You are on page 1of 16

Teoria de Evangelion

Desenvolvida por Master in Evangelion

Essa teoria foi desenvolvida totalmente por mim, baseada em toda a série e nos dois
movies (Death and Rebirth (DeR) e End of Evangelion (EoE), mas eu também quero
lembrar que em relação ao Segundo Impacto e sobre certos mistérios de Evangelion não
existe uma verdade absoluta, porque se existisse ela seria totalmente revelada pelo próprio
anime. Nessa teoria fala-se principalmente sobre o Segundo Impacto, mas como a
explicação para o Segundo Impacto abrange vários outros mistérios, também há a
explicação para vários desses outros mistérios. Vários dos meus argumentos podem ser
comprovados lendo o Red Cross Book, que pode ser encontrado no site
http://www.evaotaku.com e também através da cenas cortadas, cujo script em inglês pode-
se ser encontrado no mesmo site, e cuja versão em português pode ser encontrado em
www.santuariosdosanjos.hpg.com.br. MSN evangelionmaster@hotmail.com

Introdução ao Segundo Impacto e Detalhes sobre os Envolvidos nele

O Segundo Impacto foi todo planejado pela SEELE e por Gendou Ikari, e ao que
parece ele foi causado pela Lança de Longinus (que foi levada a Antártica, pois primeiro
ela foi encontrada no Mar Morto) e Lilith. É dito isso por causa de indícios de que Lilith
seja a Entidade Luminosa, pois, com base no EoE, depois de regenerada totalmente, Lilith
pode assumir a formar que mais lhe convém (no filme há um momento em que Shinji olha
Lilith e se lembra da Rei, então ela muda seu rosto para o de Rei, mas o menino continua
apavorado, então ela pega a fisionomia de Kaworu, para acalmá-lo), e no Segundo Impacto
sua forma seria aquela (daí então a razão da semelhança entre a Entidade Luminosa e o Eva
01, porque o pessoal da Gehirn viu Lilith e, como o Eva 01 foi feito a partir de Lilith, eles o
construíram com aquela mesma fisionomia) e aquelas quatro “asas” seriam dela (Lilith), já
que no EoE ela também possui “asas” semelhantes a do Segundo Impacto. E vale lembrar
que o Eva 01 também se mostrou com aquelas “asas” (lembrando que ele foi feito a partir
de Lilith). Com o fim do Segundo Impacto, provavelmente a Lança de Longinus se separou
de Lilith, e isso se assemelharia com o que aconteceu no Terceiro Impacto, quando, após o
Eva 01 sair de dentro de Lilith, a Lança de Longinus se desfusionou do mesmo. Algo
importante a ser lembrado é: Ao se fusionar Eva 01 com a Lança de Longinus no EoE,
nasceu a Árvore da Vida, que assumiu aquela forma mostrada no filme. Mas, como eu
havia dito a forma a assumir será sempre a que essa entidade desejar, não precisando ser
exatamente a mesma ou algo semelhante a alguma outra forma anterior. E isso é claramente
mostrado nesse momento em que a Árvore da Vida sai de dentro de Lilith. Nesse momento
ela mostra-se completamente com a forma do Eva 01 e em seguida a Lança sai de dentro do
Eva e depois que isso acontece que a Árvore da Vida se desfaz (indicando que o Eva 01 não
estava mais no patamar equivalente a um “Deus”). Bem, com o fim do Segundo Impacto,
estariam separados a Lança de Longinus e Lilith, a Lança acaba sendo deixada lá na
Antártica, pois provavelmente ela não seria necessária de imediato para os fins da SEELE,
e ao contrário disso, Lilith era de suma importância para a construção do Evas (primeiro o
Eva 00 e em seguida o Eva 01). Assim, com provável mínima energia devido ao Segundo
Impacto, Lilith é capturada e levada ao Japão. Lá é feito o clone real dela, o Eva 01. Ele é
feito através das pernas de Lilith (daí a razão dela aparecer sem suas pernas no anime). E
antes do Eva 01 foi feito o Eva 00, um protótipo, não podendo ser considerado um clone
real e total de Lilith, assim como o Eva 01 é considerado. Após essa utilização de Lilith ela
é pregada numa cruz, e nela posta a máscara com o emblema da SEELE (o comitê nascido
antes do Segundo Impacto). Adão, o primeiro dos Angels, teria sido capturado e
aprisionado após o Segundo Impacto em sua forma embrionária (pois ele teria nascido
durante o Segundo Impacto, como será melhor explicado mais adiante), para que ele não
terminasse de se desenvolver, e depois a SEELE o usaria para seus propósitos, como, por
exemplo, construir as outras unidades Evas.
O destino do Segundo Impacto foi todo calculado pela SEELE, lembrando que o
Segundo Impacto foi causado intencionalmente, como será explicado melhor a seguir.

Fatos Importantes

O que foi dito acima teve como objetivo dar uma iniciada na linha de raciocínio que
essa teoria seguirá e para um melhor entendimento do que será explicado logo após a
apresentação dos seguintes detalhes:

- No Mar Morto foram encontrados os “Manuscritos do Mar Morto”. Eles foram


encontrados por um grupo de pesquisadores que depois formaram a SEELE.

- Os velhos da SEELE desejam realizar todos os acontecimentos previstos pelos


Manuscritos do Mar Morto, para que no fim aconteça o Terceiro Impacto, que é o objetivo
final da SEELE. Isso porque seria esse impacto que levaria o projeto de Complementação
Humana a sua conclusão, ou seja, o objetivo da SEELE é retornar todos os seres a forma
mais inicial da vida: o LCL. Assim, a humanidade tornaria-se um único ser, e seria
complementada, e ainda teria a chance de evoluir para outra forma de vida, que na
concepção da SEELE, seria melhor que a forma humana atual. A evolução da humanidade
para uma forma de vida “melhor” sempre foi o objetivo da SEELE, o que se alterou com o
passar do tempo foi a maneira como eles concluiriam seus objetivos.

- No Mar Morto eles também encontraram a Lança de Longinus, que possui um Campo
Anti AT e assim pode atravessar qualquer Campo AT existente e conseqüentemente
derrotar qualquer oponente com facilidade. Essa Lança foi usada para causar o Segundo
Impacto e mais tarde ela também foi peça fundamental no Terceiro Impacto.

A Verdade por trás do Segundo Impacto, seus Fins e Conseqüências

Os velhos da SEELE e Gendou Ikari sabiam tudo que estava previsto para acontecer
na Terra, e assim, os velhos queriam concretizar as escritas dos Manuscritos do Mar Morto.
Para isso eles forjaram uma expedição para a Antártica, e assim eles “descobriram” que no
subsolo daquele continente de gelo havia um enorme Geo-Front, e descobriram que um ser
totalmente desconhecido habitava lá. Por enquanto eu chamarei esse ser de Entidade
Luminosa. Após a SEELE montar sua base lá (essa era apenas uma base temporária, pois a
real base da SEELE fica na Alemanha) eles começaram a estudar aquele ser que, pelos
cientistas, foi chamado de Adão, pois ele seria o primeiro dos 17 Angels. Mas o que mais
intrigava os cientistas era o porquê e como a Entidade possuía tanta energia concentrada em
seu corpo. Com base naquilo o Dr. Katsuragi desenvolveu uma teoria sobre o S2 (Super
Solenóide), mas essa teoria ainda estava longe de ser concretizada e também era apenas
uma teoria. SEELE “descobriu” que a Lança de Longinus poderia ser útil nos estudos dessa
Entidade Luminosa, porque como a Entidade possuiria Complexo S2 e um Campo AT (isso
seria dito com base nas teorias do Katsuragi) a Lança poderia neutralizar a energia da
Entidade, assim ela poderia ser melhor estudada.
Mas isso tudo não passava de uma farsa montada pela SEELE, pois na verdade ela
desejava causar o Segundo Impacto. Então eles programaram o contato físico entre a Lança
e a Entidade para dia 13 de Setembro. Já sabendo dos planos da SEELE, Gendou Ikari e sua
esposa partiram do continente de gelo e voltaram para o Japão. E chega então o dia
marcado para a experiência, e quando eles colocam a Lança de Longinus em contato com a
Entidade Luminosa acontece o inesperado pelos cientistas. Ao contrário do que eles
esperavam a energia da Entidade aumenta infinitamente mais até chegar ao momento em
que as instalações não agüentaram mais, eles tentaram retirar a Lança, mas falharam, eles
tentaram reduzir a energia da Entidade, mas também falharam, eles dizem ainda que a
Entidade soltou seu Campo AT, mas eles se enganaram, na verdade aquilo era um Campo
Anti AT (da ordem Campo AT Invertido), que acabou se unindo ao Campo Anti AT da
Lança. A Entidade sobe à superfície do continente da Antártica, abre suas quatro “asas” e
com toda a sua energia através de seu Campo AT Invertido ela desmaterializa e devasta
totalmente o continente de gelo e regiões próximas. E foi exatamente assim o Segundo
Impacto.

Explicação e Demonstração da Razão de o Segundo Impacto ter sido assim

Apesar de tudo que está escrito aí poder ser comprovado vendo as cenas cortadas do
anime (episódio 21, cujos scripts podem ser encontradas no site: http://www.evaotaku.com)
muitos mistérios ficaram no ar e todos serão desvendados por mim agora. As respostas para
eles estão de modo direto, sem as perguntas antes.
Pelas escritas dos Manuscritos os velhos da SEELE já sabiam da existência do
Angels, por isso eles chamaram erroneamente a Entidade Luminosa de Adão, mas na
verdade ela era Lilith. Provavelmente os velhos chamaram essa Entidade de Adão porque
esse seria o nome mais apropriado para o possível Angel, e também esse nome iludiria
facilmente os cientistas, principalmente por causa da forma da Entidade, que se assemelha a
de um humano. Isso certamente fez com que os cientistas nem chegassem a levantar a
hipótese de a Entidade não ser o primeiro dos Angels. E o que pode até comprovar que eles
chamaram Lilith de Adão para induzir os cientistas, é que no episódio 15 (Mentira e
Silêncio) quando Kaji mostra Lilith a Misato, ela na mesma hora se lembra da Entidade
Luminosa, e quando ela estava na Antártica, também teria chegado aos ouvidos dela que o
nome da Entidade era Adão. Nesse mesmo episódio, Kaji diz a ela que aquele ser
crucificado era Adão, justamente para enganá-la, que foi o que aconteceu. E é bom lembrar
que Misato viu claramente a Entidade durante o Segundo Impacto, e dificilmente ela se
confundiria, e por isso associou Adão a aquela Entidade Luminosa. E é bom lembrar
também que Kaji afirma que aquele ser crucificado foi a chave do Segundo Impacto, mas
ele mentiu quanto ao nome dela, pois Misato já havia sido enganada quanto a isso quinze
anos atrás.
A Entidade Luminosa realmente era Lilith, isso pode ser comprovado das seguintes
maneiras: Definitivamente, a Entidade Luminosa possui um Núcleo S2, assim, caso essa
Entidade fosse Adão, o contato entre esse Núcleo e a Lança de Longinus deveria,
obrigatoriamente, desativar Adão, pois ele apenas libera Campo AT e a Lança não teria seu
Anti AT unido com um Campo AT gerando uma alta concentração de energia e dando
maior “vida” e “poder” a Entidade, a Lança atravessaria o Campo AT de Adão, penetraria
em seu Núcleo e o desativaria. Só foi possível acontecer de a Entidade aumentar sua
energia interna, “despertar” e causar o estrago que causou, sem ser desativada no início do
experimento, porque a Entidade, Lilith, pode gerar um Campo Anti AT. Assim sendo,
quando a Lança penetrou no Núcleo de Lilith, a mesma (Lilith) liberou seu Campo Anti
AT, permitindo que a Lança se fusionasse com o mesmo Núcleo, proporcionando a
Entidade um enorme aumento em sua energia interna.
Algo semelhante aconteceu no Terceiro Impacto no momento que a Lança de
Longinus voltou da Lua e foi em direção ao Eva 01. Logo após isso a Série Eva e o Eva 01
formaram o Gráfico Sefirótico, e inverteram seus gráficos solenóides (propiciando o
surgimento de um Campo Anti AT). Nesse momento Maya diz que todos esses fenômenos
são iguais aos de quinze anos atrás (no Segundo Impacto, 2000). Aí é liberada uma enorme
quantidade de energia destrutiva (Campo AT Invertido liberado). Algum tempo depois a
Série Eva uniu-se a Lilith. E finalmente após um tempo, a Lança de Longinus funde-se
perfeitamente com o Eva 01 (clone real de Lilith) formando assim a Arvore da Vida. Ou
seja, o desfecho desse prelúdio ao Terceiro Impacto foi igual ao desfecho do prelúdio ao
Segundo Impacto: Campos Anti AT permitem a um Núcleo S2 fundir-se com a Lança,
criando a Árvore da Vida, e em seguida é liberado um Campo AT Invertido (devido à
ausência de um 3º Fator, que será explicado adiante, que levaria esse processo à pureza).
Além de ter causado toda aquela destruição, o Segundo Impacto teria gerado Adão,
o real primeiro Angel. Ou seja, a fusão da Lança de Longinus a Lilith gerou todos os Anjos,
sendo que da fusão Lança de Longinus mais Lilith surge a Árvore da Vida. Esse processo
aconteceria dessa maneira:

- Lilith se fusiona com a Lança de Longinus, o Fruto da Sabedoria junto ao Fruto da Vida.
Dessa fusão nasce então a Árvore da Vida.

- A Árvore da Vida, por sua equivalência a Deus, gerou o Óvulo Branco (estima-se na
época do Impacto Gigante) e o Óvulo Negro (sem confirmação de data).

- Do Óvulo Negro nascem os humanos (através do LCL gerado, humanos e outros seres
evoluem até suas atuais formas) e do Óvulo Branco nascem os Anjos (o Segundo Impacto
faz abrir-se a Sala de Gauf, e isso faz com que a Óvulo Branco gere os Anjos).

E de maneira comparativa seria explicado assim:

- Lilith representaria uma mulher, a Lança representaria um homem. Os dois se unem


(corresponderia ao sexo) e eles se comparariam a Deus em relação ao poder de gerar uma
nova vida. Essa união seria a Árvore da Vida, que geraria novas vidas. Dessa fusão (sexo)
nasceriam dois filhos (os dois Óvulos). Um puxaria a mãe (Lilith), esses seriam os humanos
vindos do Óvulo Negro e o outro filho puxaria o pai (Lança de Longinus), esses seriam os
Angels, vindos do Óvulo Branco. Ou seja, na representação bíblica, a relação seria a
seguinte: Lilith (Lilith bíblica) e Lança de Longinus (Adão bíblico) seriam os primeiros
seres da Terra, e por meio da união deles (Árvore da Vida) nasceriam os humanos e os
Angels.
Basicamente os descendentes da Árvore da Vida que “puxaram” geneticamente a
Lança de Longinus seriam representados assim: Árvore da Vida = Lilith + Lança => Adão
=>Kaworu. Seria assim: a humanidade e os outros Angels seriam a descendência Lilith,
enquanto Adão e Kaworu seriam a descendência Lança de Longinus (Solo Vermelho). Ou
seja, essa união (Árvore da Vida) criou Lilims (Lua Negra, o Óvulo Negro de Lilith),
Angels (Lua Branca, o Óvulo Branco de Lilith) e todos os outros seres, que se diferenciam
em diversos pontos, e por isso são seres diferentes. E apesar de todos os Angels terem sido
gerados de um mesmo Óvulo, uns puxaram Lilith (a maioria) e outros a Lança de Longinus.
Em termos religiosos: Deus seria a Árvore da Vida, e criaria todos os seres vivos, mas, no
entanto, apesar de todos os seres serem descendentes de Deus, todos eles são diferentes,
tanto na aparência, quanto na espécie, quanto na forma, quanto no gênero, etc.
Assim, os humanos herdariam de Lilith o Fruto da Sabedoria e os Anjos herdariam
o Fruto da Vida (S2) da Lança de Longinus e o padrão de sangue azul de Lilith. Apesar
disso, seria um erro afirmar que Lilith não possui um Núcleo S2, apesar de ser uma
Entidade Transcendental, ela necessita de um meio para manter eterna sua forma física
(apesar de isso ser apenas por praticidade e conveniência), assim, ela utiliza-se do Núcleo
S2. Depois de regenerada, Lilith não apresenta um Núcleo S2 exposto, mas é bom lembrar
que até nos Angels nem sempre o Núcleo S2 está exposto. E no EoE, a Árvore da Vida uni-
se a Lilith quando a mesma “abre” sua testa e apresenta um espécie de olho, por onde entra
a Árvore da Vida. Apesar de ser apenas uma hipótese, esse olho poderia representar o
Núcleo S2 de Lilith. E é difícil crer que Lilith não possui um Núcleo S2. E algo importante
a se dizer: Quando a Lança é retirada de Lilith, a mesma se regenera, mesmo ela estando
sem sua alma. Ou seja, sem um Núcleo S2 seria impossível que isso acontecesse, e, nesse
contexto, o Núcleo S2 poderia sim estar localizado na região da cabeça de Lilith.
Com base no que foi apresentado sobre a Árvore da Vida, pode-se também analisar
outros fatores que levam a crer que Adão nasceu no dia do Segundo Impacto. Relembrando,
o Segundo Impacto foi causado essencialmente pela Lança de Longinus e Lilith (igual ao
Terceiro Impacto, já que Adão em si não teve participação no Segundo Impacto e no
Terceiro sua participação não foi essencial. E como Adão também se liga diretamente a
Lança, os Evas 05-13, que vieram de Adão, também têm como origem a Lança). E isso faz
sentido, pois isso explicaria a forma embrionária de Adão (que aparece durante todo anime)
e ele teria sido capturado naquela forma embrionária e depois congelado e ficou naquela
maleta. Além do que, como Adão já estaria desenvolvido naquela época e os outros Angels
não? A explicação é que ele nasceu no dia do Segundo Impacto, e iria se desenvolver até
2015, igual aos outros Angels (menos Tabris, porque na prática ele não nasceu no dia do
Segundo Impacto, mas pelo lado de onde foi originado sim), mas como Adão foi
congelado, seu desenvolvimento foi interrompido (e isso explica porque os Manuscritos do
Mar Morto falam na chegada dos Angels em 2015, ou seja, todos se desenvolveriam e, em
2015, chegariam para concretizar seus objetivos).
E caso você pergunte sobre Sandalphon, ele termina de se desenvolver exatamente
quando tentam capturá-lo (aquela cela eletromagnética fornece energia para seu
desenvolvimento). Também é bom lembrar que no anime eles falam que Kaworu nasceu no
dia do Segundo Impacto, e como Kaworu foi feito a partir de Adão, essa seria uma maneira
implícita de dizer que Adão teria realmente nascido no dia do Segundo Impacto, ou seja,
essa poderia ser também a prova que o anime, implicitamente, nos dá que Adão nasceu no
dia do Segundo Impacto. Deixe-me explicar melhor minha linha de raciocínio em relação a
isso.
- Kaworu foi feito em laboratório pela SEELE através de Adão (mais ou menos como Rei
foi feita, só que Rei veio de Lilith e Yui), mas Kaworu só possui a aparência humana, pois
ele é totalmente um Angel e, ao contrário de Rei, não possui genes humanos, apenas uma
aparência física humana.

- Quando a NERV recebe seu histórico, eles vêem que Kaworu nasceu no dia do Segundo
Impacto.

- Tendo Kaworu sido criado pela SEELE, seria impossível que eles conseguissem criá-lo no
dia do Segundo Impacto, por falta de recursos e materiais principalmente. Assim sendo
porque seu histórico dataria seu nascimento naquele dia?

- Tendo em vista minha teoria, Adão nasceu no dia do Segundo Impacto. Kaworu foi feito a
partir de Adão. Ou seja, pode-se até dizer que Kaworu representa Adão, assim, a data de
nascimento de Kaworu representaria a data de nascimento de Adão. Bem, essa também foi
à única explicação que eu encontrei para o histórico de Kaworu datar aquele dia.

Sem dúvida alguma, a Lança de Longinus é um ser vivo, ou melhor, assim como
Lilith, a Lança também é uma Entidade Divina. E a união entre essas duas Entidades
Divinas resulta a Árvore da Vida, que une o Fruto da Sabedoria (Lilith) e o Fruto da Vida
(Lança de Longinus), já que a Lança é dotada de S2. Assim, em Evangelion, pode-se
considerar Lilith e a Lança de Longinus como sendo o Fruto da Inteligência e o da Vida
originais, respectivamente. É estranho pensar que uma Lança é um ser vivo, mas é bom
lembrar, que como Lilith, a Lança pode adquirir a forma que ela desejar, e ambos podem
gerar Campo Anti AT, ou seja, eles dois não possuem limites físicos.
O corpo de Lilith não é dotado de Complexo S2, como o Katsuragi achava que era,
o que se constata é que ela possua especificadamente um Núcleo S2. Ele apenas
desenvolveu teorias sobre a fonte de energia de Lilith, e mesmo assim, ele também não
poderia afirmar suas teorias, já que eles também não podiam aprofundar seus estudos na
Entidade. Apesar disso, essa teoria foi de grande ajuda a todos os estudos depois do
Segundo Impacto. Assim, Katsuragi errou apenas ao falar que o corpo da Entidade era
dotado de S2, quando na verdade, ela possui apenas um Núcleo S2. E além do mais, Keel
Lorentz simplesmente desprezou essa teoria, ele sabia que ela não se aplicaria a Entidade
Luminosa, por isso ele simplesmente a desprezou, e em uma das falas dele, pode ter ficado
claro que aquela Entidade era Lilith, porque nessa fala (cenas cortadas do episódio 21) ele
se refere à Entidade Luminosa e aos estudos do Katsuragi e diz que Deus nunca será
explicado, descobri-lo foi bom, mas nunca conseguirão explicá-lo. Ou seja, ele se refere à
Entidade como sendo Deus, ou seja, o mais provável é que Lilith seria referida por Keel
como Deus, e não Adão (que além do mais é chamado de Shito, discípulo).
E eu posso afirmar que sem dúvidas alguma Lilith possuía uma gigantesca
quantidade de energia no seu corpo (e conseqüentemente poderia ser a Entidade Luminosa
do Segundo Impacto). Isso pode ser provado porque no filme, após Lilith se regenerar
totalmente, o pessoal da NERV detecta uma altíssima quantidade de energia no Dogma
Central, eessa energia era de Lilith.
E a explicação do porque a Lança ficou por muito tempo enfiada no peito de Lilith
durante o anime e não aconteceu nada é simples: Lilith não estava regenerada,
conseqüentemente ela não possuía energia para causar o Terceiro Impacto junto à Lança.
Quando ocorre a retirada da Lança de seu peito, ela pode iniciar sua regeneração, mas para
terminá-la ela precisava de Rei, que foi feita com seus genes e organismos, além de possuir,
em parte, a essência da alma de Lilith.
A SEELE sabia das conseqüências, mas mesmo assim ela fez com que acontecesse
o Segundo Impacto porque o objetivo da SEELE é concretizar o cenário dos Manuscritos
do Mar Morto, e certamente os Manuscritos falam sobre o Terceiro Impacto, e certamente
também falavam que o Segundo Impacto não extinguiria a humanidade. E agora, uma clara
e importante explicação sobre o porquê de o Segundo Impacto não ter possuído condições
de causar o “Impacto Final” e junto uma relação com o Terceiro Impacto:
O Segundo Impacto não teve condições de ser um sucesso devido à falta de um
terceiro fator: a presença não exatamente de Shinji, ou da alma de Yui, mas a de todos os
sentimentos humanos. Assim, SEELE e NERV iniciam um projeto de Complementação
Humana, para que todos os possíveis participantes do processo do Terceiro Impacto
(desejado pela SEELE e Gendou) aprimorassem suas almas e mentes, para que aquele 3º
fator estivesse presente no processo que levaria ao Terceiro Impacto.
Assim, cada Angel foi aproximando-se mais e mais da mente humana para poder
compreender os sentimentos humanos. Dessa forma, por fim, Kaworu (Tabris) se
aproximou de Shinji, obteve o máximo da compreensão dos sentimentos humanos. Pronto,
o seu objetivo estava por se concluir. Então ele foi repetir o processo do Segundo Impacto e
foi ao encontro de Lilith, mas a mesma não estava regenerada, tornando assim, impossível
o inicio do Terceiro Impacto. E, em uma atitude demonstrando perfeição espiritual e
mental, ele aceitou sua morte, pois já estava completo, ele concluiu os objetivos dos
Angels, que era compreender os humanos para assim complementarem-se e estarem em
condições, consideradas por eles, necessárias a estarem, mais uma vez, ao lado de Deus.
Assim, ele morreu com seu objetivo concluído. E agora, toda a relação entre os
participantes do Terceiro Impacto:

- O Terceiro Impacto, originalmente, seria causado apenas utilizando-se de Lilith e da


Lança de Longinus.

- Como a Lança ficou perdida na órbita lunar, o Terceiro Impacto seria causado utilizando-
se os Evas 05 a 13, junto ao Eva 01, pelos planos da SEELE. E por parte de Gendou, ele
pretendia usar Rei e Adão (que estava fusionado em sua mão).

Portanto um quadro comparativo ficaria assim:

Terceiro Impacto Original ------- Substitutos da SEELE --------- Substitutos de Gendou


Lilith ------------------------------------ Eva 01 -------------------------------- Rei
Lança de Longinus ---------------- Evas 05 ao 13 -------------------- Adão

Assim, vemos que nas três formas propostas para o Terceiro Impacto há a presença
do 3º fator:

- Com Lilith e a Lança: Lilith estaria agora fusionada com Rei, assim o 3º fator está
presente nos sentimentos de Rei, que foram influenciados pela sua convivência com os
humanos e em parte pelos genes de Yui Ikari.
- Com Eva 01 e Evas 05 a 13: A SEELE pretendia matar a Terceira Criança também,
portanto, o 3º fator estaria presente na alma de Yui Ikari, que se encontra dentro do Eva 01.

- Rei e Adão: Nesse o 3º fator está presente nos sentimentos de Rei e nos de Gendou, já que
Adão estava fusionado com a mão dele.

Com isso, fica extremamente clara a relação entre Lilith, Eva 01 e Rei, relação essa
já conhecida por todos. E fica muito mais clara a relação entre a Lança de Longinus, Evas
05 a 13 e Adão. Assim afirmo que o Segundo Impacto foi a unificação proibida citada por
Gendou no EoE, mas nesse caso estavam presentes apenas Lilith e a Lança de Longinus, e
havia ausência do 3º fator. E foi essa ausência que levou o Segundo Impacto a fracassar, ou
melhor, foi essa ausência que obrigou o Segundo Impacto a ser um processo impuro,
gerando um Campo AT Invertido (representando impureza) e causando apenas mortes e
não o puro retorno ao LCL.

Comprovação de que a Entidade Luminosa era Lilith

Vendo a última cena cortada do episódio 23, existe algo que talvez seja a revelação
mais importante de Evangelion: a comprovação da verdadeira identidade da Entidade
Luminosa. Para essa comprovação, citarei aqui, na integra, o diálogo dessa cena. A
começar assim:

Obs¹: A cena se passa onde estão armazenados os corpos (sem almas) de Rei, os mesmos
que servem como base para o sistema do Dummy Plug.
Obs²: Ritsuko está prestes a acabar com todos os corpos de Rei. Nesse momento Ritsuko
começa a falar sobre a descoberta da Entidade Luminosa e sobre o nascimento dos
Evangelion.

O diálogo é assim, e entre parênteses estão meus comentários:

Ritsuko: “Os humanos acham um Deus, e então eles tentam obtê-lo.” (Nesse momento fica
claro que esse “Deus” era a Entidade Luminosa. E isso pode ser comprovado porque nesse
momento aparece a imagem da Entidade, ainda adormecida, no momento em que estão
colocando os prováveis trilhos nela. Ou no momento em que ela está acordando após
colocarem a Lança de Longinus nela (mais provável). A imagem dessa cena é a seguinte:
Ritsuko: “Como um resultado, a humanidade foi punida. Isso foi há 15 anos atrás.” (Ela
refere-se ao Segundo Impacto. Depois surgem as imagens da Entidade Luminosa já na
superfície, e depois a imagem da mesma abrindo suas quatro asas).

Ritsuko: “Aquele Deus desaparece.” (Ela refere-se ao fato de o deus ter aniquilado tudo e
todos da região do continente de gelo, assim, aquela imagem de um Deus some, dando
lugar a imagem de uma entidade destruidora. E aparece a cena em que mostra a explosão
naquela região vista de um satélite).

Ritsuko: “No entanto eles tentaram reviver esse Deus por conta própria.” (Eles referem-se
a SEELE tentar reviver essa Entidade através da criação dos Evas e do Projeto E).

Ritsuko: “Ele era Adão. Um humano foi feito de Adão para que estivessem perto de
Deus.” (Ela diz que aquele deus era Adão, e que dele nasceu um “humano” – o Eva. No
entanto nessa cena aparece a maneira como foi feito o Eva 01: aparece Lilith! Isso mesmo!
Aparece Lilith sem suas pernas e o processo de clonagem para a criação do Eva 01!
Seguem as imagens:

Ritsuko: “Esse é o Eva.” (Ela acabou de afirma que o Eva 01 veio do Gigante
Crucificado no Central Dogma. Ela o chama erroneamente de Adão, quando todos
soubemos que ele é Lilith).

Apenas uma observação importante em relação a essas cenas: essas quatro cenas
foram retiradas da abertura de Evangelion Renewal, mas as quatro aparecem exatamente
assim na última cena cortada do episódio 23, a diferença é que nesse episódio elas
aparecem com uma certa transparência, mas podem ser claramente visualizadas, eu
coloquei essas aí apenas por uma questão de “melhor visualização”.
Ou seja, não só Misato, mas também Ritsuko foi enganada quanto ao nome do
Gigante Crucificado. E vendo essas cenas junto aos correspondentes diálogos isso fica mais
do que claro. Assim, Ritsuko afirmou que a mesma Entidade do Segundo Impacto era
aquele ser que estava sem as pernas, servindo para a construção do Evangelion 01, ou seja,
ela afirmou que a Entidade Luminosa é realmente Lilith. E sim, da mesma forma que
Ritsuko foi enganada, a maioria dos envolvidos com a SEELE e NERV (tirando Gendou,
Fuyutsuki e os velhos da SEELE) foram enganados quanto ao verdadeiro Adão, a
existência de uma Entidade chamada Lilith e também sobre o objetivo final de retornar a
humanidade ao LCL. Provavelmente Kaji, devido à missão de levar Adão a Gendou, e
devido as suas especulações ele sabia que o ser crucificado era Lilith, e por suas próprias
razões ele enganou Misato no episódio 15. E é bom lembrar que assim como sua filha,
Naoko Akagi também foi enganada sobre o nome do ser crucificado no Dogma Central. Por
falar nisso, é bom deixar claro, que, sem um esquema de mentiras e enganações, a SEELE e
a própria NERV, nunca conseguiriam concluir seus objetivos, já que ninguém concordaria
em participar de um projeto que visaria aniquilar a humanidade, causando o retorno ao
LCL. Por isso foram necessárias várias mentiras e enganações dos velhos da SEELE e de
Gendou sobre os envolvidos no projeto.

Conclusão da Parte Específica sobre o Segundo e Terceiro Impacto

Então, disso tudo se conclui que o Terceiro Impacto, ao contrário do Segundo, foi
um sucesso devido à presença de um 3º fator: os Sentimentos Humanos. E com base no que
apresentei, acredito firmemente que a Entidade Luminosa era realmente Lilith e que tudo
ocorreu como eu descrevi e devido aos motivos que apresentei, não vendo eu outras
potenciais possibilidades. E aqui acaba a parte dessa teoria que se refere exclusivamente ao
Segundo e Terceiro Impacto.

Detalhes e explicações de outros mistérios. Nem todos possuem relação direta com
o Segundo ou Terceiro Impacto.

Campos AT – Suas variações

No anime são constantemente feitas referências aos Campos AT. No EoE


principalmente nos é melhor apresentado o Campo Anti-AT e, menos destacado, o Campo
AT Invertido. Mas qual a relação entre eles, ou melhor, quais são suas propriedades?
Eu poderia falar sobre o que na verdade são esses Campos de maneira detalhada,
mas não é esse o objetivo desse subtópico. O objetivo é explicar o que cada um deles
proporciona aos envolvidos com sua geração e/ou ataque sofrido. (Lembrando que essas
definições não são oficiais, são apenas as que eu considero melhor para cada definição).

Campo AT – A Luz da Alma como foi dito por Kaworu, a barreira física que põem limites
no território sagrado de cada um de nós. É o que permite aos seres vivos possuírem seus
corpos físicos, é o que permite a individualidade da alma de cada um. Os Evangelions e os
Angels têm a capacidade de expandir seus Campos AT, de modo a criar uma barreira de
proteção e/ou causar destruição ao redor dos mesmos.

Campo Anti AT – Um Campo que permite eliminar toda e qualquer forma física em seres
viventes. Ele permite a não-individualização do ser. No entanto, existem subcategorias de
Campo Anti AT, e apenas assim que se pode definir com maior precisão seu total
funcionamento:

Campo Anti AT Puro – Quando expandido tem a capacidade de desmanchar todo e


qualquer Campo AT existente (se o mesmo for de intensidade menor que o Anti AT
referido). Podendo assim, reduzir toda e qualquer forma de vida ao LCL. Foi com esse
Campo Anti AT que Lilith retornou a humanidade ao LCL, ou seja, no Terceiro Impacto foi
a liberado um Campo Anti AT, como visto, que nos levou a total pureza de espírito. Foi
todo um processo puro e de resultados complementativos espiritualmente. Apenas Lilith e a
Lança de Longinus possuem-no por meios naturais, sendo que, aparentemente, apenas
Lilith é capaz de expandi-lo da maneira como a do EoE. É a expansão mais pura existente,
pois ela promoveu o mais puro e celestial retorno ao LCL, o que era desejado pela SEELE.
Não foi essa ordem de Campo Anti AT a presente no Segundo Impacto. Não causa
explosões ou destruições físicas, apenas faz “desmanchar” as formas físicas vivas
(Importante: Destruição é diferente de “desmanchar”).

Campo Anti AT Materializado Passivo – É o Campo anti AT que dá ao indivíduo uma


espécie de propriedade “fantasma”, foi o que permitiu a Lilith atravessar paredes e pessoas
no EoE. Não promove destruição ou retorno ao LCL algum, apenas a referida propriedade.

Campo Anti AT Materializado Destrutivo (Campo AT Invertido) – Esse possui


propriedades físicas de destruição, ao mesmo tempo em que possui a origem no Campo
Anti AT, esse promove a destruição física. É capaz de destruir qualquer coisa, sendo uma
forma física viva ou bruta. É a expansão impura do Campo Anti AT. É o que foi liberado
no Segundo Impacto, como dito antes, o mesmo não possuía o referido “3º Fator”, por isso
não pode ser o retorno puro ao LCL (não pode ser liberado um Campo Anti AT Puro,
resultando assim numa destruição em massa da região). Ele é expandido de modo a “sugar”
os que entram em contato com o mesmo, levando-os a serem destruídos. Dos Campos Anti
AT essa é a única ordem que pode promover impactos físicos.

Apesar dessas diferenciações, ao que tudo indica e também de modo a facilitar o


entendimento, o anime utiliza apenas o termo Campo Anti AT para designar qualquer
Campo relacionado ao mesmo. Um exemplo é qual a Série Eva e o Eva 01 revertem seus
gráficos solenóides, representando assim, um Campo AT Invertido, mas mesmo assim, o
professor Fuyutsuki observa o fato e refere-se ao mesmo como sendo um Campo Anti AT.
Devido a exemplos como esse, acredito que o produtores do anime utilizaram apenas um
termo para designar todas as subdivisões do mesmo, a termos de facilitar a compreensão.

“Verdades” que chegaram aos ouvidos da Misato

Uma coisa que é dita por Misato, no filme, é que todas as formas de vida foram
criadas a partir de um ser chamado Lilith, mas a verdadeira criação da humanidade (e de
todos os Angels e outros seres vivos) foi feita a partir de Lilith e a Lança de Longinus, ou
seja, da Árvore da Vida, pois o filme nos mostra que quando a Lança se fundiu com o Eva
01, que foi feito a partir de Lilith, eles formaram a Árvore da Vida, fonte de toda
humanidade e seres vivos (exatamente como disse Fuyutsuki), e isso é comprovado
também de uma forma bíblica. Kaworu chama a humanidade de Lilims e nas crenças dos
rabinos, Lilith foi a primeira esposa de Adão e seus filhos foram chamados de Lilims, ou
seja, Lança de Longinus (Adão da Bíblia) junto a Lilith criaram toda a humanidade
(Lilims). Mas em Evangelion essa união gerou não só Lilims, mas também Shitôs (Angels)
que se diferenciam em vários pontos.
Apesar de Misato dizer que o Segundo Impacto foi causado por causa da tentativa
de reduzir Adão a um embrião, além de não ter sido exatamente isso, eu acredito que isso
seria simples demais e ela estava errada ao dizer que foi só isso, pois dificilmente ela
estaria a par da verdade absoluta. Provavelmente os únicos que conhecem a verdade são
GendoU Ikari, Fuyutsuki, Keel Lorentz e os outros velhos da SEELE e mesmo assim, as
cenas cortadas do anime nos permitem ver que no Segundo Impacto eles não tinham como
objetivo reduzir Adão a um embrião e muito menos eles foram bem sucedidos ao tentar
reduzir a energia da Entidade Luminosa. O Red Cross Book trás a linha que diz que o
Segundo Impacto parece ter sido causado pela tentativa de embrionização de Adão, mas
isso apenas reflete o que foi dito pela Misato. O glossário do Red Cross Book não passa de
uma transcrição das informações liberados no EoE, ou seja, tudo o que é dito no Red Cross
Book foi exatamente extraído de falas do EoE. Sendo assim, esse comentário do Red Cross
Book apenas transcreve a “verdade” que chegou aos ouvidos da Misato, não sendo essa
“verdade” a mesma que a SEELE possui. E vendo as cenas cortadas do episódio 21, é visto
que em momento algum é feita a menção a embrionização de Adão. Concluindo, tudo o que
se refere à embrionização de Adão não passa de uma mentira ou farsa criada pela SEELE.

Detalhes de Fisionomia entre Lilith e a Entidade Luminosa

E existe outro fato interessante: naquela famosa cena do Segundo Impacto onde
aparece a Entidade Luminosa de frente, pode-se reparar que a Entidade Luminosa é
restritamente parecida com a Lilith que aparece no EoE, incluído seus olhos negros. E
pode-se ser observado nas cenas cortadas que a Entidade Luminosa apresenta outras
semelhanças com Lilith, como por exemplo, sua fisionomia, suas mãos (articulações e
dedos). Na Antártica estava a Entidade Luminosa dentro de um outro Geo-Front, a Lua
Branca, que é a origem dos Angels, por isso Adão teria nascido naquele dia, assim como
todos os outros Angels, dessa forma, através do Óvulo Branco. Adão seria o primogênito, e
que descendeu da Lança de Longinus, e os outros Angels (com exceção de Kaworu) seriam
a descendência de Lilith. E todos se desenvolveriam até chegar 2015. Existe uma fala em
que Keel Lorentz afirma que os Angels vieram da perdida Lua Branca, ou seja, assim como
a Lua Negra foi perdida no Terceiro Impacto, a Lua Branca também se perdeu no Segundo
Impacto de modo semelhante ao do Terceiro Impacto. E é mostrado no anime que o Geo-
Front da Antártida era a Lua Branca, que tem sua criação datada na época do Impacto
Gigante (época em que a Lua Negra talvez tenha sido criada)

Comentário sobre a Presença de Adão no EoE

Caso você se pergunte onde diabos Adão aparece no filme: quando Gendou diz na
unificação proibida entre Adão e Lilith, e diz que Adão já está em suas mãos, então, ele
realmente estava fundido com Gendou (em sua mão), pois Gendou leva a sua mão ao corpo
de Rei e depois de estar com a mão dentro dela ele vai levando a mão até provavelmente ao
útero de Rei, onde aconteceria a unificação proibida (que ele menciona um pouco antes):
Gendo (mão de Gendo) como Adão e Rei como Lilith, já que ela também provém de Lilith.
A presença dele era indispensável para o plano de unificação de Gendou, mas
totalmente dispensável nos planos de SEELE, que possuía como membros efetivos para o
Terceiro Impacto ocupando essa posição, primeiramente a Lança de Longinus e depois que
a mesma foi perdida, os Evas 05 a 13 (Isso é, ignorando Kaworu/Tabris, que na verdade
estava pelo cronograma de aparecimento dos Angels).

Intromissão de Lilith no Terceiro Impacto

Sem Lilith aconteceriam basicamente às mesmas coisas e os resultados seriam os


mesmos, a não ser pelo fato de a Lilith ter dado a Shinji a chance de decidir o rumo da
humanidade. Uma prova de que com ou sem Lilith seria o mesmo processo é que quando
Lilith surge, a Lança de Longinus já estava perto do Eva 01 e logo após um tempo ela se
fusionou com o mesmo, então, com a Lilith lá o Eva 01 se juntou a ela, ou seja, Lilith se
juntou com o que foi feito a partir dela, resultou em Lilith e como a Lança estava no ser
feito a partir de Lilith, após a fusão entre Eva 01 e Lilith a Lança também passou a estar em
Lilith. E sem Lilith lá, o Eva 01 faria o papel de Lilith, a única diferença é que Shinji
provavelmente não decidiria o destino da humanidade, aí talvez acontecesse algo diferente.
E também, os planos originais da SEELE eram mesmo usar Lilith e a Lança de Longinus,
mas como ela (a Lança) ficou perdida na órbita da Lua (episódio 22) eles resolveram usar
o Eva 01 (“cópia” de Lilith) e os Eva 05 ao 13 (vindos de Adão que descende da Lança
Longinus), ou seja, seria a mesma coisa, com exceção de o Shinji poder escolher o destino
da humanidade.

Motivos que Explicam a Geração do Terceiro Impacto no Contato entre um


Angel e Adão

Eis aqui também uma explicação para o motivo pelo qual aconteceria o Terceiro
Impacto caso houvesse o contato entre Adão e um Angel, isso também é “explicado” no
EoE, leve em consideração o seguinte:

- Lilith junto a Lança de Longinus formam a Árvore da Vida, que é a origem de todos os
seres vivos, conseqüentemente, ela foi a origem de toda humanidade e de todos os Angels.
Isso é corretamente afirmado por Fuyutsuki no filme. Resumindo: não há o que dizer, essa
é a fonte de todos os seres vivos, incluindo os Angels.

- Os Angels (com exceção de Adão e Tabris) descenderam de Lilith. O Red Cross Book e o
EoE confirma que Lilith gerou os Angel. Ou seja, o termo gerar aí provavelmente se refere
a criar o óvulo onde os Angels foram gerados. Para a criação de um óvulo, são necessários
um fator exclusivamente masculino e um exclusivamente feminino. Em Evangelion, para a
criação desse óvulo, provavelmente seriam necessários dois seres exclusivos, ou seja, a
Lança e Lilith. A união dos dois resulta na Árvore da Vida, que através da “parte Lilith”
gera ambos os óvulos, o negro e o branco.

- Adão descendeu da Lança de Longinus, por isso, ele é o Angel “especial”. Kaworu
também descendeu da Lança, já que ele foi feito a partir de Adão, mas isso não vem ao caso
agora.

- O filme fala da unificação proibida entre Adão e Lilith (isso é mostrado por Gendou), e
essa unificação levaria a acontecer o Terceiro Impacto.

- Muitos afirmam que Adão (o Angel) que originou todos os Angels, como isso é possível?
A resposta é: isso não é possível. Já é fato: os Angels vieram da Lua Branca. Assim, como
Adão, que é um Angel, teria criado a Lua Branca? Resposta: Ele não criou. A Árvore da
Vida que criou os Angels, mas ela utilizou-se de sua porção Lilith para gerar os Óvulos
Negro e Branco. Assim, os Angels nasceram do Óvulo de Lilith, ou seja, nasceram da Lua
Branca.
Assim, se algum desses Angels entrasse em contato com Adão, aconteceria a
unificação proibida entre Lilith e Adão, ou seja, esses Angels descenderam de Lilith, e
Adão descendeu da Lança de Longinus, assim o contato entre eles levaria a acontecer o
Terceiro Impacto. E como Kaworu veio de Adão, certamente ele poderia causar o Terceiro
Impacto se ele entrasse em contato com Lilith, mas isso não foi possível porque a Lilith não
tinha se regenerado ainda, conseqüentemente ela não possuía energia (nem alma) suficiente
para causar o Terceiro Impacto. E também existia a possibilidade de Kaworu causar o
Terceiro Impacto junto a Rei, mas provavelmente isso não seria possível porque Rei não
baixaria seu Campo AT permitindo isso. Bem nesse caso porque Kaworu não causou o
Terceiro Impacto junto ao Eva 01? Porque o Eva 01, naquele momento, não tinha se
libertado e nem seu Órgão S2 estava exposto, e quem sabe talvez Kaworu não conhecesse
essa possibilidade, e provavelmente ele deveria pensar que o Eva 01 tinha sido feito a partir
de Adão.

Motivos que Não Permitiram a Lilith se Regenerar Completamente mesmo estando


sem a Lança de Longinus em seu Corpo

E por que Lilith não se regenerou totalmente após Rei junto ao Eva 00 retirar a
Lança de Longinus de seu corpo? Realmente, depois de estar “livre” da Lança, Lilith
começou a se regenerar, mas não terminou porque faltava a ela o principal: a essência de
sua alma, que estava em Rei. Ou seja, Rei possui em parte a alma de Lilith. Mas depois que
Rei se fundiu a Lilith, a mesma se regenerou por completa. E essa também seria uma das
explicações para a fala de Rei no filme: “Voltei” e Lilith responde “Bem-vinda ao lar”, ou
seja, a essência da alma de Lilith estaria então retornando ao seu lar, ao seu corpo original.

Argumentos Contra as Possibilidades de que Adão possa ter Gerado os Angels

Voltando a aquele assunto, existem pessoas que afirmam que Adão gerou os Angels
utilizando como base certas falas do anime. Agora, eu mostrarei que cada uma dessas falas
não prova que os Angels vieram de Adão:

- Primeiro de tudo, no EoE, quando Misato está com Shinji num galpão onde estão os
“esqueletos” dos Evangelions que não tiveram sucesso em sua construção, ela comenta com
Shinji algo sobre o Segundo Impacto, logo depois ela, em sumo, diz: “Nós (humanos),
assim como Adão, fomos originados de uma forma de vida chamada Lilith. Nós somos o
18º Anjo. Os outros Anjos eram outras possibilidades.”. Isso já bastaria para afirmar que
Lilith que foi quem originou os Anjos. E além do mais, o próprio Red Cross Book afirmou
isso também, e como o Red Cross Book é totalmente baseado no EoE, independente do
script de EoE que você leia, isso obrigatoriamente é a tradução original, pois é a única parte
no EoE que abriria a possibilidade de o Red Cross Book conter tal afirmação.

- Kaworu diz (ao olhar para Lilith): “Adão, eu vim de Adão. Será que alguém nascido de
Adão deve retornar a Adão mesmo que isso destrua o homem? Não, isto não é Adão. É
Lilith! Agora eu entendo Lilith.”. Por mais que tentem mudar essa fala, ele diz claramente
que ele (Kaworu) que veio de Adão. Ou seja, ele descobre que aquele ser era Lilith e não
Adão, e certamente a SEELE não causaria um erro desses, certamente ela sabia que
Kaworu poderia causar o Terceiro Impacto com Lilith. O que Kaworu não sabia era que
Lilith ainda não estava totalmente regenerada. Nas cenas cortadas ele diz: “Adão, nosso
progenitor”, mas claramente é visto que ele confunde Lilith com Adão, provavelmente por
falta de certas informações, mas depois que ele percebe ele vê que é diferente, e diz que
agora entende. E além do mais, Kaworu, de certa forma, é Adão, ele possui a alma de
Adão, por isso, ele poderia causar o Terceiro Impacto junto a uma Lilith totalmente já
regenerada. No entanto, Kaworu (veja bem, apenas Kaworu) tem como origem direta Adão,
mas afinal, isso é óbvio, ele, em alma é Adão, e teve seu corpo construído através de genes
de Adão, ou seja, sua origem é Adão, mas tendo em vista tudo já dito por mim, quem é a
origem de Adão? Lilith.

- Em uma das cenas cortadas Keel Lorentz diz: “Adão, o progenitor dos Angels – os
verdadeiros sucessores da perdida Lua Branca.”. Isso pode facilmente ser interpretado
pelo lado bíblico, mostrando que esse Adão representaria (somente nessa fala) a Lança de
Longinus, lembrando que antes dessa fala ele diz: “Lilith, a progenitora da humanidade –
os falsos sucessores da Lua Negra.”, assim eles estariam falando sobre as Entidades
Divinas que criaram todos os seres, lembrando que essas duas entidades (Lança e Lilith)
que formam a Árvore da Vida. Mas ao mesmo tempo a outra interpretação, dizendo que
Adão seria o progenitor, mas referindo-se ao fato de Adão, a alma de Adão, ser o princípio
vital para a vida de cada Angel. Os Angels só aparecem um por vez, e surgem de maneiras
totalmente desconhecida, assim, ao que parece, apenas com a morte física de um Angel que
o seguinte pode aparecer (viver ativamente), assim sendo, todo esse processo de
continuidade tem como base o princípio vital gerado e acordado por Adão.

- Existe outra fala de Keel, mais ou menos como essa, mas essa não entrou no anime e
muito menos nas cenas cortadas, por motivos desconhecidos. Por isso eu nem levo em
conta a existência dessa fala.

- Deixando agora de lado as falas (até porque eu acho que são apenas essas), por que
afirmariam que o famoso Angel conhecido como Adão é o criador dos Angels se já está
mais do que comprovado que foi a Árvore da Vida a criadora de todos os seres, incluindo
Angels e Lilims? Por isso que eu (preste a atenção, eu disse eu) tenho certeza que os Angels
não vieram de Adão. E antes que alguém fale (já até falaram isso antes) como a Árvore da
Vida criou todos os seres se antes dela se formar existia Lilith e a Lança? É simples, Lilith
e Lança são entidades divinas e não seres como os outros, ou melhor, não são seres como
os criados pela Árvore da Vida. Essas entidades são transcendentais, elas não possuem um
limite físico, e o certo mesmo é que não as encarem como seres e sim como Entidades
Divinas.

- E por fim, é de grande importância falar sobre isso: Em uma das cenas cortadas, Keel
Lorentz diz que todos aqueles cientistas eram tolos por estarem tentando entender o porquê
da alta concentração de energia no corpo da Entidade Luminosa. E por que ele afirmou que
esses importantes cientistas eram tolos? Eu respondo com a afirmação de Keel: “Deus” não
é aquela sublimidade. Descobrir é bom e tal, mas eles jamais entenderão aquilo. Tudo o que
eles querem é sua própria grandiosidade. Portanto, foi o que Keel disse, ter descoberto a
Entidade (“Deus”) foi bom e tal, mas eles nunca o compreenderão. Portanto, em
Evangelion, qual o único ser que poderia ser relacionado/comparado a Deus? Sem dúvidas
apenas Lilith e/ou a Árvore da Vida, mas a última não se enquadra no contexto.
A Contagem do Número de Angels em Evangelion

Além disso, existe mais outra coisa interessante que pode ser bem possível: Só
existem 17 Angels mesmo. Adão, o primeiro, o segundo, Sachiel, e assim por diante, até
chegar em Tabris (Kaworu), como o 16º e a humanidade com o 17º, por quê? Eis a
explicação: eles viram Lilith e a consideraram como o 2º Angel, mas Lilith não é um
Angel, ou seja, a contagem fica diferente e passa a ser só até o 17º Angel mesmo. E aí
estaria a explicação para os Manuscritos do Mar Morto indicarem só 17 Angels. E é
comprovado que Lilith não é um Angel, pois no filme eles detectam Lilith no Geofront,
então eles vêem que ela é uma humana com padrão de sangue azul.

Fim da Teoria sobre os Mistérios de Evangelion

Bem essa é a minha teoria sobre o Segundo Impacto que foi totalmente
desenvolvida por mim, e que, após ler muitas outras pela internet, é a que eu considero a
que melhor se encaixa no contexto do anime, principalmente pela maneira como ela
encaixa e interliga vários fatos, detalhes e suposições da série. E aqui então termina a
minha teoria.

FAQ’s: Qualquer pergunta, contra-argumento, basta enviar-me um e-mail ou contatar meu


ICQ, ela será adicionada aqui.

Pergunta: Bem, a Série Eva 05 a 13 veio de Adão. Então, no End of Evangelion, quando a
Série Eva finca a Lança de Longinus em seus Núcleos S2, mas mesmo assim elas
continuam vivas, por que o mesmo não poderia acontecer se a Entidade Luminosa do
Segundo Impacto fosse Adão?

Resposta: Simples. Muito antes disso, logo quando Lilith se regenerou por completo e
subiu a superfície, foi detectado que a Série Eva 05 a 13 estava se unindo (mesmo que não
de forma física) a Lilith, sendo assim, a Série Eva passou a fazer parte dela, tanto que essa
união se caracterizou pela Série Eva passar a possuir o rosto de Lilith. Ou seja, quando elas
fincaram a Lança em seu S2, elas já estavam unidas a Lilith. Sendo assim, Lilith pôde
fusionar-se a Lança (assim como o Eva 01 pôde), portanto, a Série Eva, naquele momento,
também pôde. Ou seja, isso não serve para afirmar que Adão poderia ter seu Núcleo
penetrado pela Lança, caso ele fosse a Entidade Luminosa do Segundo Impacto.

Pergunta: Mas a Série Eva 05 a 13 liberou um Campo Anti AT bem antes de se fusionar
com Lilith.

Resposta: Especificando: A Série Eva 05 a 13 liberou um Campo AT Invertido naquele


momento. E não é um Campo anti AT da ordem Campo AT Invertido que permite a fusão
de um Núcleo S2 com a Lança de Longinus, e sim um Campo Anti AT Puro.