You are on page 1of 3

RESENHA1

Carneiro, Ednardo Chagas.2


Neto, Aldenor Pacífico.3
Packer, J.I. Na dinâmica do espírito: uma avaliação das práticas e doutrinas. São Paulo Vida
Nova, 2010, 279p.
James Ian Packer é um eminente teólogo anglicano. Doutor em filosofia pela
Universidade de Oxford serviu durante muitos anos como professor de teologia no Regent
College, em Vancouver.
Além dessa obra analisada o Doutor Ian tem várias outras obras publicadas como, por
exemplo; O conhecimento de Deus, Entre os gigantes de Deus entre muitas outras já
publicadas.
O livro é constituído por sete capítulos e um apêndice, nesses sete capítulos o autor
tenta nos mostrar uma idéia central a respeito do papel do Espírito Santo nos dias de hoje, o
propósito dele é mostrar ao leitor que a obra do Espírito santo não cessou.
No primeiro Capitulo do livro, O autor mostra que há bastantes limitações a respeito
desse assunto, ele usa alguns argumentos para provar que precisamos usar os óculos certos
para estudarmos essa doutrina, pois existem muitos pressupostos a respeito desse assunto que
não se sustentam por meio de argumentos sólidos. Packer diz que somente poderemos ter uma
visão clara sobre a obra do Espírito se a buscarmos nas próprias escrituras.
Ele trata sobre o Tema Focalizando no Espírito, neste capítulo ele mostra várias visões
a respeito da obra do espírito santo, o autor proporciona informações sobre como alguns
grupos cristãos ou grupos de intelectuais pensam a respeito da obra do Espírito. Já no fim do
capítulo, depois de apresentar bem detalhadamente cada ponto de vista sobre o papel do
Espírito, sobre em que se centraliza a doutrina do Espírito, Parker apresenta a sua visão sobre
este assunto: Que o papel do espírito é estar presente na vida de cada cristão.
No segundo capítulo, intitulado como: O Espírito Santo na Bíblia, o autor faz uma
defesa de como é entendido o novo ministério pactual do espírito santo na Bíblia. Então expõe
sobre o ministério do Espírito Santo em relação aos santos do Antigo Testamento, depois faz
uma exposição bem detalhada do novo papel pactual do Espírito Santo no Novo Testamento,
mostrando a respeito do Espírito Santo e cristo e o Espírito Santo e os cristãos.

1
Resenha apresentada como requisito para obtenção de nota parcial da disciplina de Vocação e Espiritualidade
cristã.
2
Estudante do 1° semestre do Curso Livre de Teologia na Escola Teológica Charles Spurgeon.
3
Ministro da Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB). Bacharel em Teologia.
No fim do capítulo Packer trata um pouco sobre os Dons Espirituais, o entendimento
Bíblico sobre esse assunto, e então explana detalhadamente o que são os Dons, o uso dos
Dons e a benção dos Dons, e por fim passa a expor sobre o Pentecostes, explicando a respeito
do verdadeiro significado do Pentecostes.
Continuando o livro, no terceiro e quarto capítulo do livro, Packer então aborda o tema
santidade por meio do espírito, no terceiro capitulo ele nos mostra o que é a própria santidade,
mostra a santidade como uma necessidade de todo cristão, o autor intitula o capítulo como: O
caminho da santidade, no desenvolver do capítulo, nos convence que a santidade é uma
prioridade na vida do cristão.
Após a defesa da necessidade da santidade, o autor nos mostra a negligenciação dessa
prioridade, e logo após passa a nos apresentar argumentos que comprovam essa
negligenciação. Por fim, mostra sete pontos Bíblicos a respeito da santidade. E caminhando
para sua conclusão fala a respeito da dinâmica do Espírito e da orientação do próprio Espírito.
Já no quarto capítulo o autor se prende a nos mostrar detalhadamente algumas visões
sobre a santidade, três visões para ser mais exato. O autor mostra no início do capítulo a visão
de santidade através dos óculos Agostinianos, e defende este, mostrando os pontos fortes e
fracos. Assim ele também faz com as outras duas visões, que são elas: a visão Wesleyana de
santidade e a visão de Keswick.
Na conclusão do capítulo, o autor mostra detalhadamente uma visão Bíblica de
santidade, com Cristo no centro e argumenta em alguns pontos o que a santidade Bíblica
realmente significa.
No quinto capítulo o autor expõe a respeito da Teologia carismática, ele intitula o
capítulo como: A vida Carismática. Ele trata essa vida, ou seja, essa teologia como uma nova
força espiritual. O autor mostra as semelhanças e diferenças entre os cristãos carismáticos e os
não-carismáticos. Por fim, nos mostra os pontos positivos dessa vida carismática e também
os aspectos negativos, E para concluir o capítulo Packer nos responde a pergunta: A
experiência carismática é singular?(P.191). Ele responde nos explicando que os carismáticos
são bem menos diferentes do que pensamos ser, e assim nos respondendo que as experiências
carismáticas não estão presas somente a este ciclo.
No sexto capítulo, o autor fala ainda mais um pouco sobre a vida carismática, ele
intitula o quinto capitulo de a vida carismática, já o sexto ele intitula como: A interpretação da
vida carismática. Ou seja, aqui neste capítulo, o autor vai expor um pouco sobre a vida dos
carismáticos, os costumes e etc.
O autor estuda conosco, cada doutrina por assim dizer dos carismáticos, e ao mesmo
tempo comentando os pontos fortes e fracos desta doutrina, comentando sobre qual o
problema de tal doutrina e comenta também qual a vantagem que essa doutrina trás consigo
mesma. O autor do inicio do capítulo ate mais do que o meio do capítulo vai tratar da visão
“Restauracionista”. E nisso mostra pontos bons e ruins. Por fim, o autor apresenta outra linha
de pensamento a respeito da teologia dos carismáticos “Teologia Alternativa”, então apresenta
algumas doutrinas, vantagens e desvantagens dessas doutrinas.
No ultimo capítulo do livro, nomeado como Vem, Espírito Santo, O autor faz um
resumo de tudo o que foi estudado no livro. Reafirmando algumas verdades essenciais para se
obter o verdadeiro conhecimento do ministério do Espírito Santo. Packer no ultimo capítulo
do livro nos deixa algumas tarefas obrigatórias, tanto para cristãos, pastores teólogos e todo o
povo de Deus. No fim do livro, no apêndice, o autor nos apresenta um titulo: O homem
miserável de Romanos sete. Expõe as visões sobre este capítulo de Romanos, nos dando
informações sobre os tipos de pensamento a respeito deste capítulo e por fim, já no final do
apêndice ele expõe qual ele considera ser a melhor forma de pensar e interpretar esse texto.
O autor do livro é muito informativo. É interessante ver que nesta obra ele se
compromete em nos mostrar cada ponto de cada ensinamento e não só os pontos que ele
concorda. O texto é imparcial, apresentando em todos os capítulos e em todos os tópicos, os
pontos positivos e negativos de tal ensinamento ou doutrina. O livro é rico em informações e
bem detalhado. Ajuda-nos a formarmos uma base bem fundamentada a respeito da obra do
espírito santo, nos presenteando com informações preciosas para formarmos nosso
pensamento a respeito de tal doutrina, O livro Na dinâmica do espírito, com certeza irá fazer
os leitores despertarem para um verdadeiro entendimento sobre o Espírito Santo.
O livro Na dinâmica do Espírito aborda temas importantes para a igreja, e para a fé
cristã. Alguns temas que o povo de Deus tem se escondido de pensar sobre, mas este livro trás
a tona ensinamentos que jamais deveriam ter saído da vista dos cristãos, portanto, indico e
recomendo este livro para todos os que estão na igreja, engajados na obra de Deus, pastores,
mestres, membros, mas especialmente para os teólogos, pois é de suma importância que um
cristão, seja qual for seu ministério ou oficio na igreja, tenha um conhecimento Bíblico e bem
fundamentado sobre o papel do Espírito Santo na igreja.