You are on page 1of 17

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS – UEA

ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE – ESA


MESTRADO EM BIOTECNOLOGIA E RECURSOS NATURAIS – MBT
INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS DA AMAZÔNIA -INPA

Orientado Elsy Yaneth Corredor Lara


Orientador: Dr. Paulo de Tarso Barbosa Sampaio
Manaus-Amazonas
2018
1
INTRODUÇÃO
Senna alata L.Roblox(Lauraceae)
Pau-rosa, mulatinho
 é um grande arbusto com muito
espessa e finamente felpudo
filiais é nomeado por seus botões de
flores que crescem em uma coluna
e parece com velas amarelas gordas,
cada uma completa com um chamas.

 É usado em vários
formas de doenças diferentes, como
infecções de pele contra fungos,
constipação e vermes intestinais etc

Fonte://http://pt.yihe-chem.com/flavour-and-fragra34743778.htmlnce/

2
INTRODUÇÃO
Cultura in vitro:
Cultura órgãos vegetais (explante) em frascos em vidro com
condições assépticas e condições físico e químicas controladas.
(temperatura, Luz, umidade relativa e meio de cultura).

Explante:
Qualquer célula , tecido,
órgão ( Semente, broto,
fragmento foliar, embrião,
Ápice) capaz de iniciar uma
cultura in vitro.
Fuente http:/www.fibbauru.br/site/conteudo/266-aperfeicoamento-micropropagacao-vegetal-e-
tema.html/

3
Cultivo

Essas plantas são cultivada em laboratório em substrato (meio


nutritivo) e consequentemente, levadas a casa de vegetação em
substrato aclimatação antes de serem transferidas para o
campo defenitivamente.

Fuente: http://fisiovegetal2011.blogspot.com.br/2011/06/propagacion-de- http://www.viverosvipesa.com/instalaciones.asp/


plantas-por-cultivo-in.html.

4
JUSTIFICATIVA
 Senna alata uma espécie medicinal que possui metabólitos de
interesse Farmacêutico, a espécie possui um crescimento
rápido devido a característica s de suas sementes.
 Apesar da produção in vivo de metabólitos especiais em S.
alata a quantidade de compostos ainda é insuficiente para
atender a demanda industrial. Assim muitas técnicas dentro
da biotecnologia vegetal têm sido utilizadas para aumentar a
produção de compostos. A cultura de células (calos), aliada ao
uso de precursores de vias biossíntéticas de metabólitos
secundários e de elicitores.

5
OBJETIVOS
Objetivo geral:
 Establecer um protocolo de calôgenese de Senna alata (L.)
Roxb. (FABACEAE) com ácido 2,4 diclorofeónico visando
obtenção de compostos de interesse biológico.
Objetivo especifico:
 Evaluar diferentes concentração de hormônio ácido 2, 4
diclorofenóxiacético na produção de calos de S. alata.

 Analizar a influencia de diferentes tipos de luz Led branca),


(Led cor) (Oscuridade) na indução de calos de S. alata.

 Caracterizar os compostos biológicos obtidos dos diferentes


calos visando metabolitos de intessese medicinal.

6
METODOLOGIA

Área do estudo.
Tipo de estudo. Laboratório de Cultura
Experimental de Tecidos Vegetais.
INPA

7
METODOLOGIA
1. O Obtenção de material vegetal.

sementes fornecidas pelo Banco de Sementes do Laboratório


de Microbiologia e Fertilidade do Solo do INPA, obtidas do
Lote, número 341, coletadas de árvores nativas na Estacão
Experimental de Hortaliças do Campus Manaus Zona Leste,
Manaus, Brasil.

8
METODOLOGIA
2. O Obtenção de explantes serão feito a partir de
SEMENTES obtidas in vitro.

2.1 Escarificação
2.2 Assepsia 2.3. Preparo do
mecánica
meio de Cultura
(Lixado)

2.4 Sementes
2.5 Condições
serão Inoculadas
controladas
medio de cultura

9
2. O Obtenção de explantes serão feito a partir de SEMENTES
2.1
obtidas in vitro.

Escarificação mecánica (Lixado)

A escarificação vai ser feita preferiblemente do lado aposto ao


hilo.
2. O Obtenção de explantes serão feito a partir de SEMENTES
2.1
obtidas in vitro.

2.2 Assepsia

As sementes Serão
serão lavadas inmersas em
com detergente soução de
neutro Carbenzaminn
•Durante 1 min.
3. Indução de calos através do uso 2,4-D na ausência
e presença de luz de LEDs
3. Indução de calos através do uso 2,4-D na ausência
e presença de luz de LEDs
CRONOGRAMA DE ATIVIDADES
Item Atividade Meses
2 4 6 8 10 12 14 16 18 20 22 24
1 Obtenção dos X X X X X X X X X
Créditos
2 Levantamento X X X X X X
Bibliográfico
3 Trabalho de campo X X

4 Trabalho de X X X X
laboratório
5 Redação do Projeto X X X X X

6 Coleta de Dados X X
6 Análise dos Dados X X X X X

7 Redação da X X X X X
Dissertação e Artigo

8 Defesa X

15
REFERÊNCIAS
Abbade, L.C.; Paiva, R.; Paiva, P.D.O.; Nogueira, G.F. Indução de calos de
jatobá (Hymeneae courbaril L.) em diferentes concentrações de 2,4-D e BAP.
Rev. Assoc. Bras. Hortic. 2005. Vol. 23. N.2. p.635
.
Araújo, V.C.; Corrêa, G.C,; Maia, J.M.S.; Marx, M.C.; Magalhães, M.T.; Silva,
M.L.; Gottlieb, O.R. Óleos essenciais da Amazônia contendo linalol. Acta
Amazônica 1971, Vol.1(3): 45 – 47.

HANDA, Lucia; SAMPAIO, Paulo de Tarso B. and QUISEN, Regina Caetano.


Cultura in vitro de embriões e de gemas de mudas de pau-rosa (Aniba
rosaeodora Ducke). Acta Amaz. [online]. 2005, vol.35, n.1 [cited 2018-05-24],
pp.29-33.
SAMPASIO , P.T.B.; FERRAZ I.D.K.; CAMAR, J.L.C. Manual de Sementes da
Amazônia. Fascículo 3: Pau-rosa (Aniba rosaeodora Ducke – Lauraceae).
2003. MCT/ INPA/PPFA/JICA. 6p

16
ORÇAMENTO

17