sâmara de Albuquerque Malaman; Vieira Brasil — Altinópolis/SP: Leonor Mariano; Marcia Regina Correia Dutra
Filho. Bolívia — La Paz: Jusceram Sachetto Reis. Americana/SP: Izabela de Carvalho; Ozaina Barros Cruzeiro;
Alves da Silva. Inglaterra — Londres: Caroline Lobianco. Araçatuba/SP: Paulo Medeiros; Viana Filho; Zenilda
Ellen Cristina Silva. Uruguai — Mon- Família Legionária. Araraquara/SP: Carvalho Moreira. Cabo Frio/RJ:
tevidéu: Maciel Ferreira Neto. Portugal Ataíde Alves. Belo Horizonte/MG: Maria das Graças Gonzaga Barbosa.
— Porto: Antonio Haroldo Franco da Antonio Fernandes de Almeida; Elvira Campinas/SP: Azarias Carvalho Ben-
Rocha e Noys Maria Barcellos da Rocha; Trindade; Equipe de CCVD Guerreiros to; Antonieta Gadotti Baccari; Juliano
Eduarda Alexandra da Silva Almeida de Jesus de Belo Horizonte; Sabrina Da- Carvalho Bento; Luiz Rogério Franco
Pereira; Gabriela Beatriz Soares Marques masceno; Isabel da Conceição; Rafael, da Silva; Milena Carvalho Bento; Ronei
da Costa; Luisa Maria; Laura e Elena Estevão, Wilson Balestra e Marineide Ribeiro e família; Rosa Maria Zaganin
Bautista; Maria Manuela Cunha Alves Mendes; Wilma Nery. Biguaçu/SC: Carvalho Bento. Campos Altos/MG:
da Silva Marinho Filipe; Maria Manuela Divino João Dias. Blumenau/SC: Joaquina Maria da Cruz. Catalão/GO:
Raposo Perninha de Melo; Maria Helena Estevão Duarte Nicolini. Brasília/DF: Joaquim José, Luciana e Thiago Viana.
Dias Landeiro de Campos Monteiro; Ma- Adriana e Danilo Parmegiani; Alexandre Cuiabá/MT: José Maurício Vitro.

 BOA VONTADE
Super RBV é escutada
na Finlândia
O jornalista da Companhia de
Radiodifusão Finlandesa, a maior do
país, Mika Makelainen (na foto com
a esposa e seus filhos) empenha-se,

Daniel Trevisan
desde 1980, em escutar emissoras de
rádio estrangeiras e, para isso, utiliza

Arquivo pessoal
um receptor com antena de fio sim-
ples. Em suas experiências, já captou
o sinal de programações de 202 países. Registro
Há pouco, iniciou sua procura por Leci Brandão agradece à
estações da América do Sul e, no dia registrou Makelainen em um e-mail, BOA VONTADE.
1º de janeiro, teve a grata satisfação ao qual anexou um trecho da gravação
de acompanhar em Vantaa (próximo do sinal que recebeu naquela data. Estávamos finalizando esta
a Helsinque, capital da Finlândia), a Ao término da mensagem, escreveu: edição quando tivemos o prazer de
Super Rede Boa Vontade de Rádio AM “Desejo à Super Rede Boa Vontade tomar conhecimento do carinhoso
1230 de São Paulo/SP. “Fiquei muitís- de Rádio os maiores êxitos e espero recado enviado pela cantora Leci
simo contente ao ouvir a emissora”, ter brevemente notícias”. Brandão, cuja foto e destaque
sobre sua entrevista estamparam
Curitiba/PR: Alexandrina Tobias Cas- Leite Galdino; Hydelan Karppegiane a última capa. Disse a estimada
tilho Francisco; Denise Dreyer. Duque Silva de Souza; Janaína Batista Silva de Leci: “Recebi a revista e sim-
de Caxias/RJ: Balbina Luiz Amorim e Lima; Janete Aires da Costa Paiva; José
família. Feira de Santana/BA: Ana Cer- plesmente adorei, porque está fiel
Josemar Galdino; José Wellington do
queira. Florianópolis/SC: Cenira Mar- Nascimento Lopes; Lidiane Ribeiro da ao que falei. Vocês não mudaram
quiza Moreno; Sergio Antenor Morello; Silva; Luciana Alves Rocha; Luís Carlos absolutamente nada. Fizeram o
Thiago Felipe Morello; Walter, Maria do Mendes; Maria Eliane da Silva; Maria trabalho com a maior dignidade.
Carmo, Rosiane e Daiane Bigas. Foz do Núbia da Silva; Mary Rady; Melícia Isso me emocionou. A  revista está
Iguaçu/PR: Aparecida e Célio Bianchi. Pereira do Nascimento Medeiros; Paulo
Franca/SP: Nilza Aparecida Goulart Radi; Silvaneide dos Santos Silva; Suely
muito bonita”.
Tardivo. Goiânia/GO: Ângela Maria de Souza Pereira; Washington Vitoriano A intérprete comentou as pa-
Oliveira Sussai e família; Cesar Divino de Fonseca; Wendy Wronski Radi; William lavras do dirigente da LBV sobre
Santana; Joílson Aparecido Nogueira de Wronski Radi. Niterói/RJ: Simone sua pessoa, que entre outras coisas
Oliveira; José Natalino Lahr; Mauro Ro- Barreto, Marlete, Joaquim Barreto, enaltece o fato de ela“saber defen-
drigues Lima; Nilda Lacerda de Santana. William e Gabriel Barreto; Palmas/TO:
Ipatinga/MG: Álida Cristina Alves dos Fátima Alves; Donizeti José Alves; der seus pontos de vista e interesses
Santos; José Justino de Souza e Leonor Aline Francisca Alves; Alziro Valério com classe. É o tipo de mulher que
Melquíades de Souza. João Pessoa/PB: Borges Alves. Patos de Minas/MG: o Brasil precisa exaltar”. Ao que
Luis Edy Merlino. Joinville/SC: Ivair Simonia Mendes; Vanessa Severino; a artista retribuiu: “Paiva Netto,
Gomes. Jundiaí/SP: Lucélia, Gabriele Cleusa Maria; Cleonice Dias; Eneuma eu achei muito carinhoso o seu
Elisa, Giovanna Victoria e Alvino Barros. Marisa. Pelotas/RS: Equipe Legionária.
Juiz de Fora/MG: Equipe Legionária. Petrópolis/RJ: Cláudia Isabel de Paula; recado e agradeço. (...) Estou en-
Maringá/PR: Fernando Antonio Sales; Equipe Legionária. Piracicaba/SP: caminhando a revista para todos
Genésio Braga; Lorival Soares e família; Cláudia Fernanda Oliveira; Soldadinhos os meus amigos. Outro dia, uma
Vilma da Silva Araújo. Mesquita/RJ: de Deus. Poços de Caldas/MG: Josué amiga minha que mora em Toronto,
Guilherme Cardozo. Montes Claros/ Augusto, Zora Neusa, Carlos Augusto
MG: Elionai Ferreira Mendes. Morri-
no Canadá, viu o clipe da música
e Lucas Paulo Gimenes Álvares; Lu-
nhos/GO: Anderson Sussai. Natal/RN: cia Helena Paulino; Terezinha Carrijá Se Deus deu tudo, que gravei no
Adriana Marques de Paula; Ana Paina da e família. Ponta Grossa/PR: Diva Instituto de Educação da LBV (pela
Silveira; Anyelle Silva Pereira; Arivaldo Francisco Gregório Maricato. Porto Rede Mundial de Televisão). (...)
Silva de Oliveira; Eliel Verber da Silveira; Alegre/RS: Helena Maria Figueiredo Ela assistiu e me ligou para falar.
Francineide Moreira de Lima; Francisca Caetano; Humberto Cassuriaga Costa;
Oderlania Leite Galdino; Francisca Um beijo, Paiva Netto, obrigada!”,
Maria Isabel Borges; Solange Cassu-
Paula Santiago; Francisca Silvana de riaga Costa; Família Legionária do Rio finaliza a sambista.
Lima; Francisco Elias Melo; Gislaine Grande do Sul.

BOA VONTADE 
Índice
Ao Leitor
O futebol que encanta os pen- o campo da literatura, mais precisamen-
samentos desde a mais tenra idade te dos craques da letra, a exemplo do
torna-se, com o passar do tempo, de escritor e jornalista Paiva Netto, que
brincadeira inocente a uma paixão. teve a obra As Profecias sem Mistério BOA VONTADE
Aliás, neste ano de Copa do Mundo lançada pela Editora Elevação em ANO XXIV • Nº 211 • março de 2006
na Alemanha, esse amor está à flor da formato pocket. Aliás, o dirigente da BOA VONTADE é uma publicação mensal das Fr
pele. Afinal, é com a bola que surgem Legião da Boa Vontade fez outros gols IBVs, editada pela Editora Elevação.
todas as jogadas, das mais simples até de placa, como a construção do Centro Registrada sob o nº 18166, em 16/03/2006, no
livro “B” do 9º Cartório de Registro de Títulos e
a virtuosa, a verdadeira arte. Pensando Educacional, Cultural e Comunitário, Documentos de São Paulo.
nisso, os anfitriões da festa capri- na cidade do Rio de Janeiro/RJ, que
charam. Na final, em 9 de julho, em completou 10 anos no último 2 de Diretor e Editor responsável
Berlim, a bola de futebol terá gomos março (Leia matéria na editoria “Edu- Francisco de Assis Periotto
dourados e nome: “Teamgeist Berlim cação”). Esta ocasião também é marca- MTE/DRTE/RJ 19.916 JP
(o espírito do time, uma alma só)”. da por celebrar o aniversário do Líder
A nossa Seleção (e conte aí também da LBV, que, neste 2006, completou Coordenador de equipe
quase todos os brasileiros) sonha em 65 anos de vida e, em junho próximo, Gerdeilson Botelho
domar esses gomos de ouro, a fim de festejará meio século de trabalho na
alcançar a mais fabulosa conquista do Instituição. Pelos ensejos dessas datas, Revisão
futebol mundial: o hexacampeonato. registramos, aqui na BOAVONTADE, Equipe Elevação
Mesmo antes da data tão aguarda- demonstrações de carinho, do Brasil e
da, nossos esportistas, além da ficha Exterior, endereçadas a ele. Arte
técnica invejável, alçaram vôo maior Para fechar esta edição, recheada Projeto Gráfico: Alziro Braga

e já conquistaram o coração do Povo, do espírito desportivo, nada melhor Capa


abraçando com a classe artística a que conferir a entrevista do lendário Fotomontagem: Alziro Braga
Campanha LBV — Fiz um Gol pela apresentador do Apito Final, da Rede Fotos: Daniel Trevisan
infância brasileira. A iniciativa é o Bandeirantes de Televisão, Luciano Foto do Luciano do Valle: João Periotto
tema de capa da Revista BOA VON- do Valle (“Perfil”), responsável pela
TADE e está a pleno vapor, como se cobertura de Oito Copas. Produção
Endereço para correspondência:
pode ver em “Especial”. É bom dizer Boa leitura!
Av. Rudge, 938 — Bom Retiro
que, graças a este trabalho, feito há Da Redação
tanto tempo, muitas crianças e ado- Reflexão do mês CEP 01134-000 — São Paulo/SP

lescentes puderam ser amparados, “Não se constrói uma Pátria


Tel.: (11) 3358-6868 — Caixa Postal 13.833-9
educados e cresceram sabendo que o cuidando apenas dos corpos
CEP 01216-970
Esporte, quando praticado com Amor dos seus cidadãos. É preciso
Internet: www.boavontade.com
e respeito ao Ser Humano, pode tornar não esquecer o Espírito, porque
E-mail: info@boavontade.com
homens e mulheres verdadeiros cida- o corpo sem ele é o cadáver.” Impressão: Editora Parma
dãos ecumênicos. (Paiva Netto)
Da magia do futebol, viajamos para A Revista BOA VONTADE não se responsa-
biliza por conceitos emitidos em seus artigos
assinados.
Edição nº 211
4 Cartas 20 Entrevista 48 Soldadinhos de
8 Ao Leitor 24 Samba e História Deus
10 Literatura 26 Balanço Social 50 Bienal do Livro
11 Coluna do Garotinho 28 Capa 56 Opinião
12 Responsabilidade 35 Ecumenismo 60 Acontece
Social 38 Educação 62 In memoriam
14 Cultura — Arte na Tela 43 Melhor Idade
16 Saúde 45 Ação Jovem LBV
28 Capa
Brasil busca o hexa na Alemanha

11
Francisco de Assis Periotto
MTE/DRTE/RJ 19.916 JP Coluna de Esportes
Os donos do futebol

12
Responsabilidade
Social
Parceiros
empreendedores

56 38
20
Opinião
Lágrimas do Educação Entrevista
silêncio Qualidade Oito Copas e oito
no Ensino Olimpíadas: fala,
Luciano do Valle!

14
Cultura — Arte
na Tela
Museu Vale do Rio
Doce

16
Saúde
Desnutrição na
infância pode pro-
vocar obesidade

50
Bienal do Livro
Cresce a procura
por livros

Portal BOA VONTADE: www.boavontade.com


Literatura
Literatura

Livro incentiva

Hosana Sessic
parceria entre pais
e filhos
A psicóloga Lídia Weber, que
palestrou durante a terceira edição do
Fórum Internacional Permanente dos
Soldadinhos de Deus, da LBV, no em Antropologia Filosófica  e em
Leonid Streliaev
Terceiro Milênio (Veja reportagem Origens Filosóficas e Científicas da
fotográfica na p. 58), realizado em 4 Psicologia; mestra e doutora em Psi-
de março, é a autora de Eduque com cologia Experimental pelo Instituto
carinho — Para pais e filhos. A obra de Psicologia da Universidade de
apresenta — por meio de reflexões, São Paulo (USP).
Erico Verissimo histórias, exercícios, humor e poesia A autora deixou um recado cari-
— o que há de mais recente em pes- nhoso ao Diretor-Presidente da LBV
— histórias e curiosidades e ao Soldadinho de Deus Emmanuel
quisas científicas sobre educação de
filhos e uma nova abordagem chama- Adolfo Rueda de Paiva. Registrou
O ensejo do cente- da disciplina positiva. Vale ressaltar nas dedicatórias: “Caro Paiva Netto,
nário de nascimento do o currículo de Lídia, que é professora afeto é fundamental em nossa existên-
escritor Erico Verissimo e pesquisadora do Departamento de cia. Um abraço com admiração pelo
(1905-1975), em 17 de Psicologia da Universidade Federal seu trabalho”. E “Para Emmanuel,
dezembro de 2005, fez do Paraná (UFPR); especialista com um beijo! Lídia”. [L.S.M.]
com que o escritor Aim-
berê Araken Machado
Exercícios rítmicos para
concluísse o projeto de
Leonardo Posich

homenagear o consagra- piano, de Almeida Prado


do romancista gaúcho e,
de certa forma, poder se Para ajudar a vida de muitos
redimir de seu passado, pois quando professores e estudantes da mú-
estudante simplesmente ignorou os sica de concerto contemporânea,
escritos de Verissimo por ideologia. foi elaborada a Cartilha rítmica
Tudo porque o autor de O Tempo e para piano, de Almeida Prado. O
lançamento, em 14 de fevereiro,
o Vento foi chamado de reacionário
na Modern Sound, em Copaca-

Simone Barreto
pelas esquerdas da época, por ter via-
bana, Rio de Janeiro, contou com
jado duas vezes aos Estados Unidos
uma bela apresentação musical
na década de 1950.
do maestro Almeida Prado e da
Em Erico Verissimo — Cruzando pianista Sara Cohen. além de agradecer a gentil lem-
os Caminhos do Tibicuera, Machado O livro, acompanhado com um brança, relembrou trabalhos que
traz histórias e curiosidades de seu CD, foi organizado pelas profes- fizeram juntos, a exemplo do CD
biografado, além de farta e substan- soras Salomea Gandelman, de Sinfonia Apocalypse, que Paiva
ciosa produção literária de Erico. Práticas Interpretativas da Uni- Netto compôs com ele. A obra, que
Durante o lançamento, em Flo- versidade Federal do Estado do contou com a interpretação do Coro
rianópolis/SC, no fim de fevereiro, Rio de Janeiro (UniRio), e Sara e Orquestra da Rádio Nacional da
Aimberê autografou a obra ao di- Cohen, da Escola de Música da Bulgária, obteve reconhecimento
rigente da Legião da Boa Vontade, Universidade Federal do Rio de internacional.
com as seguintes palavras: “Ao Dr. Janeiro (UFRJ). Almeida Prado registrou em um
Paiva Netto — Presidente da LBV, Na ocasião, representantes do exemplar de sua cartilha: “Ao grande
com um abraço cordial do autor”. compositor Paiva Netto levaram amigo José de Paiva Netto, em Jesus,
[L.S.M.] seu abraço ao ilustre maestro que, a nossa perene amizade”. [S.B.]

10 BOA VONTADE
Coluna do Garotinho

Felipe Freitas
Os donos do
José Carlos Araújo é locutor
esportivo da Rádio Globo do
Rio de Janeiro/RJ
futebol
M
uitos me perguntam do Exterior como uma mercadoria mão beijada para o enriquecimento
sobre a renovação do valiosa, que só dará lucros ao próprio de empresários e equipes interna-
futebol brasileiro. São empresário. cionais.
pessoas habituadas a Muitas vezes, o menino nem Quando se falou em profissio-
ver o Santos vender um Robinho e chega a vestir a camisa de seu clube. nalismo no futebol, em clube-em-
imediatamente lançar outro; acostu- Ainda nas divisões de base é levado a presa, o torcedor pensou que seu
madas com o Flamengo negociando pegar um atalho, saindo do caminho time do coração fosse se fortalecer,
seus craques para escalar atletas do tradicional. Sequer dá ao time que se tornar pelo menos competitivo.
mesmo nível (ou melhores ainda), o recebeu algum retorno, seja em Mas, na verdade, o que aconteceu
feitos em casa. produção ou financeiro. foi o crescimento dos empresários,
Entretanto, ao que parece, vive- E o clube? Bem, aquele que o que se tornam cada vez mais po-
mos um momento de entressafra. amparou, que teve gastos com ele, derosos, enquanto os clubes vão
Nossos craques ainda são os mes- que o alimentou, que lhe deu acom- minguando.
mos e jogam no Exterior. Na falta panhamento médico, psicológico e A continuar esse panorama, não
de novos Ronaldinhos (Gaúcho ou o fez crescer como atleta, esse não vai demorar muito para o desapareci-
Fenômeno) e Kakás, a solução tem leva nada. Quando muito, o chamado mento de algumas equipes. É preciso
sido importar dos países vizinhos. cala-boca, uns minguados trocados. estar atento a isso. Ou protegemos
Não que jogadores do quilate de Esse tem sido o dia-a-dia dos mais nossos times ou estaremos
Tevez, Petckovic, Mascherano e clubes brasileiros. Investir, formar e matando a galinha dos ovos de ouro
outros não sejam bem-aceitos, mas a entregar seus candidatos a craque de dos esportes.
nossa cultura futebolística não possui
esse hábito. É certo que, na história,
houve um ou outro estrangeiro bri-
lhando nos gramados do Brasil, mas

fotomontagem
sempre foram exceções. Hoje, estão
virando regra.
Os clubes não mostram mais a
mesma velocidade para repor as
peças perdidas. Mesmo tradicionais
formadores de craques, como São
Paulo, Fluminense e Cruzeiro, não
conseguem acompanhar a rotina das
negociações.
Tão logo aparece num clube para
treinar, o candidato a jogador — me-
nino ainda — já tem seu empresário.
Se não tem, aparece um. E basta
marcar um bonito gol no treino, fazer
uma jogada mais vistosa e lá se vai
o garoto ser apresentado aos clubes

BOA VONTADE 11
Responsabilidade Social

Parceiros empreendedores ________________


Danilo Parmegiani

O
Fotos: Daniel Trevisan

A nobre empresária Instituto de Educação Com validade de dois anos,


José de Paiva Netto a honraria é conferida apenas a
Milú Villela entrega (IEJPN), na capital pau- organizações cadastradas e que
Selo de Organização lista, recebeu o Selo de mantêm uma parceria ativa com o
Parceira Organização Parceira 2006 do Cen- CVSP. Para Milú Villela, “o Selo
tro de Voluntariado de São Paulo de Organização Parceira é uma
ao Instituto de (CVSP). A cerimônia ocorreu no Itaú oportunidade única de destacar a
Educação José de Paiva Cultural, em 9 de março, e foi con- atuação e os resultados do envol-
Netto, que atende mais duzida pela nobre empresária Milú vimento de milhares de pessoas
Villela, Presidente do CVSP, do que formam a grande rede da ação
de 1.200 crianças, Faça Parte (Instituto Brasil Volun- voluntária”.
jovens e adultos, em tário), do Museu de Arte Moderna O IEJPN foi qualificado dentro
situação de risco social (MAM) de São Paulo e da Asso- dos critérios da homenagem, a qual
ciação Comunitária Despertar. é direcionada às organizações sociais
e é mantido pela Legião Ela também é Embaixadora da que desenvolvem programas de vo-
da Boa Vontade. Boa Vontade da Organização das luntariado estruturados, consistentes
Nações Unidas para a Educação, a e transformadores. Uma das mais
Ciência e a Cultura (Unesco). expressivas unidades educativas cria-

Instituto de Educação da LBV


Av. Rudge, 700, Bom Retiro
São Paulo/SP.

12 BOA VONTADE
Danilo Parmegiani

A pedagoga Suelí Periotto (E),


representante do Instituto de
Educação da LBV, ao lado da
empresária Milú Villela.

das pela Legião da Boa Vontade, o Atendimento — A modelar uni- (antigo Magistério). Os alunos têm
estabelecimento de ensino destaca-se dade de ensino dispõe de três salas acesso a laboratórios (de química,
pela efetiva ação modificadora da para cada série do ensino fundamen- física, biologia e informática) bem-
vida de milhares de crianças e de equipados e infra-estrutura de ponta,
adolescentes em situação de risco com quadras poliesportivas; bibliote-
pessoal e social, além de desen-
“O Selo de Organização
ca; brinquedoteca e ambientes para
volver uma proposta pedagógica Parceira é uma artes, inglês e expressão corporal.
inovadora de formação do Cida- oportunidade única Eles desfrutam de ampla praça,
dão Ecumênico. “Aqui se estuda. de destacar a atuação com jardins bem-cuidados e árvores
Formam-se Cérebro e Coração” frondosas.
e os resultados do
é um pensamento do Diretor-Pre- Há de se ressaltar a integração de
sidente da LBV, o jornalista e es- envolvimento de milhares crianças e jovens em diversos seto-
critor José de Paiva Netto, e serve de pessoas que formam res, como pedagógico, nutricional,
de lema a este e outros centros de a grande rede da ação psicológico, de serviço social, de
ensino que a Instituição mantém voluntária.” saúde e de comunicação. Isso con-
pelo Brasil. tribui efetivamente para a melhoria
A homenagem foi entregue a Milú Villela da qualidade de vida dos estudantes.
outras valorosas entidades, que Há treinamentos na área de esportes;
igualmente demonstram compro- tal e duas para cada série do ensino excursões culturais; atividades extra-
metimento com o exercício cons- médio. Oferece também, no período curriculares; atendimento ambulato-
ciente da Solidariedade e da cida- noturno, alfabetização para jovens rial médico e odontológico, sempre
dania, por meio do voluntariado. e adultos, além do curso Normal orientados por profissionais.

BOA VONTADE 13
Cultura — Arte na Tela

Museu Vale do
Rio Doce
Retratos do Tempo

M
aria-Fumaça, trolley, Vitória, no município de Vila Ve-
João Preda

telégrafo, vagão de ma- lha/ES. Ocupa uma área de 1.183


deira, fotos, documen- metros quadrados distribuídos em
tos, equipamentos e fer- três pavimentos.

Reprodução RMTV
ramentas de trabalho. Uma maquete O designer
com locomotiva em movimento, Ronaldo Barbo-
reproduzindo o ambiente natural das sa é responsável
ferrovias. Por onde quer que se olhe, pelo projeto mu-
tudo nos faz lembrar as estradas de seográfico da ex-
ferro e trilhos que, no início do sé- posição permanen-
culo passado, ajudaram a desbravar te e também atual
sertões e estimular o nascimento diretor, e recebeu a
Marta Jabuonski, curadora da Galeria
de Arte do Templo da Boa Vontade. de vilas e municípios, construindo equipe de reporta-
sonhos e realidades. Atualmente per- gem da revista BOA VONTADE.
mite que por eles passem milhares de Além de responder com entusiasmo
passageiros com diferentes histórias e simpatia às perguntas, falou da
de vida. importância da preservação histórica
A antiga estação Pedro Nolasco do lugar e da produção artística con-
era a porta de entrada da cidade de temporânea.
Vila Velha/ES. Hoje é a sede do Mu-
seu Vale do Rio Doce, inaugurado em Revista BOA VONTADE —
15 de outubro de 1998, resgatando a Desde que foi fundado, qual é
Divulgação

memória centenária da Estrada de o objetivo do museu?


Ferro Vitória a Minas. O projeto mu- Ronaldo Barbosa — O Museu
seológico é de Maria Clara Medei- Vale do Rio Doce foi concebido
ros Santos Neves e reflete a relação com o objetivo de unir a história
da ferrovia e o desenvolvimento do passado ao contemporâneo. A
socioeconômico de Mi- composição do espaço conta com o
nas Gerais e Espírito museu histórico, exposição perma-
Santo. nente e retrata a trajetória da Estrada
A constru- de Ferro Vitória a Minas e o núcleo
ção imponen- de arte contemporânea, que ocupa
Imagem da exposição de te em estilo uma sala da estação; um galpão que
Eduardo Frota neoclássico anteriormente guardava sacas de
e art nou- café em grãos, que eram colocadas
veau está em navios, espaço que permite abri-
localizada gar qualquer tipo de intervenção,
na mar- um local específico em que o artista
gem da é convidado a produzir seu trabalho
baía de em função do espaço, o que nos tem

14 BOA VONTADE
Antiga estação
Pedro Nolasco

Divulgação
possibilitado significativas exposi- contexto, produzindo trabalhos e Ronaldo Barbosa — É uma
ções, como a do Eduardo Frota, sentindo-se cidadãs. atividade bastante interessante e
cuja proposta se inclui nos nossos faz parte do nosso projeto social,
objetivos, ou seja, o trabalho com a BV — Por que a arte como falamos anteriormente. A
comunidade que nos cerca. contemporânea foi montagem da exposição do Edu-
contemplada nesse museu? ardo Frota, por exemplo, durou
BV — Qual é a contribuição Ronaldo Barbosa — Existia um mês e absorveu o empenho de
social do museu? uma demanda legítima da cidade. 15 funcionários; ele trouxe cinco
Ronaldo Barbosa — Recebe- As grandes exposições itinerantes e o restante nós chamamos da
mos, em média, 3.500 crianças para não passavam por aqui. Ficavam no comunidade para participar. Vie-
visitas monitoradas e organizamos Rio de Janeiro, São Paulo e depois ram jovens de Cariacica, Campo
um programa de arte e educação, Salvador, Recife, enfim. Nós não tí- Grande, Rio Marinho e Argolas,
oferecendo workshops sobre todas nhamos um lugar que pudesse abrigar jovens da Casa do Menino, que
as exposições do museu. Ele está tais exposições. Hoje estamos criando fica aproximadamente a 60 me-
inserido em um bairro periférico da eventos próprios que podem se tornar tros daqui, e estudantes das nossas
Grande Vitória e os seus freqüenta- itinerantes para outros Estados. É universidades. O trabalho não se
dores são de classes B, C e D. Existe importante frisar que não estamos limitou apenas à montagem, mas
também uma participação muito ligados diretamente ao eixo Rio-São à concepção, elaboração, design e
grande dos alunos da Universidade Paulo, mas em uma realidade dife- carpintaria (a arte de Eduardo Frota
Federal do Espírito Santo e das parti- rente, uma conversa entre Brasis, ou é em madeira). Isso é muito inte-
culares, dos cursos de Design, Arte e seja, trazer artistas de todas as regiões ressante porque estamos gerando
Arquitetura. A contribuição do museu brasileiras. mão-de-obra especializada, que,
como função estética para a cidade, além de trabalhar no museu, presta
reflexão e diálogo é muito grande, BV — Como é o envolvimento serviços para particulares e estende
pois permite que o passado e o pre- da comunidade com as conhecimentos específicos para os
sente se encontrem no mesmo espaço montagens das exposições? moradores locais.
físico. E isso, com certeza, vai gerar
mudanças. Exemplo: a exposição da Serviço Fachada do museu
Lígia Clark refletiu positivamente
Museu Vale do Rio Doce
nos trabalhos dos alunos das univer- Pátio da Antiga Estação Pedro
sidades. Ficamos muito felizes com Nolasco, Vila Velha/ES.
isso porque desmistifica essa questão Telefone: (27) 3246-1443.
Horário de funcionamento: de
Divulgação

de que a arte contemporânea é um terça a quinta-feira, das 10 às


tema de elite. Estamos mostrando 18 horas; às sextas-feiras, das
o contrário. As crianças das escolas 12 às 20 horas; e nos fins de
semana, das 10 às 18 horas.
públicas sentem-se inseridas neste

BOA VONTADE 15
Saúde

Desnutrição
na infância pode provocar

obesidade
Estudos mostram que a doença aumenta cada vez mais entre as populações de menor renda.
Distúrbios orgânicos e má alimentação são alguns dos fatores responsáveis.

_______________________
Fonte: Ministério da Saúde

O
desnutrido de hoje poderá renças importantes de gênero, raça e riores ainda revelam prevalência alta
ser o obeso de amanhã. É estado fisiológico. Essas tendências de desnutrição crônica em crianças
o que dizem especialistas. precisam ser investigadas”. menores de 5 anos, resultado de expo-
Eles garantem que obesi- A coordenadora destaca estatís- sições freqüentes à fome e às doenças
dade não é só doença de rico. Famí- ticas do estudo que mostram que as infantis desde o nascimento.
lias de baixo poder aquisitivo estão mulheres mais pobres, em idade fértil, A diminuição da desnutrição na
expostas ao problema, que também é têm maior prevalência de desnutrição idade adulta e o aumento do número
de natureza social e pode ter relação e, portanto, podem gerar crianças de obesos é uma tendência no Brasil
com a desnutrição na infância. De de baixo peso, com maior risco de desde meados da década de 1980
acordo com a Pesquisa de Orçamen- morrer no primeiro ano de vida. Se- e caracteriza o que os especialistas
tos Familiares (POF), realizada pelo gundo ela, esse quadro indica que a chamam de transição nutricional.
Instituto Brasileiro de Geografia e deficiência na alimentação continua “Isso é conseqüência do aumento
Estatística (IBGE) no período de julho a ser problema no Brasil. Somado a da expectativa de vida, associado às
de 2002 a junho de 2003, com o apoio isso, informações de pesquisas ante- mudanças nos padrões tecnológicos,
do Ministério da Saúde, em adultos culturais e sociais e no estilo de vida,
acima dos 20 anos, 38,6 milhões de mas não significa que o País resolveu
brasileiros estão acima do peso. Des- o problema da fome”, ressalta Maria
ses, 10 milhões são obesos. de Fátima. “Em um domicílio onde
Para a coordenadora da Política moram obesos podem existir crian-
Nacional de Alimentação e Nutri- ças desnutridas. É necessário acabar
ção do Ministério da Saúde, Maria com a concepção de que o problema
de Fátima Carvalho, o estudo é da obesidade é da classe rica. Hoje
relevante e não pode ser interpreta- ela acomete todas as classes sociais”,
do equivocadamente: “A pesquisa reforça.
publicou dados sobre a população Na opinião de Maria de Fátima, a
adulta. Esses dados trazem médias coexistência entre o peso excessivo e
nacionais que podem encobrir dife- insegurança alimentar e nutricional

16 BOA VONTADE
Alamy Images
em uma mesma família desperta (ONU) no Brasil, Flavio Valente, gravidez. Por isso, as mulheres ne-
perguntas sobre a associação entre que encara a pesquisa do IBGE como cessitam de atenção especial. Estudos
fome e obesidade. “Como explicar um alerta às conseqüências da fome. científicos demonstram que a criança
que indivíduos que não possuem “A pesquisa não trouxe novidades que sofre de desnutrição até os 2 anos
dinheiro necessário para a alimen- positivas, como muitos alardearam. tem o seu metabolismo afetado. Essa
tação podem apresentar excesso de Hoje, cerca de 40% das mulheres em disfunção faz com que no futuro
peso?”, questiona. A coordenadora idade fértil sofrem de anemia”, expli- ela tenha tendência a desenvolver a
lembra que em outros países estudos ca. Valente recorda que o combate à obesidade.
demonstraram essa relação e apon- desnutrição infantil começa desde a Obesidade: hábitos e cus-
taram que, entre as mulheres, altas tos — Além de distúrbios orgâni-
taxas de obesidade associam-se à cos, outros fatores apontados pela
desnutrição, à pobreza e ao baixo “É necessário acabar com coordenadora do Ministério da
nível de escolaridade. a concepção de que o Saúde podem explicar as tendên-
“No Brasil ainda não temos estu- problema da obesidade cias, como as mudanças no padrão
dos que expliquem com clareza esse alimentar e no estilo de vida. Para
paradoxo. Precisamos compreender
é da classe rica. Hoje ela famílias de baixo poder aquisitivo,
a situação e assegurar intervenções acomete todas as classes o custo de compra de alimentos de
governamentais que incluam a pre- sociais.” baixa qualidade nutricional e ele-
venção e o declínio da obesidade”. vada densidade energética — en-
Maria de Fátima,
A opinião de Maria de Fátima é contrados a preços mais acessíveis
coordenadora da Política
compartilhada pelo coordenador do Nacional de Alimentação e em supermercados, lanchonetes e
Comitê Permanente de Nutrição das Nutrição do Ministério da bares — torna-se a opção possí-
Organizações das Nações Unidas Saúde. vel. Isso dificulta a aquisição de

BOA VONTADE 17
Saúde

produtos mais saudáveis, como Pessoas obesas sobrecarregam a Mais recentemente, esse trabalho
verduras, frutas, legumes e carnes coluna e os membros inferiores. A tem se adequado às diretrizes da
magras, que têm custo relativa- longo prazo, tendem a apresentar Organização Mundial de Saúde
mente mais alto. Com a falta de degenerações (artroses) de articu- (OMS) que obedece a três eixos
tempo, de dinheiro e de informa- lações da coluna, quadril, joelhos estratégicos. O primeiro é o
ção adequada, as pessoas trocam e tornozelos. Os gordinhos tam- incentivo ao consumo regular
pratos saudáveis por refrigerantes bém são mais vulneráveis a uma e em quantidades apropriadas
ricos em açúcar, alimentos indus- série de doenças ou distúrbios, de verduras, legumes e frutas,
trializados, sanduíches e salgados. como hipertensão, alguns tipos de como elemento da alimentação
“Hoje o consumo de açúcar do câncer, diabetes e doenças cardio- saudável, que diminui os riscos
brasileiro é muito maior do que vasculares. de se adquirir doenças crônicas
deveria. Assim também é o consu- Segundo Maria de Fátima, não-transmissíveis, entre elas a
mo de outros alimentos com alto nos últimos dois anos o Gover- obesidade. O segundo é utilizar a
teor de gorduras”, alerta. Nesse no vem dando enfoque maior à escola como espaço de promoção
caso, segundo Maria de Fátima, questão alimentar, ao discutir desse hábito e, por último, criar
ricos e pobres são afetados. e promover uma série de ações ações que regulem a publicidade
Vale sempre lembrar que estar no âmbito do Sistema Único de de alimentos infantis e a comer-
acima do peso significa expor-se a Saúde (SUS) e entre os diversos cialização deles nos estabeleci-
uma série de problemas de saúde. setores do Poder Executivo. mentos de ensino.

18 BOA VONTADE
Entrevista
Ecumenismo

Bate-bola com
Luciano
do Valle
Com um currículo de oito Copas e oito
Olimpíadas, o apresentador do Apito
Final, da Band, fala de sua carreira e
João Periotto

responsabilidade social do Esporte.

_________________
Juliane Nascimento

J
á no clima que antecede a cedo. “Com 5 anos de idade eu já
“Ganhei todo tipo Copa do Mundo de Futebol, irradiava futebol de botão. Pegava os
de prêmio, o que é que ocorrerá entre 9 de junho botões dos casacos da minha mãe e
um incentivo, não e 9 de julho na Alemanha, a formava os times. Imagine, isso é um
Revista BOA VONTADE se veste dom que Deus me deu e a gente foi
só para mim, mas de verde-e-amarelo e entra na tor- tentando aperfeiçoar com o tempo,
para a profissão. cida para a nossa Seleção, trazendo foi assim que comecei”, relembra.
a entrevista de um dos mais concei- Viver do jornalismo esportivo foi
O jornalista tuados narradores e comentaristas o resultado de uma brincadeira que
esportivo precisa esportivos do Brasil: Luciano do começou na infância, em uma época
Valle, apresentador do Apito Final, da considerada de ouro no radialismo
ter um estímulo, Rede Bandeirantes de Televisão. Ele esportivo nacional. Sua primeira ex-
porque é uma recebeu nossa equipe de reportagem periência foi um teste como locutor
profissão séria. na redação da TV Band, momen- comercial na Rádio Cultura, de Cam-
tos antes de entrar ao vivo em seu pinas/SP. Uma outra oportunidade
Os prêmios são programa, e falou de sua trajetória apareceu na Rádio Educadora, filiada
recompensas para profissional, Copa do Mundo, planos à Rádio Bandeirantes de São Paulo,
para este ano e a responsabilidade e que dava uma atenção especial à
não deixar o nosso social do Esporte. cobertura esportiva.
campo fechar.” Dono de uma carreira que se Conforme foi adquirindo ex-
firmou no esforço e na dedicação, o periência e a confiança da equipe,
empresário iniciou a jornada profis- passou a cobrir a folga dos locutores
sional aos 16 anos, mas o interesse do programa até que, no dia 23 de
pelo universo esportivo vem desde janeiro de 1962, ele foi escalado para

20 BOA VONTADE
Arquivo pessoal
integrar a equipe que gravaria o jogo
entre a Ponte Preta e o São Bento, de
Marília/SP. Com o microfone volante
em punho, de dentro do campo, Lu-
ciano do Valle fez a sua estréia na pri-
meira transmissão esportiva no rádio.
Daí em diante aquele jovem repórter
transformou-se em um dos mais re-
nomados locutores esportivos.
Do rádio passou também a apre- Dezenas de profissionais da Rede Bandeirantes de TV — entre repórteres, cinegrafistas
sentar Esporte nas telas. “Dei muita e comentaristas esportivos — nos estúdios da Band, durante as Olimpíadas de Atlanta
(EUA) em 1996. À mesa, da esq. p/ a dir., Montanaro, Hélio Rubens, Gérson, Luciano do
sorte porque peguei uma fase de Valle, Armando Nogueira, Tostão e Paulo Russo.
transição na televisão. A TV não
acreditava no Esporte e a gente só para mim, mas para a profissão. O
acabou trazendo o Esporte, princi- jornalista esportivo precisa ter um es-

Arquivo pessoal
palmente para a Rede Bandeirantes. tímulo, porque é uma profissão séria.
Iniciamos um programa dominical, Os prêmios são recompensas para
das 10 da manhã e encerrando às não deixar o nosso campo fechar”. E
22 horas. Eram 12 horas de Esporte! completa com humor: “Eu vou para
Isso foi uma grande vitória, em que 45 anos de carreira, em janeiro do
não só predominava a monocultura próximo ano. Se qualquer cidadão
do futebol, mas também os outros pode se aposentar depois de 35 anos,
esportes.” estou com um plus de quase 10 anos.
Mas o que eu gostaria muito é de O veterano jornalista esportivo Silvio Luiz (E)
Apresentador recordista colaborar com a nossa profissão”. com seu companheiro Luciano do Valle
Do mesmo modo que as demais Em todo esse tempo, Luciano
modalidades conquistaram maior compôs um extenso currículo: como de 1972, em Munique, na Alemanha.
espaço nas transmissões esportivas, a profissional levou a emoção para Estou indo para a minha 9ª Olimpía-
exigência do profissional aumentou. a casa dos brasileiros transmitindo da: são 36 anos de Jogos Olímpicos.
Criatividade, conhecimento e estilo inúmeros eventos esportivos, além Essa é a 9ª Copa do Mundo, também
próprio na hora de passar a informa- de Copas do Mundo e Olimpíadas. são 36 anos de Copa, fora os cam-
ção são essenciais e essas qualidades Aliás, nessas duas últimas competi- peonatos mundiais, Pan-americanos,
estão presentes em Luciano do Valle. ções, o narrador teve a oportunidade conquistas individuais, como a do
Não foi sem motivo que o narrador de trabalhar em oito edições de cada Emerson Fittipaldi, enfim, acho
recebeu homenagens por diversas acontecimento. “Fiz Olimpíadas des- que tivemos diversas alegrias juntos,
vezes no decorrer de seu trabalho.
“Fico lisonjeado porque o público foi
muito bom comigo. Ganhei todo tipo
de prêmio, o que é um incentivo, não

“O Brasil tem tudo para


chegar lá e disputar
o título. Não existe
nenhuma Seleção que
tenha esse número de
João Periotto

jogadores, com essa


qualidade.”

BOA VONTADE 21
Entrevista

João Periotto
“Paiva Netto sempre nos deu
grandes exemplos. Eu visitei
o Templo da Boa Vontade,
acompanho o trabalho e já
fui a várias creches. Ele é um
batalhador e homem de muita
coragem. Todas as campanhas
que são feitas nesse sentido a
gente tem de apoiá-las e estar
Templo da LBV — SGAS 915, Lotes 75/76, junto.”
Brasília/DF (Brasil). Tel.: (61) 3245-1070.

mundo fala nele até hoje. (...) Que o juntando”, ressaltou Luciano, para
Brasil tem muita chance de chegar e quem “o Esporte é a única arma que
de ganhar a Copa, tem sim”. ainda temos para buscar a Paz”.
Por meio dele se conquistam ou-
Nilton Preda

Esporte é Solidariedade e tras vitórias. Prova disso é a grande


Paz mobilização da Solidariedade
Luciano do Valle fez questão de Ecumênica que a LBV promove,
Velhos amigos, Paiva Netto recebe Luciano
mencionar o valor das práticas es- valendo-se de campanhas educa-
do Valle no Templo da Boa Vontade (TBV),
em 20/10/1994. portivas na formação das gerações. tivas. Uma das frentes de ação da
Para ele, “o Esporte não é só res- Obra é levar aos estádios de futebol
quem estava do lado de lá e eu que ponsabilidade social, é um elo entre e ginásios a mensagem contra o
estava do lado de cá”, ressalta, refe- as pessoas de várias classes. Ele é o desrespeito e a intolerância. Esporte
rindo-se à interação com o público. único elemento que pode juntar essas é Vida, não violência! é o slogan que
Animado, Luciano do Valle reve- pessoas. O Esporte já foi o reconci- encabeça a iniciativa, saudada por es-
lou os planos da Rede Bandeirantes liador de duas grandes potências: portistas, jornalistas e personalidades,
para a próxima edição do maior even- a antiga União Soviética e Estados inclusive por Luciano do Valle.
to de futebol do Planeta. “A Copa Unidos. Até se criaram os Jogos da Na entrevista, o narrador enalte-
será transmitida pelo BandSports, Amizade, porque uma hora os Esta- ceu outra campanha realizada pela
que é um canal a cabo, com repercus- dos Unidos estavam boicotando a Organização, tradicionalmente a
são no canal aberto. Teremos todos Olimpíada de um lado; outra hora, a cada quatro anos, durante a Copa do
os dias o programa Apito Final, que União Soviética. E o Esporte acabou Mundo, intitulada LBV — Fiz um
já é tradicional às segundas-feiras Gol pela infância brasileira (leia
e, durante o acontecimento, ele será reportagem sobre essa iniciativa na
feito diariamente. Eu e o BandSports página 28). “Paiva Netto sempre nos
Arquivo pessoal

vamos transmitir os 67 jogos, isto deu grandes exemplos. Eu visitei o


é, todos do Mundial. Um timaço de Templo da Boa Vontade, acompanho
profissionais. Tenho certeza de que o o trabalho e já fui a várias creches.
pessoal vai gostar muito”. Ele é um batalhador e homem de
Sobre o resultado da Copa, o em- muita coragem. Todas as campanhas
presário arrisca um palpite. “O Brasil que são feitas nesse sentido a gente
tem tudo para chegar lá e disputar o tem de apoiá-las e estar junto.”
título. Não existe nenhuma Seleção Aos leitores, deixou o recado:
que tenha esse número de jogadores, “Continuem, sempre que puderem,
com essa qualidade. Isso já aconte- colaborando com Paiva Netto e com
ceu em 1982 com a própria Seleção a LBV. A gente tem certeza absoluta
Brasileira, na Espanha, e também de que estará entregando alguma
em 1954 com a Hungria, que era coisa muito importante na mão de
considerada um terror, chegou à final pessoas que sabem distribuir e que
e perdeu para a Alemanha, mas não Luciano do Valle (E) ao lado do comentarista sabem levar aonde realmente se
deixou de ser um grande time, todo esportivo da Rede Globo de Televisão Sérgio precisa”.
Noronha

22 BOA VONTADE
Flores
Tropicais
Exuberância, durabilidade e be- Estado de Alagoas se destaca antúrios, dracenas, pandanus etc.
leza ornamentam os mais diversos com números impressionantes, 10 integram a decoração de grandes
ambientes criando com elegância milhões de hastes por ano e um eventos, proporcionando um au-
e bom gosto arranjos florais na- crescimento de 300% em relação mento de consumo nacional que
turais. Estamos falando de Flores a 2004. Esse crescente mercado agrega mais de 50 mil pessoas
Tropicais Brasileiras, plantadas no nacional favorece a criação de gerando emprego e renda em todo
norte e no nordeste do País, onde o novas tendências, desenhos e en- o Brasil. Elas estão criando um
clima é adequado para a produção foques para atrair cada vez mais novo cenário brasileiro e, para
e seu cultivo dispensa o uso de pessoas para o consumo de flores conferir, na sua próxima compra,
defensivos agrícolas, preservando que decoram espaços modernos experimente levar uma flor brasi-
os recursos naturais e valorizando e atendem a um público cada vez leira para compor a decoração de
a produção ecologicamente sus- mais exigente. As flores brasilei- sua casa ou seu escritório.
tentável. ras têm um papel determinante,
Hoje, o Brasil ocupa um pa- pois todas as suas características Orlandio Santos
tamar de destaque na produção favorecem a obtenção de um novo Florista Profissional
mundial. Sua biodiversidade pro- produto com desenho único. Momenthus – Flores e
porciona uma boa colheita e o Helicônias, alpinas, ananás, Presentes

~
Samba e História

“(...) Sou LBV desde criança,


Portela e Flamengo.”
O carioca Luiz Ayrão supera a expressiva marca de 3.500 shows

D
iz a sabedoria popular que o meio dos amigos que liam as canções escritas
Reprodução RMTV

faz a pessoa. Claro que para toda no caderno.


regra há exceção. Mas no caso Apesar do gosto pela música, ainda era
do sambista e compositor Luiz cedo para sobreviver exclusivamente dela.
Ayrão, neto de maestro e filho de pais que, Por isso, trabalhou por muito tempo como
nas horas de lazer, se dedicavam a compor bancário. Em 1966, conseguiu que a mú-
e cantar, uma inclinação para esta arte se sica Nossa Canção, de sua autoria, fosse
tornou inevitável. Talvez nem os familiares gravada por Roberto Carlos. “Eu gravei
mais próximos poderiam imaginar que da primeiro com ele uma música chamada
timidez do menino que, aos 7 anos, cantava Só por Amor, mas o grande sucesso foi a
escondido atrás da porta, nasceria um dos badalada Nossa Canção”.
O jornalista e radialista Hilton grandes nomes do samba. “Eu me lembro O expediente no Banco rendeu a Luiz
Abi-Rihan apresenta o programa que minha avó ia à minha casa, no bairro Ayrão um novo amor e, de quebra, mais um
Samba e História, que entrevista
grandes nomes da cultura de Lins de Vasconcelos, zona norte do sucesso nas paradas musicais. “Eu queria
nacional. Na Super Rede Boa Rio, cantava e tocava violão. Meu prazer namorar uma colega que atendia o públi-
Vontade de Rádio (Super RBV), era fazer uma graça para ela. Minha mãe co, mas não era permitido pela agência.
você pode acompanhar essas
entrevistas aos domingos, às
me dava algumas músicas e eu, muito en- Então, nós nos falávamos pelo telefone.
5, 14 e 20 horas. Pela Rede vergonhado, cantava atrás da porta”, diz Às vezes, queria conversar, mas ela estava
Mundial de Televisão (RMTV) é Ayrão na entrevista ao programa Samba atendendo os clientes do Banco e eu ficava
exibido aos sábados, às 23 horas.
O telespectador pode assistir
e História. danado da vida! Foi daí que surgiu a idéia
também aos domingos, às 15 ou Na verdade, a graça que começou in- de escrever a canção Ciúme de você”. A
às 23 horas. genuamente em casa não demorou muito música fez tanto sucesso que foi gravada
para cair no gosto popular. Na adolescên- por Roberto Carlos, Zizi Possi, Maria
cia, a vontade de cantar em um programa Bethânia e pelo grupo Raça Negra.
de rádio o aproximou de um vizinho Grupos atuais e de época não
que era pianista. “O Pedrinho perdem a oportunidade de
Bevilaqua foi quem me en- incluir em seus repertórios
saiou. E, pela primeira vez, uma canção romântica de
cantei Conceição (de Cauby Luiz Ayrão. Um exemplo
Peixoto), no programa de forte ocorreu no tempo da
domingo, no Cineac Tria- Jovem Guarda. “Eu gra-
non”. No colégio, não vei com Renato, do
faltava incentivo Blue Caps, com
Arquivo pessoal

24 BOA VONTADE
“Eu consegui ter uma fé
inabalável. E o Homem
Wanderléa, Trio Esperança, Golden que tem fé não tem medo com Deus, os valores da Espiritua-
Boys e com todo aquele pessoal da lidade e como venceu a depressão
Jovem Guarda”.
de nada. Hoje eu sou um despertou em Ayrão um novo amor.
Com tanto sucesso nas rádios e homem que não tem medo “Eu me apaixonei por Literatura.
o reconhecimento do público, ficou de nada, tenho fé, mãos Estou amando três coisas: a música,
difícil conciliar a vida de advogado, para trabalhar e um anjo a Literatura e minha família”. E
procurador de Banco e sambista. igualmente uma segurança que o ar-
Pediu demissão, parou com o escri- que me ampara.” tista traz no íntimo. “Eu consegui ter
tório e seguiu a carreira de cantor. E uma fé inabalável. E o Homem que
não há ressentimentos pela escolha. cisava ser uma canção que não fosse tem fé não tem medo de nada. Hoje eu
“Graças a Deus dei muita sorte e no nem muito infantil, nem muito séria. sou um homem que não tem medo de
mesmo ano estourei com um disco Aí, eu compus O Lencinho e chamei nada, tenho fé, mãos para trabalhar
em que fiz a gravação de um samba os Canarinhos de Petrópolis e eles e um anjo que me ampara.”
para a Portela”. Em 1974, lançou deram um banho”. Acostumado com o palco, Ay-
Porta Aberta. Como se não bastasse o sucesso rão já ultrapassou a expressiva
Segundo o artista, “tem coisas como cantor, no começo do ano marca dos 3.500 shows realizados e
que vêm de infância e a gente não 2000, Luiz Ayrão também escreveu o lançamento de 20 álbuns. Recen-
abre mão. Sou LBV desde criança, sua primeira obra literária, O País temente, o compositor apresentou
Portela e Flamengo”. Na azul e dos meus anjos. Esse livro não é uma ao público um trabalho diferente
branco, Luiz Ayrão participou de im- autobiografia do cantor e compositor. de todos que já fez, o CD Luiz
portantes ensaios com Clara Nunes, É uma vivência romanceada do Ser Ayrão — Intérprete, contendo 14
João Nogueira, Agenor e Paulinho Humano Luiz Ayrão. “Ao longo da clássicos da MPB entre os anos
da Viola. minha vida, recebi toques e mais de 1930 e 1960, com sucessos de
Outro sucesso do cantor e compo- toques da Espiritualidade. Coisas Ary Barroso, Tom e Vinícius,
sitor contou com a presença das vozes incríveis que, se não fossem reais, Noel Rosa, Lupicínio Rodrigues,
infantis. “Eu tinha vontade de gravar eu não me atreveria a dizer aqui”. Cartola, Maysa, Pixinguinha,
uma música com crianças, mas pre- E a experiência de narrar sua ligação dentre outros.

BOA VONTADE 25
Balanço Social

Suplantando
metas socioeducacionais
Com relevantes resultados, a LBV contabiliza mais de
4,1 milhões de atendimentos em 2005 Fotos: Arquivo BV

__________________

S
Luiz Carlos Lourenço
eguindo os objetivos prio- corais infantis, recreação e atividades adultos, das oficinas para geração de
ritários marcados desde a externas, como passeios e visitas, renda, capacitação profissional, além
sua fundação (em 1º de beneficiando diretamente crianças e de receber atendimento psicológico,
janeiro de 1950), a Legião jovens em situação de risco social. fonoaudiológico, jurídico e odontoló-
da Boa Vontade encerrou mais Na área da Educação, a LBV man- gico, entre outros, e ser beneficiadas
um ano com resultado positivo. tém, nas cinco regiões brasileiras, com a entrega de cestas de alimentos
A expressiva estatística de 2005 modelares centros de ensino, desde não-perecíveis, e também socorros
superou novo recorde, registrando o berçário até o ensino médio. emergenciais e visitas domiciliares.
um total de 4.188.946 atendimentos. Outras fortes iniciativas da Insti- Há de se ressaltar também a gran-
Prestando contas ao Povo brasileiro tuição são voltadas aos adultos das diosa ação voltada às mulheres em
do que faz, a LBV foi a primeira comunidades brasileiras em situação situação de pobreza. Nesse particular,
instituição filantrópica no País a ter de carência. No ano passado, a Ronda a Legião da Boa Vontade tem um
seu balanço geral auditado por Audi- da Caridade amparou milhares de programa específico de assistência
tores Externos Independentes (Walter pessoas que tiveram a oportunidade denominado SER Mulher. Nessa
Heuer), por iniciativa do dirigente de reintegrar-se socialmente por meio empreitada, destaca-se o Projeto
da Obra, José de Paiva Netto, muito de cursos, a exemplo do Alfabetiza- Cidadão-Bebê, que, além de entregar
antes de a legislação, que exige essa ção e Educação Geral para jovens e enxovais, oferece orientação e apoio
medida, entrar em vigor. sociofamiliar.
Esses números sintetizam o êxito A Legião da Para os da Terceira Idade, pro-
das ações promovidas pela Legião Boa Vontade encerrou gramas e projetos que visam aju-
da Boa Vontade por meio de suas mais um ano com dar as famílias a ampará-los física,
várias frentes de trabalho, das quais social e moralmente, por meio de
destaca-se o programa LBV: Criança resultado positivo. A Lares e atividades diferenciadas.
— Futuro no Presente!, que conta expressiva estatística Merece ainda um registro especial
com a Oficina do Saber, Aulas de de 2005 superou novo o atendimento do Lar e Parque da
Moral Ecumênica, além de serviços LBV no Rio Grande do Sul, em
de prevenção bucal, brinquedoteca,
recorde, registrando
regime residencial.
um total de 4.188.946
atendimentos.
26 BOA VONTADE
Balanço social
O gráfico abaixo mostra o expressivo
número de atendimentos socioeducacionais
realizados pela Legião da Boa Vontade nos
últimos anos e o resultado alcançado em
2005

4.188.946

3.503.908
2.855.614
2.609.145

Com total transparência em seu trabalho de Educação


suas realizações, a LBV atua sob a e de Promoção Humana e
forma de associação civil sem fins Social.
lucrativos, tendo como objetivo Todas essas iniciativas da
maior a assistência beneficente, Legião da Boa Vontade são 2002 2003 2004 2005
filantrópica, educacional, cultu- pautadas pela Solidariedade
ral e filosófica. A Instituição tem Altruística Ecumênica e vão • A LBV foi a primeira instituição filantrópica no País a
ter seu balanço geral auditado por Auditores Externos
caráter apolítico, apartidário, anti- ao encontro da implemen- Independentes (Walter Heuer), por iniciativa de Paiva
sectário, universalista e altruístico, tação dos oito Objetivos de Netto, muito antes de a legislação, que exige essa me-
voltado para a missão primordial Desenvolvimento do Milê- dida, entrar em vigor.
de efetivar a Boa Vontade Mun- nio (ODMs), estabelecidos
dial, ampliando cada vez mais pelas Nações Unidas.

Daniel Trevisan

BOA VONTADE 27
Capa

hexa
Em busca do

_____________
Marta Trigueiro

E
“ m time que está ganhando Quando essa consciência é
não se mexe.” A frase táti- somada à responsabilidade social
ca, muito ouvida hoje em do esporte, os resultados são inú-
dia, era a filosofia do Brasil meros. Por isso, a Legião da Boa
na Copa do Mundo de 1962 (ocorrida Vontade, símbolo de Solidarieda-
no Chile), na luta pelo bicampeonato. de Ecumênica, convida todos a
A Seleção Canarinho ainda estava em- refletir, dar as mãos e edificar um
balada pelo inédito título conquistado futuro melhor para que as nossas
na Suécia (1958), quando o Brasil crianças tenham educação com
venceu a anfitriã por 5 x 2. E a fórmula qualidade, esporte, alimen-
deu certo. Único país que esteve em to- tação, saúde e exerçam a
das as edições da competição, o Brasil cidadania plena.
levantou a taça outras quatro vezes: em Com o objetivo de
1962, 1970 (no México), 1994 (nos mostrar seu trabalho
Estados Unidos) e, o mais recente, em humanitário e dar su-
2002 (na Coréia do Sul e no Japão). E é porte financeiro a
como favorito que vai à Alemanha em diversas ativida-
busca da sexta estrela, inédita e sonho des socioedu-
distante de outras equipes. cativas em prol
Não é só por causa das chuteiras e de crianças e
das belas jogadas que a nossa Pátria é jovens aten-
vista pelo mundo. Os 170 milhões de didos pela
brasileiros ostentam outras grandezas, Instituição,
que nos fazem sentir orgulho de ter a Campanha
nascido neste berço esplêndido. Um LBV — Fiz
dos motivos é a Solidariedade, que um Gol pela
cada um carrega dentro de si. Esse
sentimento que engrandece o País é Cafu levanta a
o mesmo que nos faz repensar sobre taça do penta,
nossas atitudes perante os problemas conquistado na
Copa do Mundo
que estão à vista nas regiões brasilei- de 2002, na
ras, como a fome, a pobreza e a falta Coréia do Sul e
de instrução. no Japão.
Reprodução BV

28 BOA VONTADE
LBV —

infância brasileira! tem recebido portas foram abertas às comunida- Igualmente, foram reformados os
amplo apoio de craques do futebol des de baixa renda em 1996. No Centros Comunitários e Educacionais
brasileiro que autografaram uma local são beneficiadas diariamente da LBV em Belo Horizonte/MG, Re-
camiseta exclusiva. Essa parceria é mais de 400 crianças e cerca de cife/PE, Salvador/BA, Fortaleza/CE
feita com a Seleção de Futebol desde duas mil famílias das comuni- e Goiânia/GO. Esses espaços passa-
a Copa de 1990. Quem também se dades do Guarda, Jacarezinho, ram a oferecer para a comunidade
sensibilizou com a causa foi a classe Complexo do Alemão, Parque em situação de risco social e pessoal
artística, que cedeu os direitos da Everest, entre outras, além da programas de capacitação e educa-
gravação de um CD com músicas Baixada Fluminense (leia repor- ção profissional voltados a jovens e
nos ritmos pop rock, samba e ba- tagem sobre a inauguração dessa adultos. No Norte brasileiro, a Escola
lanço para a tradicional e vitoriosa unidade educacional da LBV na de Educação Infantil em Belém/PA
Campanha. página 38). implantou uma brinquedoteca para
As realizações não pararam os estudantes da localidade.
Investindo no futuro por aí. Os recursos foram usados Os expressivos resultados das
Os recursos angariados pela na ampliação das dependências campanhas anteriores renderam o
LBV com a venda de kits (cami- do Lar e Parque Alziro Zarur, no crescimento de outras frentes de
seta, boné, CD, adesivo e cha- município de Glorinha/RS, que trabalho da Legião da Boa Vontade.
veiro) em edições anteriores da abriga meninos de 6 a 17 anos. É por essas e outras razões que a
Campanha foram utilizados na Outras regiões também tiveram Instituição apostou nesta iniciativa
ampliação de obras como a Su- suas atividades expandidas, a em 2006 e conta, mais uma vez, com
percreche Jesus, em São Paulo/SP, exemplo dos lares para idosos o apoio da população para angariar
que estendeu seu atendimento ao nas cidades de Uberlândia e Teófi- recursos em prol da Campanha LBV
inaugurar o Instituto de Educação lo Otoni, em Minas Gerais, e Volta — Fiz um Gol pela infância brasi-
José de Paiva Netto (em 1993), Redonda/RJ. leira!.
passando a beneficiar mais de
1.200 alunos em situação de po-
No placar eletrônico do Maracanã, a homenagem à Legião da Boa Vontade
breza, desde o berçário ao ensino
Arquivo BV

e o apoio à sua Campanha: LBV — Esporte é Vida, não violência!.


médio. Graças à colaboração do
Povo, o modelar centro de ensino
também desenvolveu programas
de Alfabetização e Educação
Geral para Jovens e Adultos, os
quais mantém até hoje.
Investiu-se na construção do
Centro Educacional, Cultural e
Comunitário da Instituição, em Del
Castilho, no Rio de Janeiro/RJ, cujas

BOA VONTADE 29
Capa

Um time de
campeões
56 anos
Classe artística dá o pontapé inicial da Campanha
LBV — Fiz um Gol pela infância brasileira!.
Fotos: Clayton Ferreira

panhados da artista plástica Roseli


Eterovic, visitaram a Supercreche
Jesus e o Instituto de Educação José
de Paiva Netto e ficaram encantados
com o que viram. “Quem passa pela
LBV não imagina a quantidade de
coisas e o benefício que vocês trazem
para todas essas pessoas que preci-
sam”, assegurou Lombardo.
Douglas Sampa, que, ao lado de Banda Domínium S.A.
Valtinho Jota, compôs uma das mú- maravilhoso participar deste projeto
sicas para a Campanha, expressou da LBV, tão grande, tão lindo”.
sua alegria em estar no local: “Quem “A melhor maneira de marcar um
Roseli Eterovic, Douglas Sampa e Marcelo não conhece a LBV precisa conhecer, gol de placa é ajudando a Legião da
Lombardo, ladeados pelas crianças da LBV. porque vai sair daqui de Alma lavada. Boa Vontade neste projeto”, definiu
Espero colaborar muito com a Legião Marcelo Marrom, da banda Do-
Com direção e produção de Mar- da Boa Vontade. (...) Quisera eu ter mínium S.A. Por isso, a exemplo
celo Lombardo, a LBV conta com conhecido a Instituição há mais tem- dele, outros artistas deram corpo à
o apoio da classe artística, que soltou po, mas tudo acontece na sua época”. Campanha LBV — Fiz
a voz pela Solidariedade Ecumênica. Valtinho Jota concluiu: “Está sendo um Gol pela infân-
Lombardo, que já se engajou em ou- cia brasileira!. Para
tras iniciativas da Obra, relembrou: Glauco, companheiro
“Na última Copa fizemos a trilha e foi de banda, “a LBV está
gratificante. E agora, mais uma vez, o
“Eu
agindo no verdadeiro
trabalho continua com a LBV nessa agradeço foco do problema
parceria linda. (...) A gente conseguiu esse do País”. Egípcio,
fazer três músicas maravilhosas, carinho da do Tihuana, confir- Egípcio
dizendo exatamente qual o espírito mou a importância da
brasileiro para esta Copa. Se depender LBV, esse empreitada: “É bem
da LBV e do nosso trabalho aqui, o trabalho legal participar deste
hexa é nosso!”. lindo que projeto, ainda mais en-
Antes da maratona volvendo a criançada e
da produção do CD,
sempre faz; pessoas
pela LBV, que é uma
Marcelo Lombardo, o envolvidas em todos grande organização”.
músico Douglas Sampa os trabalhos que eu já A cantora Adriana
(do Estúdio RE Music) fiz pela LBV (...) muitas Drê reforçou: “Fico
e o compositor Valtinho muito emocionada em Adriana Drê
Jota conheceram a Insti- vezes indo fazer a Ronda saber que existem movimentos iguais
tuição na capital paulista. da Caridade.” ao da LBV, que podem amenizar
Valtinho Jota Na oportunidade, acom- Luciana Mello, cantora. muita coisa ruim no mundo”.

30 BOA VONTADE
Arlindo Filho
Futebol e Solidariedade Ecumênica nas raízes da LBV
Trabalhar pela Cidadania Al- campanhas educativas. É um
truística sempre foi o mote da trabalho que não tem fronteiras e

Cida Linares
Legião da Boa Vontade, fundada, empolga outras nações do Planeta.
em 1º de janeiro de 1950, por Al- Atualmente, essa iniciativa soli-
ziro Zarur (1914-1979). Antes de dária é desenvolvida pela Legião
criar a LBV, Zarur já levava ao ar o da Boa Vontade da Argentina, do
famoso Futebol da Caridade, desde Paraguai, do Uruguai, da Bolívia,
os primórdios das irradiações ra- de Portugal e dos Estados Unidos e
diofônicas, nas quais dizia: “Fu- em diversas regiões do mundo.
tebol da Caridade, o futebol que Grande admirador do esporte, o
salva vidas e Almas para Deus”, Líder da LBV criou um espaço na pro-
que prestava não apenas o socorro gramação da Super Rede Boa Vontade
material às famílias, mas resgatava de Rádio e da Rede Mundial de Tele-
a dignidade de viver e a cidadania visão para as notícias e transmissões:
plena de muita gente. o Momento Esportivo. Desenvolveu
A partir da década de 1970, o também a Campanha LBV— Esporte
dirigente da LBV, José de Paiva é Vida, não violência!, com o objetivo Paiva Netto foi, por dois anos consecutivos,
Netto, multiplicou e expandiu as de levar Paz aos estádios. A iniciativa ganhador do troféu “Bola de Ouro” (1997
ações solidárias da Instituição, recebeu o respaldo do então Presiden- e 1998). Em 14 de abril de 1997, recebeu a
homenagem das mãos do Dr. João Havelange,
abrindo escolas de Educação Bási- te da FIFA, Dr. João Havelange, e que presidiu, por 24 anos, a FIFA, órgão
ca; lares para crianças, adolescen- de grandes ícones do esporte, como máximo do futebol mundial.
tes e idosos; Centros Comunitários Romário, Zagallo, Bebeto, Taffarel,
e Educacionais; e promovendo Dunga e tantos outros.
Arquivo BV

Arquivo BV

Arquivo BV

Arquivo BV
Arquivo BV

Bebeto Taffarel Romário Zagallo Dunga

BOA VONTADE 31
Capa

“Quero “Precisou “A LBV é

Alexandre Salles
mandar um da gente, eu uma das
grande beijo tô aí, gente instituições
a todas as boa! (...) mais
crianças da Ô, Nossa sérias que
LBV, que Senhora! existem
precisam LBV na neste país.
sempre do nosso apoio, e área. Olha nós aí rumo Você que não conhece
desejar muita harmonia e ao hexa! Também tô aí tem de conhecer. Vá e
muita Paz no coração.” fazendo mais um gol visite, para ver de perto o
Xanddy, do grupo Harmonia do trabalho que é feito.”
Samba. pelas crianças!”
Jair Rodrigues, cantor. Adryana Ribeiro, cantora.

Douglas, do grupo LBV faz um


Pixote, deu sua contri- trabalho em
buição. “Para nós, é im- cima da edu-
portante fazer o Bem. cação, que é
(...) A gente também está o que mais a
nesta empreitada com a gente precisa
Legião da Boa Vontade hoje no Brasil.
para poder ajudar todo (...) Eu estou
Douglas mundo”, ressaltou. Matheus conhecendo
Lucinha Cintra, do o trabalho da
grupo Axé Blond, já sentiu na pele Instituição e fico feliz em partici-
as dificuldades e recorda-se do par”, revela. Péricles e Thiaguinho, do Exaltasamba
apoio que recebeu da Instituição. Péricles, do Exaltasamba, desta-
“Eu gostaria de agradecer à LBV, cou que “faz questão de, sempre que O cantor Chico
sempre fazendo um gol pela nossa possível, estar junto com a LBV”. César também abra-
sociedade, nos ajudando e ajudando Thiaguinho acrescentou: “A criança çou a causa. “Nós te-
as pessoas que precisam. Minha é o futuro da nossa nação. Então, o mos a responsabilidade
família já foi auxiliada pela Legião que a gente puder fazer para ajudar de tentar retribuir para
da Boa Vontade, e eu sou prova as crianças, no nosso caso, por meio o Povo, que nos deu
disso.” da música, é isso que a gente veio tra- origem; ajudá-lo, não
Outro que vestiu a camisa foi zer para todo mundo (...) a alegria, o só com coisas materiais,
Matheus, do grupo KM7Nove. “A Amor e a nossa maneira de ajudar”. mas a pensar sobre as Chico César
possíveis formas de
Grupo Axé Blond melhorar a vida de to-
dos.” Wilson Simoni-
nha, cantor, igualmente
destacou: “Fico muito
feliz em participar da
Campanha da LBV. (...)
Que a gente possa fazer
muitas coisas para as
crianças, porque, enfim, Wilson Simoninha
este é um país que pre-
cisa da ajuda de todos nós”.

32 BOA VONTADE
“É um prazer
cantar para as
crianças da LBV.
(...) É maravilhoso “Eu
as pessoas visitei
tirarem um tempo a LBV
da sua agenda e fiquei
para fazer coisas deste tipo, encantada com todo
ainda mais para a LBV, que é o trabalho. Um beijo
uma causa muito bonita, em muito especial para
prol das crianças.” todos vocês.”
Vanessa Jackson, cantora. Duda, cantora.

Guto falou em nome de seu


grupo: “(...) O Amizade Verdadei- “Fico “(...) É sempre
ra está aqui para marcar um golaço muito muito gostoso
para as crianças. Alô, Paiva Netto! feliz de
Parabéns pelo projeto! É mara- e gratificante
vilhoso!”. Para Bruno, do Jeito participar participar dos
Moleque, “fazer do nosso Brasil deste trabalhos da
um país muito melhor depende da projeto
gente também”. LBV. Eu tive a
Claudinho Luiz, da Rádio
da LBV. oportunidade de
Transcontinental, ressaltou: “(...) A Sinto-me gratificado ver como são tratadas as
gente sempre cola- pelo convite. Educação crianças, a qualidade do
borou com a LBV. é fundamental; vem da
Se outras pessoas trabalho que é feito. Poucas
pensassem dessa família, do carinho. A vezes na minha vida, tanto
forma, acho que o criança precisa disso para aqui no Brasil, como no
Brasil não estaria crescer.”
do jeito que está, Exterior, vi uma coisa de
Carlos Junior, intérprete da Escola
com tanta gente
de Samba Império de Casa Verde,
tanta qualidade, de tanto
passando fome, bicampeã do Carnaval paulista. Amor, como vi na LBV.”
Claudinho Luiz sem educação e Tony Mastaler, ator.
sem nada. Estarei
Amizade Verdadeira Jeito Moleque

BOA VONTADE 33
Capa

“É um prazer
representar o “O Art
Clube do Balanço Popular
nesta atitude cooperando
elegante com as sempre
crianças brasileiras. com esta “A gente fica muito feliz
É sempre um prazer. Eu festa de marcar um golaço
destaco o altruísmo da maravilhosa da LBV, com a LBV. Educação é
LBV, a vontade de querer que é fazer um gol o princípio, a base de
melhorar a situação do Povo para todas as tudo.”
brasileiro.” crianças.” Sebá, vocalista do grupo Inimigos
Matolli, do Clube do Balanço. Márcio, do grupo Art Popular. da HP.

sempre presente com


vocês”. “(...) Que
O engenheiro de venha o
som Eduardo Hen- hexa e que
rique aproveitou
para manifestar o venham
apoio pela iniciativa: ótimas
“É muito bom fazer doações
um gol pela infância
Eduardo Henrique
brasileira. A gente
para a LBV! Com certeza,
está fazendo o me- o Brasil pode ser o país do
Do Nosso Jeito
lhor possível para futuro, num futuro bem
que saia um trabalho próximo, se as crianças
bem-feito”.
Também vestiram tiverem Educação. (...)
a camisa o cantor Eu, como vim de escola
Tony Gordon, os pública, sempre precisei
rappers Mc Thaíde,
Tony Gordon
Quelynah e Rappin’
de instituições fortes,
Hood e os grupos assim como a LBV, para
musicais Do Nosso poder ajudar nos meus
Jeito e Compromis- estudos.”
so Certo. Leandro Learth, cantor. Quelynah e Mc Thaíde
A LBV agrade-
ce a todos os
Quer fazer parte deste time e receber em casa
que doaram
seu cachê, uma camiseta autografada pelos craques do
Rappin’ Hood imagem, voz futebol brasileiro? É só atender com o coração:
e serviços em quando a LBV ligar, diga SIM! A camiseta também
prol desta causa nobre, es- poderá ser adquirida pelo site www.lbv.org.
pecialmente Douglas Sam- br. Acompanhe nas próximas edições, com
pa, que cedeu os Estúdios exclusividade, o autógrafo dos craques do futebol
RE Music para a realiza- Renan, do grupo brasileiro.
ção desse projeto. Compromisso Certo.

34 BOA VONTADE
Ecumenismo

Chega de ódio!
O apelo à Paz cresce em todos os
segmentos da sociedade

Felipe Viana
O sociólogo Denizard de Souza

A
intranqüilidade que assola à troca de idéias sobre este tema. nicação, sinto-me muito honrado de
o coração das pessoas em Nesta edição, o convite para o debate estar em uma mídia que promove a
qualquer parte do Planeta foi feito ao sociólogo Denizard de Paz 24 horas no Brasil e pelo mundo,
— tendo em vista a si- Souza, professor universitário, es- e dizer que certamente ela é possível.
tuação que campeia no mundo, critor, líder espírita em Brasília/DF É uma das conquistas antropológicas
onde os atos de guerra e violência e também Presidente da Associação mais complexas e importantes que
(como assaltos, seqüestros) não dos Divulgadores do Espiritismo no a Humanidade pode alcançar. Para
estão alheios a ninguém — leva a Distrito Federal (ADE). Ele esteve no que a Paz se realize plenamente, exi-
uma séria reflexão sobre os rumos a Templo da Boa Vontade (TBV), na gem-se algumas precondições, uma
seguir para o tão almejado equilíbrio, capital do País, para entrevista exclu- dada situação econômica e social,
para uma sociedade mais solidária. siva à Rede Mundial de Televisão e a um contexto cultural e, sobretudo,
O bombardeio da mídia, com notí- esta revista, quando conversou com preocupação com a realidade inte-
cias mil a respeito, às vezes nos faz Enaildo Viana. rior. A palavra Paz é um ponto de
achar este estado de coisa normal, equilíbrio socioeconômico, cultural,
mas não o é!, e merece de todos uma Revista BOA VONTADE — De que político e espiritual.
análise séria, que forneça saídas para forma podemos alcançar a Paz?
o problema. Denizard de Souza — Agradeço
“O caminho da LBV é a Paz”, as- por participar deste programa da
severa o Diretor-Presidente da Legião Super Rede Boa Vontade de Comu-
da Boa Vontade, José de Paiva Netto,
para quem “a Paz, a verdadeira Paz,
nasce primeiro do coração limpo do
Ser Humano. E só Jesus pode puri-
ficar o coração da Humanidade de
todo o ódio, porque Ele é o Senhor
da Paz”. E por pensar assim é que a
BOA VONTADE está sempre aberta

“A palavra Paz
é um ponto
de equilíbrio
Foto: Financial Times

socioeconômico,
cultural, político e
espiritual.”
Denizard de Souza

BOA VONTADE 35
Ecumenismo

BV — Dentro desses pilares tempo uma Europa e uma África condição para o próximo passo que
citados por você, de que forma convivendo. O grande escândalo do seria a produção do açúcar.
a Paz pode se instaurar? caso brasileiro não é o fato da fome
Denizard — É impossível, em apenas, porque ela está também na BV — São ações anti-sociais...
qualquer lugar do Planeta, haver Paz África, nas nações eminentemente Denizard — Sim, e contrárias à
quando os índices de exclusão social pobres. O escândalo é que uma ci- Paz. Porque os governos ficam muito
geram necessariamente duas alterna- dade como São Paulo tem ilhas de ricos, veja que um país como o Brasil
tivas: apatia e alienação àqueles que excelência econômica, tecnológica está chegando a um PIB (Produto In-
são privados do ensino, do acesso e mercadológica com padrões de terno Bruto) de quase um trilhão de
aos bens culturais, do mercado de vida semelhantes ao da Bélgica, da reais. É uma economia poderosa,
trabalho, portanto, da possibilidade Holanda, da Suécia, da Suíça. E tem mas observe que a geração de
de exercer a cidadania. Porque a pes- outras regiões semelhantes aos países novos empregos vem lentamen-
soa não resiste ao grau de exclusão e africanos mais miseráveis. De modo te. Então, temos de começar
se aliena, cria um estado inercial no que esse desequilíbrio é fator prepon- a pensar em novos modelos
comportamento que traz prejuízos derante na destruição da Paz no Brasil econômicos.
psicológicos, desequilíbrio na so- e em qualquer lugar do mundo.
ciedade, ou, o que é o mais comum,
a questão da revolta, da revolução. “Quando a LBV, por meio
Observe que qualquer um que as- de uma ação operante,
siste à televisão está submetido aos
estímulos da publicidade na mídia de significativa de seu
tal forma que, se ela não tiver acesso Presidente (...), assume
aos bens de consumo, a resposta o Ecumenismo Irrestrito,
dela, normalmente, será de violência.
Imagine um país como o nosso que
sem dúvida alguma, está
tem ainda 19 milhões de analfabetos, levantando a bandeira
de pessoas sem possibilidade de par- fundamental para o
ticipar da civilização escrita (...). A exercício da Paz entre os
gente tem de entender que se paga um
preço por aquilo que está invisível: a povos.”
BV — O jornalista Paiva Netto
mazela do desempregado, da criança Professor Denizard de Souza
tem defendido há décadas
fora da escola, vai aparecer, sobretu-
do nos grandes centros urbanos, na
em seus livros, artigos e
BV — A globalização contribui
forma da violência e do conflito. A pronunciamentos que é
ou prejudica?
Paz tem a ver também com o sentido preciso fomentar a Economia
Denizard — O capitalismo glo-
multicultural. Observe o que está bal é um caminho com poucas da Solidariedade Humana.
acontecendo com o mundo hoje: alternativas. Ele é tecnológico, tem Segundo esta sua tese
palestinos e judeus conflitam por a capacidade sui generis, única, — que anteviu o desfecho
uma questão de identidade cultural, em todos os regimes econômicos do chamado socialismo real
religiosa e civilizacional. (...) Então, na história da Humanidade, sendo e os limites do capitalismo
precisamos que as culturas convivam capaz de gerar muita riqueza sem globalizado que se ergueria
pacificamente, com tolerância entre produzir a quantidade equivalente de — o Amor ensinado pelo
as etnias, respeito entre os povos. novos postos de trabalho. Só para ter Cristo deve ser a base para
uma idéia, estive recentemente em criar as condições para vivência
BV — Retomando a questão Catalão, no sul de Goiás, e há uma desta Fraternidade. Como
econômica, é válido dizer que montadora de um tipo de trator tão você analisa essa visão, que é
enquanto não houver uma aperfeiçoado para usinas de açúcar também espiritual?
melhor distribuição de renda é que, ao utilizar-se essas máquinas nas Denizard — Hoje, grandes
impossível a harmonia? fazendas, elas desempregam cerca de cientistas sociais distinguem a globa-
Denizard — Eu diria até mais: 300 trabalhadores. Porque o trator lização e a mundialização. A primeira
somos um país que tem ao mesmo retira a cana, descasca, coloca na é o nome que se dá à ideologia de ca-

36 BOA VONTADE
pitalismo global, portanto, é interesse Denizard — Eis aí! Desta (1910-1997) são estes benfeitores
econômico, de tecnologias, de difusão maneira tudo se inverte, à me- espirituais da Humanidade, pelo
do mercado por todo o Planeta. O que dida que a sociedade coloca o comportamento ecumênico, que é
o Presidente José de Paiva Netto fala, Ser Humano como sujeito e não o Amor colocado na sua plenitude,
com muita inteligência, da globaliza- como objeto. (...) Numa visão na sua dimensão mais fraterna, além
ção solidária, é a sociedade mundial. espiritualista, o Capital de Deus das fronteiras religiosas. (...) Nesse
O que é isso? É uma resposta, em é o sujeito mais importante, é a particular, eu gostaria de parabenizar
nível planetário, a essa força avas- natureza humana. a LBV, o Templo da Boa Vontade,
saladora do mercado. Então, o que que é o Templo da Paz, construído por
a sociedade está fazendo? Cada vez “Sinto-me extremamente Paiva Netto, e que oportuniza esse
mais se reconhece, por exemplo, que honrado de fazer parte exercício universal. Quero deixar
existe, sim, uma Economia da Soli- muito claro que considero o Diretor-
dariedade, que os governos devem
desse grupo de amigos, Presidente da LBV um benfeitor
investir na área de alfabetização de de pessoas que neste espiritual da comunidade brasileira,
crianças, jovens e adultos, e colocar momento especial com Irmã Dulce, Francisco Cândido
jovens recém-formados, universitá- homenageiam Paiva Netto Xavier, para citar três grandes repre-
rios, profissionais de um modo geral sentantes do pensamento espiritualis-
para atuar na alfabetização. pelos 50 anos de trabalho ta universal. O Templo da LBV faz
ininterruptos, que serão esse trabalho de aproximação dos
BV — Isso geraria emprego e comemorados em junho. povos, das religiões e, finalmente, a
desenvolveria a população... superação de um dilema que aí está
Denizard — Sim, porque envolve
Costumo dizer que a Rede e que é um dos maiores problemas
a força de trabalho diretamente huma- Mundial de Televisão e a hoje do mundo, que é o conflito (inte-
na, a inteligência, e não a tecnologia Super Rede Boa Vontade rético, inter-religioso, inter-racial). É
de ponta. Sugere inclusão social, de Rádio estão 24 horas impossível alcançarmos a Paz sem o
a pessoa se educando. Quer dizer, fundamento essencial, sem essa base
quando se promove a área de projetos no ar porque ele fica 24 notável do Ecumenismo. A LBV está
sociais das organizações não-gover- horas em favor da Paz.” de parabéns por ter assumido, desde
namentais (entidades filantrópicas e Denizard de Souza a sua origem, desde a fundação, com
as que lidam com o meio ambiente), o inesquecível Alziro Zarur (1914-
gera-se emprego ao cuidar do Planeta, 1979), a bandeira do Ecumenismo
BV — A LBV propõe, desde os
e tem a ver com essa ética da Soli- como base para a pacificação. E
seus primórdios na década de quero aproveitar para dizer que me
dariedade na comunidade mundial.
1950, o Ecumenismo Irrestrito sinto extremamente honrado de fa-
Então, a globalização solidária é
possível, desde que não tenha como
e Total. Isso cria uma cultura de zer parte desse grupo de amigos, de
motor propulsor a força econômica. Paz? pessoas que neste momento especial
Porque a Economia é cega e todo Denizard — Acho que o Ecume- homenageiam Paiva Netto pelos
mundo sabe que está para servir ao nismo é a base fundamental. Afinal de 50 anos de trabalho ininterruptos,
capital e não ao Ser Humano, à Hu- contas, ele é a integração de todas as que serão comemorados em junho.
manidade. religiões em todos os povos. Quando Costumo dizer que a Rede Mundial
a Legião da Boa Vontade, por meio de Televisão e a Super Rede Boa
de uma ação operante, significativa Vontade de Rádio estão 24 horas no ar
BV — Para Paiva Netto, o
de seu Presidente (...), assume o porque ele fica 24 horas em favor da
centro da Economia tem de ser
Ecumenismo Irrestrito, sem dúvida Paz. Quero congratular-me com este
deslocado do mercado e do alguma, está levantando a bandeira
Estado para o Espírito eterno benfeitor espiritual, o nosso, como
fundamental para o exercício da assim é chamado, carinhosamente,
do Ser Humano, que, quando Paz entre os povos. Observemos
valorizado como o Capital Irmão Paiva, por este serviço em
as lideranças religiosas: Francisco favor da confraternização entre os
de Deus, torna-se o ponto de Cândido Xavier (1910-2002), José
estabilidade da Economia, a povos, de uma sociedade mais soli-
de Paiva Netto, Irmã Dulce (1914- dária e, por decorrência, muito mais
geratriz do progresso. 1992), Madre Teresa de Calcutá feliz. [L.S.M.]

BOA VONTADE 37
Educação

Qualidade no Ensino
Centro Educacional, Cultural e Comunitário, da LBV, na Cidade
Maravilhosa, completa 10 anos exercitando a Cidadania Ecumênica
__________
Leila Marco

H
á dez anos, o Diretor-Pre- carioca, principalmente quando da do solário, no segundo pavimento,
sidente da Legião da Boa terrível chacina da Candelária, ocor- e falou aos presentes, cercado de di-
Vontade, José de Paiva rida em 1993, vitimando menores versas personalidades, de artistas que
Netto, inaugurava o Centro moradores de rua. compareceram ao evento, amigos que
Educacional, Cultural e Comuni- Afastando-se do campo das dis- apoiaram desde o início a Campanha
tário, da LBV, na cidade do Rio de cussões e partindo para o da prática, da Instituição para levantar o prédio.
Janeiro/RJ, em 2 de março de 1996. após a convocação do dirigente da Naquela ambiência de forte senti-
Com o objetivo de criar uma nova LBV, logo as primeiras colaborações mento, ele relembrou os óbices que
realidade para as famílias e os alunos foram surgindo e, em pouco mais de tiveram de ser vencidos para cumprir
que viriam a ingressar naquele local, um ano (a contenção das encostas os prazos, como as torrenciais chuvas
oferecendo a eles bons professores, começou em 10/6/1994 e a constru- que desabaram sobre a cidade no
condições físicas de alto nível para ção propriamente dita em 16/2/1995), mês de fevereiro e quase estragaram
o ensino, laboratório de informática, nasceria o Centro Educacional. a festa. Aliás, quem fosse ao local
alimentação balanceada, atendi- Naquela data, 2 de março de 1996, alguns dias antes não acreditaria ser
mento médico e psicológico e muito em frente da magnífica edificação, possível terminar a obra. Na noite an-
Amor. localizada na Av. Dom Hélder Câ- terior e na própria madrugada do dia
Mesmo a Instituição possuindo no mara (antiga Av. Suburbana), 3.059, 2, um mutirão de limpeza, que contou
Estado creches, programas socioedu- Del Castilho, um mar de gente, com a ajuda de diversos voluntários,
cativos, lares para velhinhos, o Líder mais de 110 mil pessoas chamavam deixou pronto o local para o início de
da LBV fez questão de levantar a voz por Paiva Netto, que, atendendo ao suas atividades.
para fazer ainda mais pela infância apelo da multidão, surgiu na grade Somente após vinte minutos de

Conforme noticiaram a revista ISTOÉ e a Rádio Globo, mais de 110 mil pessoas
acompanharam o pronunciamento de Paiva Netto, durante a inauguração do Centro
Educacional, Cultural e Comunitário, da LBV, no Rio de Janeiro/RJ, como mostra a
imagem com vista parcial para a Estrada Velha da Pavuna.
Leila Marco

38 BOA VONTADE
O Centro Educacional, Cultural e Comunitário, no Rio de Janeiro/RJ (Av.
Dom Hélder Câmara, 3.059, Del Castilho), com 5.000 m2 de área construída,
atende crianças, jovens, adultos e idosos em situação de risco social e pessoal
provenientes das comunidades em torno das favelas do Guarda, Jacarezinho,
Parque Evereste, Nova Brasília, Manguinhos, Parque União de Del Castilho,
Complexo do Alemão, Águia de Ouro e Comunidade de Escol.
Arquivo BV

Leila Marco
aclamação e ao som de Parabéns pra a certeza, muitas genialidades do
você!, que saudava o aniversário do Brasil, que estariam esquecidas,
dirigente da Instituição (exatamente perdidas mesmo, se não houvesse a
no dia, ele completava 55 anos), é Legião da Boa Vontade, que louva
que ele conseguiu extravasar toda a todas as outras entidades que têm
emoção que tomava seu íntimo e o a mesma preocupação de socorrer
da platéia: os que têm necessidade de urgente
“Este Centro Comunitário é a amparo.
demonstração de que quando as “A importância deste Centro Edu-
pessoas realmente se unem, conse- cacional é extraordinária, pois é para No trator de terraplanagem, Paiva
Netto dá início, em 1994, à construção
guem fazer. Enfrentam temporais, crianças pobres, tratadas da melhor do Centro Educacional, Cultural e
coisas inacreditáveis, mas realizam. forma possível. (...) O Brasil é grande Comunitário, da LBV, no Rio. Como de
(...) Dias parados porque faltou ele- e os seus homens e mulheres têm de costume, o Líder da Instituição, em suas
vistorias ao terreno, acompanhou passo a
tricidade para mover as máquinas, se tornar maiores. Devemos pegar a passo o desenvolvimento das obras.
mas nós suplantamos a escassez nova geração e propiciar a ela o que
da energia elétrica quando temos a as nossas não alcançaram”. de qualidade.
luminosidade de Deus no coração. Essa alterna-
Portanto, vencemos! (...) Essas crian- Uma opção de qualidade para tiva da LBV é
ças serão educadas para se liberta- o pobre importante,
rem da miséria. Aliadas a tantos mais Alguns dias após este memorável porque é de
que a LBV socorre, corresponderão acontecimento, durante o programa uma institui-
a quantos outros milhares e milhares da Legião da Boa Vontade*, trans- ção privada,
de crianças e de famílias que serão mitido pela Rede Bandeirantes de mas com
Arquivo BV

modificadas pelo comportamento Televisão, Paiva Netto rememorou toda a sua


que seus filhos aprenderão a ter neste a data ao falar do depoimento do proposta de
Sociólogo Pedro Demo
local. (...) Hoje, a LBV levanta aqui, então Presidente da Organização ensino volta-
sob a invocação de Deus, do Cristo e Mundial para a Educação Pré-Esco- da para os carentes, em especial para
do Espírito Santo, em nome de todas lar, o sociólogo Pedro Demo, que a educação infantil comunitária. (...)
as coisas mais elevadas, espirituais afirmara: “A Legião da Boa Vontade A preocupação da LBV é de qualida-
e humanas, um monumento em que não oferece uma opção pobre ao po- de, uma coisa extraordinariamente
veremos surgir e crescer, com toda bre. Ela oferece ao pobre uma opção bem bolada. Nós, que estamos do
BOA VONTADE 39
Cida Linares

Arlindo Filho
No dia da inauguração do Centro Educacional da LBV, mais de A foto registra o cordial encontro entre o Líder da LBV, José de Paiva
110 mil pessoas prestigiaram o evento, entre elas, da esq. para a Netto (ao centro), com o saudoso Fundador da Rede Bandeirantes de
dir., os atores: Leila Lopes, Nina de Pádua, Stênio Garcia e Isabel Rádio e Televisão, Dr. João Jorge Saad (esquerda), e com o escritor e
Fillardis. acadêmico Arnaldo Niskier (direita), durante a inauguração do local.

outro lado e podemos mobilizar re- “É uma emoção tremenda, quan- não se arrependeram como não se
cursos maiores, temos de agir como do a gente vem pela Estrada Velha da arrependerão jamais, porque esta
a Legião da Boa Vontade: mostrar Pavuna e vê o prédio enorme, com Obra é mais uma confirmação da-
às ONGs que é possível realizar o cinco mil metros quadrados, cons- quele dito popular: ‘O Povo ajuda, a
melhor pelas crianças carentes, até truídos pela decisão indomável dos LBV faz!’E faz mesmo! A eles o nosso
mesmo implantando brinquedotecas. Legionários da Boa Vontade de Deus, agradecimento”.
Até porque toda a didática da edu- que vão conduzindo assim — nessas Paiva Netto ainda falaria de uma
cação infantil só pode ser criativa se obras de erguimento do Povo, na situação que, passada uma década,
passar pelo lúdico. A criança na LBV formação da sua cidadania — multi- continua tão atual que parece que suas
se expressa, fala, pensa e se realiza, dões e multidões que julgaram a LBV palavras foram proferidas hoje: “(...)
também brincando”. há muito tempo e a aprovaram como Reclama-se de que crianças e jovens
Ao que o dirigente da Instituição fiel amiga das gentes”. na rua assaltam, matam, invadem as
comentou de improviso: “É justa- casas, aborrecem as outras crianças
mente o que iremos fazer, como é Gratidão ao apoio dos artistas e jovens que têm meios mais fartos
tradição na LBV, no Centro Edu- E continuou ele: “Todos os amigos de viver. Elas, porém, apenas estão
cacional, Cultural e Comunitário artistas que, por confiarem na Legião devolvendo o que se lhes dão. Se lhes
da Legião da Boa Vontade, em Del da Boa Vontade, empenharam o seu dão lixo, como iriam retribuir? Então
Castilho, Rio de Janeiro/RJ (...): prestígio na televisão, no rádio e na
oferecemos uma opção de qualidade imprensa, convidando as pessoas a Fac-símile da
reportagem
ao pobre, pois na LBV sempre pen- levantar este monumento de cidada-
da revista
samos assim: a elite de um país é o nia ecumênica, de solidariedade, de ISTOÉ, edição
seu Povo! ética, de respeito à criatura humana, de 13 de
março de
1996.

Vista lateral do evento: A multidão tomou conta da


avenida para acompanhar o discurso de Paiva Netto que
ressaltou os valores da Educação Ecumênica em nosso País
Arquivo BV

40 BOA VONTADE
Arlindo Filho

Cida Linares
João Preda
Diversas personalidades prestigiaram o Paiva Netto cumprimenta o radialista José Carlos A cantora Alcione marcou
acontecimento, a exemplo da renomada radialista Araújo, da Rádio Globo. Também na foto está o ilustre presença na cerimônia.
Daisy Lucidi que aparece na imagem com o Líder acadêmico da ABL Murilo Melo Filho (terno claro).
da LBV.

por que reclamar? Esta questão da “Sinto uma emoção muito grande de Jacó: ‘Deus é Espírito e, como tal,
infância e juventude na rua merece ao lembrar a manifestação do grande importa que seja adorado em Espírito
séria reflexão, para que sejam toma- Aparício Torelly (1895-1971), o Ba- e Verdade’ (Evangelho do Cristo,
das medidas acertadas. Segundo es- rão de Itararé (que era comunista, o segundo João, 4: 24). E o Divino
tatísticas, a quantidade de crianças e que demonstra que a LBV é a casa Mestre profetizou também que viria
jovens de rua que existem em cidades de todos), a respeito da Legião da uma época em que Deus não mais
como Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Boa Vontade: ‘A LBV é a demons- seria adorado em templos de pedra
Horizonte, Salvador e outras é menor tração inequívoca da capacidade construídos pela mão humana; por-
do que se proclama pelo mundo. (...) realizadora do Povo brasileiro (...)’. quanto, o maior Templo do Criador
O problema não é somente os que E é mesmo!”. são Suas criaturas.
estão abandonados tristemente pela “O Centro Educacional, Cul-
rua: é também o dos menores que es- Um Templo de Cidadania tural e Comunitário da Legião da
tão dentro de suas casas miseráveis, Ecumênica Boa Vontade, em Del Castilho, é um
nas favelas, embaixo dos viadutos, Por fim, explicou por que à fren- Templo. Contudo, mais um Templo
como vimos há pouco tempo nos te da LBV ergueu tantos locais de especial da LBV, em que não ape-
jornais, ou mesmo os que residem em excelência para o ensino e pontuou nas oraremos ao Criador, porque
belos apartamentos e casas e são, no aspectos relevantes da Pedagogia do batalharemos pela formação cidadã
entanto, tão indigentes, tão carentes Cidadão Ecumênico, a Pedagogia do ecumênica (fraternal universalista)
quanto aqueles que não têm um tra- Amor, do Afeto, do Altruísmo, que
vesseiro onde reclinar promovem a auto-estima, sem o que No dia do evento, as ruas
Arlindo Filho

próximas da Av. Dom


a cabeça. O problema nenhum povo se ergue para tornar-se
Arquivo BV

Hélder Câmara tiveram sua


é de, no mínimo, falta uma grande nação. Trata-se de uma rota alterada pela grande
de civismo, não apenas metodologia inovadora preconizada quantidade de expectadores
do acontecimento. Nessa
de dinheiro. Porque a por ele, na qual observa: “Não se imagem tirada na esquina da
LBV, com doações que constrói uma Pátria cuidando ape- avenida, observe a rua ao lado
recebe, faz uma Obra nas dos corpos dos seus cidadãos. do Centro Educacional que
está tomada pela multidão que
que merece o elogio É preciso não esquecer o Espírito, acompanhou a cerimônia.
do mundo, honrando o porque o corpo sem ele é o cadáver.
Aparício Torelly nosso amado País. Disse Jesus à Samaritana no Poço
Felipe Freitas

BOA VONTADE 41
Arlete Genari
Arlindo Filho
João Preda
1 2 3

Imprensa dá amplo destaque ao evento


Da mesma maneira que a classe artística e o Povo apoiaram a construção do modelar Centro Educacional da Legião da Boa Vontade, a
mídia foi igualmente grande parceira na iniciativa. No dia da inauguração, emissoras de Rádio e TV, além de veículos impressos, cobriram o
acontecimento, como pode ser visto na foto 1, na qual Paiva Netto fala à Rede Bandeirantes de Televisão. Na seqüência, o Líder da LBV, tendo
ao lado o ator Stepan Nercessian, é entrevistado pelo então repórter da Rádio Globo, atualmente na Super Rádio Tupi, Marcus Vinícius. A
terceira imagem registra uma coletiva que Paiva Netto concedeu à imprensa, acompanhado pelo seu saudoso amigo Dr. João Jorge Saad.

das crianças e jovens que vivem na A imprensa ressaltou o pionei- lidariedade —, ela
extrema penúria física, ou em locais rismo da Organização, a exemplo vai ser mais bonita
onde também há carência moral e da revista ISTOÉ, edição de 13 de de espírito e de rosto.
espiritual, apesar de pouco ou nada março de 1996, que destacou logo (...) Vamos tirar essas
lhes faltar economicamente. (...) no título: “LBV sai na frente”. O crianças da miséria e
Quando todos compreenderem que jornalista Francisco Alves Filho, do desespero”.

Arquivo BV
a elite do Brasil é o seu Povo, que autor do texto, escreveu que no ano Chamado, anteci-
como tal deve ser tratado, este país dedicado à Educação, a Legião da padamente, pelo sau-
se transformará bem rapidamente. O Boa Vontade inaugurava um grande doso Ibrahim Sued Ibrahim Sued
Povo ouve a LBV e a respeita. A LBV centro de atendimento às crianças da (1929-1995) de “a maior Creche do
ouve o Povo e o respeita. periferia do Rio. Além de tocar neste Brasil”, o Centro Educacional, que
“Inauguramos um Templo! Um assunto, a reportagem enumerou as inclui a Supercreche Jesus, tem ca-
Templo portanto de respeito a Você, características do projeto, dando ên- pacidade para atender a milhares de
à sua família, porque, cuidando bem, fase à qualidade do trabalho, como o crianças e famílias, com os programas
no presente, das gerações futuras, “atendimento global às crianças”. E ali desenvolvidos.
estaremos construindo um Brasil citou trecho do pronunciamento do
melhor e uma Humanidade mais feliz. dirigente da LBV: “A criança apenas
E o grande construtor dessa nova devolve aquilo que a sociedade lhe ___________________
*O Programa Boa Vontade, com Paiva Netto, vai ao ar no
Humanidade é Nosso Senhor Jesus dá. Se a sociedade lhe der lixo, ela
início da madrugada, de segunda a sexta-feira, na Rede
Cristo, livre de qualquer espécie de vai devolver lixo, mas, se der amor Bandeirantes de Televisão, após A Noite é uma Criança, do
sectarismo!”. — que significa fraternidade, so- apresentador e amigo da LBV Otávio Mesquita.

Vista frontal da compacta massa reunida em frente ao centro de ensino da LBV. Ao


fundo, pode-se ver pessoas aglomeradas nas escadas dos prédios, prestigiando a
cerimônia de inauguração.
Leila Marco

42 BOA VONTADE
Simone Barreto
Melhor Idade

Séculos
de sabedoria

Lícia Curvello
Festa no Lar da LBV, de Volta Redonda/RJ,
homenageia três aniversariantes especiais, que
ultrapassaram os 100 anos de vida. ____________
Selma Corrêa

M
Homenagem às três vovós centenárias
ais de um século de his- a Casa organizou em suas depen-

Lícia Curvello
tória. Parece uma mar- dências uma bela festa, no último
ca difícil de se atingir, dia 30, com bolo e refrigerantes. A
porém três senhoras do comemoração iniciou-se com a Prece
Lar da LBV para a Terceira Idade, em Ecumênica de Jesus, o Pai-Nosso,
Volta Redonda/RJ, já a ultrapassaram. em agradecimento à longevidade
Duas delas completaram e uma está das queridas vovós. Idosas atendidas
prestes a fazer 102 anos. O segredo: pelo Lar Dom Bosco, representantes
sabedoria, bom humor e Espirituali- da Secretaria Municipal de Esporte e
dade. Assim, elas vêm driblando as Lazer (SMEL), religiosos, familiares,
dificuldades e tristezas, tornando a colaboradores e amigos da Instituição
vida mais feliz. As ilustres aniversa- compareceram ao evento. Prefeito de Volta Redonda/RJ,
riantes são: Maria Isabel de Jesus Na manhã seguinte, a prefeitura Gothardo Lopes Netto, prestigia
o evento.
(4 de março), Maria Cavalcante da cidade preparou um café especial
Ranhel (30 de março) e Anísia de na Praça do Chafariz, no bairro Casa os idosos do Lar da LBV também
Oliveira (4 de setembro). de Pedra, para homenagear os grupos estiveram presentes ao Centro, que
Para festejar o acontecimento, de convivência da Melhor Idade, e contou ainda com a participação do
Prefeito Gothardo Lopes Netto. O
Lícia Curvello

Lícia Curvello

Chefe do Poder Executivo ficou ad-


mirado com a vitalidade e a lucidez
da senhora Maria Cavalcante e logo
quis saber qual era o seu segredo.
“Amar e respeitar o próximo como
Jesus nos amou e ama, porque Ele é
um só”, disse dona Maria, que, grata
à LBV e ao seu dirigente, completou
a lista de bons motivos: “Eles me
deram a felicidade de viver num lugar
maravilhoso”.
O Lar da LBV para a Melhor
Idade em Volta Redonda/RJ está
Da mesma forma prestigiam esta publicação,o localizado na Av. Nossa Senhora
Deputado Nelson Gonçalves
com a Revista BOA VONTADE Secretário de Ação Comunitária de Volta Redonda, do Amparo, 5.079 — Santa Rita do
Munir Francisco (E), e o Vereador Carlos Roberto de Zarur, tel.: (24) 3346-7160.
Paiva (D).

BOA VONTADE 43
Melhor Idade

Homenagem da LBV à saudosa jornalista Elsie Dubugras


Retornou à Pátria Espiritual, vibrações de carinho, gratidão e
em 2 de março, a editora espe- Paz.
cial da revista Planeta, Elsie Em março de 2005, dona Elsie foi
Dubugras, que, coincidente- homenageada, pelo seu exemplo e
mente, completaria nesta data seu pela passagem dos 101 anos de vida,
102º aniversário natalício. com a inauguração de sua foto em
A Legião da Boa Vontade e uma das salas de aula da Supercreche
seu Diretor-Presidente, José de Jesus, da LBV, em São Paulo/SP. Na
Paiva Netto, solidarizam-se com ocasião, ela foi recebida pelo Coral
Em março de 2005, Dona Elsie inaugurou quadro os familiares e amigos da saudo- Infantil Ecumênico da Instituição e
com sua foto, exposto na Supercreche Jesus, por
ocasião de sua visita ao famoso centro de ensino
sa jornalista, encaminhando ao presenteada com um buquê de rosas
da LBV. seu Espírito eterno as melhores vermelhas.

Em dia com o

INSS
Daniel Trevisan
A segunda fase do Censo Previ- a base de dados da Previdência e, Walter Periotto
denciário teve início neste mês e se como conseqüência, eliminar pa-
faz necessário estar atento aos prazos gamentos indevidos de benefícios. “Desde março, os segurados
para contribuir com as informações As informações dos segurados con- estão sendo informados se partici-
e, ao mesmo tempo, não ter prejuízos, vocados são coletadas pelo banco parão da segunda etapa do Censo
pois o não-recadastramento implica pagador do benefício. A instituição Previdenciário e o mês em que
em suspensão da aposentadoria. Por bancária foi contratada pelo INSS deverão atualizar seus dados. A
isso, trago para aos jovens da Melhor para coletar e transmitir as informa- informação é fornecida nos termi-
Idade nota importante divulgada pelo ções dos dados cadastrais do titular nais de auto-atendimento ou nos
site da Previdência Social (www. do benefício, mediante a apresen- caixas das agências bancárias. O
previdenciasocial.gov.br): tação dos documentos necessários beneficiário da Previdência Social
ao censo. também pode consultar pela inter-
“A Previdência Social iniciou, “Caso o beneficiário não possa net se deverá atualizar seus dados
em outubro de 2005, o Censo Pre- comparecer pessoalmente ao banco, cadastrais junto à Previdência
videnciário para atualizar os dados o seu procurador ou representante le- Social. O interessado terá acesso
cadastrais de aposentados e pensio- gal devidamente cadastrado no INSS a informações gerais e poderá tirar
nistas do INSS. A primeira etapa do deverá apresentar a documentação dúvidas sobre o censo. O acesso
Censo envolve 2,4 milhões de pes- do titular do benefício. A participação a este serviço está disponível no
soas e termina em abril de 2006. A no Censo pode ser feita em qualquer site da Previdência todos os dias
segunda etapa, iniciada em março de agência da matriz bancária respon- da semana e em qualquer horário.
2006, envolve outros 14,7 milhões sável pelo pagamento do benefício. Contudo, para maior comodidade
de aposentados e pensionistas e se A medida foi adotada para propiciar do beneficiário, a sugestão da Pre-
encerra em julho de 2007. comodidade e evitar deslocamentos vidência é de que o acesso seja feito
“O objetivo do Censo é atualizar desnecessários do beneficiário. a partir das 15 horas”.

44 BOA VONTADE
Ação Jovem LBV

Deus, sexo
e destino
Relações humanas e conseqüências além da matéria
Alexandre Herculano Rueda, Juliano Bento e Paula Schnor, militantes
da Juventude Ecumênica da Boa Vontade.

N
os encontros regionais relacionamentos têm assumido Sexo é criação. E “não há Ser
que debatem o tema características de inversão do mais sexual que Deus: Ele criou
central do 31° Con- valor amoroso. A sexualidade, não os Universos”, como afirma Paiva
gresso Internacional do compreendida como instrumento Netto. Ao fazer bom uso dessa
Jovem da Boa Vontade de Deus, os da vida, muitas vezes apresenta- energia criadora transmitimos
moços questionam: o que é sexo? se como obsessão, na busca por vida, o que não significa somente
Qual seu objetivo espiritual? Por prazer sem responsabilidade. ter filhos. Como esclarece Paiva
que os relacionamentos amorosos Contrapondo essa visão, observa Netto, em seus escritos, os gran-
são tão impactantes na vida de Paiva Netto: “Nada é mais cruel des gênios, ao concretizarem suas
tanta gente? Por que geralmente do que o Amor falso. E este é o sexo obras-primas, utilizaram bem
as pessoas preferem estar mal- sem Amor: falsidade plena. Um sua energia sexual de criação na
acompanhadas que sozinhas? No dia mostra suas garras fincadas realização de suas idéias. Esta
terceiro artigo da série que estuda na Alma, mesmo que seja a mais potencialidade é, essencialmente,
o tema central do Congresso, fun- cínica de todas. O Amor é carência telúrica (ligada aos elementos da
damentamos nossas indagações basilar do Ser Humano. Sua falta terra, à matéria) e, ao ser subli-
nessa afirmação de Paiva Netto: torna-o enfermo”. Numa socieda- mada, nos eleva. Valendo-se dessa
“Deus criou o sexo. O Homem, a de em que é comum sentir-se soli- energia com elevado sentimento,
perversão sexual”. tário (ainda que se esteja cercado enriquecemos sua utilização com
Em diversos momentos da de pessoas) é bastante coerente um sentido que transcende o
História, percebemos que os pensar sobre as implicações do prazer físico, porque, ao agirmos
uso que fazemos do amor e da com Amor, somos instrumentos
sexualidade. da vida.

Eugène DELACROIX
A morte de Sardanapalus, 1827
Museu do Louvre, Paris

BOA VONTADE 45
Ação Jovem LBV

Sobre o assunto, observa xual, ou seja, de criação. sas pesquisas? A resposta é mais
Camila Barbieri Lombar- Quando nos aproxima- simples do que parece: tem tudo a ver!
di, da Juventude Ecumênica mos de alguém para um Pois a força criativa e transformadora
da LBV, em São Paulo/SP: relacionamento, estamos do sexo, da sexualidade, está presente
“Conceber a vida é uma ligando nossas energias a em tudo: na mídia, na literatura, na
das missões mais elevadas outra pessoa. A afinidade história etc. Porém, nos tempos de glo-

Clayton Ferreira
conferidas ao Ser Humano. entre os indivíduos esta- balização em que vivemos, a força do
Conforme aprendemos na belece as atrações, mas sexo vem se expressando com dese-
Dialética da Boa Vontade, nós escolhemos a quem quilíbrio e se tornando causa primária
esta concepção não é restrita às queremos nos ligar. A qualidade desse de certas mazelas e trazendo conceitos
mulheres, já que podemos dar vida envolvimento é determinante para característicos da falta do Amor.
também ao conhecimento, por meio o fruto que será gerado. Afinal, não Emmanuel (Espírito) colabora
da produção cultural, artística, cientí- podemos esquecer que para toda ação na compreensão do tema ao afirmar
fica, esportiva, religiosa etc. há uma reação”. que “criatura alguma, no plano da
E de onde vem toda essa razão, se utiliza da energia sexual nas
Daniel Trevisan

força para criar? Da energia Ainda sobre o tema, relações com outra criatura sem con-
sexual. O escritor Paiva opina o militante da Boa seqüência feliz ou infeliz, construtiva
Netto, no livro Diretrizes Vontade Daniel D’Assis, ou destrutiva, conforme a orientação
Espirituais da Religião de de Montes Claros/MG: que se lhe dê”, ou seja, chama-nos a
Deus (volume III), afirma “Estabelecer uma re- atenção para nossas escolhas.
que ‘quando Da Vinci pinta flexão sobre o meio em No extremo do afastamento entre
La Gioconda, ocorre um que vivemos é muito esses dois conceitos, encontramos o
ato sexual da sua arte. A importante para que as drama da indústria do sexo, que arre-
descoberta da penicilina, soluções práticas tam- cada bilhões a partir da pornografia, da
por Fleming, outro ato sexual da bém possam permear uma sociedade prostituição e outros instrumentos de
ciência’ e conclui: ‘A natureza do que vem digladiando princípios, a manipulação coletiva, de exploração
sexo é criar’. exemplo da interação perfeita do sexo sexual mais cruel. Sobre essa questão,
“Conhecedores, então, do po- e do Amor. argumenta Eliana Gon-
der que temos dentro de cada um “Estudos recentes re- çalves, do Movimento
de nós, e de sua aplicação divina, velam que o volume de Jovem da LBV de Nova
precisamos avaliar a maneira como separações e divórcios vem Jersey (EUA):
empregamos a nossa energia se- aumentando, o que nos “Por um lado, temos
leva a considerar a hipóte- aqueles que vendem
se de um enfraquecimento seu corpo em busca de
Arquivo pessoal

crescente dos membros dinheiro, dizendo não


da cellula mater de nossa quererem passar fome
civilização: a família. Tudo ou por ambição de conse-
isso vem ao encontro da passagem do guir bens materiais e inúmeras outras
Evangelho de Jesus, segundo Mateus, razões, que variam de pessoa a pessoa
24:12: ‘E, por se multiplicar a iniqüi- em virtude de seus dramas pessoais e
dade no mundo, o amor de muitos da cultura em que vive. Muitas víti-
esfriará’”. mas dessa exploração sexual são indi-
Mas o que a víduos ignorados por uma sociedade
necessidade que não se preocupa com as desigual-
do sexo e do dades. Por outro lado, há aquele que
amor anda- busca o prazer por meio do sexo pelo
rem juntos sexo. Ora, se não houvesse fregueses
tem a ver o negócio não iria existir. Assim como
com o re- acontece quando a tecnologia avança:
sultado des- se não houver demanda não existirá

46 BOA VONTADE
contrário, pode morrer na noite de
produção. Por isso, se uma verdadeira
indústria sexual existe é porque há núpcias... Mas, se tiver como alicerce Click Click!
aqueles que querem usufruir desse o Espírito e o coração de ambos os
produto, sem ao menos considerar queamantes, aí a lua-de-mel se repetirá
um Ser Humano está sendo vítima de por toda a vida, apesar das rusgas

Arquivo pessoal
um capricho, uma exploração. que sempre ponteiam a convivência
de um casal.
“Aí vejo a importância de espiritua-
lizar as pessoas com toda a mensagem “Eles serão eternamente namo-
moral — e não-moralista — do Novo rados.
Mandamento de Jesus, que sintetiza: “Essas palavras podem ser por
‘Amai-vos uns aos outros como Eu vosdemais românticas numa era de vale-
amei. Somente assim podereis ser re-tudo. Talvez... Todavia, trata-se de um
triste engano pensar que o sentido do
conhecidos como meus discípulos, se
Amor se tenha findado neste Planeta.
amardes uns aos outros como Eu vos
É desastroso deixar-se levar pela onda
amei’ (Evangelho do Cristo, segundo
do momento, porque Você, passada a
João, 13: 34 e 35).
moda, às vezes demorada, padecerá O casal legionário Nilva e José Rio
“O Amor ensinado por Jesus, das dores da frustração que é ter nega- com a filha Letícia
desvinculado de qualquer sectaris- do a sua própria natureza de criatura
mo, é a chave para a união dos Seresde Deus. Provavelmente, então, per-
Humanos, na superação de interesses ceberá que o pior sofrimento é a au-

Arquivo pessoal
escusos e egoístas. Por isso é capaz de
sência de Amor, uma verdade rejeitada
provocar uma nova e melhor postura por gente de influência no mundo, cujo
na vida social, fazendo com que os escarmento, lá na hora de se entender
problemas das relações entre as cria-
com o travesseiro, é a conclusão, aos
turas, até mesmo os que envolvem a outros às vezes bem escondida, de que
indústria do sexo, sejam sanados. Es-
é igual a todo mundo: carente de afeto,
tamos ainda vivendo uma sociedade como o seu corpo de alimento. É evi-
que pode ser comparada à da idade dente que lhes falo do Amor que não
da pedra, na qual o instinto vale mais
é fonte de enfermidades, porquanto
que a razão e o sentimento.” ‘princípio básico do Ser, fator gerador
Concluímos esse Fórum com as de vida, que está em toda parte e é Rodrigo Antunes Ribeiro, 20, e Karen
Reis Ribeiro, 18, ambos militantes da
palavras do Líder deste movimento tudo’(...) Por isso, não podemos agir Juventude Ecumênica da Boa Vontade
jovem, José de Paiva Netto: com irresponsabilidade, que qualquer de Deus em São Paulo/SP.
dia poderá cair sobre nossas cabeças,
O princípio básico do Ser muitas vezes sem que até o mais amigo
“O Amor, acima de tudo, antes de perceba. A isso também se dá o nome
ser carnal, deve provir da Alma. Do de remorso”.

AÇÃO JOVEM LBV PELO BRASIL

Mande sua opinião sobre esses e outros temas para a Revista BOA VONTADE,
pelo endereço eletrônico: juventude@boavontade.com
BOA VONTADE 47
Amado Vieira

Almeida Oliveira
Estados Unidos da América Fortaleza/CE

João Preda
Gustavo Oliveira
São Paulo/SP Goiânia/GO
Brasília/DF

Paranaíba/MS Esta página é dedicada ao registro Belém/PA


do Fórum dos Soldadinhos de Deus,

Vinícius Ramão
o Fórum da Família, que acorreu em
diversas regiões do Brasil e Exterior,
sob a liderança de Paiva Netto. A
terceira sessão trabalhou o tema O
Ipatinga/MG caminho da LBV é a Paz. O resultado Curitiba/PR
podemos conferir nestas belas ima-
gens clicadas de algumas das cidades
brasileiras e alguns países onde o
evento ocorreu.

Porto Alegre/RS Portugal


Maciel Ferreira

Argentina Uruguai Franca/SP


Paulo Radi

Rio de Janeiro/RJ
Simone Barreto
João Miguel
Cláudia Oliveira

Piracicaba/SP Natal/RN
João Preda

Cláudia Oliveira

48 Americana/SP
BOA VONTADE Campo Grande/MS Araraquara/SP
O Souza
Adaptação da história de Brad Lohr e Helene Lorber.

Prece do Pai-Nosso
(Oração Ecumênica de Jesus)
Pai Nosso que estais no Céu (e
em toda parte ao mesmo tempo),
santificado seja o Vosso Nome. Venha
a nós o Vosso Reino (de Justiça e
de Verdade). Seja feita a Vossa
Vontade (jamais a nossa vontade)
assim na Terra como no Céu. O pão
nosso de cada dia dai-nos hoje (o pão
transubstancial, a comida que não
perece, o alimento para o Espírito;
porque o pão do corpo, iremos
consegui-lo com o suor do nosso
rosto). Perdoai as nossas dívidas,
assim como nós perdoarmos aos nossos
devedores. Não nos deixeis cair em
tentação, mas livrai-nos do mal, porque
Vosso é o Reino, e o Poder e a Glória
para sempre. Amém!

BOA VONTADE 49
Bienal do Livro

Cresce a procura por livros


19ª Bienal Internacional do Livro de SP supera edições anteriores e
recebe mais de 800 mil pessoas __________________________
Leila Marco e Rodrigo Oliveira

N
unca é demais refletir

Vinicius Bueno
sobre a importância da
leitura, dos livros para
a transformação social,
econômica e cultural de um Povo.
É lendo que se aprende a ser crítico,
a raciocinar, a formar o intelecto, a
forjar idéias novas, a ser inquieto por
conhecimento e, por conseguinte,
pelo crescimento pessoal e humano.
Desculpe, caro (a) leitor (a); este
breve preâmbulo apenas está aqui
para que não esqueçamos jamais
que falar de números de uma feira
literária, como a que ocorreu de 9
a 19 de março, na capital paulista,
a 19ª Bienal Internacional do Livro
de São Paulo, significa bem mais pessoas (sendo 180 mil estudantes dar passos maiores neste hábito tão
que um incremento nos negócios do programa de visitação escolar) salutar. Este megaevento teve carac-
da área. interessadas neste nobre produto. terísticas excepcionais também no
Dito isso, vale conferir o que eles, Do público entrevistado pelos pes- sentido de variedade, quando foram
os números, nos dizem. Primeiro, o quisadores do Datacultura, 77% fez oferecidas 310 horas de programação
grande movimento observado nos compras, 67% levou de um a cinco cultural, 1,5 milhão de títulos, sendo
corredores do Pavilhão de Exposi- livros e 63% gastou até R$100,00. 3 mil deles lançamentos. O público
ções do Anhembi. Foram 811 mil Muito bom, o Brasil começa a pôde conhecer de perto os autores,
Arquivo BV
Reprodução RMTV

Clayton Ferreira

Rodrigo Bosso

Lançamentos
A variedade de títulos e temas
das obras literárias foi uma
das palavras de ordem da 19ª
Bienal Internacional do Livro.
Durante a realização do evento,
O monge e o O Menino da Lua Renda Básica de Almanaque light
uma agenda movimentada de executivo Autor: Ziraldo Cidadania: a resposta Dedicatória: José de
lançamentos atraiu os paulistanos Autor: James C. Dedicatória: Para o dada pelo vento Paiva Netto, Beijo.
para os estandes das Editoras. Hunter meu velho amigo Paiva Autor: Eduardo O prazer de viver
Na oportunidade, diversos deles Dedicatória: Paiva Netto, com alegria! Matarazzo Suplicy light
autografaram suas obras ao Líder Netto, os melhores Dedicatória: Ao Paiva Dedicatória: José
da LBV, José de Paiva Netto. desejos ao senhor. Netto e aos amigos da de Paiva Netto, com
Liderar é Servir. LBV, toda força nesta carinho.
James Hunter. jornada por justiça. O Autor: Lucilia Diniz
abraço amigo.
50 BOA VONTADE
Vinícios Bueno
Profecias sem Mistério, de Paiva
Netto, que integra a coleção O Apo-
calipse de Jesus para os Simples de

Rodrigo Bosso
já que foram realizadas quase 700 Coração, cuja vendagem já superou
sessões de autógrafos, com nomes da a marca de 1,3 milhão de exempla-
literatura nacional e do Exterior. As Profecias sem Mistério, de Paiva Netto,
res. A Editora Elevação, apostando chamou a atenção dos leitores da Bienal.
na seqüência de bons resultados
Versão pocket de As Profecias da obra, fez o seu lançamento no que faz um trabalho diferenciado,
sem Mistério é lançada com formato pocket. O resultado foi tão cujos livros têm grande aceitação,
sucesso na Bienal positivo que a Editora programa como essa nova edição de As Pro-
Quem esteve durante os 11 dias para breve publicar, neste tamanho, fecias sem Mistério. Ele é um autor
neste que é considerado o terceiro outro best-seller do escritor, o livro consagrado, que se preocupa em
maior acontecimento do gênero em Como Vencer o Sofrimento. ajudar as pessoas. Todo mundo que
todo o mundo (menor apenas que as O promotor de vendas da Editora passa e conhece suas ações pensa
Feiras de Frankfurt, na Alemanha, Saraiva, Leandro Lima, explica em prestigiar. Por isso que a gente
e Miami, nos Estados Unidos) re- que a empresa tem sempre procura- expõe, divulga aqui na livraria”.
visitou grandes sucessos, clássicos do inovar em suas participações em Jeferson Gama, gerente de
da literatura, que ganharam novas bienais, daí a procura pela variedade vendas da Siciliano, fala com igual
edições. Um bom exemplo é As de títulos. “É o caso do Paiva Netto entusiasmo: “As Profecias sem Mis-
Aneliése de Oliveira

Clayton Ferreira

Divulgação TV Globo/ Zé Paulo Cardeal


Divulgação

Divulgação

Não nascemos Jesus, o maior psicó- História das guerras


prontos! logo que já existiu Organizador: Demétrio Magnoli (foto à esquerda)
— Provocações Autor: Mark Baker Dedicatórias: Ao Paiva Netto: forte abraço do
filosóficas Dedicatória: Para Demétrio Magnoli. 13/03/06.
Autor: Mario Paiva Netto, do seu Ao Paiva Netto, o abraço do William Waack.
Sergio Cortella amigo Mark Baker. 13/3/06. (foto ao centro)
Dedicatória: Paiva Ao Paiva Netto, oferece Luiz de Alencar Araripe.
Netto: Futuro! (foto à direita)

BOA VONTADE 51
Clayton Ferreira
Bálsamo para a Alma levado por seu neto para conferir a
A dupla sertaneja Cezar & Pauli- apresentação dos personagens do
O livro
Refle- nho passou exclusivamente na Feira programa Geração 2000, no espaço
xões da para visitar os estandes da Elevação, infantil Bolo com Pudim, selo da
Alma, Editora Elevação, onde foi monta-
de Paiva
da Rede Mundial de TV e da Super
Netto, é Rede Boa Vontade de Rádio (Super do um castelo com a encenação
outro destaque RBV): “Quero dar os parabéns ao de histórias extraídas dos livros
que figura entre os da Editora. Quando chegou ao
mais vendidos.
nosso querido Paiva Netto pelo con-
forto que dá a milhares e milhares de estande, seus assessores já traziam
tério, Como Vencer o Sofrimento e brasileiros. O nosso agradecimento a Revista BOA VONTADE. Brincou
vários outros títulos importantes em nome de todas as pessoas que com a garotada que acompanhava
de Paiva Netto estão sendo muito lêem suas palavras, ensinamentos, atentamente a história contada pela
procurados na área de crescimento e têm, com certeza, um dia melhor, boneca Bela e aproveitou para con-
pessoal, cristianismo. É um autor como se fosse um bálsamo para a versar com a personagem sobre a
consagrado, estamos com ele na Alma. Recomendamos As Profecias importância de ler.
nossa lista de novidades”. sem Mistério, Reflexões da Alma,
são trabalhos maravilhosos. Paiva Uma formiga que deixou de
Netto, você é como o Cezar e Pauli- ser preguiçosa
Elias Paulo

nho: chique no úrtimo. Quem ainda A exemplo do neto de Serra,


não leu que o faça pelo menos um outro leitor mirim, Rodrigo Quei-
pouco por dia, vai se sentir melhor, roz Barbosa, 7 anos, também fi-
a Alma se elevará cada vez mais”, cou interessado por uma das obras
resumiu Cezar em nome da dupla. da coleção e quis saber o teor de
A formiga preguiçosa, do escritor
Neto do Prefeito José Serra infantil e militante da Juventude
leva seu avô ao espaço infantil Ecumênica da Boa Vontade de
da Editora Elevação Deus, William Luz. Sua mãe,
Cezar & Paulinho com os livros As Profe-
Passeando com a família pela Bete Queiroz, disse que Rodrigo
cias sem Mistério e Reflexões da Alma, Bienal, o Prefeito José Serra foi assim que chegou ao Anhembi
ambos do escritor Paiva Netto.
Reprodução RMTV

Reprodução RMTV

Reprodução RMTV

Clayton Ferreira

Reprodução RMTV

Arquivo pessoal

A ditadura da beleza Seguindo os Passos de Imagens do sertão, De menina a mulher — Da favela para o mundo Contando a arte de
e a revolução das Jesus — Crônica da Reflexos dos olhos- Tudo que você precisa — A história do grupo Tarsila do Amaral
mulheres Palestina d’água, Sombras na saber para sobreviver cultural Afro Reggae Autor: Sylvia Torres
Dedicatória: Ao Amigo Autor: Altamirando claridade e Saudades à adolescência e se Autor: José Junior Dedicatória: José
Paiva Netto, lute Carneiro do rio mar (coleção tornar uma mulher de Dedicatória: José de de Paiva Netto, com
pelos seus sonhos. Dedicatória: A José de Caminhos do São sucesso Paiva Netto, é com mui- muito carinho, lhe
Você é apaixonado Paiva Netto, com votos de Francisco) Autor: Drica Pinotti to carinho e humildade ofereço um abraço
pela Humanidade. paz e de muito trabalho Autor: Cristina Porto Dedicatória: Paiva que tenho a honra de antropofísico. Sylvia
Parabéns! em favor do próximo. Dedicatória: Para Paiva Netto, bom saber assinar esse livro para Torres. SP, 13/3/2006.
Parabéns pelos 50 anos à
Filhos brilhantes, Netto, com quem eu que você prestigia e um homem que só faz
frente da LBV!
alunos fascinantes sei que posso contar incentiva a leitura! o Bem para o nosso
Dedicatória: Paiva nesta luta interminável Obrigada pela força! País. Sempre que vou
Netto, Você é uma por uma causa tão Beijos. a Brasília faço questão
estrela no teatro da nobre! O Brasil precisa de ir ao Templo da Boa
sociedade. conhecer o Brasil! Um Vontade e meditar
Autor: Augusto Cury grande abraço. em prol de um mundo
52 BOA VONTADE melhor. Abraço.
Elias Paulo
William Luz
ficou curioso e, mesmo depois
de visitar diversos estandes da
Feira, fez questão de retornar ao Outros
local para comprar o livro. “Ele
lançamentos
me pediu: ‘mamãe, quero voltar
da Editora

Clayton Ferreira
lá para conhecer essa história,
porque a gente sabe que todas Elevação na
as formigas são trabalhadeiras, Bienal
eu sei que a cigarra é que é pre- Entre as novidades apresentadas pelo selo
guiçosa’”, conta Bete. editorial ao público do evento literário,
Assim como esses meninos, realce para os lançamentos dos livros: Ema-
greça com Saúde, do Dr. Alberto Mosa;
muitas outras crianças têm, O Caminho da Prosperidade Infinita, de
de forma divertida e lúdica, autoria de Edilson Corrêa; Os Vegetais
aprendido com o selo Bolo com – Alimentos que promovem qualidade de
O espaço infantil da Editora Elevação reser- vida, do fitoterapeuta Hilton Claudino;
Pudim, que oferece ao público vou muitas surpresas à garotada que passou Os Segredos do Sucesso, do renomado
narrativas com lições de vida por lá. Na foto em destaque, o público mirim conferencista Ômar Souki; e O Jovem
assistindo a uma das apresentações; na
e uma visão de Espiritualidade seqüência, a visita dos alunos da LBV ao
e a Violência – Causas e soluções, do Dr.
Haroldo Lopes.
Ecumênica. estande e cena de uma das peças teatrais.
Reprodução RMTV

Clayton Ferreira

Divulgação

Reprodução RMTV

Clayton Ferreira

Sob as Mãos da Amigos do Planeta Antônio José da Silva, Cultura & Elegância Terceiro Milênio: Grande Compêndio
Misericórdia Azul uma biografia em Autores: Vários Espírita: Grandes profecias analisadas,
Autor: André Luiz Ruiz Autor: Fernando versos Apresentação: comparadas e interpretadas sob o ponto
(pelo Espírito Lucius) Carraro Dedicatória: Para Paiva Eleonora Mendes de vista do Espiritismo
Dedicatória: Ao querido Dedicatória: Para o Netto, a homenagem Caldeira Dedicatória: Ao prezado companheiro Dr.
Irmão Paiva Netto, grande amigo Paiva de Alberto Dines. Organização: Jaime Paiva Netto, digno Presidente da Legião
que as lutas do Amor Netto, de quem sou O Judeu em cena: el Pinsky da Boa Vontade, com grande estima e
continuem a ser a grande admirador pelo prodigio de Amaran- Dedicatória: José admiração do autor.
marca registrada de sua trabalho que realiza te = o prodígio de de Paiva Netto, Terceira Idade à luz do Espiritismo: vida
passagem pela Terra. em prol dos nossos Amarante não o conheço e além-vida
Jesus continua contando jovens. Com carinho e Dedicatória: Para pessoalmente! Mas Dedicatória: Ao Dr. Paiva Netto, com
muito com você e com um grande abraço. Paiva Netto, o abraço pelo seu staff já o admiração do autor.
todo o abençoado de Alberto Dines. SP, considero elegante. Autor: Dulcídio Dibo (médium inspirado)
trabalho da LBV. Com 10/3/06. Um abraço. Mara
carinho, André Luiz Ruiz. Autor: Alberto Dines Salles.
SP, 12/3/06.
BOA VONTADE 53
Bienal do Livro

Bienal para o mundo


Com rádio, TV, internet e
revista, Super Rede Boa
Vontade de Comunicação
promove ampla cobertura
da Feira

Nesta edição da Bienal, a


Super Rede Boa Vontade de Co-
municação teve espaço especial
e realizou a cobertura completa
para ouvintes, telespectadores e
internautas.

João Periotto
O Presidente da Francal Feiras
— organizadora da 19ª Bienal
Internacional do Livro de São Nos 11 dias da Bienal, o estúdio da Super Rede Boa Vontade de Comunicação recebeu
ilustres personalidades, a exemplo do jornalista Domingos Meirelles que aparece na
Paulo —, Abdala Jamil Abdala, foto sendo entrevistado por Angélica Beck, da Rede Mundial de Televisão.
ressaltou o valor dos meios de co-
municação no apoio às iniciativas
culturais. “A mídia é fundamental tem uma mídia ativa, a própria Su- muita coisa positiva neste País”,
em qualquer atividade. Se ela não per Rede Boa Vontade de Rádio. E registrou Abdala.
mostra as coisas boas, ninguém ela o é por si só, pelo seu próprio Um estúdio de TV foi preparado
vai ter conhecimento das coisas nome, de Boa Vontade. Quando para as gravações do programa
boas. E, aqui no Brasil, a gente se tem Boa Vontade se consegue Ecumenismo, da Rede Mundial
Reprodução RMTV

Reprodução RMTV

Clayton Ferreira

Clayton Ferreira

Reprodução RMTV

Clayton Ferreira

Zé Batalha — O herói Auto-estimulação e História do rei Os bastidores da Humor, graça e Coleção Inteligências
da minha infância adolescentes transparente televisão brasileira comédia: para quem Múltiplas e seus Jogos
Autor: Alberico Autor: Dr. Henrique Autor: Rosa Montero Autor: Roberto gosta de rir e fazer rir Autor: Celso Antunes
Rodrigues Klajner Dedicatória: Para Paiva Manzoni Autor: Bemvindo Dedicatória: A
Dedicatória: Paiva Dedicatória: Ao sr. Paiva Netto, que hace un Dedicatória: Para meu Sequeira Paiva Netto, que
Netto, sinto-me Netto, espero que possa trabajo maravilloso. amigo Paiva Netto, um Dedicatória: Para o sempre admirei
contente por estar extrair destas páginas o Con cariño y un beijo grande abraço. Roberto iluminado sr. José pela obra inefável,
autografando-lhe Zé que a auto-estimulação muy grande. Rosa Manzoni, 19/3/06. Boa de Paiva Netto e pela certeza de uma
Batalha! das crianças pode ren- Montero. sorte! Bola pra frente! missionário do Santo plena comunhão de
der em felicidade para Espírito, o abraço de sentimentos.
todos. Parabéns pelo gratidão do Bemvindo
seu belíssimo trabalho. Sequeira.
54 BOA VONTADE
Gustavo Oliveira

“Vocês da LBV são carinhosíssimos comigo, e também


seu Presidente. Ele me prestigiou muito no Centenário da
Academia Brasileira de Letras. Pedi e ele gravava os discursos
todos. Foram muito generosos. Eu sempre digo sim à Legião
da Boa Vontade. Um abraço ao Presidente Paiva.”
Nélida Piñon, consagrada escritora e ex-Presidente da Academia
Brasileira de Letras, em entrevista ao programa Ecumenismo.
Reprodução RMTV

Divulgação

Reprodução RMTV
Reprodução RMTV

Arquivo pessoal
Clayton Ferreira
Abdala Jamil Abdala Ruth Rocha Marina Colasanti Saturnino Braga Suely Caldas Paulo França

de Televisão. Durante os 11 dias Entrevistado pela equipe, o Dr. Alziro Zarur e, agora, o
da Bienal, foram feitas entrevistas escritor Paulo França mani- Dr. José de Paiva Netto, que é
exclusivas com renomados autores festou suas impressões acerca o seu sucessor”. O economista
do Brasil e Exterior, a exemplo das do trabalho da Legião da Boa aproveitou a ocasião do mês de
escritoras Ruth Rocha e Marina Vontade e seu dirigente. “A LBV março para saudar o aniversário
Colasanti, o escritor e político Satur- é grande exemplo de Instituição do Líder da LBV: “Paiva Netto,
nino Braga, os jornalistas Domingos que sabe ter credibilidade. Tem além de grande empreendedor
Meirelles, Suely Caldas e Demétrio dois grandes líderes que fica- social, é um grande escritor e
Magnoli, o psicólogo norte-america- rão marcados para a história tem credibilidade nacional e
no Mark Baker e muitos outros. como missionários: o saudoso internacional”.
Reprodução RMTV

Reprodução RMTV

Divulgação

Vinicius Viana

Reprodução RMTV

Brinquedoteca Ulomma — A Casa Caderno de músicas Psicanálise, na A magia da camisa 10


— Jogos, brinquedos da Beleza e outros — Vamos tirar o Brasil linguagem do engodo Autor: André Ribeiro & Vladir Lemos
e brincadeiras contos da gaveta Autor: Liliam da Dedicatórias: Ao ilustre José de Paiva Netto, as
Autor: Natividade Autor: Sunny Autor: Rolando Boldrin Silveira Bezerra Neto histórias e lendas dos craques da camisa 10.
Pereira Dedicatória: Paiva Dedicatória: Ao Paiva, Dedicatória: Ao querido Homens abençoados, homens nota 10! Com um
Dedicatória: Paiva Netto, que o Senhor com o meu carinhoso amigo Dr. José de Paiva forte abraço do André Ribeiro. 10/3/2006.
Netto, brincar é coisa te apóie em todo o abraço de cantadô. Netto, com carinho e Ao amigo José de Paiva Netto, as mais sinceras
séria. Amamos você. teu trabalho. Rolando Boldrin. apreço à sua grande palavras de agradecimento por uma ajuda que
Obra! atravessa décadas. Que encontre a mágica da
literatura nas páginas que se seguem. Abraço,
Vladir. 03/06.
BOA VONTADE 55
Opinião

Lágrimas no
silêncio
U
m dos piores fracassos que acidentes de carro e paludismo
Arquivo Pessoal

na conduta humana é a juntos. Conforme estudo do Centro


falsa idéia do poder sub- de Controle e Prevenção de Doen-
jugador do chamado forte ças dos Estados Unidos de 2003, os
perante o considerado fraco. Esse custos com a violência conjugal
argumento é tão falso porque não se e entre parceiros íntimos no País
sabe claramente o que é ser forte ou ultrapassam 5,8 bilhões de dólares
fraco. Se a análise para essa medida anuais; 4,1 bilhões de dólares em
for a condição muscular, realmente medicamentos e recursos médicos
concluímos que a força masculina diretos e, aproximadamente, 1,8
é na maioria das vezes superior à bilhão de dólares em perda de produ-
feminina. Um claro resultado dessa tividade. (Fonte: DPI/ONU)
Sandra Albuquerque Fernández, confusão é a violência que se comete
Socióloga (Nova York, EUA) contra a Mulher, um mal que cresce Violência contra a Mulher
assustadoramente em todo o mundo. Este termo significa qualquer ato
“A Verdade é como o Sol. Esse ato abusivo não vê classe social, firmado na violência que resulta em
rendimento salarial ou escolaridade. sofrimentos físicos, sexuais ou psi-
O máximo que consegue a
Segundo dados das Nações Uni- cológicos, assim como coerção ou
nuvem é escondê-lo, não das, uma em cada três mulheres em privação arbitrária de liberdade na
anulá-lo; apenas ocultá- todo o Planeta já sofreu espanca- vida pública ou privada. Violência
lo por um tempo, até que mento, foi violentada sexualmente contra a Mulher abrange, mas não
ou forçada a maus-tratos, entre eles se limita a:
poderosamente os seus raios o psicológico que é de difícil punição
voltem a iluminar os pontos ao autor porque não deixa marcas a. violência física, sexual e psico-
mais distantes, espantando corporais. Na maioria dos casos, ela lógica relacionada à família (incluin-
não conhece o seu agressor. do espancamento e abuso sexual de
a treva e destruindo a sua
Em 2002, o Conselho Europeu meninas), violência por parte dos
ação poluidora, anti-higiênica, declarou que a violência contra a chefes hierárquicos da família, estu-
que torna enferma a Alma Mulher é um problema prioritário de pro por parte dos maridos, exploração
planetária necessitada do saúde pública e uma das principais forçada, mutilação genital feminina
causas de óbito e de deficiência física ou outras práticas tradicionais do-
fulgor da Verdade. O intento do para as que têm idade entre 16 e 44 lorosas;
mal é de todo inútil.” anos. De acordo com o relatório do b. violência física, sexual e psi-
Banco Mundial, esse tipo de violên- cológica relacionada à comunidade
(Paiva Netto, Cartilha de
cia gera mais mortes e enfermidades geral (incluindo estupro, abuso e
Reeducação Espiritual
em idade fértil do que o câncer, além assédio sexual), intimidação no tra-
Iniciática Apocalíptica —
de registrar mais casos de doenças do balho, em instituições educacionais,
CREIA, p. 44)

56 BOA VONTADE
tráfico de mulheres e prostituição parceiros (atuais ou antigos) das ví- Caso brasileiro
forçada; timas. Na Geórgia, 50% das famílias A Vereadora Maria Celeste, de
c. violência física, sexual e psico- já experimentaram uma certa forma Porto Alegre/RS, denuncia que “a
lógica perpetrada ou condenada pelo de violência conjugal. Na Índia, as cada 15 segundos, uma mulher é es-
Estado, onde quer que ocorra; estatísticas indicam que 14 mulheres pancada no Brasil. Setenta por cento
d. violação dos direitos humanos são mortas diariamente, vítimas de dos casos ocorrem no próprio lar.
da Mulher em situações de conflito familiares dos maridos. Somente 10% das brasileiras vítimas
armado, assassinato, estupro sistemá- • O relatório de 2002 da Orga- de violência promovem a denúncia”.
tico ou escravidão sexual; nização Mundial da Saúde (OMS) E, continua a Vereadora, “segundo
e. esterilização, aborto e uso for- aponta resultados de estudos feitos pesquisa do Banco Interamericano
çado de contraceptivos, infanticídio na Austrália, Canadá, Israel, África de Desenvolvimento (BID), feita no
feminino e seleção do sexo por meio do Sul e EUA, indicando que 40% a Brasil em 1998, a violência domésti-
do pré-natal; 70% de mulheres assassinadas têm ca é a causa de uma a cada cinco fal-
como algozes seus parceiros íntimos. tas de mulheres ao trabalho. Isso faz
Grupos femininos vulneráveis a No Reino Unido, 40% das vítimas com que o Brasil perca, anualmente,
algum tipo de violência: indígenas, femininas de homicídio foram mortas 10,5% do Produto Interno Bruto
refugiadas, imigrantes, mulheres por seus maridos ou namorados. (PIB), ou seja, R$ 84 bilhões”.
em risco social, de comunidades • Na Suécia, foi constatado que
remotas, presidiárias, deficientes 70% das mulheres já conheceram
físicas, idosas, meninas/crianças e uma certa forma de violência ou de
adolescentes, ilegais, repatriadas, constrangimento sexual. As estatísti-
vivendo em áreas de conflito armado, cas dos Países Baixos mostram que
de ocupação internacional, de guerra anualmente 200 mil mulheres são
civil, de terrorismo, reféns. (Fonte: submetidas à violência por parte dos
Women Watch) seus parceiros íntimos.
Os dados sobre a violência con- • Outro triste dado vem da África:
tra a Mulher são surpreendentes. 6 entre 10 mulheres na Botsuana são
Em todos os países e regiões ocorre vítimas de violência conjugal; na
esse tipo de violência e em geral a Europa, em Moldávia, 31% das me-
denúncia não existe: ninas com idade entre 16 e 19 anos já
• Na República Dominicana, foram submetidas à violência sexual.
estudos indicam que entre 40% e (Fonte: DPI/ONU)
68% dos casos os agressores são

BOA VONTADE 57
Opinião

Tim Cahill, pesquisador da Anis- escura, dos lugares ocultos, e veio deiro progres-
tia Internacional para o Brasil, afirma mostrar-se à luz do dia, é porque so. Convém
que é um avanço a criação de dele- habita os corações humanos. Exis- lembrar que
gacias da Mulher e a modificação tindo nas almas e nos corações, não há regime
das leis para que casos de agressão far-se-á presente onde estiver o bom enquanto
possam ser julgados rapidamente Ser Humano”, afirma o escritor, o Homem for
pelos juizados especiais de pequenas jornalista e radialista Paiva Netto, mau.”
causas. No último caso, porém, ele no livro Reflexões e Pensamen- Por que o escritor
observa que os efeitos da medida não tos — Dialética da Boa Vontade Paiva Netto atribui
produzem bons resultados na prática. (1987). Isto é, a discussão sobre como condição de bom
“Os homens que espancam acabam a violência contra a Mulher está governante aquele que
sendo punidos com o pagamento de além da questão moralizadora: é consegue promover a união
cestas básicas. No caso das famílias de um país? Porque está na
pobres, acabam afetando a mulher, união a chave para o progresso
“Para analisar fatos sociais material e individual dos cidadãos.
por tirar dinheiro da família, ou en-
tão o homem paga a multa e continua como a violência contra Progresso, o qual me refiro, não
batendo.” a Mulher, guerras, crimes é apenas o do poder de compra
contra a pessoa física, dos povos, mas, principalmente,
Jogo pelo Poder o desenvolvimento de valores
Ao citar órgãos de utilidade públi-
contra o país, enfim, para imateriais como, por exemplo,
ca, como a mídia — na aceitação in- o entendimento da lógica a Solidariedade Ecumênica e o
consciente e estimulativa da violência humana, é necessário o Amor Fraternal, necessários para
generalizada na vida em sociedade a vida em sociedade.
entendimento dos fatores Continua Paiva Netto: “Go-
—, deparamo-nos com um questio-
namento elementar: será que traze- espirituais. Só assim a verna bem aquele – que não
mos para a vida privada a influência Ciência será completa, esquecendo os cor-
do jogo pelo poder da vida pública, como afirma Paiva Netto: pos – aquece os
que justifica a inoperância diante de corações e ilu-
um fato cruel existente por detrás das
‘Não pode haver estudo mina as Almas
portas de muitas mulheres? científico dos fatos (isto é, o pen-
A idéia de que a influência do humanos sem que seja samento cons-
mundo público interfere diretamente ciente do corpo
feita a pesquisa social dos espiritual), animando-os à sobre-
no mundo íntimo é constatada pela
própria História. Michel Foucault fatos espirituais.’” vivência com as armas do Amor,
(1926-1984), em Vigiar e Punir, da Verdade e da Justiça”. Eis um
descreve que os castigos-espetáculos o reflexo da falta de reeducação caminho que o Estado ainda pre-
realizados durante os séculos XVIII espiritualizada das massas. Culpa cisa percorrer porque atualmente o
e início do XIX eram cada qual mais de quem? De todos nós, socieda- que se vê no mundo é o abuso do
cruel que o outro, retratando o anseio de, quando não reivindicamos ou, poder que gera essa violência ins-
público em ver mais e mais sangue. simplesmente, fechamos os olhos titucionalizada e que, até mesmo,
Hoje, transfere-se para a mídia o perante os deveres e direitos de entra nas casas. Hannah Arendt
papel de trazer para dentro das resi- cada cidadão: homem, mulher, (1906-1975) tem um pensamento
dências os castigos-espetáculos em criança, bebê, feto; ou, então, nos que diz: “Se examinarmos as
forma de noticiários, novelas, filmes esquecemos de proteger nossa afrontas que causam as idéias que
e até mesmo no segmento infantil, flora e fauna. Prossegue o Dire- propiciam o fenômeno do poder,
ao apresentar um personagem que tor-Presidente da LBV: “Grande não tardaremos a descobrir que
consegue se manter líder utilizando a Nação e sábio o governante todas as teorias políticas, de di-
o poder de sua força. que conciliam os valores de seus reita ou de esquerda, concordam
componentes de todas as etnias, em reconhecer que a violência não
Além da moral crenças, convicções políticas... é nada mais que a manifestação
“Se a violência saiu da noite São os construtores do verda- evidente do poder”. (Arendt: Du

58 BOA VONTADE
ligião de Deus é, acima de tudo,
Crueldade educativa: esclarecer as pessoas
“Segundo dados das Nações a respeito delas mesmas — Pro-
mover Educação e Cultura com
Unidas, uma em cada três
Espiritualidade, para que haja
mulheres em todo o Planeta Alimentação, Saúde e Trabalho
já sofreu espancamento, foi para todos, na formação do Ci-
violentada sexualmente ou dadão Ecumênico —, para que
saibam escolher o caminho certo,
forçada a maus-tratos, entre para o que não podem esquecer-
eles o psicológico.” se de que são, antes de carne,
Espírito, e assim não adoeçam,
mandamento de coesão so- psicológica e fisicamente. Esse
cial — “Não matarás”), ele conhecimento, que não tem nada
é regulado por sentimentos de ilusório, lhes mostrará o ro-
culturais que possuem a teiro do êxito completo na vida”.
finalidade de mostrar (grifo nosso)
como é tênue a linha Para analisar fatos sociais
entre o bem e o mal. como a violência contra a Mulher,
Conhecer-se a si mes- guerras, crimes contra a pessoa
mo e lutar contra os física, contra o país, enfim, para o
instintos destrutivos é entendimento da lógica humana,
questão de Educação, é necessário o entendimento dos
e somente quando ela fatores espirituais. Só assim a
busca o sentimento do Ciência será completa, como afir-
Amor estaremos forman- ma Paiva Netto: “Não pode haver
do um indivíduo realmente estudo científico dos fatos humanos
educado, um cidadão ecumê- sem que seja feita a pesquisa social
nico na expressão das suas ações dos fatos espirituais”. Essa regra
refletidas em sociedade. pode ser aplicada tanto no macro
quanto no micro processo, no pú-
mensonge à la violence) Cultura de Paz blico quanto no privado. Trabalhar
O Homem, ao nascer, já é visto Esperar que o Estado gere as a Educação, a Política, a Reli-
como um Ser perfeito, virtuoso e transformações para a resolução gião, a Ciência, pelo campo do
nobre. Esses valores são impostos dos conflitos não é suficiente. É da Espírito, ou seja, do sentimento
para aplacar aquilo que Freud própria sociedade a mobilização transformado pela Lei do Amor,
(1856-1939) explica como “im- para reformular suas leis de convi- firmado no Novo Mandamento
pulsos de natureza elementar”, que vência global. No caso da violên- de Jesus: “Amai-vos como Eu vos
são expressões das suas necessi- cia contra a Mulher, é da sociedade amei” (Evangelho, segundo João,
dades e exigências. Conforme o civil que surgem iniciativas como 13:34), símbolo do amor atempo-
psicanalista, o bom e o mau ins- as da Legião da Boa Vontade que ral que estimula a competência
tinto são ocasionados por fatores promove programas direcionados democrático-espiritual construtiva
internos e externos. Todas as ações especialmente ao universo femi- e não o abuso do poder, é uma
humanas são estimuladas por fa- nino, estimulando sua autonomia experiência consolidadora, uma
tores internos, campo das paixões, profissional por meio de apoio estratégia de sobrevivência mun-
entretanto, reguladas por fatores psicológico, orientação maternal dial em que a principal moeda de
externos, chamados educativos, e fortalecimento da família. troca não é o petróleo, não são os
culturais, valorativos. Para o Diretor-Presidente insumos naturais das nações, mas,
Enfim, como o Homem é ca- das Instituições de Boa Vontade sim, a Cultura de Paz, cultuada,
paz de produzir ações totalmente (IBVs), José de Paiva Netto, “a defendida e vivenciada por todas
extremistas (como a violação do grande missão da LBV e da Re- as nações.

BOA VONTADE 59
Acontece

Escola
e cidade dialogam
Fórum Mundial de Educação, no RJ, propõe intercâmbio em
vários segmentos como forma de combater a violência.
A pedagoga Suelí Periotto fala sobre a
Pedagogia do Cidadão Ecumênico Fotos: Lícia Curvello

P
ela primeira vez uma localida-
de fora das capitais é sede do
Fórum Mundial de Educação
(FME). A cidade de Nova
Iguaçu/RJ foi escolhida para abrigar
este que é o maior evento da área, entre
os dias 23 e 26 de março. O encontro,
que defende o direito de todos terem
Fernando Haddad Lindberg Farias Moacir Gadotti Padre Pierre Roy
acesso ao ensino e a sua garantia pelo
Estado, discutiu a Educação Cidadã impressas internacionais, sobre a Bai- inovadora de Paiva Netto aplicada
para uma Cidade Educadora, com a xada Fluminense); um ato cívico em em toda a Rede Educacional da LBV.
presença de renomados especialistas memória a vítimas da violência; feiras Ela explicou a uma platéia atenta, que
brasileiros e internacionais e reuniu de Educação, Cultura e Economia Soli- superlotou o auditório, o porquê da Es-
cerca de 30 mil pessoas. dária. Além do Fórum Infanto-Juvenil, piritualidade nas escolas da Obra, que
O FME – Nova Iguaçu direcionou o Forinho, que contou com mais de oferecem uma educação de qualidade,
seus trabalhos para a importância do três mil crianças e adolescentes, com contribuindo na formação integral do
combate à violência. Entre as persona- oficinas de teatro, ecologia, dança, aluno, considerado um ser Espírito-
lidades que participaram, destaque para poesia e aulas de cidadania. biopsicossocial. Esse foco propõe uma
o Ministro da Educação, Fernando A Legião da Boa Vontade levou Educação que alia a intelectualidade
Haddad, o Prefeito de Nova Iguaçu, também sua experiência ao FME, (cérebro) ao coração (sentimento),
Lindberg Farias, e o filósofo Moacir promovendo o Seminário Educação ou seja, aos valores éticos, morais e
Gadotti. com Espiritualidade Ecumênica, no espirituais, respeitando-se as deno-
Foram quatro dias nos quais edu- qual palestraram a coordenadora pe- minações religiosas dos alunos, num
cadores, estudantes, ONGs, governos, dagógica do curso Normal e do EJA trabalho que visa, com a família, à
empresas, uniram-se num pólo de (Educação de Jovens e Adultos), Vera conscientização da Cultura de Paz
debates, apresentações culturais, de Lúcia Perugini, e a pedagoga Maria e da Sociedade Solidária Altruística
teses, conferências e projetos; abrindo Suelí Periotto, ambas do Instituto de Ecumênica. Os bons resultados desse
espaço para exposição de pôsteres, fil- Educação José de Paiva Netto, em São trabalho são também avaliados pela
mes, atividades autogestionadas, tudo Paulo/SP; e Jorge Alexandre Araujo, equipe multidisciplinar do Instituto de
com a finalidade de estimular a região a bacharel em Letras e articulador, no Educação da LBV na capital paulista,
implementar o tema central do Fórum, Rio de Janeiro, da Rede Sociedade que constatou a ausência de gravidez
em que escola e cidade dialogam. Solidária, criada pela LBV. precoce durante os últimos 7 anos,
Enriqueceram o evento: uma mos- Em sua apresentação, a professora taxa zero de DSTs e evasão escolar
tra fotográfica (que trouxe o olhar de Maria Suelí apresentou a Pedagogia nula. O currículo da escola inclui um
oito repórteres, de conceituadas mídias do Cidadão Ecumênico, proposta tema gerador que, no ano de 2006, é

60 BOA VONTADE
Educadores assistem ao Seminário Educando com
Espiritualidade Ecumênica promovido pela LBV

“O caminho da LBV é a Paz”. Paiva Netto: “É urgente reeducar!”, de Belford Roxo Dinah Barbosa
Na seqüência, a coordenadora pe- afirmando que a Educação com Espi- da Silva seguiu na mesma linha de
dagógica Vera Lúcia Perugini ressal- ritualidade é a base de uma sociedade pensamento: “Tenho buscado essa
tou o método utilizado pela Pedagogia mais fraterna, e finalizou convidando metodologia, porque trabalho com
do Cidadão Ecumênico. Trata-se do todos a fazerem a oração universal do pessoas carentes. Eu quero me apro-
Maprei, Método de Aprendizagem Divino Mestre, o Pai-Nosso. fundar nessa proposta da LBV, pois
por Pesquisa Racional, Emocional e A resposta ao encontro foi bastante a Espiritualidade ajuda muito, nela
Intuitiva, que tem o objetivo de de- positiva, a exemplo do que eviden- buscamos o Ser da criança, é ali que
senvolver nos estudantes a habilidade ciou o Secretário Executivo do FME, vamos trabalhar até o futuro”.
investigativa, por meio do incentivo Padre Pierre Roy: “Não existe Edu- Outra educadora que fez coro foi
à pesquisa e ao aprofundamento de cação se o objetivo dela não é formar Eugênia Godoy Alves, do Colégio
temas, o cultivo da intuição, além de Seres Humanos mais humanos. Todo Comendador Soares: “Com essa
estimular os educadores a serem eter- projeto de Educação precisa ter a proposta da Pedagogia do Cidadão
nos aprendizes, construindo o saber Espiritualidade no centro. Isso não Ecumênico, da LBV, o mundo pode
com esperança numa sociedade justa, é só um assunto de religião, de ética, mudar, uma nova sociedade é pos-
fraterna e solidária. humanitário. Porque se não houver sível”.
Jorge Alexandre, mediador do essa compreensão, as pessoas não A Super Rede Boa Vontade de
Seminário, resumiu em linhas gerais conseguirão ter uma coexistência Comunicação (Rádio, TV, Portal Boa
o papel da Rede Sociedade Solidária, pacífica”. Vontade e Revista BOA VONTADE)
tendo como base o artigo do escritor A professora da Rede Pública fez a cobertura do evento. [S.B.]

BOA VONTADE 61
In memoriam

Lembranças de
Josué
Montello,
o nobre representante das letras maranhenses

O
mais antigo integrante na África até a chegada ao Brasil, No campo da Educação, entre
da Academia Brasilei- épico no qual três séculos de lutas as muitas contribuições, desta-
ra de Letras (ABL), e insurreições surgem. que para o plano de reforma do
ocupante da cadeira Entre outras tantas obras fa- antigo ensino primário e normal
de número 29 desde mosas, ressaltam-se: seu primei- do Estado do Maranhão, mais
1954, nos deixou no último dia ro romance Janelas Fechadas tarde consagrado em lei. Tam-
15, aos 88 anos, após lutar bra- (1941), Os Degraus do Paraíso bém na mídia foi colaborador
vamente por um ano e meio em (1965), Cais da Sagração (1971), de diversos jornais e da revista
uma casa de saúde no Rio de Noite sobre Alcântara (1978), A Manchete, do grupo Bloch.
Janeiro contra problemas respira- Coroa de Areia (1979), Largo do Em 1999, o consagrado es-
tórios. Mas, seguindo os ciclos da Desterro (1981), Perto da Meia- critor manifestou sua simpatia à
existência, na hora certa, fez seu Noite (1985), Confissões de um causa da Boa Vontade, enviando
caminho, “à feição do barco que romancista (1986) e Memórias um exemplar de seu trabalho mais
desliza pela superfície do lago, Póstumas de Machado de Assis recente à época, O Juscelino Ku-
tangido pela aragem matinal”, (1997). bitschek de minhas recordações,
como ele mesmo eternizou em Nascido em São Luís/MA, em que carinhosamente escreve:
seus escritos, uma prova de que o em 21 de agosto de 1917, filho “Para o meu querido amigo José
fenômeno morte não representa o de Mância de Souza e do Pastor de Paiva Netto, lembrança muito
aniquilamento da essência. Antônio Bernardo Montello, cordial do Josué Montello”.
A fecunda lavra literária de veio morar na capital fluminense Todas essas realizações cer-
Josué Montello, mais de 120 em 1936, mas guardou no estilo tamente impregnaram o Espírito
títulos, mostra as várias facetas e na escrita os hábitos da terra eterno de Montello da luz do
desse pensador, romancista, cro- natal. Passou brilhantemente pela saber, da cultura, que sempre
nista, ensaísta, historiador, orador, carreira pública, sendo Presidente cultivou. Que esta claridade o
teatrólogo, memorialista, pro- da ABL e do Conselho Federal de acompanhe na nova jornada, re-
fessor e jornalista, a exemplo do Cultura, subchefe da Casa Civil vestida, ainda mais, dos sinceros
genial Os tambores de São Luís, do Presidente Juscelino Kubits- sentimentos de Paz e do Amor
considerado pela Unesco um dos chek e Embaixador do Brasil na de Deus de que a Legião da Boa
patrimônios culturais da Huma- Unesco. Vontade e seu dirigente são por-
nidade e adotado por diferentes Foi Diretor-Geral da Biblioteca tadores, extensivos aos amigos
universidades da França no currí- Nacional, época em que encetou e família, especialmente a seus
culo de Literatura. Um livro que uma vigorosa reforma no Órgão, bisnetos, netos, filhas e à querida
narra a saga do negro, da origem trazendo-lhe notáveis melhorias. esposa, Yvonne. [L.S.M.]

62 BOA VONTADE