You are on page 1of 18
“ Aventurar-se causa ansiedade, mas deixar de arriscar-se é perder a si mesmo. Aventurar-se no sentido

Aventurar-se causa ansiedade, mas

deixar de arriscar-se é perder a si mesmo. Aventurar-se no sentido mais elevado é precisamente tomar

consciência de si próprio.”

(Soren Kierkgaard)

A ansiedade nos força a tomar consciência de nós mesmos.

A ansiedade nos força a tomar consciência de nós mesmos.
O que somos e o que devemos ser.
O que somos e o que devemos ser.
Será que estamos no caminho certo?
Será que estamos no caminho
certo?

Preconceito

Ganância
Ganância
Revolta
Revolta
Preconceito Ganância Revolta Desvalorização Discriminação Intolerância

Desvalorização

Discriminação

Intolerância

Se não soubermos quem somos e o que desejamos como educaremos

nossas crianças?

Se não soubermos quem somos e o que desejamos como educaremos nossas crianças?

A PSICOTERAPIA NÃO POSSUI RESPOSTAS

MÁGICAS.

A LUZ QUE A PSICOLOGIA LANÇA SOBRE

NOSSOS PENSAMENTOS, SENTIMENTOS E

AÇÕES AJUDA NESTA BUSCA DO PRÓPRIO EU.

ALÉM DOS CONHECIMENTOS TEÓRICOS E

CIENTÍFICOS

A

PSICOLOGIA

TOCA

A

EMOÇÃO QUE REGE QUALQUER

COMPORTAMENTO.

Atribuições do Psicólogo e do Setor

do Centro de Terapias Integradas

A psicologia contribui para um melhor ajustamento global do aluno/paciente, tanto de forma individual como social e escolar, estimulando a integração, favorecendo mudanças significativas na construção

da identidade, na prevenção de situações de

descompassos comportamentais, favorecendo o

desenvolvimento da personalidade, com maiores

autonomias, através do processo de

autoconhecimento e de auto aceitação.

Objetivos Gerais:

Atendimentos individuais e em grupo, de acordo com a grade dos alunos/pacientes , idade cronológica, idade mental, comportamento e demanda emocional, situação

do ambiente ( sala, n° de pessoas) , objetivos traçados e

outras variáveis.

Independente da linha e da abordagem o psicólogo deverá acolher e ter uma escuta terapêutica não só da

fala, mas dos comportamentos antes de qualquer intervenção necessária.

Em atendimentos em grupo a vantagem é a de facilitar a inclusão social e os vínculos afetivos, mas com maiores cuidados frente a assuntos mais delicados e questões que

exijam privacidade. Assuntos ansiolíticos ou que gerem

angústia necessitam de uma intervenção individualizada.

Atendimentos com a família

Apoio aos familiares, oferecendo um espaço de escuta e acolhimento às demandas emocionais e comportamentais, identificando as peculiaridades das dinâmicas familiares. Orientar sobre cuidados no trato

e vivências cotidianas, estimulando novas habilidades

a serem exploradas e comportamentos adaptativos se necessário, sempre no intuito de desenvolver a autonomia.Estes comportamentos adaptativos podem

ser variáveis desde avds até autonomia nos

deslocamentos, com o objetivo de um aumento da

auto estima e segurança pessoal. A meta é sempre o equilíbrio psicoemocional.

Esses atendimentos são acordo com a marcação de

reuniões periódicas com as famílias, orientações emergenciais, em grupos de debates, palestras ou por agenda.

- Orientações e trocas interdisciplinares

Estratégias de trabalho:

Ludoterapia

Arteterapia

Atendimentos Verbais

Conviver Juvenil e Adulto

Projetos para 2018

"Leva e Traz da Psicologia" O que é: Serão duas bibliotecas, disponibilizadas na sala Jung e na Tarsila (Ateliê)

Objetivo: Trabalhar autonomia de escolhas, otimizar a aprendizagem e o prazer de ler, facilitar

a identificação com personagens e livros,

estimular à concentração, facilitar a expressão de sentimentos e emoções, estimular a percepção

crítica, direcionar responsabilidades e senso de

coletividade.

"Luz/Câmera/Emoção" O que é: Exibição de curtas em datas comemorativas com atividades e dinâmicas lúdicas e debate de acordo

com a faixa etária e maturidade cognitiva. Objetivo: Trabalhar a identidade, expressão de emoções e organização de pensamentos.

"Vamos ler" O que é: Este projeto dependeria de um horário pré estipulado ou depois do almoço, para que houvesse um

melhor aproveitamento do conteúdo simbólico e onírico dos contos. Objetivo: Contação de estórias pré estipuladas, fábulas

e mitos, que poderão ser lidas ou contadas pelos

terapeutas ou pelos alunos/pacientes.

"Mini Encontros" (Laços de Família) Definição: Espaços com grupos reduzidos de responsáveis onde os terapeutas abordarão assuntos de interesses dos

pais ( baseado na pesquisa de 2017), de forma organizada,

mas informal. Objetivo: Escuta, acolhimento e orientações.

“Temos muito o que dizer” ( Grupos Conviver)

Definição: Permanece a importância de estimular a consciência de grupo, solidariedade, pensamento crítico, responsabilidade, autonomia, respeito às diferenças,

utilizando uma variedade de técnicas, dinâmicas, debates,

filmes para discussão, relaxamento e psicodrama. As atividades serão de acordo com a necessidade.

Sejam Bem Vindos neste Espaço de

Escuta, Pertencimento e Desenvolvimento.

Sejam Bem Vindos neste Espaço de Escuta, Pertencimento e Desenvolvimento .

Setor de Psicologia

Setor de Psicologia
Setor de Psicologia