You are on page 1of 36

Vírus,

um grupo a parte.
1.Qual é a estrutura típica de
um vírus?
Quais são as principais
características dos vírus?
. São organismos acelulares;
. São parasitas intracelulares obrigatórios;
. Não possuem metabolismo próprio, portanto não
fazem síntese protéica nem respiração celular;
. Seu material genético pode ser DNA ou RNA;
. Seu material genético possui apenas a informação para
produzir o RNAm (mensageiro), os outros dois,
RNAr (ribossômico) e RNAt (transportador) que
participam da construção de proteínas virais, são da
própria célula hospedeira.
. Ciclo lítico: que provoca a morte da célula hospedeira.
Ciclo lisogênico: não
provoca a morte da célula
hospedeira. Mas
posteriormente pode se
transformar em um ciclo lítico.
O que é um retrovírus?
É qualquer vírus que possui o RNA como
material genético e que, após a infecção
da célula hospedeira precisa transformá-lo
em DNA para conseguir se reproduzir.
Estes microorganismos só conseguem
fazer isso porque possuem uma enzima
especial, a transcriptase reversa.
RNA(viral) --------------→
↓ DNA(viral)
Como o vírus HIV se reproduz
no organismo humano?
• O vírus HIV (vírus da imunodeficiência
humana) é um retrovírus específico, ou seja,
ele ataca apenas um tipo de célula humana,
o linfócito T do tipo CD4 . Este linfócito é uma
célula de defesa muito importante, pois ela é
a principal responsável pelo aviso ou
“alarme” do nosso sistema imunológico,
sinalizando a outras células de defesa
quando ocorre a entrada de um organismo
estranho em nosso corpo.
Ciclo
reprodutivo
do vírus HIV:
Quais são as
principais viroses?
Bactérias
• A palavra bactéria vem do Grego, onde “bakteria” significa bastão.
• As bactérias são encontradas em todos os ambientes da Terra.
• As bactérias são seres microscópicos. A maioria apresenta
reprodução assexuada.
• Os Moneras são seres vivos unicelulares e procariontes.
• A célula dos Moneras não apresenta organelas celulares
membranosas . As únicas organelas celulares existentes
no citoplasma da célula destes seres vivos são os
RIBOSSOMOS.
• Os ribossomos são responsáveis pela produção de
proteínas.
• Pertecem a este reino: Bactérias, Cianobactérias,
Rickettsias e micoplasmas.
• As bactérias são divididas em
grupos :
• Arquiobactérias ( grupo Archae) –
Primitivas que vivem em meios hostis
como fontes termais, água salgada,
pântanos e regiões vulcânicas.
• Eubactérias– São as mais numerosas
e atuais

Eubactérias - Escherichia coli 


Arquiobactérias
élula bacteriana
Membrana plasmática
Citoplasma Parede celular
Mesossomo Cápsula
Ribossomos
Fímbrias
Enzimas relacionadas
com a respiração,
ligadas à face
interna da membrana
plasmática
Plasmídeos
Nucleóide
Flagelo DNA associado
ao mesossomo
utrição bacteriana

NITRIFICAÇÃO Nitrossomonas

2NH2 + 3O2 2NO- 2 (Nitrito) + 2H2O + 2H

Energia

6CO2 + 6H2 O C6H12 O6 + 6O2

Fotossísntese bacteriana
luz

6CO2 + 12H2S C6H12 O6 + 6H2O + 12S


bacterioclorofila
Formas das Bactérias

De acordo com a forma que apresentam, as bactérias são


classificadas em:
• ESPIRILO: tem forma de espiral;
• COCO: tem forma arredondada;
• VIBRIÃO: tem forma de vírgula;
• BACILO: tem forma de bastão.
Diplococos

COCOS – Chlamydia trachomatis


Estreptococos (Streotococcus)

Estafilococos
Sarcina

ESPIRILOS – Treponema pallidum


VIBRIÃO – Vibrio cholerae

BACILO – Mycobacterium tuberculosis


Estreptobacilo
de celular: método de Gram

ctéria gram-positiva
Hans Christian Joachim Gram (1853 - 1838)
Esquema de bactéria com
parte da célula removida.

Parede celular
formada por camada
espessa de
peptidoglicano

Membrana plasmática

Esquema de parte da parede celular e da membrana


plasmática de bactéria gram-positiva.
de celular: método de Gram

ctéria gram-negativa
Esquema de bactéria com Hans Christian Joachim Gram (1853 - 1838)
parte da célula removida.

Fosfolipídios Camada lipoprotéica


Lipopolissacarídeo
externa, espessa,
Proteína semelhante à membrana
plasmática, com
lipopolissacarídeos

r al ul ec e der a P
Camada de peptidoglicano

Lipoproteínas
Membrana plasmática
Esquema de parte da parede celular e da
membrana plasmática de bactéria gram-negativa.
Reprodução das
bactérias: divisão
Parede celular
Duplicação do DNA
Membrana
plasmática

Molécula de DNA

Separação das células


Transdução
Fago
O DNA do fago Quando o profago inicia o ciclo
integra-se ao DNA lítico, o DNA da bactéria é
da bactéria como degradado e novos fagos podem
O DNA de um profago. conter algum trecho do DNA
um fago penetra da bactéria.
na célula de
uma bactéria.
DNA do fago
com genes da
bactéria
Genes de outra bactéria A célula
são introduzidos e O fago infecta bacteriana se
integrados ao DNA nova bactéria. rompe e libera
da bactéria hospedeira. muitos fagos,
que
podem infectar
outras células.
Conjugação
Plasmídeo DNA bacteriano

Célula “macho”

Ponte
citoplasmática

Célula “fêmea”

Célula “macho”

Separação
das células

Célula “macho”
Principais doenças…
Associadas à pele:
•Acne
•Erisipela
Associadas ao sistema nervoso:
•Botulismo
•Meningite
•Tétano
•Hanseníase ou lepra
Associadas ao sistema cardiovascular
e linfático:

•Brucelose
•Febre maculosa
•Febre reumática
•Gangrena gasosa
•Peste
•Tifo epidêmico
Associadas ao sistema
respiratório:

•Antraz
•Coqueluche
•Tuberculose
•Difteria
•Pneumonia bacteriana
Associadas ao sistema digestório:

•Cárie
•Cólera
•Disenteria bacilar
•Gastrenterite
•Febre tifóide
•Salmonelose
•Doença péptica
Associadas ao sistema urinário:

•Cistite
•Leptospirose
•Cancro mole
•Gonorreia
•sífilis
Prevenção e tratamento de
doenças bacterianas…

• Higiene
• Antibióticos
• Vacinas