You are on page 1of 12

Intérprete I

Necessário Saber...
 Lei 10.098/ 2000 – Estabelece normas gerais e critérios
básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas
portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá
outras providências.

 Lei 10.436/02 – Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais –


Libras e dá outras providencias;
 Decreto 5626/05 – Regulamente a Lei 10.436, de 24 de
abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais
– Libras, e o art. 18 da Lei 10.098, de 19 de dezembro de
2000;

 CAPÍTULO III - DA FORMAÇÃO DO PROFESSOR


DE LIBRAS E DO INSTRUTOR DE LIBRAS

 CAPÍTULO V - DA FORMAÇÃO DO TRADUTOR E


INTÉRPRETE DE LIBRAS - LÍNGUA PORTUGUESA
 Lei 12.319/10 - Regulamenta a profissão de Tradutor e Intérprete
da Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS.

 Lei 13.005/14 - Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá


outras providências. (2014 – 2024 com 20 metas, várias
estratégias para serem cumpridas nesses próximos dez anos)

 Meta 4: universalizar, para a população de quatro a dezessete anos


com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas
habilidades ou superdotação, o acesso à educação básica e ao
atendimento educacional especializado, preferencialmente na rede
regular de ensino,com a garantia de sistema educacional inclusivo,
de salas de recursos multifuncionais, classes, escolas ou serviços
especializados, públicos ou conveniados.
Estratégia

 4.7. garantir a oferta de educação bilíngue, em Língua


Brasileira de Sinais (Libras) como primeira língua e na
modalidade escrita da língua portuguesa como segunda
língua, aos(às) alunos(as) surdos e com deficiência auditiva de
zero a dezessete anos, em escolas e classes bilíngues e em
escolas inclusivas, nos termos do art. 22 do Decreto nº
5.626, de 22 de dezembro de 2005, e dos arts. 24 e 30 da
Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência,
bem como a adoção do sistema braile de leitura para cegos e
surdos-cegos;
VOCÊ CONHECE?
CÓDIGO - 2614
FILÓLOGOS, TRADUTORES, INTÉRPRETES E AFINS

TíTUlO
 2614-05 Filólogo - Crítico textual; Filólogo dicionarista.

 2614-10 Intérprete -Intérprete comercial; Intérprete de comunicação


eletrônica; Intérprete de conferência; Intérprete simultâneo; Tradutor
simultâneo.

 2614-15 linguista - Lexicógrafo; Lexicólogo; Linguista dicionarista; Terminógrafo;


Terminólogo;Vocabularista.

 2614-20 Tradutor - Tradutor de textos eletrônicos; Tradutor de textos escritos; Tradutor


público juramentado.

 2614-25 Intérprete de língua de sinais - Guia-intérprete; Intérprete de


libras; Intérprete educacional; Tradutor de libras; Tradutor-intérprete de
libras
DESCRIÇÃO
Traduzem, na forma escrita, textos de qualquer natureza, de um
idioma para outro, considerando as variáveis culturais, bem como os
aspectos terminológicos e estilísticos, tendo em vista um público-
alvo específico. Interpretam oralmente e/ou na língua de sinais, de
forma simultânea ou consecutiva, de um idioma para outro,
discursos, debates, textos, formas de comunicação eletrônica,
respeitando o respectivo contexto e as características culturais das
partes. Tratam das características e do desenvolvimento de uma
cultura, representados por sua linguagem; fazem a crítica dos
textos. Prestam assessoria a clientes
FORMAÇÃO E EXPERIÊNCIA
 As ocupações da família requerem formações diferenciadas: o
superior completo para filólogos e linguistas e o ensino
médio ou o diploma de técnico para tradutores e intérpretes.
O desenvolvimento pleno das atividades demandam
experiência superior a cinco anos.
CONDIÇÕES GERAIS DE EXERCÍCIO
 Trabalham em serviços especializados de eventos, congressos
e seminários, de atividades empresariais variadas, da pública,
em empresas, universidades, fundações e outras instituições,
de caráter público ou privado. A maioria dos tradutores e
intérpretes trabalha como autônomos, seja de forma
individual ou em grupos, por projetos, podendo desenvolver
suas atividades também à distância. Os filólogos trabalham de
forma individual, predominantemente como empregados. Os
profissionais podem trabalhar em horários irregulares e, em
algumas atividades, estar sujeitos a permanências prolongadas
em posições desconfortáveis, a ruídos intensos, bem como a
trabalhos sob pressão de prazos.
RECURSOS DE TRABALHO
 Computador; Dicionários; Fax/ telefone; Gramáticas
descritivas; Internet; Livros; Manual de redação e estilo;
Memórias de tradução; Telefone para surdos (ts); Textos
clássicos.