You are on page 1of 22

Ossos neurocrânio e

viscerocrânio

Daniele Castro
Frontal
Concha nasal inferior
Maxilar
Nasal
Parietal
Esfenóide
Temporal
Vômer
Zigomático
Occipital
A ATM é uma articulação que se encontra
entre a parte escamosa do osso temporal e
o processo condilar da mandíbula. Ela
compreende dois tipos de articulação
sinoviais - dobradiça e deslizamento - e é
formada pelo disco articular, processo
condilar da mandíbula, ligamentos e a
parte escamosa do osso temporal.
O disco articular é vascularizado e inervado nas áreas periféricas,
e na parte central é avascular e aneural. Ele está dividido em três
porções: anterior - espessa porção se localiza anteriormente ao
processo condilar da mandíbula com a boca fechada;
intermédiaria: está localizada ao longo do tubérculo articular
com a boca fechada; posterior: localizada superiormente ao
processo condilar da mandíbula com a boca fechada.O disco
articular divide a ATM em compartimentos superior e inferior. A
superfície interna dos dois compartimentos formam um
revestimento sinovial que produz um líquido sinovial, tornando a
ATM uma articulação sinovial. O líquido sinovial atua como um
lubrificante e também fornece as necessidades metabólicas para
as superfícies articulares da articulação temporomandibular.
A cápsula articular circunda completamente superfície
articular do osso temporal e do processo condilar da
mandíbula. Composta por tecido conjuntivo fibroso e
reforçada ao longo das faces medial e lateral por
ligamentos. Revestida por uma menbrana sinovial
altamente vascularizada.
Ligamentos Colaterais: compostos por dois ligamentos -
ligamento colateral medial e ligamento colateral lateral.
O ligamento colateral medial conecta a face medial do
disco articular ao pólo medial do processo condilar da
mandíbula. O Ligamento colateral lateral conecta a face
lateral do disco articular ao pólo lateral do processo
condilar. Os dois são compostos por tecido conectivo
colagenoso.
Ligamento lateral: é espesso na face lateral da cápsula
articular e impede o deslocamento lateral e posterior do
processo condilar da mandíbula. É composto por duas porções
separadas: a parte oblíqua externa e a prte horizontal
interna. A parte oblíqua externa é a maior porção, presa ao
tubérculo articular, cursa póstero-inferiormente para se fixar
em uma região imediatamente inferior ao processo condilar
da mandíbula, isto limita a abertura da mandíbula. A parte
horizontal interna é a menor porção, está presa ao tubérculo
articular cursando horizontalmente para se fixar à parte
lateral do processo condilar da mandíbula e disco articular,
isto limita o movimento posterior do disco articular e do
processo condilar.
Ligamento Estilomandibular: composto por um
espessamento da fáscia cervical profunda. Estende-se
do processo estilóide para a margem posterior do
ângulo e ramo da mandíbula. ajuda a limitar a protusão
anterior da mandíbula.
Ligamento Esfenomandibular: estende-se da espinha do osso esfenóide até a
língua da mandíbula. Pode ajudar atuando como eixo da relação à mandíbula
através da manutenção da mesma quantidade de tensão durante a abertura e
fechamento da boca.
Zona bilaminar: está localizada posteriormente ao disco
articular. Composta por: Lâmina posterior: contém
fibras elásticas e ancora a face superior da porção
posterior do disco articular à cápsula articular e ao osso
temporal no tubérculo articular posterior e parte
timpânica;
Coxim retrodiscal: porção altamente vascularizada e
inervada da ATM, formado por colágeno, fibras
elásticas, tecido adiposo, nervos e vasos sanguíneos;
Lâmina inferior: contém principalmente fibras
colágenas e ancora a face inferior da porção posterior
do disco articular.