You are on page 1of 9

Manual de Instalação do

Serviço DHCP
Documento Manual de Instalação do Serviço DHCP
Versão 1.0-3
Data de Revisão 30 de setembro de 2008, por André Luiz de Souza Paula
Equipe Técnica Mantenedor: Felipe Camargo de Pauli
Revisor: Fábio Augusto de Muzio Tobich e André Lucas Falco
Colaborador: André Luiz de Souza Paula
Coordenação do projeto: Jonsue Trapp Martins
Páginas 9 páginas
Índice
1 SERVIÇO DHCP................................................................................................................5
1.1 Instalando o serviço DHCP........................................................................................6
1.2 Configurando o arquivo dhcpd.conf............................................................................6
1.3 Fixando um endereço IP.............................................................................................8
1.4 Iniciando, parando e reiniciando o Serviço................................................................8
1.5 Configurando os clientes............................................................................................9
Índice de Figuras
Figura 1: Tela inicial de Instalação....................................................................................................6
Figura 2: Configurando Clientes Windows........................................................................................9
Manual de Instalação do Serviço DHCP

1 SERVIÇO DHCP

O DHCP, Dynamic Host Configuration Protocol, é um protocolo de serviço TCP/IP que


oferece configuração dinâmica de terminais, com concessão de endereços IP de host e outros
parâmetros de configuração para clientes de rede. De um modo geral o trabalho de um servidor
DHCP é bastante simples. Ele responde aos pacotes de broadcast das estações, enviando um
pacote com um dos endereços IP disponíveis e os demais dados da rede. Periodicamente o
servidor DHCP verifica se as estações ainda estão lá, exigindo uma renovação do “aluguel” do
endereço IP (opção lease time). Assim os endereços IP são gastos apenas com quem realmente
estiver on-line, evitando que os endereços disponíveis se esgotem.

O DHCP oferece três tipos de alocação de endereços IP:

Atribuição manual - Onde existe uma tabela de associação entre o Endereço MAC do
cliente (que será comparado através do pacote broadcast recebido) e o endereço IP (e restantes
dados) a fornecer. Esta associação é feita manualmente pelo administrador de rede; por
conseguinte, apenas os clientes cujo MAC consta nesta lista poderão receber configurações
desse servidor;

Atribuição automática - Onde o cliente obtém um endereço de um espaço de endereços


possíveis, especificado pelo administrador. Geralmente não existe vínculo entre os vários MAC's
habilitados a esse espaço de endereços;

Atribuição dinâmica - O único método que dispõe a reutilização dinâmica dos endereços.
O administrador disponibiliza um espaço de endereços possíveis, e cada cliente terá o software
TCP/IP da sua interface de rede configurados para requisitar um endereço por DHCP assim que a
máquina arranque. A alocação utiliza um mecanismo de aluguel do endereço, caracterizado por
um tempo de vida. Após a máquina se desligar, o tempo de vida naturalmente irá expirar, e da
próxima vez que o cliente se ligue, o endereço provavelmente será outro.SERVIÇO DHCP

5
Manual de Instalação do Serviço DHCP

1.1 INSTALANDO O SERVIÇO DHCP


A instalação do sistema operacional deverá ser feita utilizando o Manual de Instalação
Básica de Servidores. No linux o serviço DHCP é exercido pelo dhcp3-server que nas
distribuições basedas em Debian pode ser instalado através do comando: apt-get install dhcp3-
server

Figura 1: Tela inicial de Instalação


Esta tela será apresentada, tecle <Enter> e o serviço estará instalado.

1.2 CONFIGURANDO O ARQUIVO DHCPD.CONF


O arquivo de configuração é o dhcpd.conf. No Debian o caminho para ele é:

/etc/dhcp3/dhcpd.conf

Não é necessário fazer backup do servidor DHCP, apenas copie o dhcpd.conf para não ter
que refazer as suas alterações quando houver necessidade de reinstalar o servidor. A
configuração do arquivo é igual independentemente da distruibuição. O arquivo de configuração
abaixo se refere a configuração da rede 10.0.0.0 como exemplo, substitua como o endereço da
rede do cliente. Verifique as seguintes linhas:

INTERFACES="eth0"

ddns-update-style none;

option domain-name celepar.parana;

default-lease-time 600;

max-lease-time 7200;

6
Manual de Instalação do Serviço DHCP

authoritative;

subnet 10.0.0.0 netmask 255.2555.255.0 {

range 10.0.0.100 10.0.0.254;

option routers 10.0.0.1;

option domain-name-servers 10.15.61.248, 10.15.61.246;

option broadcast-address 10.0.0.255;

Explicando melhor cada opção:

INTERFACES – define qual interface de rede pelo qual serviço irá escutar e responder as
requisições realizadas para o DHCP;

domain-name – configura o domínio de rede onde o servidor está sendo instalado, em


nosso exemplo está sobre o domínio celepar.parana;

default-lease-time – controla o tempo de renovação dos endereços IP, o “600” indica que
o servidor verifica a cada dez minutos se as estações ainda estão ativas. Se na rede houver mais
endereços IP do que máquinas, os endereços IP das estações raramente vai precisar mudar;

max-lease-time – em uma rede congestionada o max-lease-time determina o máximo que


uma estação pode usar um determinado endereço IP. Isso foi planejado para redes onde haja
escassez de endereços IP;

range – determina a faixa de endereços IP que será usada pelo servidor. Se você utiliza a
faixa de endereços 10.0.0.1 até 10.0.0.254 por exemplo, pode reservar os endereços de 10.0.0.1
a 10.0.0.100 para configurar as estações de IP fixo e usar as demais para o DHCP;

option routers – configura o endereço default gateway da rede, ou seja, o endereço do


roteador ou do servidor que está compartilhando a conexão;

option domain-name-servers – configura o nome dos servidores DNS que serão usados
pelas estações. Ao usar dois ou mais endereços eles devem ser separados por vírgula, sem
espaços;

option broadcast-address – configura o último endereço da rede, reservado para


broadcast, a ser configurado nas estações.

7
Manual de Instalação do Serviço DHCP

1.3 FIXANDO UM ENDEREÇO IP


Caso deseje fixar um endereço IP para determinada máquina no servidor DHCP será
necessário verificar o endereço MAC da placa de rede do equipamento, seja uma impressora de
rede, microcomputador, ou qualquer outro componente de rede. Insira no arquivo dhcpd.conf as
seguintes linhas:

host ecelepar10149 {

hardware ethernet 00:C0:EE:50:B7:C3;

fixed-address 10.0.0.100;

Explicando melhor cada opção:

host – nome da estação;

hardware ethernet – endereço MAC do equipamento a receber o IP fixo;

fixed-address – endereço IP a ser fixado;

1.4 INICIANDO, PARANDO E REINICIANDO O SERVIÇO


Utilize os comandos:

# /etc/init.d/dhcp3-server start - iniciar o servido DHCP

# /etc/init.d/dhcp3-server stop - parar o serviço DHCP

# /etc/init.d/dhcp3-server restart - reiniciar o serviço DHCP

Obs.: Toda vez que o arquivo /etc/dhcp3/dhcpd.conf for alterado o serviço deve ser
reiniciado.

8
Manual de Instalação do Serviço DHCP

1.5 CONFIGURANDO OS CLIENTES


a) Nas estações Linux (Debian):

Verifique o arquivo /etc/network/interfaces, deverá estar conforme abaixo:

# The loopback network interface

auto lo

iface lo inet loopback

# The primary network interface

auto eth0

iface eth0 inet dhcp

Também deverão estar instalados os serguintes pacotes: dhcp3-client dhcp3-common

Podem ser instalados com o seguinte comando: apt-get install dhcp3-client dhcp3-common

b) Nas estações Windows:

Num cliente Windows, deverá ser ativada a opção "Obter automaticamente um endereço
IP", nas propriedades TCP/IP da interface de rede:

Figura 2: Configurando Clientes Windows