You are on page 1of 19

Curso de Medicina de Família e Comunidade

Conselho Regional de Medicina


Módulo de Promoção à Saúde e Prevenção de Doenças

Corpo Terapêutico
Um enfoque na Saúde

Nathan Mendes Souza


Graduado em Medicina pela UFMG
Cursando Especialização em Economia e Gestão em Saúde
e Mestrado em Educação Médica
Professor de Medicina Legal e Deontologia Médica
da FAMED - UFC - Sobral

Sobral, 03 de Setembro de 2005


Atividade física e
Prevenção de Doenças
• Efeito Protetor da atividade física:

Doença isquêmica do coração


HAS
DM II
Osteoporose
Câncer de cólon
Ansiedade e Depressão
Duncan, 2004
Mecanismos da proteção pela
atividade física
O exercícios físicos regulares resultam em:
Melhora do perfil lipídico, da fibrinólise e da função
plaquetária.
Reduz a pressão arterial
Controla da obesidade
Melhora da tolerância à glicose e a sensibilidade à
insulina
Aumenta a densidade óssea
Melhora a imunidade e aspectos psicossociais
Duncan, 2004
Benefícios do Exercícios Físicos em
Situações Clínicas Específicas

• Prevenção e reabilitação de pacientes


com doença arterial coronariana
• Prevenção e Tratamento da HAS
• Efeito sobre o perfil lipídico
• Reabilitação do Paciente pós AVC
• Prevenção e tratamento da obesidade
• Prevenção e tratamento da DM Tipos 1 e 2
Benefícios do Exercícios Físicos em
Situações Clínicas Específicas

• Prevenção de osteoporose e das Fraturas


osteoporóticas
• Artrose
• Artrite Reumatóide
• Prevenção e tratamento da dor lombar
• Asma
• DPOC
• Psique
Definições

Estresse refere-se à desestabilização psicofísica ou à perturbação do


equilíbrio pessoa-ambiente.
Nitsch,1976; McGrath, 1981; Samulski, 1992

Estresse é desgaste geral do organismo. Novaes, 1998

Tensão é a condição na qual o ser humano responde ao seu estado de


desequilíbrio.
Roeder, Maika Arno, 2003

Desenvolvimento humano – inconsciente individual e coletivo.


Efeitos psicos somáticos
do e str esse

Excitação, raiva ou Preocupação,


ansiedade depressão ou letargia

SN Simpático SN Parassimpático

PA, palpitações e
FC, PA, circulação cerebral
calafrios

Fraqueza muscular
Aumento do tônus muscular
Roeder, Maika Arno, 2003
Síndrome da adaptação geral

Nível de
adaptação normal

Fase de
Fase de
Reação de alarme resistência esgotamento

SELYE, 1981. P.167


aiores progressos em termos de saúde pública, nestes
manifestação da prática da atividade física regular” (

Educação Física

Relaxamento
Mecanismo Biológico

Exercício Físico Mecanismo Psicológico

Mecanismo Social

Relaxamento
Efeitos do exercício físico
na saúde

Mecanismo Biológico:

da temperatura corporal efeito tranqüilizante a curto prazo

Melhora adaptação ao estresse atividade simpática

potencial nervoso do músculo em repouso liberação de tensão

Facilita a neurotransmissão de melhora do ânimo


serotonina e dopamina

Liberação de endorfinas melhoras psicológicas

Plante & Rodin, 1990


Efeitos do exercício físico
na saúde
Mecanismo psicológico:
Melhora condição física sensação de competência, controle e
auto-suficiência

Desencadeia estado de consciência mais relaxado

Provoca distração, diversão, tempo de evasão de pensamento,


emoções e condutas desagradáveis

Reforço social estados psicológicos melhorados

Compete com estados negativos, como ansiedade e depressão

Plante & Rodin, 1990


Efeitos do exercício físico
na saúde

Aspecto social:

Auto suficiência - auto controle - autonomia

Integração social - relacionamento inter pessoal - socioempatia

Disciplina, superação, maturidade pessoal, funcionamento em grupo

Egocentrismo

Banuelos,1996
Relaxamento

diminuição de
Proporciona
rigidez
descanso

Diminuição de
Relaxamento
Método de recondicionamento Diminuição de
contrações instabilidade
psicofisiológico

Diminuição
Diminuição de
da ansiedade
hiperexitabilidade

Roeder,Maika Arno, 2003


Relaxamento

Relaxamento é o meio de intervenção terapêutica que visa a pacificação


das tensões e conflitos.
Fonseca, 1983
• Opõe-se ao estresse,
• Reforça a homeostase, diminuindo a angústia e a emotividade,
• Normaliza os processos físicos, mentais e emocionais,
buscando estar mais próximo de um estado de equilíbrio.
• Controle e percepção conscientes dos movimentos
respiratórios
• Quanto mais profundo o relaxamento, mais se prolonga o ciclo
respiratório, propiciando respiração mais tranquila
• Propicia vivência corporal
• Busca atingir um estado de repouso e calma interior,
proporcionando integração entre corpo e realidade, elaborando
resposta para satisfazer as exigências da vida real.

Roeder,Maika Arno, 2003


Condições para o relaxamento
Respiração

A respiração é essencial à vida e, feita de forma adequada, através dos


exercícios respiratórios, é um antídoto contra o estresse, reduzindo a
ansiedade, a depressão, a irritabilidade, a tensão muscular e a fadiga.

Roeder,Maika Arno, 2003

• É a única função visceral executada inteiramente por


músculos voluntários e controlada diretamente pelo
sistema nervoso central
• Transtornos mentais conduzem à alterações da
respiração
• Técnicas de respiração
• A reeducação do movimento respiratório combate
os vícios respiratórios e restaura a via nervosa
correspondente
O exer cício f ís ico na
pr ática da saúde
• Está relacionado positivamente com o bem-estar físico,emocional e
psíquico em todas as idades e ambos os sexos

• Reduz respostas emocionais frente ao estresse, ex. estado de


ansiedade, abuso de substâncias

• Reduz níveis leves e moderados de depressão e ansiedade

• Pode tornar-se parte do tratamento de depressão maior

• A prática regular se relaciona com a redução alguns


comportamentos neuróticos

• Pessoas fisicamente saudáveis que estão sob medicação


psicotrópica podem praticar exercício físico sob supervisão médica

Amersfoort, 2000
Reflexão

“O movimento é a expressão do ser.


Expressão física, espiritual e cultural.
Ele codifica, através de gestos, toda a
complexidade de nossa vida interior.”

Feijó, 1998