You are on page 1of 26

Instituto Cenecista de Ensino Superior de Santo Ângelo

Campanha Nacional de Escolas da Comunidade


Curso de Biomedicina

Letiane Munareto
Luisa Sanfelice

Santo Ângelo
Agosto/2012
Aumento do consumo de
medicamentos

Necessário cada vez mais


informações para a elaboração de
um diagnóstico fidedigno
Pesquisa o tipo e a Os equipamentos
quantidade de diagnósticos e os
substâncias que indicam quites reagentes
ou quantificam para utilizam dessas
definição do diagnóstico informações químicas
de uma determinada para identificar e
doença. quantificar.

Utilização de
amostras como
sangue e urina

Essas substâncias e
os medicamentos Algum medicamento
são de origem pode ser identificado
química e muitas como outra
vezes se assemelham substância, levando a
em estrutura. um resultado errôneo
Possibilidade de ligação
preferencial às proteínas e
eventuais reações
cruzadas

IN VITRO:
interferência no
processo analítico
As drogas podem
influenciar os
resultados de
testes químicos e
hematológicos de
duas maneiras IN VIVO: efeitos
principais biológicos, tanto
devido à ação
principal quanto a
efeitos colaterais

Indução e a inibição enzimáticas,


a competição metabólica e a ação
farmacológica.
Causam
interferência
direta nos
exames de
cultura.

Pacientes que fazem uso de


antibiótico não podem realizar

ANTIBIÓTICOS
exames de cultura de urina, cultura
de secreções, porque por
influência do princípio ativo não
haverá crescimento
bacteriano.

É necessário
ficar pelo menos
sete dias sem
antibiótico para
realizar exame.
AMOXICILINA /AMPICILINA

Podem produzir resultados falso-positivos ou resultados falsamente elevados


com testes de sulfato de cobre (Teste de Benedict, Clinitest ou Fehling) para
dosagem de glicose na urina;

Resultados falso - positivo para Teste de antiglobulina (Coombs direto).

Testes enzimáticos para determinação da glicose (Clinistix ou Testape) não são afetados

Os valores de TGO, TGP e LDH podem estar aumentados

Leucopenia ou neutropenia estão associadas com o uso de todas as penicilinas


CEFALEXINA
Poderá ocorrer uma reação falso-positiva para glicose na urina com
as soluções de Benedict ou Fehling ou com os comprimidos de
Clinitest®.

Testes de Coombs diretos positivos foram relatados durante o


tratamento com o antibiótico cefalosporínico

Quando são realizados testes de compatibilade menor, ou nos testes de


Coombs nos recém-nascidos, cujas mães receberam antibióticos
cefalosporínicos antes do parto, um resultado positivo poderá ser
atribuído à droga.
Anti-hipertensivos
CAPTOPRIL
Pode proporcionar resultados falso-positivos para a detecção de cetonas na
urina. Pode causar hipercalcemia e diminuição do sódio plasmático.

Pode promover uma elevação transitória dos níveis de uréia e creatinina


sérica. Pode também ocorrer redução por efeito analítico no exame da
enzima conversora de angiotensina (ECA)

Pode provocar aumento por efeito fisiológico dos seguintes exames:


apolipoproteína AII, gama-GT, colesterol HDL, LDH e uréia dosados no soro;
.
Em exames na urina, pode também provocar redução por efeito fisiológico na detecção da albumina,
dopamina, hormônio antidiurético (ADH), norepinefrina e osmolaridade urinária. No sangue pode causar
diminuição dos eritrócitos, hematócrito, hemoglobina, leucócitos, neutrófilos e plaquetas .

Podem ocorrer também títulos positivos de anticorpos antinúcleo (FAN) e


ainda elevações da TGP, fosfatase alcalina e bilirrubina séricas
HIDROCLOROTIAZIDA

Observa-se uma redução por efeito fisiológico nos testes de


tolerância a glicose (curva glicêmica).

Pode haver aumento por efeito fisiológico nos seguintes exames:


TGO, TGP, bilirrubina, cálcio ionizável, bicarbonato e gama-GT.

Podem causar um aumento nas dosagens de glicose e cálcio no sangue


provocado por efeito fisiológico, assim como uma diminuição nos
valores de potássio e sódio

Em virtude dos efeitos no metabolismo do cálcio, os tiazídicos podem


interferir com os testes de função da paratireóide. Aumenta a concentração
da uréia in vivo.
Ansiolíticos
DIAZEPAM

Pode ocorrer elevação das transaminases e


da fosfatase alcalina.
CLONAZEPAM
(RIVOTRIL)

Pode ocorrer diminuição da contagem de plaquetas em casos


raros, diminuição dos glóbulos brancos e anemia.

Foram observadas alterações dos exames da função do


fígado.
Outros
medicamentos
utilizados
regularmente
PARACETAMOL

O paracetamol é um medicamento de venda livre, de ação


antipirética e analgésica, com fraca ação antinflamatória.

Segundo a literatura, a droga pode causar danos hepáticos


severos além de icterícia, o que ocasiona elevação da Gama – GT,
TGO, TGP e Fosfatase alcalina

A insuficiência hepática está relacionada com o metabolismo do


paracetamol pela via citocromo P-450
ANTICONCEPCIONAL ORAL

Aumento dos níveis de AMILASE, FAL, AST, ALT, Colesterol


Total, Triglicérides, LDL;

Diminuição do tempo de protrombina e da albumina;

O uso de esteróides pode influenciar os resultados


de certos exames laboratoriais, incluindo parâmetros bioquímicos das
funções hepática, tireoidiana, adrenal e renal.
LEVOTIROXINA
SÓDICA

A levotiroxina pode provocar redução por efeito fisiológico nos


exames: apolipoproteína B, fosfolípides, IgA, LDL, proporção
LDL/HDL e colesterol séricos; anidrase carbônica I em eritrócitos;
estriol na urina; neutrófilos no sangue e norepinefrina no plasma.

E ainda provocar aumento por efeito fisiológico nos exames seguintes:


TGP, gama-GT, tiroxina (T4), colesterol HDL séricos; taxa de
metabolismo basal (TMB); 2-hidroxiestrona e 2-metoxiestrona, ambos
dosados na urina e tempo de protrombina plasmática
VITAMINA C
(ÁCIDO ASCÓRBICO)

Quando presente em amostras biológicas, o ácido ascórbico, por ser


um potente agente redutor, pode, em alguma etapa química,
interagir com os constituintes dos reagentes analíticos utilizados na
determinação do parâmetro bioquímico, causando um falso
resultado na análise.
É um conhecido interferente nas reações bioquímicas que envolvem
os sistemas indicadores com oxidases e peroxidases, como a reação de
Trinder, nas dosagens séricas de glicose, colesterol, triglicerídeos e
ácido úrico.

É um potente interferente nas pesquisas de glicose, hemoglobina e


nitrito na urina, podendo ainda negativar pesquisas de sangue
oculto nas fezes.
Pode também, interferir nas reações para a determinação de
bilirrubina, creatinina, fósforo, uréia e enzimas aminotransferases,
lactato desidrogenase e fosfatase alcalina.
ANTICOAGULANTES

O uso de Warfarin e Fluconazol (antifúngico)


concomitantemente pode aumentar os efeitos
anticoagulantes, resultando em um aumento do tempo de
protrombina.
ANTIDIABÉTICOS

Pode haver um resultado falso-positivo de cetonas na urina.

Concentrações de colesterol total, LDL e triglicerídeos podem


estar reduzidas em usuários de metformina

A concentração de HDL pode estar ligeiramente aumentada,


assim como a concentração de lactato no jejum.
O uso de aspirina, agentes antiinflamatórios não esteroides
(AINES) e anticoagulantes afetam a função das plaquetas
complicando o resultado de testes de função plaquetária e
tempo de sangramento.
CONCLUSÃO

As boas práticas em análises clínicas e toxicológicas são


importantes para identificar, reduzir e/ou eliminar as fontes
de erros potenciais no diagnóstico laboratorial. Para isso é
necessária a educação continuada dos profissionais atuantes
nas análises clínicas e toxicológicas.

Os profissionais que trabalham na recepção do laboratório


devem ser devidamente treinados para que a coleta de
informações sobre os medicamentos utilizados pelos pacientes
seja feita de forma correta a fim de ajudar o técnico do
laboratório na identificação dos mesmos e possíveis interações
com os exames realizados.
REFERÊNCIAS
ALVES, Antônio Vinicios. Paracetamol: riscos de hepatotoxicidade e
Interações medicamentosas. Centro de farmacovigilância do Ceará
(Ceface), n. 14, 2004.

ANVISA - AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Compêndio


de Bulas de medicamentos. Vol. I , Ed. ANVISA. 2004/2005.

FERREIRA, Bárbara C.; SANTOS, Karina L. dos; RUDOLPH, Steph C.;


ALCANFOR, Joana D.; CUNHA, Luiz C. da. Estudo dos medicamentos
utilizados pelos pacientes atendidos em laboratório de análises clínicas e
suas interferências em testes laboratoriais: uma revisão da literatura. Revista
Eletrônica de Farmácia, v. 6, n. 1, p. 33 - 43, 2009.

KROLL MH, Elin RJ. Interference with clinical laboratory analyses. Clin
Chem. 1994;40:1996-2005

MARTINELLO, Flávia; SILVA, Edson Luiz da. Interferência do ácido ascórbico


nas determinações de parâmetros bioquímicos séricos: estudos in vivo e in
vitro. Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial, v.39, n.4,
2003.
QUESTÕES
1. Qual a importância dos profissionais de saúde terem conhecimento de
quais os medicamentos que o paciente esta em uso?

2. Quais as maneiras que os medicamentos podem influenciar os


resultados dos exames laboratoriais? Explique.

3. Cite quais são os efeitos fisiológicos causados pelo uso de


medicamentos.

4. Cite algumas das principais alterações causadas por anti-hipertensivos.

5. Marque V ou F em relação as alterações causadas pelo uso de


antibióticos:
( )Podem produzir resultados falso-positivos ou resultados falsamente
elevados com testes de sulfato de cobre (Teste de Benedict, Clinitest ou
Fehling);
( ) ALT, AST, fosfatase alcalina e LDH estão diminuidos;
( ) Teste de coombs direto com falso-positivo;
( ) Afetam os testes enzimáticos para determinação da glicose sérica;
( )A contagem de células sanguineas pode estar com os níveis diminuídos;
Marque V ou F justificando as
alternativas falsas:
6. O alopurinol através da indução enzimática reduz os níveis séricos de ácido
úrico. ( )

7. A hidroclorotiazida, podem causar um aumento nas dosagens de glicose e


cálcio no sangue provocado por efeito patológico, assim como uma elevação
nos valores de potássio e sódio. ( )

8. O ácido ascórbico, por ser um potente agente redutor, interage com os


constituintes dos reagentes analíticos utilizados na determinação do
parâmetro bioquímico, causando um falso resultado na análise. ( )

9. O uso de aspirina, agentes antiinflamatórios não esteróides e


anticoagulantes afetam as plaquetas, porém o tempo de sangramento não
é alterado. ( )

10. Os medicamentos antidiabéticos podem levar a um resultado falso-


positivo de cetonas na urina e as concentrações de colesterol total, LDL e
triglicerídeos podem estar reduzidas nos pacientes que fazem o uso dos
mesmos. ( )