You are on page 1of 16

Obesidade

O que é?

É um distúrbio metabólico, caracterizado pelo


excessivo acúmulo de gordura nos tecidos.

Ocorre quando há um grande desequilíbrio entre


as calorias que engerimos e as calorias que
queimamos.

Se for ingerido muito mais do que o necessário


essas calorias excedentes serão armazenadas
na forma de gordura.
Consequências

● Desenvolvimento de doenças como


a hipertenção, doença
cardiovasculares e diabátes, varizes,
infertilidade, tumores, etc.

● Problemas psicológicos como


depressão, diminuição da alta
estima, infelicidade e frustrações.
O efeito o metabolismo sobre a obesidade
● Pessoas com um metabolismo eficiente tem
uma farta quantidade de calorias que
podem ser armazenadas em suas células
adiposas.

● Entretanto, pessoas com metabolismo


ineficiente poderão comer mais sem
engordarem.

● Logo, a gordura como um combustível


muito eficiente para o corpo pode causar
obesidade.
Importância de uma alimentação balanceada na
infância
● As células adiposas produzidas na infância
acompanharão o indivíduo pela vida inteira,
e é nesta fase em que elas estão em maior
multiplicação.

● Este tipo de célula tem grande capacidade


de elasticidade e armazenamento de
gordura.

● O aumento de peso está relacionado ao


aumento do volume das células do tecido
adiposo, causado pelo alto armazenamento
de gordura em seus depósitos( depósitos
de longo prazo).
● Crianças que comem demais terão maior
multiplicação de adipócitos, podendo,
então, desenvolver uma maior tendência a
engordar na fase adulta.

Dados estatísticos comprovam


que:

● Filhos de pais obesos tem cerca de 90% de


probabilidade de serem obesos.
● Quando apenas um dos pais é obeso as
chances caem para cerca de 40%
● Se nenhum dos pais não for obeso a
criança tem 10% de probabilidade de se
tornar obesa
Tipos de obesidade

Obesidade Ginóide (ou tipo pêra)

● Muito comum em mulheres.


● A gordura fica localizada na parte inferior
do corpo, quadris e nádegas.
● Está relacionada com o surgimento de de
artroses dos membros inferiores bem como
perturbações circulatórias do território
venoso.
Obesidade Andróide (ou tipo maçã)

● Comum em homens.
● Tipo mais grave de obesidade.
● A gordura fica localizada principalmente no
abdómem onde estão os principais órgãos
vitáis.
● Está intimamente correlacionada com as
doenças cardiovasculares, dislipidémias
(hipertrigliceridémia e diminuição do
colesterol HDL), diabetes tipo 2 e
hipertensão arterial.

Obesidade Mista
● O tecido adiposo existe em grande
quantidade e distribuído por todo o
corpo.
De acordo com o tipo celular

. Obesidade Hipertrófica
●Tipo de obesidade na qual o número de
células adiposas está se multiplicando.

●Freqüentemente aparece em conjunto com


a obesidade da infância.

Obesidade Hiperplásica
●Caracterizada pelo aumento do tamanho de
cada célula aumentando.

● É observada na obesidade do adulto.


Quando parar de comer

● Há hormônios e neurotransmissores que


Influenciam na ingestão de alimentos.

● Se um indivíduo apresentar desequilíbrios


de produção, ou mesmo no transporte,
desses hormônios e neurotransmissores
podem ocorrer distúrbio de alimentação.
Fome

● Neuropepetídeo Y( NPY): Peptídeo


neurotransmissor que estimula a
alimentação, as secreções de insulina
e de glicocorticóides, reduz a quebra
de triglicerídeos e diminui a
temperatura do corpo.

● HCM e orexina: Peptídeos


neurotransmissores que estimulam o
apetite e reduzem a taxa metabólica.
Saciedade

● Leptina: hormônio secretado pelo tecido adiposo que reduz a ingestão alimentar. Inibe
neorônios que secretam NPY.

● Colecistocinina( CCK): Liberada pelo duodeno quando este recebe alimentos ricos em
gordura, dando sensação de saciedade.

● Transcrição regular de cocaína por anfitamina( TRCA): Pepetídeo neurotransmissor, que inibe
a fome. Inibem neorônios que produzem HCM e orexina, que tem efeito excitatório.
Possíveis causas da obesidade

● Fatores genéticos
● Nutrição inadequada
● Insensibilidade a hormônios e
neurotranmissores que auxliam na
sensação de saciedade.
● Mutações em genes responsáveis pela
produção de hormônios e
neurotransmissores relacionados a
fome( raro)
● Sedentariesmo, etc.
Possíveis alternativas

● Prática de esportes regularmente

● Mudança nos hábitos de vida, como uso de


escada em substituição ao de
elevadores, bicicletas para maiores
deslocamentos, caminhadas diárias,
prática de danças, etc.
● Reeducação alimentar
● Comer nos horários certos
● Não pular refeições
● Comer devagar
● Mastigar corretamente e com calma,
descansando o garfo para evitar ansiedade
e compulsão, entre outros.
FONTES:
http://nutricaodietetica.blogspot.com/2007/08/tipos-de-obesidade-obesidade-
ginide-ou.html
http://www.afh.bio.br/digest/digest4.asp
http://www.belezain.com.br/estetica/obesidade.asp